Kamylla Cavalcanti

26 - 50 do total de 155 pensamentos de Kamylla Cavalcanti

"[...]A magia da vida está nos sonhos e não nos contos de fadas"

Kamylla Cavalcanti

"Sofrimento não se resolve com novas paixões ou ocupações e sim com o tempo..."

Kamylla Cavalcanti

"Há traumas que me acompanharão pelo resto da vida e preciso me acostumar com eles antes que eles me sufoquem..."

Kamylla Cavalcanti

"Existem pessoas que temos que matar de nós e conviver com elas vivas[...]"

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23

"Quem agente mais ama muitas vezes nunca vai sentir nem a metade por nós[...]"

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23

"Preciso aprender que não existe família perfeita e esse sentimento de peixe fora d’água não pertence só a mim..."

Kamylla Cavalcanti

"Quando se é humilhado as palavras são vãs mas tuas atitudes podem gritar por você..."

Kamylla Cavalcanti

"Ter um amigo que te defende é melhor que ter um que chora por você..."

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23

"Existem mil caminhos pra se seguir mas não há tempo pra experimentar todos por isso nosso alvo tem que ser certeiro"

Kamylla Cavalcanti

[...]Preciso aprender que tenho que primeiro cuidar de mim antes de desejar ser o anjo da guarda de alguém.

Kamylla Cavalcanti
99 compartilhamentos

“Tudo que escrevo é vão...Você nunca vai ler...Nunca nem sequer vai saber que existe alguém que se entrega a ti todos os dias em um simples papel...Jamais irás entender o que significa chorar em palavras, pois já não há lágrimas...Essas letras que pra você são inúteis pra mim é libertação, são elas que me livram todas as manhãs quando morro um pouco sem te ver ao meu lado...Nunca vais sentir nem ver o estado em q como refúgio pego neste papel...Jamais irás compreender o quanto é difícil pra mim ter que aceitar que é tudo em vão... Que você provavelmente vai morrer sem ao menos ler uma frase, um texto, uma palavra que te faça pelo menos por um minuto se lembrar do quanto um dia me quis...”

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23

Boa noite Deus aqui estou novamente,como sabes não estou bem...e como sempre já são três da manhã e ainda o sono não veio me visitar...to cansada e minha'lma está gritando...Sei que te prometi não mais chorar...me perdoe não consegui...Hoje faz um mês que adormeço assim...meus olhos fecham de tão inchados e o sono me abraça...Queria hoje ter algo de novo pra te contar...queria dizer-te que estou feliz e que encontrei meus sonhos...mas a ti não posso mentir não do jeito que engano todos ao meu redor pois com apenas um olhar rasga-me a alma e de todas as feridas dela te tornas ciente...Hoje a dor parece mais densa, hoje não vou conseguir me levantar mais uma vez da cama...to com medo...medo de ter coragem pra desistir de tudo pois hoje sinto mais forte o desejo de não mais viver...Queria te pedir como todas as noites te peço me ensina a esquecê-lo...toma dele meus sonhos,meu riso,minha paz e me devolve novamente...´sou apenas uma menina que se perdeu do seu anjo da guarda e não sabe pedir ajuda...me ensina a matá-lo de mim...a vida que ele me roubou me dê forças pra conquistá-la novamente...encolhida em minha dor te imploro não te peço nada...só paz...só a paz que tinha antes do dia em que ele foi embora e com ele levou toda minha vontade de viver...

