Crônicas Animais

Cerca de 521 crônicas Animais

AMOR SEM MEDO.
No amor todos os seres,racionais e irracionais, são todos animais, com sentimentos iguais.
Para vivermos precisamos de amor!
O amor é o sentimento lindo que alimenta a nossa alma e abre as portas do coração. É o bálsamo para a nossa vida. É emoção.
Quando amamos tudo é alegria, tudo é paixão, tudo é felicidade.
Parece que o mundo que nos cerca, vive nos sorrindo.
Até as cores que não tinham cores ficam coloridas.
O perfume das flores se torna primaveril, como se a única estação fosse somente o amor.
Amor. É a doce sensação de amar!
Se for jovem amadurece, se maduro, rejuvenesce.
Em ambos os casos, a gente renasce e cresce.
O amor não tem hora e nem idade!
Porque o amor flui alegria e respira felicidade!
O amor em a sua essência de amar, não é pecado, é uma prece.
A gente vive, aproveita cada momento que ele aparece, agradece, curte e quando vai embora, guarda as doces lembranças e não esquece.
Amor é amar. Amar é sonho! Amar é vida!
Vamos viver o amor, antes que a vida fenece.
Amar, sem preconceito e sem medo de ser feliz é o que todo mundo merece! É o que precisamos e merecemos!
Ser FELIZ!

Inserida por marsouza42

Os Animais Carnívoros

Dava pelo nome muito estrangeiro de Amor, era preciso chamá-lo
sem voz - difundia uma colorida multiplicação de mãos, e aparecia
depois todo nu escutando-se a si mesmo, e fazia de estátua durante um
parque inteiro, de repente voltava-se e acontecera um crime, os jornais
diziam, ele vinha em estado completo de fotografia embriagada, desco-
bria-se sangue, a vítima caminhava com uma pêra na mão, a boca estava
impressa na doçura intransponível da pêra, e depois já se não sabia o
que fazer, ele era belo muito, daquela espécie de beleza repentina e
urgente, inspirava a mais terrível acção do louvor, mas vinha comer às
nossas mãos, e bastava que tivéssemos muito silêncio para isso, e então
os dias cruzavam-se uns pelos outros e no meio habitava uma montanha
intensa, e mais tarde às noites trocavam-se e no meio o que existia agora
era uma plantação de espelhos, o Amor aparecia e desaparecia em todos
eles, e tínhamos de ficar imóveis e sem compreender, porque ele era
uma criança assassina e andava pela terra com as suas camisas brancas
abertas, as suas camisas negras e vermelhas todas desabotoadas.

Um homem estava sentado sozinho, assolado pela tristeza.
E todos os animais chegaram perto dele e perto dele e disseram:
- Não gostamos de vê-lo tão triste. Peça o que quiser e você terá.
O homem disse:
- Quero ter uma boa visão
O falcão respondeu:
- Você terá a minha
O homem disse:
- Quero ser forte
O Jaguar disse:
- Serás forte como eu
Então o homem disse:
- Há muito tempo que quero saber todos os segredos da terra.

A serpente então, disse:
- Eu os revelarei a você.

E foi assim com todos os outros animais. E quando o homem recebeu todos os dons que os animais podiam dar, ele foi embora.
Então a coruja disse para os outros animais:
- Agora o homem sabe muito, e pode fazer muitas coisas, ele não precisa mais de nós. De repente fiquei com medo.

O cervo disse:
- O homem já tem tudo o que precisa. Agora sua tristeza acabará.
Mas a coruja lhe respondeu:
- Não! Eu vi um vazio no homem, profundo como a fome que ele nunca saciará. É isso que o faz triste e sempre o faz querer mais. Ele continuará tomando, até que o mundo diga:
- Chega! Eu não existo mais, e não sobrou nada para lhe dar.

