Gilka Machado Poemas

Cerca de 5 poemas Gilka Machado

Almas e borboletas,
não fosse a tentação
das cousas rasas
pairaríamos nos cimos
seduzindo do alto,
admirando de Longe!...

Gilka Machado
Inserida por lucijordan

Ser mulher, e, oh! atroz, tantálica tristeza!
ficar na vida qual uma águia inerte, presa
nos pesados grilhões dos preceitos sociais!

(in “Cristais Partidos” 1915.)

Gilka Machado
Inserida por portalraizes

Saudades
De quem é esta saudade
que meus silêncios invade,
que de tão longe me vem?

(trecho in "Velha poesia", 1965.)

Gilka Machado
Inserida por portalraizes

SAUDADE

De quem é esta saudade
que meus silêncios invade,
que de tão longe me vem?
De quem é esta saudade,
de quem?
Aquelas mãos só carícias,
Aqueles olhos de apelo,
aqueles lábios-desejo...
E estes dedos engelhados,
e este olhar de vã procura,
e esta boca sem um beijo...
De quem é esta saudade
que sinto quando me vejo?

(in Velha poesia, 1965)

Gilka Machado
Inserida por Siby

"Amo o silêncio largo e lento/ porque ele é a voz mais verdadeira,/ é a voz do sentimento."

Gilka Machado
Inserida por danisegadilha