Pensamentos de Sêneca

Cerca de 110 pensamentos de Sêneca

Nenhum lutador pode ir com alta expectativa para a luta se ele nunca foi espancado.

Sêneca Cartas de um estoico, volume I. São Paulo: Montecristo Editora, 2017.

Nota: Trecho da carta XIII (13), Sobre medos infundados.

Inserida por pensador

⁠Não sucumbir com a adversidade, não confiar na felicidade, ter sempre diante dos olhos a arbitrariedade da fortuna - como se ela houvesse de fazer tudo o que lhe é possível fazer.

⁠A vida só estará de acordo consigo mesma quando a ação não desmentir o impulso e quando o impulso for a medida do valor de cada coisa, mostrando-se mais ou menos intenso conforme essa coisa merecer que a procuremos.

Inserida por fernando_cesar_4

Quando não sabemos a que porto estamos indo, qualquer vento é favorável.

Sêneca Cartas de um estoico.

Nota: Trecho da carta 71 (LXXI), Sobre o bem supremo.

Inserida por DavidFrancisco

⁠Quando você está em meio à adversidade, é tarde demais para ser cauteloso.

Inserida por ThomasAlmeida

Quando um homem não sabe a qual porto ele está indo, nenhum vento é o vento certo.

Sêneca Cartas de um estoico, volume II. São Paulo: Montecristo Editora, 2017.

Nota: Trecho da carta 71 (LXXI), Sobre o bem supremo.

Inserida por pensador

⁠Eu estava despreparado quando a Fortuna me desferiu o golpe repentino. Agora é a hora de você refletir, não apenas que todas as coisas são mortais, mas também que sua mortalidade não está sujeita a nenhuma lei fixa. O que quer que possa acontecer a qualquer momento, pode acontecer hoje.

Sêneca

Nota: Trecho da carta LXIII, Sobre sofrimento por amigos perdidos.

Inserida por fernando_cesar_4

⁠Na guerra o inimigo é mais perigoso para os soldados fugitivos; semelhantemente, qualquer contrariedade fortuita torna-se mais grave quando lhe viramos as costas.

⁠A ingratidão que sofreste deve dar-te ânimo para seres ainda mais pródigo nos teus benefícios: quando uma ação é de resultado imprevisível há que empreendê-la uma e outra vez para aumentar a probabilidade de sucesso.

⁠A causa que os faz andar assim a deriva é eles guiarem-se pelo mais falível dos critérios: a opinião comum.

⁠Usa a razão nas dificuldades. As situações mais duras podem se suavizar, as apertadas podem se afrouxar, e as pesadas se tornar mais leves, é só saber levá-las.

⁠É mais perigosa a violência de uma multidão, mesmo de anões, do que a de um só gigante.

⁠Para lutar contra uma loucura tão violenta e tão largamente difundida a filosofia tornou-se mais complexa, teve de ganhar um acréscimo de forças proporcional ao acréscimo de males que combate.

Inserida por fernando_cesar_4

⁠Quem sofre antes do tempo sofre mais do que o devido.

Inserida por fernando_cesar_4

Devemos tentar por todos os meios ser o mais grato possível.

Sêneca Cartas de um estoico, volume II. São Paulo: Montecristo Editora, 2017.

Nota: Trecho da carta 81, intitulada Sobre Favores e sua Retribuição.

Inserida por Ketteiteki

⁠Quanto mais desprezível e ridículo alguém for, tanto mais solta será sua língua.

Sêneca SCHOPENHAUER, Arthur. Aforismos para a sabedoria de vida. Porto Alegre: L&PM, 2014.
Inserida por Ketteiteki

A mente deve relaxar – ela voltará melhor e mais afiada após uma boa pausa.

Sêneca Sobre a tranquilidade da alma.
Inserida por fernando_cesar_4

Deve-se dar à alma algum descanso. Repousando, ela se torna mais atilada para a ação.

Sêneca Da tranquilidade da alma. In: Da vida retirada; Da tranquilidade da alma; Da felicidade. Porto Alegre: L&PM, 2011.
Inserida por pensador

⁠É mais poderoso aquele que tem poder sobre si mesmo.

Sêneca Cartas de um estoico, volume II. São Paulo: Montecristo Editora, 2017.

Nota: Trecho da carta XC (90), Sobre o papel da filosofia no progresso do homem, endereçada a Lucílio.

Inserida por Lu_Nunes22

Quem decide um caso sem ouvir a outra parte não pode ser considerado justo, ainda que decida com justiça.