Poemas de John Milton

Cerca de 13 poemas de John Milton

A mente não deve ser modificada pelo tempo e pelo lugar. / A mente é o seu próprio lugar, e dentro de si / Pode fazer um inferno do céu, do céu um inferno.

Os prazeres intelectuais são de uma qualidade mais elevada do que quaisquer outros.

Ninguém pode amar a liberdade sinceramente, senão pessoas boas; as demais amam não a liberdade, mas a licenciosidade.

Acima de todas as liberdades, dê-me a de saber, de me expressar, de debater com autonomia, de acordo com minha consciência.

O fim de toda a aprendizagem é conhecer a Deus, e, mediante esse conhecimento, amá-lo e ser como ele é

Onde há uma grande vontade de aprender, haverá necessariamente muita discussão, muita escrita, muitas opiniões; pois as opiniões de homens bons são apenas conhecimento em bruto.

Por acaso pedi a Ti, ó Criador, que do barro
Me moldasses Homem, por acaso solicitei a Ti
Que da escuridão me resgatasses?

(Paraíso Perdido)

A mente é seu próprio lugar e em si mesma
Pode fazer um Céu do Inferno, um Inferno do Céu.
Que importa onde, se serei sempre o mesmo
Aqui ao menos seremos livres...
podemos reinar com segurança; e, a meu ver,
Reinar é uma boa ambição, embora no Inferno:
Melhor reinar no Inferno que servir no Céu.

A mente é seu próprio lugar e ela está em si mesma.
Pode fazer Céus do inferno, e também inferno de Céus.

Será que eu lhe pedi, ó criador, que do barro me fizesse homem ? Será que lhe roguei para que me tirasse da escuridão ?

“Aquele que reina dentro de si, as regras das paixões, desejos e medos, é mais do que um rei.”

Livros não são coisas absolutamente mortas; contêm um espécie de vida em potência tão prolífica quanto a da alma que os engendrou. E mais: eles preservam, como num frasco, o mais puro e eficaz extrato do intelecto que os produziu.

A mente é o seu próprio lugar, e por si mesma pode fazer um paraíso do inferno, um inferno do paraíso.

Inserida por Rad08