Frases Maria da Penha

Cerca de 77 frases Maria da Penha

Liberdade

Tiraram-me as algemas da alma
Sinto-me em total liberdade
Como uma gaivota que alça voo
Ao mais alto dos ares.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Janela

Ei tu... que fica aí me observando
da janela à minha janela
Dá pra dizer o que está achando
do quê observas?
Fica o dia inteiro aí prostrado
me vendo, me lendo...
Colocou insulfilme nos vidros
como senha?
Não funciona,
tem baixa qualidade criptográfica
Estou te vendo.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Transtornado

Enquanto eu penso
Outros detonam
inutilizam

Enquanto eu faço
Outros desfazem
abominam

Enquanto eu vivo
Outros sofrem
aniquilam

Enquanto eu feliz
Outros detestam
retrocedem

Enquanto eu poesia
Outros marasmo
desatinam

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Sofisma

Ser recebido no calor de um abraço
Grudento como velcro
E ser capaz de fazer self-portrait
Tanto repudiado...
É ter a certeza plena
Da felicidade mais obcena
Para embriagar sentimentos passados
Que não saem mais de dentro
Do coração que um dia fora
Totalmente dilacerado.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Maria

Desistiu do teu jeito empertigado
Tudo toca no teu íntimo
Desse mundo conturbado
Amarrotado, desconcertado
Intricado e mal amado
Que não há quem possa conduzir.
Ah! Maria, Maria
Sempre esteve no teu âmago
Sem contrariedades
Que sempre foras
Especificamente cosmopolita.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Eu?

Eu dicotômica
Eu bipolar
Eu geminiana
Eu? O seu jogo de azar.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Entrave

Por que tenho essa ansiedade?
Por que a espera me consome?
Já é madrugada
e continuo com esperança
que o tempo adiante
o que está com a hora marcada.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Sempre que entro no elevador e subo, os pensamentos voam e tenho a sensação de subir aos céus, quando desço, chego ao térreo.

Sempre que toco com a ponta do dedo indicador na água uma gota se prende. Fixo os olhos e vejo a minha vida a passar dentro dela.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

O laço e o nó

Houve um enlace entre o laço e o nó
Triste acontecimento
O laço deve unir num desate
O nó retira a autonomia.
Que exista somente o laço
Mantendo a complacência entre seres
Mate o nó, para que exista alforria.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Luso-fusco

É tarde de final de verão
Clima ainda quente, ardente,
O dia cai numa rapidez de torrente,
Nesse crepúsculo que precede ao anoitecer.
Indago como fica a ternura nesse ocaso,
Numa intriga perene,
Literalmente, aguada.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Armadilha

A dor moral é a pior das dores
O estomago passa a ser uma úlcera
Veneno que o aniquilou.
São acusados,
O importunante é o importunado
Pois existem os que só veem
Apenas um dos lados.
Com as atitudes malogradas
Arma-se o alçapão
E tolhe toda a sorte que poderia advir.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

JOSINO O GÊNIO (1980)

Josino pequenino
Josino tão inocente
Aquele moleque trapo
Josino transumano.

Josino cresceu
Pois criança cresce
Homem, Josino continuou maltrapilho.
Mas com o coração de Josino.

E hoje, aqueles
Que brincaram com Josino
Ah! Josino
Brinca com eles.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Metáforas

Os galos da Dona Lena
Cantam muito cedo
Uns às vezes morrem
Outros passam a cantar
Noutros terreiros.

__________________________________________________

Quase não sonho
Passo a ter sonhos confusos e difusos
Com o ator quando ele,
Despe-se de seu papel.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Oculto

Fartei-me de mostrar o meu encanto
De cair em pranto
De elucidar minha ternura.
Hoje sei de que nada adianta
O que me é sentimental.
O que eleva o meu feitio e
Coloca noutro coração
A minha galhardia
É o meu intencional.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Aconchego

Que belo o que ousas proclamar,
Mesmo que seja em nome alheio
De ti, nunca vou me separar
Pois um grande amor é sempre verdadeiro.
Se sou rosa e tenho espinhos
És um cravo macio em que posso me aconchegar.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Amor

Amor é somar, dividir e multiplicar
Nunca, jamais, subtrair.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Visitou um corpo
como quem mergulha num mar revolto

Sobe até o espelho d'água, inspira e desce
com a sensação de afogamento

Permanece por algum tempo
no recursivo procedimento

Sentindo-se satisfeito, já esgotado
abandona o corpo nu.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Razão de existir

Onde estão as belas frases lidas, escritas?
Lá, estão elas
Nos livros amarelados
Em cada objeto desgastado
No sentimento, congeladas.
É o que basta,
Estarem em algum lugar.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Cheiro

Ah! Esse meu olfato
ele é muito cruel comigo
Se o teu cheiro é diferente do meu
e é gostoso, alucino
sou amante enlouquecida
Quando cotidianamente
misturado ao meu
perco o fascínio
ganho um amigo
Se o teu cheiro
for misturado ao de outras
serás indesejável
terás cheiro de cachorro molhado
Para mim
estarás amaldiçoado.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina

Esterco

Disseste bem
Não valho um esterco
Foste o esterco falaz
que tentara adubar e adular
a mim, essa linda roseira
germinada entre as duras rochas.
O esterco há tempo
fora perdendo os atributos
as particularidades
propriedades
penetrabilidade
Hoje tu, esterco
só aduba e lisonjeia
ervas daninhas.

Maria da Penha Boina
Inserida por MariadaPenhaBoina