Último Abraço

Cerca de 55 frases e pensamentos: Último Abraço

Último abraço

Ah, se eu soubesse que era a última vez...
não teria dito nada do que disse,
não teria feito nada além de te abraçar
e aproveitar cada segundo sem tirar os olhos de você...
Se tivessem me avisado que era a última vez,
eu poderia implorar pra que você ficasse mais um pouco,
só pra te explicar que mais um pouco seria muito pouco,
e que por menos que fosse, já seria muito pra mim...
Se eu soubesse, ah, se eu soubesse!
te falaria mil coisas, sem dizer uma palavra,
te mostraria mil dias de agonia, em um olhar...
E quando você estivesse saindo, eu te chamaria de volta,
só pra dizer mais uma vez o "eu te amo" que ninguém mais vai ouvir,
e te dar um último abraço, com o amor que ninguém mais vai te entregar.

Samuel da Costa
478 compartilhamentos

Se eu morresse amanhã, com certeza abraçaria todos os meus amigos, como se fosse o último abraço;
Beijaria com todo carinho meus familiares e pessoas que amo, como se fosse o último beijo;
Perdoaria de todo coração aqueles que me fizeram mal ou tentaram me derrubar, como se fosse o último perdão;
Viajaria para aquele lugar distante, com que tanto sonhava, como se fosse a última viagem;
Escutaria mil vezes a música preferida, como se fosse a última a canção;
Leria aquele livro que tanto admirava, como se fosse a última leitura;
Rezaria para agradecer a Deus tudo que ele tem me dado de bom nessa vida, como se fosse a última oração.
Enfim...
Se eu morresse amanhã, ia querer fazer tudo que gosto e aproveitar o hoje até o último momento.
Deus nos deu a grande oportunidade de vivermos nossa vida intensamente, sem que precisemos nos preocupar com o dia de nossa morte.
Então...
Que aproveitemos este HOJE ao máximo. Jamais deixando de fazer aquilo que poderíamos fazer hoje para amanhã.
Pois AMANHÃ pode ser tarde para nos arrependermos...

Desconhecido
143 compartilhamentos

ÚLTIMO SUSPIRO

A escuridão abraçou minha alma vazia
Vejo meu mundo se diluindo, sufocado pela
Mortalha do destino.
Gotas rubras pingam de meus pulsos dilacerados
Frias, sem dor, sem vidas...
Nada mais importa, apenas meu último suspiro.
Vejo a luz esvanecer e a escuridão eterna me engolfar.
Sinto o mórbido sussurro da morte me chamando,
Enquanto a chuva entoa sua lamúria no vale da névoa fúnebre.

Minha essência melancólica mergulha
Na solidão da natureza morta.
Agora eu posso vagar ao lado dos emissários do silêncio,
Nas sombras gélidas, eu caminho em meio aos túmulos ermos
Sentindo as brisas deprimentes soprarem minha lápide!
Meu mundo agoniza, tudo que resta, são memórias esquecidas.

No orvalho da floresta, minhas cinzas caem e
São sopradas pelos ventos frios do inverno.
Agora posso voar como os corvos,
Enquanto meu espírito mórbido descansa
No vale do silêncio eterno.

Yoman Ceifeiro

Sem um último beijo, um último abraço, um último sorriso.

Assim foi o nosso fim. Sem vontade, sem escolha e sonhos contidos. Assim foi o nosso fim... E o nosso fim. Sem motivos!
Mas porque? Simplesmente porque assim o destino decidiu? Simplesmente pq planejava pregar uma peça em alguém e nos escolheu? Onde estávamos quando atravessamos o caminho desse Travesso Destino? Pq nós? Andamos diferentes, sorrimos diferente...? Será que não era possível enxergar que éramos felizes juntos, mesmo que ainda a felicidade apenas de longe sorrisse para nós, apontando um caminho glorioso? Pq o destino tapou nossa visão e nos fez caminhar por estradas distintas? Pq ele não nos fez sentir a tempo que estava muito quente ou muito frio, que precisávamos um do outro, de um ombro amigo, de braços, de abraços, daqueles sorrisos, daqueles sonhos...? Pq apenas hoje nos abrimos com sinceridade para o mundo, recuperamos os nossos sentidos, percebemos as feridas, reconhecemos as dores e também as necessidades, enquanto o destino ao nosso lado caminha, olhar travesso, sorriso sereno...? Ele sabe que a distância já se fez grande e que não mais conseguimos voltar... Nem para o último beijo, o último abraço, o último sorriso.

