Tatiana Sobreira: ECCE MULIERE A subjetividade foi...

ECCE MULIERE



A subjetividade foi sepultada pela objetividade, e fez da humanidade um repetidor de suas ações. O eterno retorno ‘as Cavernas.
O que é belo de fato?
Quais belezas são bases para ser belo?
A beleza passa ser um objeto e uma vontade treinada aos olhos.
Tudo condicionamento e manipulação da mente.
Ilusão, mera ilusão.
A arte está sendo sepultada a olhos vistos e nos deleitamos com cada detalhe desta morte premeditada. Imbecis, nos entregamos a esta “tecnicidade”nas profissões, que engessam os artistas que há bilhões de anos estiveram montados em quatro patas. Retrocesso?

Quanto mais navego nos sites de cultura do meu pais, em especial o do ministério da cultura, constato a dificuldade em produzir e fazer uma arte independente. "Emburrocratizar" a cultura e a arte, estreita o artista. Esqueceram de avisar que arte é fluir e não emperrar. Esqueceram de dizer que arte pode vir a ser negócio, não a prisão para o vulcão do gênio criador.


Navego e vejo editais e mais editais num site confuso que diz ter uma seção exclusiva para todas as regiões do pais. Encontro a região norte. Clico. O nome Manaus, difícil de ser encontrado. Mas caminhemos. Um dia a cobra vai fumar! Enquanto isso caboclo, tem que dormir na rede e dominar na rede. Este é meu campo de atuação, por enquanto.

T.S.

1 compartilhamento
Inserida por Sobreira1234