Coleção pessoal de nandaribeiro90

1 - 20 do total de 241 pensamentos na coleção de nandaribeiro90

Nem sempre a felicidαde está nαs coisαs que a gente tem. Muitas vezes ela está no ser humano que a gente é. Tudo nα Vidα pαssα, mas α essênciα dα nossa Almα sempre permanece!
  

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento
Tags: felicidade amor

Por gentileza, se decidam!
Parem de agir como réus de situações degradantes. Parem de aceitar situações que te desvalorizam como ser humano. Viva o amor. Tenha o amor próprio!
Chega de baixar a guarda para o que não te nutre, o que apenas te suga, vampiriza, enfraquece e esvazia a tua alma.
É chegado o momento onde se deve parar de questionar as escolhas mal feitas como se não pudessem novamente VIVER ALGO GRANDIOSO E VALIOSO.
Só você deve decidir como quer e merece ser tratado.
Por gentileza, escolham crescer, tanto emocionalmente quanto espiritualmente! Escolham a maturidade.
Por favor, não maltratem o seu e nem o coração alheio, sendo seus piores inimigos. Ninguém merece ser o alvo das consequências de relacionamentos fracassados. É você, apenas você que poderá decidir o que vai tornar a sua rotina mais alegre. Não se deixem na mão alheia! Na mão do passado. Decidam!
Por fim, vá para longe daquilo que não lhe acolhem mais. Se dê a Paz! Busquem reciprocidade no amor e naquilo que lhe faz bem. Estamos nessa vida para evoluir, seja na área que for.

Nanda Ribeiro
2 compartilhamentos

No mundo, ninguém vem com um manual de instruções e nem tem o prazo de validade revelado. Portanto, valorize quem merece e tá do seu lado. Plante coisas boas que lá na frente colherá bons frutos. Viva a vida e deixe de lado a vida dos outros. Sorria, chore, AME e se permita. Na vida nem mesmo você saberá quando seu prazo de validade irá terminar.

Meus pedaços, Nanda Ribeiro

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Moça, sai do telhado, não vê que é muito nova pra brincar de morrer?
Diga-me o que se passa aí dentro, o que te aborreceu dessa vez?
Desce daí e venha aqui, tenho um ombro pra lhe oferecer. Pode não ser muito, mas sei que é o que procura.
Há um Deus lá no céu que tudo vê, não se esqueça. Ele é como a mãe da gente, que nos obriga a levar um casaco pra rua porque sabe que vai chover.
Ele sabe bem o que faz, foi Ele que me trouxe aqui.
Então por favor, desça daí que a vida é uma só.
Não desperdice seu tempo com joguinhos banais, que não vão acabar com a tua dor. Isso é ilusão. Não se corte mais.
Eles tentam fazer você acreditar num mundo melhor, onde a dor não exista. Mas eu te digo aqui, “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo”.
Então venha, eu quero te ouvir.
Não olhe pra baixo, aí é muito alto.
Desça que vou tentar te convencer, que a vida é Deus.
Ele nem sempre nos dará o que pedimos, mas nos concederá o que precisamos.
E tudo bem ser assim. Estaremos no lucro.
Sua alma é linda demais pra brincar de morrer.
Venha viver, a vida pode ser melhor. Desça pra crer,

Moço, não sou de ferro, ninguém é de ferro. Talvez eu esteja mesmo programada pra cair.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento
Tags: baleia azul