Inserida por wenderataides

Quando vejo dois animais que aparentemente são inimigos naturais em atitudes de verdadeira comunhão, reflito sobre a extensão daquele sentimento-mor a que denominamos "AMOR".
Se os animais não têm o atributo da razão, como explicar essa ligação entre dois animais aparentemente tão diferentes? Creio que a única resposta seja a de que o amor não é pra ser pensado... é pra ser sentido. E, se isso é realmente uma verdade cósmica, então minerais, vegetais e animais não são meros enfeites na vida dos seres humanos, mas sim, são a própria paisagem do quadro de Deus... e da qual nós também fazemos parte.

Inserida por sergiodinizdacosta

Eu gosto de pessoas
que gostam de pessoas,
eu gosto dos animais,
mais as pessoas estão e
estarão sempre na frente,
eu gosto de gente,
não me faz diferença se
é branco, preto,
amarelo ou vermelho,
eu gosto de pessoas,
não me importo se são pobres,
ricas, milionárias ou miseráveis,
eu goto de pessoas que gosta de estar,
falar, ouvir e conversar, poder tocar,
sentir o cheiro, abraçar e beijar,
não estou preparado para as maquinas e robôs,
confesso que por um certo tempo ate pode ser bom ter e ser virtual...
eu gosto e prefiro de gente que gosta de gente

Inserida por nereualves

Eu sempre me apego as pessoas de forma insensata. Faço isso com amigos, com amores, até com animais...
Eu perco...
Perco tempo, perco pedaços de mim, perco pessoas.
Onde está meu erro?
Estou errando por dar amor, amor demais.
Me abro, me entrego, mas nada recebo em troca. Só partidas, despedidas. As vezes nem as despedidas.
Quero me trancar, alguém me dê uma chave, alguém me ajude a aliviar essa dor.
Não suporto não ter alguém para dar amor.
Eu quero fugir de mim, sair correndo, separar meu meu corpo e minha alma. Cada um que caminhe separado.
Estou cansada...não sei como voltar a brilhar, a viver.

Inserida por Caotica

Eu estou pensando seriamente em não me aproximar mais de nada, nada mesmo, nem pessoas, nem animais, nem objetos, nada. Nada que possa partir e deixar meu coração partido. Acho que já tive ele partido demais pra querer que isso aconteça de novo. Na minha vida já tiveram muitas partidas… que vão de partida após um desentendimento até a partida causada pela morte. Acho que no mínimo meu coração já tem uns mil e um band-aid pregados nele, tentando consertar os machucados de partidas.. o que vamos combinar é totalmente sem sentido, porque quando eu penso em algo como pra sempre, algo ou alguém vem acabar com essa ideia e adivinha? Isso mesmo, meu coração é partido outra vez. Eu tenho medo de me apegar em uma pessoa e ela partir depois de 3 dias.
Pra falar a verdade, eu nunca soube lidar com partidas e nem com a dor que elas causam.. e por falar nisso, olha a vida ai de novo tentando testar minha habilidade de ser forte.. e que venha o milésimo segundo band-aid.

Inserida por bbittencourts

Evolução!

Justificar falta de respeito e educação com a condição de sermos "animais" com instintos "inerentes"... é assumir que ainda somos seres irracionais com a condição de sermos chamados de animais "inteligentes".
O que difere a nossa condição é justamente o fato de sermos capazes de assimilar o certo e o errado..., e principalmente de termos a opção de escolhermos um ou outro, assim, lutar contra os nossos instintos é uma obrigação e não uma opção.
O que precisa ser inato é pura e simplesmente a certeza de que todos estamos aqui para evoluir, sendo assim é impossível tentar resistir e/ou fugir da responsabilidade que temos de buscar a sempre a perfeição.
Sinto informar, mas não dá mais para voltar atrás, o caminho é você quem escolhe, mas a direção será sempre e apenas uma..., em frente.

