Adria Norma Riedo

1 - 25 do total de 42 pensamentos de Adria Norma Riedo

Se não aprendemos com perdas, como aprender com ganhos? Profeticamente, a primeira situação nos ensina a valorizar o outra.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Não temo a morte... acho que nunca temi. Mas, de uns tempos para cá, tenho certeza disso.
Por isso, deixo dito sobre quando chegar a minha hora: não quero ninguém se lamentando pelo que não me disse ou não me fez em vida; não preciso de perdão e tampouco perdoar no momento final.
E o que fiz e para quem fiz, fica o bem feito.
Quem retribuiu e jamais esqueceu, também fica o bem feito.
A quem não fiz, foi por não saber ou mesmo por eu considerar que não mereceu meu esforço.
Assim como sei, hoje, que houve pra quem eu fiz - e bem feito - e também não mereceu.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Salve-se quem puder

Acabo de ler algo que vem totalmente ao encontro do que tenho visto - e numa frequência absurda. Não vou me ater em detalhes. Estou farta de ver algumas pessoas falando mal de outras e não olhar para os seus próprios pecados, crimes, violações, defeitos ou sei lá que nomenclatura possam dar às suas imperfeições.
Exausta de ver o disque-me-disque pelas costas, as apunhaladas traiçoeiras e, quando se encontram, gestos hipócritas embalados por frases prontas tais como "há quanto tempo, amiga", "eu te amo", "saudades", blá blá blá blá...
Mas alguém tem me dito algo? Não. E nem precisa. Tenho um sensor que, feliz ou infelizmente, não desliga. Eu vejo... eu ouço... e à distância... numa distância inimaginável. Distância esta que tende a aumentar.
Tal como o Tico Santa Cruz afirmou num texto de sua autoria: "Há tempos em que é preciso filtrar o que nos cerca. (...) O que é de valor, o que é verdadeiro, o que nos faz bem, devemos cuidar e manter sempre com um olhar de carinho e amor. (...) Não é preciso buscar a aceitação de quem não se importa com a gente. É preciso apenas seguir o caminho praticando o que se aprendeu e o que se sabe. Os frutos naturalmente virão. (...) Feita a faxina... Deixa o sol entrar e novos ares trarão novos tempos. Que sejam melhores que os de antes."
É isso aí! Estou vendo o circo pegar fogo... as labaredas não estão altas, não! A brasa ainda está encoberta! E, sabiamente, desta vez não serei eu "o bombeiro" de determinadas vidas e de certas situações! A vida ensina! Sabe aquela expressão: Cada um por si e Deus por todos?! Então... há casos que nem Jesus na causa! Salve-se quem puder!

Adria Norma Riedo
2 compartilhamentos

Sempre fui mulher-emoção. Me sensibilizo, me comovo, me alegro, me divirto, arrepio, choro, entristeço, enfezo... tudo pela emoção à flor da pele!
Entretanto, a vida me ensinou, principalmente na casa dos 40, a me guiar pela razão. Continuo emoção, mas a razão comanda e me calo. E observo. E me calo. E observo de novo. E me calo novamente.
Hoje, sou um imã que atrai muito mais... e também repele muito, muito mais ainda. Tudo pela sobrevivência, pelo bom senso, pelo equilíbrio.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Cheguei a um ponto da vida em que a maturidade me obriga a me livrar de gente superficial e de coisas supérfluas.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Todos os dias me reajusto, me refaço, me reinvento, me reconduzo.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

A vida gira, assim como o mundo dá voltas. O que hoje está em cima, daqui algum tempo estará embaixo. E vice-versa. É fato. Não é vingança divina ou humana. É lei natural.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Há FATOS que preferiria não saber, não ter conhecimento! Há situações causadas por determinadas pessoas - seja pela fala, pela atitude ou até pela energia propagada - que eu desejaria que jamais chegassem aos meus ouvidos, muito menos aos meus olhos e, muito, muito, muito menos ainda ao meu coração.
Isso é pedir demais?!

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Há quem mereça o meu mel. Há quem mereça o meu fel. Há quem mereça o meu nada.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Fazer favor

Quando faço um favor a alguém - seja quem for - simplesmente faço... por amor, por compaixão ou por fazer. Isso mesmo. Favor se faz por fazer, para beneficiar quem o recebe e, claro, como a vida é uma via de duas mãos, você também é favorecido.
Portanto, favor não tem preço, mas tem um valor enorme. Se põe preço, não é favor, passa a ser escambo, passa a ser moeda de troca.
Por isso, em qualquer situação, não cobre o favor que fez. Senão, já sabe... deixa de ser um favor. Passa a ser prestação de serviços.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Mais diligência, mais inteligência, mais vontade e menos inocência. E sempre a verdade.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Não prometa o que não pretende cumprir.
Não faça ao outro o que não quer para si.
Não estimule se não lhe convém.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Gosto do que surpreende, gosto do bem quente ou do bem gelado.
Existem alguns óbvios que me entediam. Geralmente, o óbvio é morno e diria que previsível demais.
A ignorância (burrice) é óbvia. A inteligência, surpreendente.
Então, que me surpreendam. Porque o óbvio... ah!!! Esse já virou rotina.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

A verdade é, muitas vezes, mais cruel do que poderíamos supor. Essa história de que 'eu vou mudá-lo(a)' ou 'ele(a) vai melhorar' ou 'eu acredito que um dia ele(a) perceba e melhore' é TUDO balela.
Já está mais do que comprovado de que o caráter (conjunto de hábitos, virtudes e vícios; índole) é formado na fase da primeira infância, por volta dos 5 anos de idade.
Dwight Moody disse que caráter e o que você é no escuro. Então, se 'no claro' a pessoa já demonstra desvios de conduta ou segue na contramão de suas crenças, caia fora.
Sempre há sinais. A questão é vê-los. Ou melhor: a questão é querer vê-los! E não adianta responsabilizar os outros por SUAS escolhas.
Desmistifique! Desmascare! Encare! E viva!