Ei moço, não tem como ficar fazendo joguinhos de amor ou bancar a difícil, a moça que desapega e que não se importa. A essa altura do jogo tudo desandou, inclusive os montantes de sentimentos. É inegável que você voltou e virou meu mundo do avesso. Saí de mim, perdi o compasso da música e agora nada mais está como antes. E por mais estranho que pareça, eu gostei de tudo isso. Gostei de você, de ter você. Comigo e nos meus sonhos.
Sabe moço, sei também que sou uma pessoa difícil de lidar, não sou tão fácil como aparento ser. Tenho lá meus defeitos e sei exatamente do meu jeito. E mesmo assim você insiste em dizer o quão maravilhosa é a minha pessoa. Você continuou aqui, insistiu e conseguiu me desarmar por inteira.
Diferente de todos os outros, você tem me aceitado como sou, ou pelo menos tentado. Por falar nisso, você foi o melhor que Deus poderia ter me enviado. Mesmo depois de tanto tempo, tentando nos moldar em abraços e pessoas diferentes, conseguimos perceber que, mesmo com esse nosso jeito meio torto, meio bagunçado, temos nos encontrado, pouco a pouco.
Com você eu sei que posso ser eu mesma, sem máscaras, sem aquela maquiagem que esconde as pintinhas do meu rosto, posso transpor meus medos, meus receios, minhas inseguranças e até aquelas neuras, que te incomodam um tantinho. Mas que pela primeira vez, sei que alguém se apaixonou pelas minhas verdades inteiras.
Ah, moço! Tá vendo o porquê foi tão fácil gostar de você? E como não podia ser, se você é tudo que eu sempre procurei?! Por isso foi tão fácil despir minha alma por completo para que você soubesse de toda a minha história. Foi fácil querer você mais e mais. E foi fácil saber que era você, porque você foi como uma heroína na minha vida, até virar um vício. Te coloquei nela pra não mais sair.
E agora eu te convido a ficar, pra sempre, porque é o nosso sim que eu almejo ouvir pro resto da vida.

Nanda Ribeiro
2 compartilhamentos

É inevitável. Por mais que sejamos fortes, ou buscamos a nossa força interior, haverá momentos que seremos totalmente fracos.
Haverá momentos que a vida irá nos mostrar que nem sempre colocar o coração pra falar mais alto será de grande sabedoria. E sim, haverá momentos em que a lágrima vai cair, e teremos que ser corajosos o suficiente pra deixar que ela role pelo rosto.
Haverá momentos de angústia, dor, perdas, desespero e insegurança, e teremos, também, saber lidar com isso.
Temos que aprender que, somos seres com sentimentos, totalmente vulneráveis a divergências de emoções. Não podemos controlar tudo, mesmo que as coisas estejam debaixo de nossos olhos e até seguras por algum tempo. A verdade é que tudo é incerto e improvável. A certeza que devemos ter é que poderemos sim fazer nossas escolhas, mas não esquecendo de que elas nem sempre sairão como planejado.
Haverá momentos em que o receio de que o pesadelo encubra os nossos sonhos chegará, porém, será nesse tempo, que deveremos ascender a chama da esperança para que a tempestade se acalme e a gente volte a enxergar a luz no fim do túnel, a luz do sol, que no fim, sempre volta a brilhar.
Mais uma vez.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Eu poderia me apegar em você, se quisesse.
Talvez eu esteja um pouco apaixonado (a), mas tenho mentido demais para mim nos últimos tempos.
Te carrego num livro, num riso, e por aí vou driblando as borboletas no estômago.
Colori a amizade e só.
Pra falar a verdade, são nessas horas que minto quando digo o “Só”.
E pra que eu não complique ainda mais essa minha mente, já complicada por natureza, decidi me apegar.
E pra que eu termine de me apaixonar, é só você pedir pra eu ficar.
Talvez eu fique.
Eu fico.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Depois de alguns relacionamentos naufragados, comecei a pensar que essas histórias de amor, de felizes para sempre, não era pra mim, que talvez o meu destino, se é que isso existe, era ficar só. Porque não era relevante o quanto eu tentasse fazer valer a pena, ou o quanto eu me concedesse à outra pessoa, a história sempre desandava.
Levei tantas pancadas, quebrei a cara várias vezes, acreditei em quem nem merecia, cheguei realmente a pensar que aquilo não era para mim.