http://www.facebook.com/rascunhosescondidos

Inserida por rascunhosescondidos

"De todas as coisas que guardo, cada dia mais dentro de mim, estão os passarinhos, os animais, os amigos, as flores da noite que exalam perfumes de "sensualez" e são chamadas "Damas da noite". Guardo comigo cada gargalhada gostosa, daquelas de doer a barriga.Guardo os porres que já tomei por amor e as ressacas prometidas de nunca mais beber.E tambem as vezes que ví uma estrela cadente e era pra fazer um pedido e eu fiz tres.
Guardo o som das luzes das discoteques, dos olhares na hora da música lenta e do desejo de que chegasse logo um fim de semana pra eu me encontrar de novo com as amigas e a gente falar daqueles garotos que olhávamos de "rabo de olho".
De todas as coisas, guardo o olhar de meu pai, emburrado, com o chinelo na mão, cada vez que eu pegava as uvas verdes da parreira.E eu pegava todas. Imagina quantas chineladas e quantas lágrimas de meu pai por cada chinelada em mim.
E de minha mãe que continua poderosa como mãe, eu escuto dela que eu nunca devo desistir de nada.E não desisto não, mãe!
Coisa boa, quando corações nos falam. E sempre os escuto.
Das chineladas virei mulher bem feita e certa do que quero. Dos sonhos eu tiro as noites bem dormidas.Por que posso sonhar com o que quizer.
Não acredito que as pessoas não tenham nada no coração pra se mirar.
Eu sempre fui manteiga derretida, mas hoje juntei esta manteiga e fiz um bolo. É melhor assim.A gente tem que chorar quando for preciso e não ficar de deboche das arruaças que achamos a vida vai nos trazer.
De todas as coisas, guardo o que perdí e que não posso ter mais: Pessoas, animais, anos, dias....amores!
Mas, digo eu....Daquilo que eu sei, de todas as coisas que eu guardo, com mais certeza, é a minha vontade de ser muito feliz, minha caridade com o próximo, minha vontade de que cada um tenha um pouco mais da vida.
De todas as coisas, eu guardo um amor bonito dentro de mim, cheinho de fantasias a serem vividas na vida real.
Mas, um velho sábio me disse: Não guarde nada, menina! Quem guarda é "Guarda noturno" que apita de noite e guarda apenas a solidão como companhia.
E eu acredito que é isso mesmo: Quem guarda alguma coisa e não a desafia, acaba se perdendo na solidão daquilo que um dia destes quaisquer, seja de chuva ou de sol, verá que não valeu a pena estocar.
Se não tirar do depósito, tudo um dia passa do prazo de validade."

Inserida por marydenyse

Prefiro ficar perante 1000 leões, do que diante de meia dúzia de animais racional num poder governamental.

Estar perante 1000 leões, o perigo é eminente com certeza de morte súbita.mas, meia dúzia de homens maus sob-cobertura de um poder governamental: eles podem aterrorizar seu estado psicológico ao ponto de temeres todas as pessoas; perderes o emprego;familiares;sua filha vira prostituta; seu filho ladrão e você mendigo.
Frustram-te ao ponto de te fazer crer que a morte é a solução.

Inserida por carlosalexandrestar

RESGATE PARA ANIMAIS
Hoje quase presenciei uma coisa muito triste na avenida...um doido empinando uma moto quase atropela um cãozinho que inocentemente atravessava com toda consciência justo na faixa de pedestres..ai pensei poxa se esse sujeito atingisse o animalzinho e se viesse a cair se arrebentando todo acho que alguém que não soubesse o motivo da queda acionaria o resgate...mais e o pobre animal como eu o iria socorre-lo ??...que tal implantação de uma U.R.A unidade de resgate animal..

Inserida por valdeir2vieira

A vida pede socorro. A terra, as pessoas , os animais. Pede porque ta faltando afeto, ta faltando bem querer, ta faltando cuidado, ta faltando o achego a Deus. Não deixe que seu amor esfrie também. Não deixe que a maldade de alguns te cerque de espinhos. Ainda existem muitos que se empenham em fazer o bem, em ajudar, em colaborar com um mundo melhor. Todos podemos fazer um pouco... todos devemos fazer um pouco. Palavras aquecem o coração, mas é importante agir também. Quantos estão ao seu lado, muitas vezes precisando de algo? Vamos dar afeto, vamos dar amor, mas vamos ser mais participativos ... Caridade é aquilo que se faz quando o amor transborda em ações. Vamos cuidar mais um do outro. Vamos deixar a alma doce e as mãos serem usadas como instrumentos de Deus. Ilumine sua vida e a vida dos que estão ao seu redor. É bom , encanta e faz bem!