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Quantas vezes a gente sorri com vontade de chorar...
Quantas vezes aparentamos uma felicidade que não nos pertence, ao menos por ora...
Quantas vezes demonstramos força quando nossa vontade é de desmoronar, de enfraquecer, sem sermos rotulados por isso...
Quantas vezes gostaríamos de dar um basta, causar uma virada, mas não nos cabe esse comportamento ou atitude...
Quantas vezes desejamos desabafar sobre nosso cansaço, nossos desgostos, nossos problemas. Entretanto, cada vez mais, confiamos menos e em menos pessoas.
Sem generalizações. Está difícil. Mostrar, demonstrar, contar, desabafar, confidenciar, repartir, compartilhar - tudo deveria ser via de duas mãos, mas não é. Todos são comportamentos humanos, que estão longe de serem ou estarem humanizados.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Diploma não é recibo pra sabedoria, bem como sobrenome não é atestado de procedência.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Conquistar espaços. Sim, eu sei fazer isso. Minha vida é feita de conquistas, perdas e reconquistas.
Perdas? Como assim, perdas?! Estamos falando de conquistas!
É que pra saber conquistar, tem que aprender a perder também.
Enfim... conquisto meus espaços - quando são meus.
O espaço do outro já diz tudo. É do outro. Então, nesse caso, não há o que conquistar.
São os nossos limites: o meu e o do outro.
É simples.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Quem muito explica, nada mais tem a explicar.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

É impressionante o quanto as palavras ou as atitudes do outro podem nos motivar ou nos desmotivar. Diria que é de uma proporção descabida, quase que violenta.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Nossas necessidades sobrepõem nossas vontades. Raras são as exceções.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

De onde mais esperamos vem os maiores silêncios, ou diria, as grandes omissões. É quando nos decepcionamos.
De onde menos esperamos, vem os alertas, as revelações, a proteção. É quando nos surpreendemos.
Tanto na primeira situação, como na segunda, tudo se resume em coragem. Na ausência dela, você não faz nada. E, quando ela se faz presente, mesmo que suponha que possa estar fazendo nada ou pouco, é que você faz muito.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Gosto de gente inteira. Pessoas fragmentadas me causam aflição e não me inspiram confiança alguma.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Não adianta... Nem todos estão preparados para se deparar com nossas vitórias, com nossas conquistas. E essas pessoas são aquelas que 'acham' que sabem TUDO a nosso respeito, são aquelas que se julgam superiores em relação aos seus semelhantes, são aquelas que supõem que já passaram por tudo nesta vida. Ledo engano!
Por isso, cada vez mais, devemos nos calar, nos preservar, nos blindar.
Por isso que me deparo, cada vez mais, com um 'eu' que observa, observa e observa.
E por mais que eu me cale, descubro que é fundamental me calar muito, muito mais! E observar... e observar... e observar...
De novo: 'vêem as pingas que tomamos, mas não os tombos que levamos'.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Se não quer pra si, não diga que quer.
Se não gosta, não diga que gosta (só pra agradar).
Se não precisa disso ou daquilo, não diga que precisa.
Não 'puxe o saco'. É feio. E parece que não, mas todos percebem.
Haja naturalmente. É melhor. É mais suave. É mais gostoso de se ver e de se sentir.
Não aja de forma que os outros percam tempo com seus devaneios. Tempo esse que, nos dias de hoje, além de estar cada vez mais valioso, voa, se desintegra no próprio tempo de tão rápido que passa.
Bajular não é sinônimo de gostar, tampouco de amar.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo

Quem quer o bem alheio não diz... FAZ!
Quem quer o bem do outro não mente, não troca palavras, não omite frases ditas, não inventa frases não ditas.
Quem quer o bem, bendita e não maldita.
Quem quer o bem não dobra os joelhos para Deus, quando dentro de um templo religioso ou em redes sociais, e manda para o inferno os semelhantes de seu convívio.
Quem quer o bem não dissimula. Certo ou errado, assume seus defeitos, busca o autoconhecimento, o bem estar próprio e de todos que o cercam.
Quem quer o bem, age para o bem.
O bem atrai o bem. Tal como o mal atrai o mal. Essa 'lei da vida' é implacável!
Quem quer o bem procura evoluir como SER HUMANO.
A vida dá sinais. É só observar, absorver, aprender. É fazer uso disso tudo para si e para os outros.
A vida se apresenta repleta de experiências para que, com nosso livre arbítrio, escolhamos os caminhos a seguir.
Todos, absolutamente todos, tem virtudes e fraquezas.
Olhemos ao nosso redor para percebermos se estamos atraindo ou repelindo.
A vida escancara e, ao mesmo tempo, dispensa baixarias para que, cada um de nós, separemos o 'joio do trigo', para que a gente se dê conta do que e quem realmente vale a pena.

Adria Norma Riedo
Inserida por AdriaRiedo
1 compartilhamento