Frases de Monteiro Lobato

Cerca de 36 frases de Monteiro Lobato

Quem escreve um livro cria um castelo, quem o lê mora nele.

Monteiro Lobato

Para querer ter bons amigos, é preciso saber se você tem um.

Monteiro Lobato
Inserida por pedro16zita

Há dois modos de escrever. Um, é escrever com a idéia de não desagradar ou chocar ninguém (...) Outro modo é dizer desassombradamente o que pensa, dê onde der, haja o que houver - cadeia, forca, exílio.

Monteiro Lobato
Inserida por pensador

A coisa que menos me mete medo é o futuro.

Monteiro Lobato
Inserida por pensador

Um governo deve sair do povo como a fumaça de uma fogueira.

Monteiro Lobato
Inserida por pensador

Um só campo existe aberto, hoje, para as obras esculturais de algum vulto: o cemitério.

Monteiro Lobato
Inserida por pensador

O livro é uma mercadoria como outra qualquer; não há diferença entre o livro e um artigo de alimentação. Se o livro não vende é porque ele não presta.

Monteiro Lobato
Inserida por pensador

De escrever para marmanjos já me enjoei. Bichos sem graça. Mas para crianças um livro é todo um mundo.

Monteiro Lobato
Inserida por pensador

No Brasil subtrai-se; somar, ninguém soma.

Monteiro Lobato
Inserida por pensador

Coleiras...meus netos...o mal do mundo é simplesmente este: coleiras!

Monteiro Lobato
Inserida por RITAMENINAFLOR

Foi pelas ruas da vida que andei descalço e esfolei meus pés de amores vãos.

Monteiro Lobato
Inserida por melanmagrippan

O major trazia sobre si o peso de 60 janeiros”.

Monteiro Lobato
Inserida por Filigranas

"Um país se faz com homens e livros”.

( em América, 1929.)

Monteiro Lobato
Inserida por portalraizes

Progresso amigo, tu és cómodo, és delicioso, mas feio...

Monteiro Lobato
Inserida por AnaLuAna

Erro Tipográfico

A luta contra o erro tipográfico tem algo de homérico. Durante a revisão os erros se escondem, fazem-se positivamente invisíveis. Mas, assim que o livro sai, tornam-se visibilíssimos, verdadeiros sacis a nos botar a língua em todas as páginas. Trata-se de um mistério que a ciência ainda não conseguiu decifrar.

Monteiro Lobato
Inserida por NANDAKIEDIS

No fundo não sou literato, sou pintor. Nasci pintor, mas como nunca peguei nos pincéis a sério (pois sinto uma nostalgia profunda ao vê-los — sinto uma saudade do que eu poderia ser se me casasse com a pintura) arranjei, sem nenhuma premeditação, este derivativo da literatura, e nada mais tenho feito senão pintar com palavras.

Monteiro Lobato
Inserida por pensador