Kamylla Cavalcanti
10 compartilhamentos

Ultimamente tenho pensado em quantos canalhas eu já me apaixonei...vixe foram muitos...aqueles cachorros irremediáveis que mentem olhando pra você como o mais puro mocinho de novela mexicana...que dizem que vai ligar e ai...nunca ligam...aqueles tipos que te chamam de gata como um pretexto pra não confundir seu nome com o da noite passada...os mesmos que tem uma facilidade quase que alienígena(isso mesmo do outro mundo!) de nos convencer com um simples olhar que somos a única...
E porque tenho essa vocação catastrófica...essa sina desgraçada...sou independente,madura,sexy (quando quero hehehe) e esses tipos não se encaixam em mim...gosto de me sentir segura mas porque essa insegurança pertinente de nunca saber se ele realmente esta pensando em mim me atrai...porque fingo que acredito no que ele diz só pra enganar a mim mesma?aff...que boba...eles são os enganadores profissionais e eu assumindo esse papel? Porque concordo em ficar me fazendo de dura...ah não vou ligar!e basta ouvir uma música que lembre de algum dos nossos encontros que corro pra o telefone buscar? Putz...sou meramente acostumada a escutar gracinhas nas ruas mas porque tuas frases prontas e plagiadas me deixam vermelha e abestalhada? É inevitável...Odeio bancar a babá, mas aceito de bom grado te carregar nas tuas farras...É impossível sequer supor que mesmo atordoada sem saber aonde estas consigo dormir em paz...basta lembrar das tuas maneiras de sorrir...
Porque tuas brincadeiras infantis que se repetem cada vez que agente se encontra ainda me deixam vermelha de tanto rir...
Mas ainda assim me pergunto não seria mais fácil me apaixonar por aquele carinha que me atende sempre que ligo...aquele que adivinha os dias das minhas crises e me manda um sms só pra me desejar bom dia...aquele que me acha linda mesmo quando to com a roupa mais maltrapilha e o cabelo há anos sem ver chapinha? Não seria mais simples reparar naquele que ouve minhas lamúrias e não se cansa...no mesmo que acha fofo quando agente se estabana...aquele que nos vê como somos de verdade e ainda sim se apaixona...
Mas as coisas simples não me fascinam...gosto dos opostos fascínoras... a sensação mesmo que boba de que meu amor pode transformá-los em um homem ex-galinha me alimenta...me sustenta... Ah não posso entender, nem tão pouco vou buscar fórmulas pra tentar me imunizar contra tipos assim...já tentei não dá certo...nasci com dedo podre fazer o que?

Kamylla Cavalcanti
2 compartilhamentos

Teus beijos ainda os sinto em meus lábios...em meu corpo quente como se esse tempo não tivesse sido capaz de tirar teu cheiro de mim...a verdade é que ainda tas em mim...como uma tatuagem...impregnado nos meus passos como um vício...dos sentimentos que nutro por ti o que mais machuca é a saudade...a falta das tuas verdades que hoje são tão minhas...a falta da tua paz, a paz das tuas palavras, a paz do teu riso...é tão determinante o que de ti aprendi mesmo longe tento por em prática, juro eu tento...
No caminho que escolhi quando olho pra trás já não enxergo teus passos, consegui andar o suficiente para não mais os vê...mas um dia quem sabe num atalho eles reapareçam livres...livres ao encontro dos meus.Só quero parar de desejar teu colo...parar de fechar os olhos e nos ver...só quero parar de ser tua, pois nunca foste meu...mas quando não canto nossa canção minha alma grita...quando não penso em você minha manhã escurece...quando não sonho com você tenho sede...uma sede angustiante de nós...
Hoje o meu maior desafio é lembrar de nós e rir...rir das nossas lições...rir dos nossos planos...rir dos nossos erros infantis...rir dos encontros que nunca aconteceram...rir do que a paixão nos permitiu ser...enfim ser feliz mesmo que pra isso eu dependa das tatuagens que tuas lembranças me deixaram...

