Guimarães Rosa

151 - 175 do total de 206 pensamentos de Guimarães Rosa

Posso me esconder de mim?

Guimarães Rosa
26 compartilhamentos

O certo era a gente estar sempre brabo de alegre, alegre por dentro, mesmo com tudo de ruim que acontecesse, alegre nas profundezas. Podia? Alegre era a gente viver devagarinho, miudinho, não se importando demais com coisa nenhuma.

Guimarães Rosa
131 compartilhamentos

Vou ensinar o que agorinha eu sei, demais: é que a gente pode ficar sempre alegre, alegre, mesmo com toda coisa ruim que acontece acontecendo. A gente deve de poder ficar então mais alegre, mais alegre, por dentro.

Guimarães Rosa
98 compartilhamentos

Alegre, embora física e metafisicamente só, sentia o universo. Chovia-se-lhe.

Guimarães Rosa
12 compartilhamentos

O que leva o homem para as más ações estranhas, é estar diante do que é seu, por direito, e não sabe...Não sabe...Não sabe...

Guimarães Rosa
2 compartilhamentos

Quem desconfia fica sábio.

Guimarães Rosa
49 compartilhamentos

Sorriram-se, viram-se. Era infinitamente maio e Jó Joaquim pegou o amor. Enfim, entenderam-se.

Guimarães Rosa
2 compartilhamentos

Sempre vem imprevisível o abominoso? Ou: os tempos se seguem e parafraseiam-se. Deu-se a entrada dos demônios.

Guimarães Rosa
3 compartilhamentos

Sem malícia, com paciência, sem insistência, principalmente.

Guimarães Rosa
11 compartilhamentos

Significa que posso não ter muito conhecimento e/ou experiência, porém desconfio de como as coisas sucedem já que possuo imaginação. (Riobaldo - Grande Sertão: Veredas)

Guimarães Rosa
35 compartilhamentos

Amor? Um pássaro que põe ovos de ferro.

Guimarães Rosa
Inserida por willmondes

Eu queria sair de tudo o que eu era, para entrar num destino melhor.

Guimarães Rosa
7 compartilhamentos

O que lembro, tenho.

Guimarães Rosa
26 compartilhamentos

Quem elegeu a busca, não pode recusar a travessia...

Guimarães Rosa
75 compartilhamentos

O amor não precisa de memória, não arredonda, não floreia:
faz forte estilo. E fim.

Guimarães Rosa
2 compartilhamentos

Soneto da saudade

Quando sentires a saudade retroar
Fecha os teus olhos e verás o meu sorriso.
E ternamente te direi a sussurrar:
O nosso amor a cada instante está mais vivo!
Quem sabe ainda vibrará em teus ouvidos
Uma voz macia a recitar muitos poemas...
E a te expressar que este amor em nós ungindo
Suportará toda distância sem problemas...
Quiçá, teus lábios sentirão um beijo leve
Como uma pluma a flutuar por sobre a neve,
Como uma gota de orvalho indo ao chão.
Lembrar-te-ás toda ternura que expressamos,
Sempre que juntos, a emoção que partilhamos...
Nem a distância apaga a chama da paixão

Guimarães Rosa
894 compartilhamentos

Mas também, cair não prejudica demais. A gente levanta, a gente sobe, a gente volta. O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.

Guimarães Rosa
32 compartilhamentos

Viver é muito perigoso... Querer o bem com demais força, de incerto jeito, pode já estar sendo se querendo o mal, por principiar. Esses homens! Todos puxavam o mundo para si, para o concertar consertado. Mas cada um só vê e entende as coisas dum seu modo.

Guimarães Rosa
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento

Um sentir é o do sentente, mas o outro é do sentidor.

Guimarães Rosa
3 compartilhamentos

Sofri o grave frio dos medos, adoeci. Sei que ninguém soube mais dele. Sou homem, depois desse falimento? Sou o que não foi, o que vai ficar calado. Sei que agora é tarde, e temo abreviar com a vida, nos rasos do mundo. Mas, então, ao menos, que, no artigo da morte, peguem em mim, e me depositem também numa canoinha de nada, nessa água que não pára, de longas beiras: e, eu, rio abaixo, rio a fora, rio a dentro — o rio.

Guimarães Rosa
Inserida por relendo
1 compartilhamento

Tem trechos em que a vida amolece a gente, tanto, que até referver de mau desejo, no meio da quebradeira serve como benefício.

Guimarães Rosa
Inserida por laiscastroo

Amigo, para mim, é só isto: é a pessoa com quem a gente gosta de conversar, do igual o igual, desarmado. O de que um tira prazer de estar próximo. Só isto, quase; e os todos sacrifícios. Ou — amigo — é que a gente seja, mas sem precisar de saber o por quê é que é.

Guimarães Rosa
441 compartilhamentos

Toda saudade é uma espécie de velhice.

Guimarães Rosa
50 compartilhamentos

Mocidade é tarefa para mais tarde se desmentir.

Guimarães Rosa
Inserida por LaisUehbe

A vida é ingrata no macio de si; mas transtraz a esperança mesmo do meio do fel do desespero.

Guimarães Rosa
55 compartilhamentos