Lene Dantas.

Inserida por LeneDantas

Os sábios

Sábios os animais
Que nascem e crescem
Grudados em suas mães
O tempo todo que lhes é permitido

Sábias elas (mães)
Que os manda embora
No tempo que a natureza
Sabiamente determina

Sábios os animais
Que pressentem o luto
Choram por seus companheiros
E exaltam a vida (que segue)

Sábios eles
Que procuram a solidão
Quando a hora fatal se aproxima
E não compartilham o sofrimento

Muito sábios eles
Que rendem homenagens
Aos que os precederam
E afagam os que ficaram

Sábios os animais
Que sabem e sentem
Serem seres de passagem
Por esta vida efêmera

Sábios
Sempre sábios
Sem saberem
Os animais


(Nane-15/11/2014)

Inserida por Nanevs

Luto.Amor aos animais (homenagem à minha PITUCHA!)
Hoje, com o coração em mil pedaços, estou chorando externa e internamente. Perdi uma criatura muito querida, como se fosse um ente da família. Pudera, foram nada mais, nada menos do que 16 anos de convivência amiga é fiel.
Ela era forte, dócil, alegre e obediente.
Quando carente, caminhava cabisbaixa até mim, pedindo carinho. Ao acariciá-la, ela num gesto de agradecimento, abraçava minhas mãos com as suas patas dianteiras esfregando a sua cara nos meus braços.
Quantas vezes eu levantasse á noite e saía ao quintal, ela estava sempre apostas para me acompanhar.
Era a mais pura cumplicidade de uma grande amizade.
Nunca ficou doente, nesses seus mais de 16 anos de vida.
Agora, quando caiu enferma foi para se despedir, para nunca mais voltar,
Eu, em rretribuiçao, não fiz mais do que a minha obrigação, em reconhecimento a esse amor profundo de amizade.
Fiz de tudo para sslvá-la, mas não foi possível.
Meu último gesto de amizade foi trazê-la de volta pra casa - parece que ela estava me pedindo isso, eu senti - para que pudesse morrer dignamente em casa, com todo o nosso carinho.
Se o Santo Protetor dos animais quis assim, assim se cumpriu o ciclo da vida da minha fiel amiga.
A vida é assim para todos. Começamos a morrer, no dia em que nascemos.
Parta em PAZ, minha querida e fiel amiga. Pelo o menos,você viveu feliz em nossa companhia!
Hoje você, finalmente, também descansou.Deixando belas recordações de exemplo de uma fiel amizade.
Hoje, parece que morreu também, parte de mim.
Adeus, minha PITUCHA
Minha querida animal de estimação.
Chorando, saudades eternas !
Chorando, saudades eternas !

Inserida por marsouza42

somos criatura que não se apaixona
bebemos a vida resta no teu coração
espere que animais sangrentos de sede
venham ter piedade ou compaixão
revelar quem somos quem sou
rir ou chorar não fazem mais parte
diga que deliberações sejam parte
da crueldade mais fato da escuridão
ninguém senti falta de algumas almas.
como tantos são perdidos,
nenhum deixado para trás.

Inserida por celsonadilo

Vejam quais os animais eram divinizados no antigo Egito.

O crocodilo domesticado (deus Sebek), O carneiro (O criador da raça humana), O escaravelho (deus-Sol), O Falcão (deus solar), A gata (A deusa Bastet), O babuíno (deus da escrita), A leoa (deusa Sekhmet), O chacal (Anúbis), O boi (ápis), As serpentes (a viagem do deus-Sol pelo reino das sombras durante a noite), A vaca (deusa do amor), O hipopótamo (Tueris), A ave (Íbis), O cachorro (deus do mal).
------------------------------------------------------
A ave.