Meu desejo era de querer encontrar ou reencontrar a minha alma gêmea, viver um conto desses de cinema, que antes viram até livros, sabe?
Era tão ruim. Gritava por dentro e perguntava a Deus o que havia de errado em mim.
Analisava esses casais que andavam por aí, tão felizes e apaixonados e me indagava: Será que a minha vez haveria de chegar?

Realmente cheguei a pensar que o tal amor não era pra mim. Confesso, quase desisti de tentar obter o meu final feliz, quase cansei de esperar, quase cansei de ser paciente. Quase... Foi então que, pedi um sinal dos céus, um sinal Daquele que é o próprio amor.
E Deus me enviou você.

Não consigo entender o que exatamente você fez quando chegou, e nem quero. Foi como o desabrochar de uma flor numa das estações em que não era propícia. Mas confesso que tudo se ajeitou. Assim como os planetas se alinham perfeitamente ao sistema solar. Foi impossível não me deixar levar.
Você chegou como um velho conhecido, e foi aí que tudo fez sentido.
Sorte de nós dois.

Nanda Ribeiro
2 compartilhamentos

Vem comigo? Sem medo!
Gostaria de lhe pedir uma coisa, poderia largar esse medo de amar na beira do rio e deixar a correnteza levar para longe? Abra uma exceção pro seu coração e vem de mansinho, porque eu ainda sinto um certo bloqueio e uma parede que ainda nos separa. Vem com calma, com leveza. Não permita que esse seu medo de amar novamente quebre possíveis sonhos bonitos.
Vem comigo. Vamos viajar por aí e conhecer suas praias preferidas - mesmo essa não sendo minha praia - , vem!
Vamos montar uma cabana sob o luar e deixar com que o amanhecer do sol nos dê bom dia, vêm!
Deixa eu te amar em silêncio. Em segredo. Ouvindo o barulho do teu coração pulsando de conforto. Vem!
Me busque no meio da semana pra tomar um sorvete ou até pegar um cinema. Andando de mãos dadas no meio da rua. De bicicleta ou patins. Apenas sentindo o vento soprar em nosso meio, nos mostrando o caminho ao qual devemos prosseguir. Vem!
Encontre-me e abraça-me. Diz que sim e que sim. Diz que pode ser pra sempre. Ou apenas dê um sinal. Faça-me ter certeza. Senta comigo numa mesa, coloque sua música preferida, com um sorriso de orelha a orelha, diz que veio pra ficar.
Acho que é hora de deixar-se levar. Deixar-se amar. De uma vez por todas. Não se afaste e não solte a minha mão. Vem voar comigo, até o infinito. Com todo amor. Vem!

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Ei moço(a), chegou o tempo de desapegar daquilo que não tem lhe feito bem.
Chegou o tempo de mandar todas essas mágoas embora e dar mais valor ao que que te faz sorrir, a quem tem feito o seu mundo ser mais colorido.
Pense no teu presente.
Planeje o teu futuro.
Esqueça o passado.
Abrace a vitória.
Recomece sempre.
Tenha sempre esse brilho nos teus olhos, e saiba, eles são luz para os caminhos de muitas pessoas.
Não se arrependa de nada.
Viva! Para que os momentos mais simples possam se tornar grandiosamente únicos, e essa alegria possa se repetir a cada dia.
Esqueça o que passou e não solte o que veio e ficou.
Não abra mão da tua felicidade.
Permita-se sonhar.
Permita-se ser feliz.
Mais uma vez, de uma vez!
Cuide do seu coração.
Poupe-se do rancor.
E então, desapegue do que não te faz bem

Retenha o amor.

