Luana Rodrigues.: Talvez, um ponto final salvaria uma...

Talvez, um ponto final salvaria uma poesia contrariada...

Não lembro quase nada
mas ninguém perguntou
As aspas me contaram que eu me vou

Não me pergunte onde estive
pois sumo de proposito
para que tenhas dúvidas
para que tu não venhas antes de mim
para que não me desvende antes do tempo
antes dos meus pensamentos virarem os bobos
da sua corte poética...

Não me cale com um beijo tolo
Não me descubra,
me prenda nas suas belas confusões sem fim,
me faça dizer que vale a pena ser quem eu sou...
Apenas, para o prazer de sentir a delicadeza, a fragilidade, a princesa, que sei que existe em nós duas...

1 compartilhamento
Inserida por LuanaRodrigues