O íbis é uma ave pernalta de bico longo e recurvado. Existe uma espécie negra e outra de plumagem castanha com reflexos dourados, mas era o íbis branco, ou íbis sagrado, que era considerado pelos egípcios como encarnação do deus Thoth. Esta ave tem parte da cabeça e todo o pescoço desprovido de penas. Sua plumagem é branca, exceto a da cabeça, da extremidade das asas e da cauda, que é muito negra. Um homem com cabeça de íbis era outra das representações daquele deus.
-------------------------------------------------------
A vaca.

Uma vaca que usava um disco solar e duas plumas entre os chifres representava Hathor, deusa do céu e das mulheres, nutriz do deus Hórus e do faraó, patrona do amor, da alegria, da dança e da música, mas também das necrópoles. Seu centro de culto era a cidade de Dendera, mas havia templos dessa divindade por toda parte. Também era representada por uma mulher usando na cabeça o disco solar entre chifres de vaca, ou uma mulher com cabeça de vaca.
-------------------------------------------------------
O hipopótamo.

Tueris era a deusa-hipopótamo que protegia as mulheres grávidas e os nascimentos. Ela assegurava fertilidade e partos sem perigo. Adorada em Tebas, é representada em inúmeras estátuas e estatuetas sob os traços de um hipopótamo fêmeos erguido, com patas de leão, de mamas pendentes e costas terminadas por uma espécie de cauda de crocodilo. Além de amparar as crianças, Tueris também protegia qualquer pessoa de más influências durante o sono.
-------------------------------------------------------
O crocodilo.

Um crocodilo ou um homem com cabeça de crocodilo representavam o deus Sebek, uma divindade aliada do implacável deus Seth. Seu centro de culto era Crocodilópolis, na região do Faium, onde o animal era protegido, nutrido e domesticado. Um homem ferido ou morto por um crocodilo era considerado privilegiado. A adoração desse animal foi, sobretudo importante durante o Médio Império.
-------------------------------------------------------
O cachorro e o bode.

Seth era um deus representado por um homem com a cabeça de um tipo incerto de animal, parecido com um cachorro de focinho e orelhas compridas e cauda ereta, ou ainda com a cabeça de um bode. Deus dos trovões e das tempestades tinha seu centro de culto na cidade de Ombos. Embora inicialmente fosse um deus benéfico, com o passar do tempo tornou-se a personificação do mal.
-------------------------------------------------------
O carneiro.

O carneiro, animal considerado excepcionalmente prolífico pelos egípcios, simbolizava um dos deuses relacionados com a criação. Segundo a lenda, o deus Knum, um homem com cabeça de carneiro, era quem modelava, em seu torno de oleiro, os corpos dos deuses e, também, dos homens e mulheres, pois plasmava em sua roda todas as crianças ainda por nascer. Seu centro de culto era a cidade de Elefantina, junto à primeira catarata do rio Nilo. Um dos velhos deuses cósmicos é descrito como autor das coisas que são origem das coisas criadas, pai dos pais e mãe das mães. Sua esposa era Heqet, deusa com cabeça de rã, também associada à criação e ao nascimento.
-------------------------------------------------------
O falcão.

O deus nacional do Egito, o maior de todos os deuses, criador do universo e fonte de toda a vida, era o Sol, objeto de adoração em qualquer lugar. A sede de seu culto ficava em Heliópolis (On em egípcio), o mais antigo e próspero centro comercial do Baixo Egito. O deus-Sol é retratado pela arte egípcia sob muitas formas e denominações. Seu nome mais comum é Rá e podia ser representado por um falcão, por um homem com cabeça de falcão ou ainda, mais raramente, por um homem. Quando representado por uma cabeça de falcão estabelecia-se uma identidade com Hórus, outro deus solar adorado em várias partes do país desde tempos remotos.
-------------------------------------------------------
O gato.

Uma gata ou uma mulher com cabeça de gata simbolizava a deusa Bastet e representava os poderes benéficos do Sol. Seu centro de culto era Bubástis, cujo nome em egípcio — Per Bast — significa a casa de Bastet. Em seu templo naquela cidade a deusa-gata era adorada desde o Antigo Império e suas efígies eram bastante numerosas, existindo, hoje, muitos exemplares delas pelo mundo. Quando os reis líbios da XXII dinastia fizeram de Bubástis sua capital, por volta de 944 a.C., o culto da deusa tornou-se particularmente desenvolvido.
-------------------------------------------------------
O babuíno.