alimdul
3 compartilhamentos

Vida

A incerteza da vida
A incerteza do amanhã
A incerteza do último abraço
A incerteza do eu te amo

Viver é angustiante
Mas com você ao meu lado
É como um calmante

Meu mundo para quando estou com você
Você não sai da minha cabeça
Com você ao meu lado

Não há nada que me entristeça
Mas não há nada que me faça te esquecer
Pois tenho uma dívida...
Posso-lhe chamar de AMOR DA MINHA VIDA?

Ninguem

Vivo em uma escuridão onde ela me abraça com seu abraço esmagador me deixando mais calmo, onde posso pensar sem ser julgado, onde posso amar sem ser rejeitado, onde... Eu posso ser feliz sem ser... Fragmentado.

UltimoSussuro
Inserida por UltimoSussurro

E quando se lembrar do meu sorriso; Estarei sempre aqui, segurando o último abraço que consola minha consciência.

Erlan Ribeiro

Nunca negue um sorriso, um beijo, um abraço, pois aquele pode ser o último.

Izadora Viegas

É simples a separação.
Adeus.
Desenlaçado o último abraço, uma pressa de dar contas um ao outro.
Já não há gestos. O derradeiro (impossível) seria não desfazer o abraço.
Pressa de cada um retomar o outro na teia lenta da remembrança.
Não desfazer o abraço. Ficar face encostada ao niagara dos cabelos.
Sobram fotografias, voz no gravador, um bilhete na caixa do correio. Sobra o telefone.
Tensão - telefone. Experimentada. Sofrida.
Tensão - telefone. Possibilidade de voz não póstuma.
No gravador, voz de ontem, de anteontem. De há anos.
Sobra o telefone. Mudo.
Retininte?
Sobrarão as cartas. Sobra a espera.
Na teia lenta da remembrança, retomo-te em memória recente:
na praia de ternura onde nos enrolámos e desenrolámos desesperados de separação.
Sobra a separação.

Alexandre O'Neill

Dê abraços em quem ama como se fossem os últimos a dar...

Desconhecido

Despedida
É o último abraço em alguém que a gente gosta.
É uma tristeza no olhar ao ver a pessoa partindo.
É como olhar pelo retrovisor e ver o rosto sumindo.
São as últimas horas de velório.

São as salva de palmas na saída do caixão.
É o a Deus e a separação.
São as últimas palavras do sermão.
É um aperto no coração.

É a dolorosa caminhada ao lado do caixão.
É aquela música que faz a gente chorar.
É alguém com a mão a acenar.

São momentos de dores.
São os Buques De flores flores e coroas para funeral
E no cemitério, a homenagem final.
Poeta Adailton

poeta Adailton

Nós aceitamos!
Aceitamos o último sorriso,
o último abraço,
o último beijo,
o último olhar.
Aceitamos a morte do tempo,
as perdas... enfim, aceitamos!
Todavia, não estamos preparados e por isso sofremos calados,
vivendo a eterna aceitação de que a vida aos poucos morre.
E o que resta? É aceitar!

Alef De Masserach

O Ultimo abraço.

