Fernanda Furini: Corações são elefantes selvagens....

Corações são elefantes selvagens. Encarceram em um corpo físico grotesco o potencial do sentir gigantesco.
Ahhh, mas essa animalidade maldita! Ahhhh, esse vício desordenado de alimentar-se de grama enquanto a alma desfalece em fome.
Encapsulamo-nos do mundo ao nosso redor e achamos que nosso mundo encapsulado é o maior. Patéticos!
Achamos que conhecemos o mundo sem sequer dominar a nossa própria biologia. Ousamos desvendar o espaço e deduzir o universo, mas, não sabemos sequer o tamanho da nossa pequenez.
Achamos que uma bomba nuclear é o maior risco domundo.
O maior risco do mundo não é a desfiguração pela radioatividade, mas o atrofiamento pela inatividade. É o não saber-se, não possuir-se, não dominar-se, e julgar-se conhecedor de tudo.
Tememos o que não entendemos e não entendemos esse medo, pois somos preguiçosos e acomodados na nossa ignorância.
Intimamente enganamo-nos crendo que aquele que não sabe de nada não tem nada para mudar. Mas saber disso não é o suficiente para apressar-se à mudar?
Conhecemos pouco de tudo e nominamos as coisas extraordinárias que descobrimos. Elas sempre estiveram no mesmo lugar e não há nada de extraordinário nisso.
Para o homem, tudo aquilo que ainda não foi dominado por ele é um risco potencial. Quando algo ainda não descoberto é encontrado, ousa colocar o seu nome e sobrenome, como um grande feito para o mundo, com um orgulho ignorante escorrendo pela boca carnívora, própria de ser pouco evoluído, fazendo-me lembrar o caçador esportivo, que mata e ao final tira fotos com o pé na cabeça do animal para poder mostrar seu feito cruel e passar o desejo sanguinário primata para a próxima geração.
O homem não evolui por sua própria condição viciosa de inferioridade e ainda acha pavoroso quando comparado aos macacos.
Macacos são fieis, macacos defendem-se, macacos respeitam a natureza, macacos mão matam por prazer, macacos não são sádicos, macacos não matam populações de macacos por divergências políticas imbecis. Macacos passam o dia brincando, comendo frutas e fazendo carinho.
Por acaso alguém já viu algum macaco isolado, maquiavélico com ideias de “macaco-bomba”?!?!
Aiaiai... mais humanidade, humanos! Por favor! Sejamos mais macacos.

2 compartilhamentos
Inserida por FernandaFurini