Kamylla Cavalcanti
3 compartilhamentos

Se viram pela primeira vez numa biblioteca, muita gente ao redor, ela exausta de tanto trabalho ele lá de pára-quedas tentando ajudar...atarefada nem percebeu nos olhares que ele a direcionava...muito trabalho,olhos inchados de noites mal dormidas,corpo cansado,cabelos mal tratados...como que iria imaginar que alguém notaria ela naquele estado?ele notou...e com tanto empenho que uma fileira de livros derrubou quando ela de relance o olhou.
O tempo passou...E ele na biblioteca nunca mais pisou...’que estranho,cadê o menino da impressora?’(ele havia consertado a impressora dela outrora) perguntava ela ‘sumiu’ respondia seus amigos.
Último dia em Fortaleza, todos malucos para curtir tudo que o trabalho não havia deixado aproveitar...’depois do expediente vamos ao pagode’ ela estava sem ânimo...cansada...com o mundo na cabeça e uma vontade de cai na cama e só acordar depois de três meses mas pensou ‘ah eu vou não tenho nada a perder’ e foi...tentou colocar a melhor roupa(estava se sentindo um caco)se maquiou com o maior empenho pra disfarçar as olheiras entrou no carro e prometeu se fazer feliz naquele dia...
Não demorou muito pra elas e suas amigas notarem o carro que as seguiam, cheio de funcionários e no meio de todos o menino da impressora que ela nem ao menos se lembrava o nome mas que naquela noite ela o achou especialmente bonito...o coração bateu e sentiu aquele frio no estômago...uma sensação estranha de ver na frente tudo que ela sempre quis...
O pagode estava cheio...pessoas afim de se divertir, dançar, azarar...de tudo menos ficar só...E os olhares deles se encontravam como que numa sinfonia...ela ria ele sem jeito desviava o olhar "uma dança ao menos...será que ele dança?"ele não dançava mas seu amigo o convenceu e ela o tirou pra dançar...desajeitado e tímido ela ria de não poder mais ‘eu não sei dançar te avisei’falava ele quando pela quinta vez seu pé pisou ‘não importa eu te ensino’ tentava passar segurança de uma professora de academia de dança... Saíram do pagode e foram pra outra balada...ele de perto dela não saia e a medida que eles conversavam ela se encantava... ela falava de um jeito que o deixava aprisionado,anestesiado ‘que voz doce’pensava ele 'não quero nunca mais parar de ouvi-la'...mas ele foi embora ‘tenho que levar os meninos pra o hotel’ a noite acabou pra ela naquele momento...de manhã foi à praia todos estavam menos ele...queria saber quem ele era não perguntou muito ‘será que seria bobo da minha parte perguntar dele ao seu melhor amigo?’ relutou enquanto pode mas perguntou, entre elogios e rasgação de seda de amigos de infância veio a informação mais importante daquela lista de coisas que ela já sabia só ao olhar pra ele ‘ele vai se casar...falta um mês...’ levou um tombo naquela hora ‘não pode ser’ sentiu uma dor mas suportou...respirou bem fundo e tentou olhar o mar e rir das bobagens dos amigos...
Voltou pra casa e do desejo de tê-lo não se livrou...o fato do coração dele ser de outro alguém não inibiu seus sentimentos que se aprofundavam cada dia que passava, mas enfim decidiu não mais se esconder...vou lutar...é ele quem eu quero ter...não vou deixar fugir essa sensação...entre conselhos e avisos pegou o telefone dele com uma amiga, demorou dois dias até ter coragem de ligar, e numa manhã de terça-feira ligou... ‘oi sou eu lembra de mim?’ ele lembrou...conversaram como dois amigos e nada mais...parecia que dos olhares apaixonados ele tinha se esquecido...mas ela não desistiu e sempre que podia ligava pra saber como ele estava...até que um dia decidiu dizer-lhe o que sentia ‘penso em você todos os dias...sei que não é certo mas não consigo fugir’ o silêncio do outro lado do telefone foi inevitável, foram os 2 minutos mais demorados de toda sua vida ‘também penso em você...desde o primeiro dia que te vi...fugi enquanto pude mas não posso mais evitar...’ nessa noite nenhum dos dois dormiu...a paixão fervilhava a dúvida de ambos ‘que confusão estou me metendo’...
Durante dias dormiam sempre com a voz um do outro desejando boa noite... a paixão parecia não mais caber nas palavras nem nos poemas que ele a recitava...decidiram se ver ‘domingo no shopping da cidade’ antes marcaram um almoço ele não pôde ir mas ela no seu trabalho foi lhe encontrar, estava lindo...de vermelho...com um olhar doce de quem esperou a vida toda pra encontrá-la...ele a viu e não conseguiu parar de abraçá-la a sensação de que ela iria embora pra nunca mais voltar o atormentava...não se beijaram mas se sentiram...se abraçaram incontáveis vezes e se olharam...embriagados de uma paixão que nascera com data e hora marcada pra morrer...
Domingo de sol...Vestido lilás...cabelos cor de mel...olhos negros,fortes...inevitavelmente apaixonados.Às 14 horas lá estava ela no banquinho da praça de alimentação, linda, emocionada...sentindo lá no fundo que poderia sonhar...que hoje o luau que ele a prometera iria acontecer...que hoje os beijos que ele a desejara iria receber...hoje ele iria ser dela e ela dele...Mas o tempo passou...seu olhar começou a desfalecer e no celular uma mensagem veio avisar ‘não poderei ir...acho que o destino não nos quer’ chorou...como uma menina que se perdeu dos pais em pleno shopping em dia de natal chorou...e saiu de lá voando...foi a primeira praça que viu e entre lágrimas prometeu nunca mais ligar...nunca mais nele pensar... Não cumpriu...quando ele a pediu pra ligar não exitou...ligou e se derreteu ao ouvi-lo dizer ‘você não me merece...’ voltaram a se falar e a paixão só fez aumentar...já não conseguia dormir sem com ele falar...sabia que estava perdida mas uma semana antes do casamento dele, marcou o último e derradeiro encontro e disse entre lágrimas ‘depois desse dia acabou meu Deus,mas preciso tê-lo nem que seja pela primeira e última vez...’
Nesse dia saiu cedo do trabalho...foi pra casa e dentro do ônibus chorou...sentiu o ardor de uma despedida inevitável e raiva de si mesmo por nutrir um sentimento que não ia dar em nada só em dor...chegou em casa tomou um banho e da primeira vez que olhou o armário viu o mesmo vestido lilás ‘acho que vou usá-lo’ se arrumou e recebeu uma mensagem teve medo de ler...mas leu ‘liga pra mim agora plis’ ligou...ele disse que iria se atrasar pois iria provar o terno do casamento ela concordou mas quando desligou o telefone se sentiu a mais boba de todas por fazer isso com ela ‘não adianta ele não me ama o suficiente pra acabar com essa farsa mas dessa farsa não vou mais participar’ de ser mera coadjuvante ela cansou...ligou pra ele e como uma última chance perguntou ‘você quer sair comigo?acha que valerá a pena’ o silêncio do outro lado da linha respondeu...’seja feliz’ suspirou com uma dor que não sabia que podia existir... desligou o telefone e se encolheu em sua cama prometeu a Deus não mais chorar mas chorou... No dia do casamento dele colocou o celular pra despertar às 10 da manhã hora oficial do casamento...acordou ligou o som e escutou a canção que tanto os embalaram:
'[...]Já que você não está aqui
O que posso fazer
É cuidar de mim...
Quero ser feliz ao menos
Lembra que o plano era ficarmos bem...'
Voltou a dormir entre lágrimas e culpa e sonhou entrando numa igreja com decoração de copos de leite...em tons de vinho e prata...ele de terno preto,gravata cinza...ela linda de um vestido que reluzia,brilhava...os olhos de ambos brilhavam como numa noite de lua cheia...'sim, eu aceito'!