Quando estamos no ensino fundamental , com todos aqueles amigos, todas aquelas risadas intermináveis , as conversas , as brigas bobas (...) . Tudo é tão gostoso que nem percebemos o tempo passando . E quando olhamos para trás , não tem como não lembrar dos momentos mais maravilhosos com aquelas pessoas que no caso são seus amigos, que você chega a acreditar que todos eles serão eternos. Conforme o tempo vai passando , alguns deles somem , se mudam , ou arrumam outras amizades por aí , ou simplesmente esquecem ou não querem mas a sua amizade , assim , do nada . Mas tem sempre AQUELE que nunca deixa de manter contato , que realmente se preocupra com seu bem estar , quer te ajudar não importa qual seja a situação , aquele que se você for parar pra pensar , está com você nos momentos mais felizes da sua vida e que nunca deixou você na mão . E é esse amigo que verá seus filhos crescerem , amadurecerem , como você verá os dele . E é pra eles , que vocês juntos ensinarão o real sentido da amizade. E é esse amigo que será e foi seu parceiro durante a vida toda ,
até a velhice , e é ele o dono do seu último abraço .

Dayanna Oliveira
Inserida por DayannaOliveira
1 compartilhamento

Você é a minha música, ela basicamente grita seu nome. Gostaria de poder te dar um último abraço. Eu te amo

Leticia Rodriguez
Inserida por silverFox

A Promessa

Ainda posso sentir seu cheiro,
Ainda posso sentir seu ultimo abraço,
Ainda me lembro de cada palavra,
E por mais que seu pedido tenha levado minha felicidade,
Continuo cumprindo minha promessa.
Ainda sinto o gosto do seu beijo e,
Ainda sofro.

Raphaele Pastana
Inserida por raphaelepastana

O último abraço por mais doloroso que tenha sido serviu para seu amadurecimento pessoal, aprendeu com a dor que ninguém permanece para sempre!

Janária Pereira
Inserida por jbptaio23

Antes de minha morte



Antes de minha morte
Darei meus últimos abraços
Darei meus últimos beijos
Darei meu último adeus.
Escreverei meus últimos versos
Escreverei minhas últimas poesias
Derramarei minhas últimas lagrimas
Darei meus últimos suspiro na terra.
Farei tudo isso hoje
Por não saber o meu dia
O dia de minha morte.

Autor
Sergio Macedo

Sergio Macedo
Inserida por PoetaSergiomacedoBM

Se soubesse que aquele seria o último abraço até hoje estaria segurando em você, pois a dor da partida, o sentimento de perda, dói oh como dói, jamais diga pra alguém eu sei como é, pois eu sinto a dor da perda como jamais você vai entender, sentir ou até mesmo mensurar o que se passa dentro de mim.

CSS
Inserida por santiago197833

"Dezembro, o último do ano. Dezembro de recordações, de sorrisos trocados, e de abraços apertados, de alegria dobrada e esperança renovada.
É o mês dos presentes e da fraternidade. É o tempo da Conceição, e da solidariedade.
Dezembro por fim, é assim: troca de tristezas por sorrisos sem fim."

Saulo Tavares
Inserida por saulotavares

Ele partiu, seguiu em frente.
Não existiu um abraço, nem sequer um último beijo.
Ele levou meu coração, me deixou em pedaços.
Demorou, mas voltei a sorrir. Voltei a ver graça na vida.
Até que numa quinta-feira qualquer, saindo de um café sorrindo e falando no celular, lá estava ele.
Meus olhos se fixaram nele, de repente me senti no momento em que o vi partir. Ele parou ao me ver e desligou o celular. Estávamos cara a cara novamente. E ficamos ali, parados sem dizer nada um ao outro por uns cinco minutos. Até que ele sorriu e automaticamente me peguei sorrindo também. E foi só. Ele seguiu seu caminho e eu o meu. Novamente sem abraços nem beijos, não houve uma palavra de adeus. Mas ali, no momento em que ele me sorriu, recuperei meu coração, coração que ele havia levado consigo no momento que me disse adeus. Hoje graças aquela quinta-feira qualquer me sinto inteira para amar novamente.

RafaelaGircis
Inserida por deboralecabel