Nanda Ribeiro
2 compartilhamentos

Não associe o amor à rejeição. Não insista no que te fere. Tudo bem que, às vezes, a emoção fala mais alto e nos faz ir até o fundo. Porém, perder-se de si e sofrer pelo incerto é um auto-flagelo.
Pode até parecer clichê, mas não se esqueça: o amor da sua vida é você. - Meus pedaços

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Ei moço, deixa eu amar você? Como aqueles amores de cinema, aqueles que são para sempre, com finais felizes.
Prometo-lhe nunca mudar.
Prometo-lhe manhãs de cumplicidade, tardes de alegria e noites de muita paixão.
Prometo-lhe ser de verdade, assim como sou. Nunca irei mudar.
Prometo-lhe muito carinho e beijos que acalentam a alma.
Prometo-lhe também o silêncio quando em algum momento, perceber que ele seja necessário, mas prometo-lhe sempre música, para dançarmos a luz da lua.
E então moço, deixa eu amar de você?

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Na madrugada passada estive pensando que sempre imaginamos encontrar o amor como nos contos de fadas, com uma princesa e o seu príncipe ou até mesmo acreditamos no amor à primeira vista. Mas a verdade é que nunca estamos preparados pra chegada do amor.
Ele nem sempre vem e nos aborda com flores, muito menos chega em um cavalo branco, ele pode até ser um príncipe, mas não como nos contos. Ele pode ser até aquele que há anos passou por você, e o tempo o trouxe pra mais perto, enfim.., não sei. Só sei que nunca estamos inteiramente preparados pra chegada do amor.
Ele chega como um tapa de luva e te faz perder as estribeiras, mexe com teu coração e te faz indagar que reviravolta foi essa que aconteceu? No momento você esquece até quem és, quem dirás o que está sentindo. A mente fica confusa e o estômago com borboletas dançantes.
O lado de dentro vira um caos e eis que surgem as dúvidas. Se doar ou não? Se apegar ou desapegar? A felicidade se confunde com uma melancolia. O vôo é alto. Aliás, tudo no amor é extremo, principalmente o medo da entrega.
O medo vem e com ele o receio de não saber o que te espera, voar sem ter idéia de qual lugar está destinado o pouso. Mas ainda assim a gente embarca. É tudo tão novo, tão bom. Novos horizontes surgem às vistas. A alegria de uma mensagem recebida.
Ainda assim o medo de entrar no jogo e sair perdendo não some, mesmo que não seja a primeira vez que a gente se apaixone. Por isso a verdade deve ser dita: Nunca estamos preparados pra chegada do amor.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento
Tags: nunca estamos

A ficha caiu tarde, percebi que certas pessoas só apreciam a gente quando seguimos suas demandas. Porém, mesmo sendo tarde, não foi tarde o suficiente pra que eu pudesse compreender que, prefiro mil vezes "perder essas pessoas" do que perder a mim mesma. - Meu pedaços