O babuíno ou cinocéfalo é um grande macaco africano, cuja cabeça oferece alguma semelhança com os cães. No antigo Egito este animal estava associado ao deus Thoth, considerado o deus da escrita, do cálculo e das atividades intelectuais. Era o deus local em Hermópolis, principal cidade do Médio Egito. Deuses particularmente numerosos parecem ter se fundido no deus Thoth: deuses-serpentes, deuses-rãs, um deus-íbis, um deus-lua e este deus-macaco.
-------------------------------------------------------
A leoa.

Uma mulher com cabeça de leão, encimada pelo disco solar, representava a deusa Sekhmet que, por sua vez, simbolizava os poderes destrutivos do Sol. Embora fosse uma leoa sanguinária, também operava curas e tinha um frágil corpo de moça. Era a deusa cruel da guerra e das batalhas e tanto causava quanto curava epidemias. Essa divindade feroz era adorada na cidade de Mênfis. Sua juba — dizem os textos — era cheia de chamas, sua espinha dorsal tinha a cor do sangue, seu rosto brilhava como o sol... O deserto ficava envolto em poeira, quando sua cauda o varria.
-------------------------------------------------------
O chacal.

O chacal, animal que tem o hábito de desenterrar ossos, paradoxalmente representava para os egípcios o deus Anúbis, justamente a divindade considerada a guarda fiel dos túmulos e patrono do embalsamamento. No reino dos mortos, na forma de um homem com cabeça de chacal, ele era o juiz que, após uma série de provas por que passava o defunto, dizia se este era justo e merecia ser bem recebido no além-túmulo ou se, ao contrário, seria devorado por um terrível monstro. Anúbis tinha seu centro de culto em Cinópolis.
-------------------------------------------------------
O boi.

Boi sagrado que os antigos egípcios consideravam como a expressão mais completa da divindade sob a forma animal e que encarnava, ao mesmo tempo, os deuses Osíris e Ptá. O culto do boi Ápis, em Mênfis, existia desde a I dinastia pelo menos. Também em Heliópolis e Hermópolis este animal era venerado desde tempos remotos. Antiga divindade agrária simbolizava a força vital da natureza e sua força geradora.

Inserida por JorgeMello

Nós somos os mais perigosos animais selvagens domesticados.
Demoraremos mas um dia alcaçaremos o alto conhecimento da natureza humana e conviveremos em harmonia com os demais animais em lindas cidades conectadas com a natureza, sem poluição, com reuso inteligente das águas, com o reciclo fucionando como educação básica, se uma árvore cair, plantaremos duas... um lugar onde a hipocrisia anda em baixa e a guerra não tem vez. Um lugar onde o respeito e o amor reina em uma biodiversidade livre.

Sonhar não custa nada... Mas fazer acontecer é com você!

- Filipe Soares 22-09-2015

Inserida por filipesoares

⁠Por sermos: o MELHOR dos animais;
Façamos BEM, todo o nosso fazer;
Pra que um dia de nós possam dizer;
Quão tivemos, o TAL; havido em tais!

Nós…

Pela esperteza havida, em nós tão tida:
Tal como pelo bom comunicar;
Em tais existe este gostoso dar;
Que tanto prolongou esta nossa vida!...
Prolongou pelo bom cuidado havido;
De registarmos o nosso passar;
Quer tenha feito rir, ou tão chorar;
O importante, foi esse cuidar tão tido.

Cuidar, em que sempre, nos socorremos;
Por como animais sermos dependentes;
Dos saberes que em nós estando ausentes;
Não o estão, nos deixares de quem nascemos!...
Que bom, é termos um aceder tal;
Por tão nos permitir vermos passado;
Tal como todo o em tal por nós deixado;
Deste nosso existir, como animal.

