Helena Kolody

1 - 25 do total de 28 pensamentos de Helena Kolody

arco-íris no céu.
está sorrindo o menino
que há pouco chorou

tão longa a jornada!
e a gente cai, de repente,
no abismo do nada

Que importa a nuvem no horizonte,
chuva de amanhã?
Hoje o sol inunda o meu dia.

Quem é essa
Que me olha
De tão longe
Com olhos que foram meus?

Do longo sono secreto
na entranha escura da terra
o carbono acorda diamante

Inserida por patalee

Oculta na roupagem metafórica
palpita a essência real.

Pintou estrelas no muro
e teve o céu
ao alcance das mãos.

A esperança engana, mente o sonho, eu sei. Que mentiras lindas eu mesma inventei e contei para mim..

Não ando na rua.
Ando no mundo da lua,
falando às estrelas.

Deus dá a todos uma estrela.
Uns fazem da estrela um sol.
Outros nem conseguem vê-la.

SEMPRE MADRUGADA

Para quem viaja ao encontro do sol,
é sempre madrugada.

Helena Kolody Sempre palavra

POETA

O poeta nasce no poema,
inventa-se em palavras.

Helena Kolody Viagem no espelho

PRISÃO

Puseste a gaiola
Suspensa dum ramo em flor,
Num dia de sol.

Helena Kolody Paisagem Interior

FELICIDADE

Os olhos do amado
Esqueceram-se nos teus,
Perdidos em sonho.

Helena Kolody Antologia poética
Inserida por pensador

Oh! lágrima cristalina,
Tão salgada e pequenina,
Quanta dor tu não redimes!
Mesmo feita de amargura,
És tão sublime, tão pura
Que só virtudes exprimes.

MERGULHO

Almejo mergulhar
na solidão e no silêncio,
para encontrar-me
e despojar-me de mim,
até que a Eterna Presença
seja a minha plenitude.

Helena Kolody Sempre palavra

ÂMAGO

Quem bebe da fonte
que jorra na encosta,
não sabe do rio
que a montanha guarda.

Helena Kolody Sempre palavra

A MIRAGEM NO CAMINHO

Perdeu-se em nada,
caminhou sozinho,
a perseguir um grande sonho louco.
(E a felicidade
era aquele pouco
que desprezou ao longo do caminho).

Helena Kolody Viagem no espelho

ABISMAL

Meus olhos estão olhando
De muito longe, de muito longe,
Das infinitas distâncias
Dos abismos interiores.
Meus olhos estão a olhar do extremo longínquo
Para você que está diante de mim.
Se eu estendesse a mão, tocaria a sua face.

Helena Kolody Paisagem interior

EU COMIGO

Muito briguei eu comigo,
tive raiva,
me insultei.
E, de incontido desgosto,
em meu próprio ombro chorei.

Helena Kolody Viagem no espelho

Viagem Infinita

Estou sempre em viagem.
O mundo é a paisagem
que me atinge
de passagem.

RETRATO ANTIGO (1988)

Quem é essa
que me olha
de tão longe,
com olhos que foram meus?

Inserida por Tertulianaav

Sem aviso
Sem aviso,
o vento vira
uma página da vida

LIÇÃO

A luz da lamparina dançava
frente ao ícone da Santíssima Trindade.
Paciente, a avó ensinava
a prostrar-se em reverência,
persignar-se com três dedos
e rezar em língua eslava.
De mãos postas, a menina
fielmente repetia
palavras que ela ignorava,
mas Deus entendia.

Inserida por pensador

Sonhar é transportar-se em asas de ouro e aço
Aos páramos azuis da luz e da harmonia;
É ambicionar o céu; é dominar o espaço
Num vôo poderoso e audaz da fantasia.
Fugir ao mundo vil, tão vil que, sem cansaço,
Engana, e menospreza, e zomba, e calunia;
Encastelar-se, enfim, no deslumbrante Paço
De um sonho puro e bom, de paz e de alegria.
É ver no lago um mar, nas nuvens um castelo,
Na luz de um pirilampo um sol pequeno e belo;
É alçar constantemente o olhar ao céu profundo.
Sonhar é ter um grande ideal na inglória lida:
Tão grande que não cabe inteiro nesta vida,
Tão puro que não vive em plagas deste mundo.

Inserida por pensador