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23
1 compartilhamento

Tão boba...tão entregue...de olhos fechados eu me jogaria querido...bastasse você dizer 'vem' foi assim que me encontraste...inocente...no teu olhar só enxergava verdade...nas tuas palavras montei meu livro e foram tantas as páginas que elas preencheram...a minha história esqueci de contar,mas agora o que isso importa?
Me olho no espelho e não me reconheço... demorou mas aprendi...matei todos os meus sonhos...matei a mim...pelo menos o que fui...não me jogo mais amor...não me entrego mais porque a verdade que acreditei nunca existiu foi um castelo de areia que tua tempestade veio destruir...não existe realidade em nada que vivi, pois tuas palavras foram fantasias...a sórdida brincadeira que inocentemente participei e acho que até hoje participo...inconscientemente mas participo. Já não existe flores...do meu jardim não cuido mais e não quero cuidar pois o teu perfume ainda o sinto...quero evitá-lo...Da menina doce que conheceste foi isso que sobrou...não olhe pra trás...não tente achá-la em algum lugar ela morreu...morreu em minha dor...morreu em meu desespero quando vi que era tudo mentira...tudo uma mera diversão...por enquanto prefiro acreditar que ninguém passa em nossas vidas em vão... e tudo que provavelmente você foi destinado a me ensinar eu aprendi...entre lágrimas e gritos ' já não suporto mais' aprendi...

