Tenório, o homem da capa branca Artigo... Ivone Boechat

Tenório, o homem da capa branca

Artigo publicado no dia 12 de maio de 1987- Folha da Cidade-Caxias

Não teremos, de agora em diante, a força física do grande homem público, pai e avô, Tenório Cavalcante. Ele veio como um cometa e o brilho intenso de sua presença marcante ofuscou
os olhares daqueles que ainda não se acostumaram a olhar para cima. Por esta razão nem todos entenderam o comportamento resplandecente de sua genialidade.
Jamais passará desapercebido aos olhares do passado, do presente e do futuro, aquele que um dia enfrentou, como um gigante, o golias social. As quarenta e sete marcas de agressão que atingiram seu corpo não lhe feriram a alma. Muito mais respeitada do que temida essa vida de homem público escreveu uma das páginas mais interessantes da nossa história.
Tenório, o homem da capa preta não assustou os humildes, os fracos, os oprimidos. Ele veio como advogado dos pobres e o procurador das causas perdidas. Ele subiu aos palanques e falou como povo. Sofreu, porque se vestiu como as águias. Abriu as asas imensas da liberdade e se aninhou no coração das pessoas.
Tenório Cavalcante é uma espécie rara de político. Sua arma principal não falhou fogo- a justiça. As outras armas denunciadas pelos inimigos apenas compunham a fantasia preta que escondia o verso branco da paz.
Hoje, o coração da terra caxiense bate mais forte e seus filhos enxugam as lágrimas de saudade naquela capa que não é mais preta. Tenório redimiu-se dos seus pecados pelo sacrifício do Cordeiro e lavou suas vestes no sangue de Cristo. O homem da capa preta subiu ao céu de capa branca.

1 compartilhamento
Inserida por IvoneBoechat