Coleção pessoal de polianapb

1 - 20 do total de 224 pensamentos na coleção de polianapb

'Enquanto outras esbravejavam e gritavam, contorciam-se e choravam, Polly olhava e sorria. Sentava-se ao lado das que estavam assustadas, e sua presença as acalmava. Seu sorriso não tinha maldade, era cheio de compreensão. A vida era um inferno, ela sabia. Contudo, seu sorriso deixava entrever que ela tinha queimado tudo isso dentro dela. Seu sorriso tinha uma ponta de superioridade: nós não teríamos tido aquela coragem de nos queimar por dentro; e isso ela também compreendia.'

Suzanna Kaysen
1 compartilhamento
Tags: garota interrompida

Cinquenta aspirinas são um bocado de aspirinas, mas ir para a rua e desmaiar é a mesma coisa que guardar o revólver de volta na gaveta.

Suzanna Kaysen
1 compartilhamento
Tags: garota interrompida

Na verdade, eu só queria matar uma parte de mim: a parte que queria se matar, que me arrastava para o dilema do suicídio e transformava cada janela, cada utensílio de cozinha e cada estação de metrô no ensaio de uma tragédia.

Suzanna Kaysen
1 compartilhamento
Tags: garota interrompida

'Tinha aquela graça fugitiva que indica a mais delicada transição, a adolescência, a mistura dos dois crepúsculos, o princípio de uma mulher e o fim de uma menina.'

Victor Hugo
1 compartilhamento

'Caminhava com desembaraço e viveza; e pelo andar, que mostrava não lhe ter ainda pesado a vida, conhecia-se que era moça.'

Victor Hugo
1 compartilhamento

- Mas por que lhe ensinaram essas coisas? Por que "atenção"? Por que "aqui e agora"?
- Bem... (...) Porque essas coisas são coisas que a gente sempre esquece. Quero dizer, a gente se esquece de prestar atenção ao que está acontecendo e isso equivale a não estar aqui agora.

Aldous Huxley
2 compartilhamentos

Parando de soluçar o pássaro começou a repetir uma palavra que Will não compreendeu.
- "Runa". Seria isso mesmo? Não. Era Karuna. Não havia a menor dúvida.
Levantando a mão trêmula, Will apontou para as frutas na cesta redonda. Mangas, bananas... Sua boca seca se encheu d'água.

Aldous Huxley
1 compartilhamento

As almas grandes estão sempre dispostas a fazer de uma desgraça uma virtude.

Honoré de Balzac
3 compartilhamentos
Tags: balzac ilusões

- Não poderíamos contentar com esta felicidade?
E o pobre poeta cometia a tolice de responder: - Sim.

Honoré de Balzac
1 compartilhamento
Tags: balzac ilusões

O mágico pincel, as musas lisonjeiras
Nem sempre adornarão estas folhas ligeiras
Com seu festivo encanto.
Mas a furtiva mão de minha bela ama
Muita vez me dirá sua secreta flama
Ou o seu mudo pranto...

Quando velhinha, a estas páginas fanadas,
Ela vier indagar das coisas encantadas
Que o futuro lhe diz,
Queira então o Amor que a fecunda lembrança
Dessa viagem feliz,
Seja doce de ver como um céu em bonança!

Honoré de Balzac
1 compartilhamento
Tags: balzac ilusões

Luciano passou por todos os terrores, esperanças e desesperos que martelam o primeiro amor e o metem tão fundo dentro do coração com os golpes dados ora pela dor, ora pelo prazer.

Honoré de Balzac
1 compartilhamento
Tags: balzac ilusões

As três horas passadas junto dela foram para Luciano um desses sonhos que a gente desejaria tornar eternos. (...) Sua imaginação apossou-se daqueles olhos de fogo, daqueles elegantes anéis de cabelo onde cintilava a luz, daquela esplêndida brancura, pontos luminosos aos quais ele se prendeu como uma borboleta atraída pelas lâmpadas. Depois, aquela alma falou à sua para que ele pudesse julgar a mulher.

Honoré de Balzac
1 compartilhamento
Tags: balzac ilusões

O poeta era já a própria poesia.

Honoré de Balzac
2 compartilhamentos
Tags: balzac ilusões

A santa criatura ignorava que lá onde começa a ambição cessam os sentimentos ingênuos.

Honoré de Balzac
2 compartilhamentos
Tags: balzac ilusões

Queria ver esse poeta, esse anjo! Tomou-se de amores por ele entusiasmou-se, falou dele horas inteiras.

Honoré de Balzac
1 compartilhamento
Tags: balzac ilusões

Acreditava-se muito forte em diplomacia, a ciência daqueles que não possuem nenhuma outra.

Honoré de Balzac
2 compartilhamentos
Tags: balzac ilusões

O Sr. du Châtelet era ainda dotado do talento de contemplar uma tapeçaria cujas flores tivessem sido começadas pela princesa; segurava com graça infinita as meadas de seda que ela enovelava, dizendo-lhe pequenos nadas em que a malícia se escondia sob gaze mais ou menos transparente.

Honoré de Balzac
2 compartilhamentos
Tags: balzac ilusões

Permaneceu ereta e forte como uma árvore que houvesse suportado o golpe de um raio sem ser abatida. Sua dignidade se elevou, sua realeza a fez preciosa e quinta-essenciada. Como todos que se deixam adorar por quaisquer cortesãos, ela imperava com os seus defeitos.

Honoré de Balzac
1 compartilhamento

Seu orgulho a preservou dos tristes amores da província. Era a nulidade dos homens que a cercava e o nada, uma mulher tão superior teve de preferir o nada. Tanto o casamento como a sociedade constituíam, assim, um mosteiro para ela. Vivia para a poesia, como a carmelita vive pela religião.

Honoré de Balzac
1 compartilhamento

A dor depôs sobre a fisionomia dessa mulher um véu de tristeza, uma nuvem que não se dissipou se não na idade terrível em que a mulher começa a lamentar os anos passados sem os haver gozado, em que vê suas rosas fanarem, em que os desejos de amor renascem na ânsia de prolongar as últimas esperanças da juventude.

Honoré de Balzac
1 compartilhamento