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23
1 compartilhamento

Os amores mais bonitos são definitivamente os impossíveis! Aquele que você sabe que um dia vai ser lembrança e nada mais...aquele que jamais terá condições de sair do campo dos sonhos. São eles os amores impossíveis que sabemos lá no fundo que nada apagará, que dele o tempo não será remédio...o amor que entendemos que tudo que fizemos foi em vão mas faríamos tudo de novo por conta de um mísero sorriso...o amor que nos torna melhores...que nos faz esquecer o nosso maldito egoísmo e pensar no outro como uma parte de nós. Amor que sabemos que não será pra sempre, que durará o suficiente para dele só restar uma saudade de sangrar.
O amor mais doce de nossas vidas é aquele que nos traz paz em meio ao fim...é aquele que nos permite viver e acreditar num mundo feito de pessoas cheias de mentira, cheias de si...Amor que se respira, que se faz presente na guerra...na festa...amor puro que nos desperta o mais profundo desejo carnal e ainda assim coberto de doçura...o amor que nos condena a nos conformar em ser mortais, em carregar esse fardo e ainda assim jurar amor...jurar proteção...
O amor impossível...o amor das lágrimas entre os lençóis...o amor da dor da despedida, da alegria do encontro...o amor do 'nunca mais', do 'pra sempre'...o amor que não nos deixa se prender no passado mesmo quando temos a certeza que esse passado foi e será o mais belo de toda uma vida...
Esse é o amor mais lindo... o amor inexplicavelmente impossível e por isso inevitavelmente inesquecível.

Kamylla Cavalcanti
39 compartilhamentos

Soube que andas rindo por aí, que as nossas histórias não contas mais...é irrelevante dizer-te que chorei...que o fato de ñao entender que já não ocupo nenhum espaço na tua vida doeu, que a presente certeza que as minhas estações já não preenchem teus pensamentos machucam. Queria te ver sofrendo, queria saber de alguém que choras minha ausência, que dormes envolto ao meu perfume no teu travesseiro...Queria me alimentar dessa ilusão que os outros que te visitam a cama são casos e nada mais, são distrações para acalmar tuas noites de solidão...
A verdade é que fui egoísta em pensar que teu amor suportaria tantas desventuras, fui tolo em não entender que um dia inevitavelmente irias te amar mais que a mim...
Sempre tão bonita e doce, seus olhos pareciam um rio de tão transparente...porque só agora vejo isso?como pude te perder? Das tantas que na minha cama já passaram nenhuma me deixou estasiado como você. Queria que você me xingasse, gritasse na rua que eu não presto se depois tivesse novamente a chance de fazer amor com você após uma briga...
Essa tua indiferença me mata e amarga a sensação de que estas livre agora, teu coração está livre pra ser de outro rapaz e esse outro rapaz não mais será eu...nunca mais...

Kamylla Cavalcanti
3 compartilhamentos

A Última Carta
É totalmente insuportável querido ter que escrever-lhe neste estado, não pense que não o amo, amo-te com a itensidade das forças que ainda me restam, apenas estou cansada...e hoje sei que Deus está me dando a oportunidade de descansar...
Perdoe-me por não confiá-lo minhas angústias, só estava quieta esperando que elas fossem embora...mas elas não foram...e até agora ainda as sinto latente vagando em minh'alma...
Hoje sei que não posso mais lutar, não me considere fraca não suportaria...lutei enquanto pude, tenha certeza que muitas vezes sorri quando minh'alma chorava...se debatia pedindo socorro...
Preciso dizer-te que embora a felicidade não tenha me visitado nesta vida, minhas maiores alegrias foram ao seu lado, meu anjo...se puder me encontrar com quem hoje me leva pedirei que o livre da angústia da minha perda, o pouco de crédito que tenho no céu usarei por você...usarei pra você...
Demorou mas hoje sei que nasci com a dor do mundo em minhas costas, nosso amor aliviou muitas delas, não pense nunca que não me ajudou...a verdade é que carreguei um fardo pesado demais pra dividir com a pessoa que mais amei na vida...sabes o quanto amo a justiça por isso nunca permitiria que minhas tristezas roubassem-lhe os sorrisos.
Prometo-te que até meu último suspiro pensei em nós...pensei nos teus olhos e os quis como nunca mas sei que se os vissem agora pela última vez não iria ter paz pra aceitar a minha partida...a minha partida pra longe dos teus olhos...
Despeço-me e beijo-te com meus pensamentos, como a primeira vez, lembra amado? Agora já sinto a paz de quem esperou a vida toda por um consolo...não chores...preciso fazer-lhe um último pedido: reconstrua sua vida...agora entendo que sofrerás e isso me dói tanto,tanto,tanto...mas vai passar não é isso que tanto me dizias quando em prantos encostava minha fronte na tua?Olhe o horizonte com esperança...com toda esperança que hoje me falta.
Posso ir em paz pois sei que cumprirás o meu pedido, teu maor nunca permitiu negar-me nada...Saiba que amo-te e o fato de aceitar meu breve destino não significa que desisti de nós...a vaga de anjo da guarda que abri no céu será minha...sinta que te cuidarei...pela eternidade te cuidarei...até quando meus cuidados trazer-te de volta ao nosso lar.