Que bom foi tal existir, registarmos;
Desde as velhinhas pinturas rupestres;
Até outras artes de grandes mestres;
Por tão gostarmos de as apreciarmos!...
Pois em tais, há pra nós todo um dizer;
Para por nós ser bem apreciado;
Nesse bonito havido e registado;
Com intenção de nos mostrar: fazer.

Fazer, deixado por antepassados;
Que para nós tiveram tal prudência;
De apurarem, sempre a havida evidência;
Dos factos que deixaram relatados!...
Daí, hoje em nós termos tais registos;
Guardados, pela em tantos: paciência;
A que hoje todos chamamos ciência;
Para por nós poderem, tais ser vistos.

Por da ciência, sermos dependentes;
Como do ar pra viver, que respiramos;
Vamos tentar expulsar, mal que herdamos;
Deixando-a perfeita aos descendentes!...
Perfeita, ao em tal: Divino anotarmos;
Quando por nós O Tal, seja palpado;
Como o é, na história, tal Registado;
Quando em boa evidência, a UM TAL provarmos.

Pois quando todos nós, bem entendermos;
Que pra além de primos, somos IRMÃOS;
Talvez então possamos dar as mãos;
Por finalmente O Tal, compreendermos!...
Porque enquanto isso em nós, cá não fizermos;
Vamos continuar a espalhar: dor;
Pela nossa enorme, falta de AMOR;
Nos ir levar a nascer, pra morrermos.

Vamos, pois, primos por filhos da Terra;
E animais em tal privilegiados;
Por dotes, a mais nenhum, nela dados;
Tentar erradicar, da mesma, a guerra!...
Tal como de nós: o malvado agir;
A que resolvemos chamar: traição;
Que em nós causa tanta destruição;
Como a guerra ao corpo, no sentir.

Porque esta nossa vida há-de acabar;
Mais rápido, que o nosso imaginar;
Vamos a uma outra: o nosso alento dar;
Pondo em nós, o tão bom sabor do AMAR!...
Porque quando cá todos nós, tão AMARMOS,
Como todos tão fomos, já AMADOS;
Sempre que Pelo AMOR, fomos tocados;
Não morreremos, por; NELE ficarmos.

Por tantos milhões se darem: de estórias;
Em cada dia, em nós, por cá passado;
Vamos de nós enviar, pra outro lado;
As que em nós estão: como más memórias!...
Pois pela inteligência em nós havida;
Tal como: pelo ensinado deixado;
Até, pelo havido, em nós já passado;
Não há razão para tais, em nossa vida.

Acabemos por tal, com a traição,
Pra nos podermos AMAR de verdade;
Porque esta vida em nós, já é saudade;
Mesmo ainda cá tanto estando! senão...
Apreciem mui bem a vossa imagem;
Pois nela: em todos temos reflectida;
Toda a por nós, já tão passada vida;
Tal como a da tão certa, morte; aragem.

Por aqui vou este poema acabar;
Mas com vontade de continuar;
Para com tal a ninguém chatear;
Por tão grande ele se estar a tornar!...
Pois como a vida, a poesia é;
Tão só um em tal deixar registado;
Um havido em nós presente e passado;
Tal como a de um poeta, havida fé.

Por sermos o melhor dos animais;
Façamos BEM, todo o nosso fazer;
Pra que um dia de nós possam dizer;
Que aproveitamos TAL, deixado a tais!...
Unamo-nos, como estes versos, cem;
Se uniram, por mil sílabas poéticas;
Para formarmos: UM, mas sem estéticas;
Poema, em tais milhões; que a GENTE tem.

Com pena por ter que acabar, para a ninguém chatear;

Inserida por manuel_santos_1

⁠ Os animais, em suas diversas espécies e evolução, não existem para os humanos, existem com os humanos. Todos são vidas e têm sentimentos! Olhe através de seus olhos e entenda a dimensão da proximidade com a nossa espécie, em relação à vida. Como nossos próximos, eles precisam ter direito ao nosso respeito!
(Edileine Priscila Hypoliti)
(Página: Edí escritora)

