Coleção pessoal de saysaysay

101 - 120 do total de 185 pensamentos na coleção de saysaysay

Sem nada pra falar
É no avesso que eu vou me encontrar

Sayonara T.

E enquanto travo a luta entre o gancho e a fé

Sinto os primeiros sintomas do cansaço vencerem a luz de um novo amanhecer
Ao som do bater dos sinos
Asas vão perdendo as forças
Entre a escuridão do não crer
E a eterna luz da inocência
Onde o acreditar é a tênue linha que divide os sonhos da realidade.

Sayonara T.

Temos asas, podemos voar ao som daquela antiga música que não sai das nossas cabeças.
E através da noite seríamos apenas nós, porque o silêncio não constrange quem realmente se conhece.

Sayonara T.

E eu ainda vou me lembrar de você mesmo que o tempo passe e nos traga os sinais da velhice.

E eu ainda vou me lembrar de você mesmo que a chuva volte e a vida te deixe marcas que nem o tempo consiga apagar.

Sayonara T.

Howgarts nos espera de braços abertos sempre, pois o Expresso de Hogwarts não parará nunca, ele sempre sairá a cada 1º de setembro de cada ano na estação de King´s Cross, Plataforma 9 3/4, Londres.
Até o próximo verão!

Sayonara T.
1 compartilhamento

E é isso o que os sonhos fazem
Te dão razão mas não te dão sentido;
Te fazem viajar mas te tiram o sono.
E em quase nove anos,
Ainda não consigo dormir.

Sayonara T.

É isso o que eu sou.
Uma menina com a memória horrível, que esquece o indispensável e eterniza o inútil.

Sayonara T.

É algo parecido com o fim da linha quando você não quer permanecer acordada, mas também não pode dormir, porque os sonhos são sempre generosos demais e nunca são bons se a gente acorda no final.

Sayonara T.

Eu sinto sua falta, anjo dos meus pesadelos. Eu sinto sua falta por toda uma vida.

Sayonara T.

Tá mais do que na hora de eu entender que, uma vez longe, nunca perto
Nunca.
Nunca mais.
A vida te tira um monte de coisas e depois te dá um sorvete pra te entreter.

Sayonara T.

O medo de envelhecer não vai impedir o tempo de correr.

Sayonara T.

Eu não preciso da aprovação, eu preciso do que é meu
Cansei de convenções, cansei de explicações
O horizonte é longe e eu tenho que me apressar.

Sayonara T.

Meu amigo secreto se foi pra longínqua Terra do Nunca, se foi com uma passagem só de ida.
Não sei se vou poder entrar lá.
Eu tenho certeza que o que você falou era verdade.
Não importa onde você esteja, eu olharei pra cima e verei alguém na escuridão por mim.
E eu por você.
"Te vejo em julho", você disse.
Não me faça esperar muito.

Sayonara T.

Já faz muito tempo que eu tô na banguela dessa vida. Fiquei no ponto morto e fui andando.
O problema é que o ponto morto só funciona pra descer.
No ponto morto ninguém sobe.

Sayonara T.

Todo mundo sofre, às vezes - já dizia Michael Stipe.
A diferença é que uns bancam a Santana com uma garrafa de álcool gel e um vidrinho de perfume pra sobremesa; outros se cortam e sangram até a ambulância do SAMU bater na porta de casa; outros criam blogs.

Sayonara T.

Valeu, galera estúpida.
Com sorte vocês entram pra academia brasileira de letras.
Eu sei que o meu lugar é num caixa de supermercados.

Sayonara T.

"Eu estou seguindo você, menina, não precisa olhar pra trás.. eu não vou embora.

Eu não vou a lugar algum."


E ele desapareceu outra vez.
Mas dessa vez ela sabia exatamente pra onde. E o medo sumiu.

Sayonara T.

É só uma dorzinha chata.
Como uma cárie na alma.
Mas eles disseram que ia passar.
E eu disse que acreditei.

Sayonara T.

Eu levo minha dignidade comigo, mesmo estando aqui, onde o céu parece mais longe; e mesmo estando no fim das minhas forças, sem beleza pra desfilar ou inteligência copiada de livros e arrogância, ninguém brilha como eu.

Sayonara T.

"Filha, você tá uma bagunça." Oh yes.

Sayonara T.