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Já se passaram tantos anos, o que antes doía hoje não dói mais. Me acostumei. Tua ausência me fez crescer e perceber coisas. Amadureci e não chorei mais quando me falavam de você.
Depois da tua ausência foram noites em claro, fiquei derrotada, corri atrás, foi demais pra mim. Até hoje me pergunto se eu merecia todo aquele desprezo. Me pergunto aonde estava aquele amor todo que você dizia sentir por mim. Sabe lá Deus!
Já se passaram tantos anos, mas essa noite eu sonhei. Sonhei com teus olhos nos meus olhos. Ouvi o tom da sua voz, dizendo que se arrependeu. Como foi lindo. Como foi perfeito. Era tudo que eu desejei.
Mas e agora, como faço pra poder viver o que não foi real?
Não sei se vou amar alguém como um dia amei você.
A tua ausência tem me perseguido em todo canto. E eu vou por aí, seguindo e sorrindo, fingindo que posso ser feliz mesmo sem te ver.
Mas só que hoje eu sonhei, e eu sei que aqui no coração os sonhos são para sempre.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Sabe moço, eu ainda penso em você e tenho a sensação que vou querer você todas as vezes que meus olhos encontrarem os seus.
Vou querer você quando a nossa música tocar, (se bem que é provável que você nem lembre mais qual seja).
Vou querer você quando eu olhar pro céu azul e perceber que é o mesmo que está sobre você e que de alguma forma ele ainda nos mantém em um elo.
Vou querer você quando eu lembrar os planos que fazíamos quando ainda nem sabíamos direito sobre a vida.
Acho que vou querer você todas as vezes que eu olhar pro tempo e perceber que ainda há tempo para todo propósito debaixo do Céu.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Viver não necessita de concurso, não há provas nem testes. É necessário entrar de cabeça. A vida não nos espera. E caso você fique inerte, vem o tempo e te da uma rasteira. Não há AirBag. Porém todos os dias é tempo de mudança, de um recomeço. E acredite, você só vai crescer e amadurecer quando perceber que perder ou cair faz parte do processo.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Cresci em meio a omissões. Algumas inocentes, outras um pouco necessárias. Desde que nasci aprendi que de certa forma devemos esconder os problemas da sociedade, trancados e guardados dentro da alma. E que ignorância daqueles que me ensinaram isso, mal sabem que ao trancafiar e deixar o nó na garganta, e dentro da alma, o tumor da angústia só crescia.
Então eu cresci em meio à omissões. E me acostumei a esconder e me esconder dentro do quarto, apenas desabafando coisas da alma numa folha digital, onde meus dedos ficam dormentes de tanto que há aqui dentro. Ninguém sabe dos meus medos, anseios, angústias e tristezas que carrego aqui no peito. Ninguém sabe a rotina dura que engole a minha alma. Ninguém sabe da minha vida. Se não Deus! Mas também pouco importa. As pessoas também tem lá seus problemas, e eu respeito. Até tento ajudar, confesso. Guardo meus fantasmas pra tentar aliviar a dor alheia. Tenho essa mania de me importar e sofrer demais. Mas tem dia que é difícil oferecer o ombro amigo, pois sinto que o meu já se encontra dolorido demais de tanto carregar essa minha dor nas costas. O fardo anda pesado, e eu não posso reclamar.
Certo dia permitir-me chorar, deitar ao chão frio e tomar uma dose daqueles remédios pra adormecer a dor da alma. No escuro ninguém me veria. O peito doeu. Dói. Assusta. Adormeci. Acordei com a sensação de ter sido esquecida. Lavei o rosto e saí pela rua. Topei com um conhecido, e ele por educação perguntou: “Olá, tudo bem?” E eu com um sorriso que já tanto ensaiei em frente ao espelho, respondi: “Tudo sim, e com você?”

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

À noite, sozinha, aqui ainda chove. Pensei no meu cotidiano e lembrei-me de que nos últimos dias eu omitia para todos que me perguntavam uma coisa simples: “Você está bem?” Apesar da omissão, sei que isso não me fazia uma pessoa desonesta. Eu respondia que sim, porque eu estava. Eu estou. Estou com saúde e é isso que importa, não é mesmo? Se tivessem perguntado se eu estava com saudade, precisando de colo, precisando de afago, talvez a resposta fosse outra. Mas eu estava bem. Eu estava colocando ordem na bagunça. Consegui ajeitar quase a casa toda, mas teve um espaço que não quis mexer, porque não saberia como organizar da maneira correta. Então eu estacionei ali, fiquei imaginando um mundo melhor, diferente. Lembrei que preciso ter forças, porque existem pessoas que ainda precisam de mim. Eu preciso de mim.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento

Talvez nem o moço saiba, mas ele bagunçou as minhas emoções desde o dia em que sorriu e trocou mensagens comigo.
Ele se apresentou e mal sabia que deslumbraria o meu coração.
Não entendi no momento. Mas sabia que meus dias deixariam de serem cinzas e se tornariam mais coloridos.
Já se passaram 4 anos e hoje eu ainda olho pra ele e não sei exatamente se ele chegou ou se foi eu que cheguei na vida dele.
Só sei que demorou exatamente 23 anos para que eu conhecesse o cara que fez com que eu entendesse o porquê nunca deu certo com nenhum moço antes.

Nanda Ribeiro
1 compartilhamento