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23
1 compartilhamento

Eu amadureci quando descobri que ás vezes temos que deixar as pessoas irem embora antes que a vida nos tire a força, que o amor verdadeiro é aquele que permite que a pessoa que amo seja livre mesmo que essa liberdade seja longe de meus braços...
Eu amadureci quando enxerguei que o amor precisa ser reconhecido,apreciado e não escondido...que me contentar com um amor assim é cruel...é desumano...
Eu amadureci quando descobri que a mesma chuva que destrói meus sonhos é a que faz nascer relva na terra seca...que desejar o bem é muito mais proveitoso pra quem deseja...que se a vida é enlouquecer de amor, quero ser lúcida pra reconhecer o que sinto, pra viver o que sinto sem sufocar ninguém...apenas me permitir perceber o momento em que não sou mais querida...e ir embora seguir minha vida.
Eu amadureci quando entendi que posso deixar alguém ir e ficar com ela pra mim...ficar com suas lembranças...com seus risos...com seus trejeitos...com suas danças...e ainda assim deixá-la livre como uma borboleta ao sair do casulo.
Eu amadureci quando descobri que ninguém se prende a ninguém por amor...o amor é livre...o amor nos deixa livre...o amor é um pássaro em meio a imensidão...o que sufoca não é amor é ilusão, interesse...tudo menos o amor, aprendi que o amor não tem definição, não tem regras pois ele é a própria regra, a regra do sim e do não, que quando se ama, se ama por inteiro, por completo que amor pela metade não é amor é medo, medo de mergulhar, medo de viver, medo de experimentar...
Eu amadureci quando percebi que os sonhos mais bonitos são os sonhados a dois...que se sonho com alguém só não vale a pena, sonho concreto é sonho dividido, misturado, compartilhado pra enfim ser vivido... e é tão bonito quando isso acontece, é a coisa mais linda que a vida nos permite sentir, presenciar um sonho tão almejado, suado, sangrado se tornar real...
Eu amadureci quando vi que minhas dores de amor são suportáveis a medida em que esqueço de me concentrar nelas...que elas são inevitáveis assim como a dúvida de se um dia elas passarão...mas que posso ainda sangrando me permitir olhar o horizonte, reconhecer um novo amor...viver um novo amor e apagar tudo que passou...pelo menos tirar toda a tristeza do centro das atenções...
Eu amadureci quando reconheci meus traumas como parte de quem sou hoje e não apenas como desventuras de um destino infeliz... que todo preparo e desapego que carrego veio desses desencontros tão irremediavelmente desastrosos... e que toda a lágrima e revolta serviu para eu reconhecer quando a felicidade bater a porta...aprendi que não posso me fechar pra todos só porque alguém me feriu...posso mudar de atitude mas nunca, nunca de essência.
Eu amadureci quando entendi que não se pode crescer sem sofrer, sem sangrar, sem parir...que hoje o que preciso de imediato é te deixar partir, ser feliz, aceitar que sua escolha já foi feita... e que dela inevitavelmente não faço parte.

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23
1 compartilhamento

"São tão loucos nossos encontros que hoje me canso da lucidez de meus dias vazios..."

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23

“Como viver pra dormir bastasse...na verdade é porque durmo pra te ver...acordo querendo deitar e não escolho sonhos ou pesadelos com tanto que em algum deles eu possa te encontrar...”

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23

"Como seria bom se meu amor por você se diluísse em lágrimas um terço dele já tinha se esvaído o problema é onde no mundo caberia mais um oceano."

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23

"Não me faça promessas tenho o péssimo hábito de acreditar em tudo que você diz e quando você não cumpre como de costume sofro como se fosse o primeiro dos enganos."

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23

“Queria te dizer o tanto que por ti sinto mas como descrever o que nem eu entendo e se o meu olhar não te deixou ciente do que guardo é porque não mereces tanta entrega...”

Kamylla Cavalcanti
Inserida por kamylla23