Inserida por ediescritora

23/04/2020 05:31
Teoria do universo
Foi se dito que os animais dominavam o universo e que a raça humana jamais teria vez.
Foi dito um dia que a terra teria domínio sobre o homem e que talvez toda a força do universo poderia comandar sem nenhuma raça existente.
Foi se dito que mesmo diante de toda criança inocente existiria no amanhã uma alma condenada.
Foi dito que através do cristianismo todos iríamos viver sobre o domínio da fé, que apesar te tê-la também o consumia. Até quem desacreditasse dela.
Foi se dito que por trás de uma única alma pura , haveria ressurreição.
Foi se dito que diante de todo o futuro haveriam mudanças.
Só não foi dito as adaptações.
Nunca saberíamos.
Foi se dito que toda adaptação seria concebível . Porém quaisquer aversão, seria avassaladora.
Avassalador pra quem sofre , ou pra quem crê?
Pra quem sofre à espera de entender tudo isso, como se fosse infinitamente presente, Em todas as vidas e em todo o futuro.
E o que seria tudo pra quem crê?
Nada. Pq mesmo além de crer ,nunca saberemos os princípios de todo fundamento .
De toda existência.
Principalmente quando o futuro diz que o homem pode dominar o mundo , mas a natureza sofre dizendo que não mandamos em nada. O que foi dito mesmo ?
Que talvez um dia amássemos tanto uns aos outros ao ponto de viver com todo recurso natural sem que o universo sofra tanto impacto ambiental. Isso seria possível. Apenas aonde houver recurso.
E o universo será que é tão grande pra suportar ?
Foi dito que talvez tudo tenha sido feito pra ser suportado , o problema é que nunca saberemos o prazo.
E nunca saberemos também se a vida que veio antes na nossa, resistirá ou nos ateará . O que é dito e todos nós sabemos é que apenas fazemos parte de um espaço que qualquer hora pode acabar , mas ainda assim , resiste em nos sustentar , mesmo que seja apenas por uma passagem de séculos , existe sempre uma oportunidade pra cada um.
O que é dito e não cremos . É que não somos nada por aqui. E que o pouco talvez valha tanto, que se soubéssemos real, faríamos tudo diferente. Mas como foi dito , que tudo entraria em caos , será que dará pra sobreviver e vencer ? As pessoas ? Não, o Ódio .
Talvez o amor , a vida , a fé , a gratidão , a compaixão um dia dirá pra nós , que ela ainda pode existir , se tudo , mesmo que seja passageiro , seja cuidado e amado. E mesmo assim se tudo ousar em destruição e colapso. Existirão almas ? Ou um universo vazio ?
O sentido manda os sinais. Os sinais são: O ser humano habita , a natureza se reconstrói , porém o mesmo o destrói. E o universo em toda prova mostra que é infinitamente grato a nós, pois é dito desde a nossa existência, quantos de nós já existiu e quantas épocas ainda existirá.
Com uma exceção , se toda geração lembrar uma a outra de ensinar , que mas vale cuidar do que conquistar !!!
MESMO DIANTE DE QUALQUER PRINCÍPIO.
Talvez seja melhor crer , pois mesmo independente de qualquer causa ou culpa o universo não tentou destruir a todos .
Nos resta entender que diante de toda existência o pouco ainda vale muito.
Basta enxergar tudo que temos .
Mas se tudo foi criado perfeitamente pra gente , pq não podemos criar perfeitamente todas as coisas , somos obras da criação , somos homens , “ criador “ , talvez quando houver um fim pra tudo, simplesmente só seja a hora, épocas deram pra conviver , épocas vieram pra todos morrer . Seja qual lugar você se encaixou, a vida te deu oportunidade de seguir em frente ou talvez morrer em um instante. Qual valor isso tem ? É muito pra ser lembrado. Morrer muitos não temem , temem mais ser esquecidos! Talvez isso se encaixe na lei na natural da vida , o problema é que Todo mundo não aceita isso !
Querem viver pra sempre e se entregam pra dor como se a vida não valesse nada, talvez falte algo que você não teve , talvez falte algo que nunca saberá o que é , por isso não temer perder .
O amor. É dele que precisamos pra sobreviver!

Inserida por gabrielle_ferrera