Frases de Fernando Pessoa

Cerca de 684 frases de Fernando Pessoa

Tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Fernando Pessoa

Nota: Trecho do poema Tabacaria de Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa.

Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.

Fernando Pessoa

Nota: Trecho adaptado do poema "Mar Português" da Mensagem, de Fernando Pessoa.

Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.

Fernando Pessoa

Nota: Adaptação de trecho do poema de Fernando Pessoa.

Para viajar basta existir.

Fernando Pessoa

Nota: Trecho de poema do "Livro do Desassossego", de Bernardo Soares (heterônimo de Fernando Pessoa).

A arte é a autoexpressão lutando para ser absoluta.

Fernando Pessoa , Obras em prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1974.

Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo.

Fernando Pessoa , Livro do Desassossego, por Bernardo Soares. Lisboa: Assírio & Alvim, 2008.

Considerar a nossa maior angústia como um incidente sem importância, não só na vida do universo mas da nossa mesma alma, é o princípio da sabedoria.

Fernando Pessoa , Livro do Desassossego. Lisboa: Assírio & Alvim, 2008.

Há tanta suavidade em nada dizer e tudo entender...

Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa

Nota: Trecho adaptado de "Fausto: tragédia subjectiva", de Fernando Pessoa.

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.

Fernando Pessoa Mensagem

A liberdade é a possibilidade do isolamento. Se te é impossível viver só, nasceste escravo.

Fernando Pessoa

Nota: Trecho adaptado do "Livro do Desassossego", de Fernando Pessoa (heterônimo Bernardo Soares).

Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...

Fernando Pessoa PESSOA, F. O guardador de rebanhos. Porto : Civilização. 1997.

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

Fernando Pessoa

Nota: Trecho do poema "Autopsicografia", de Fernando Pessoa.

Precisar de dominar os outros é precisar dos outros. O chefe é um dependente.

Fernando Pessoa , Livro do Desassossego, por Bernardo Soares. São Paulo: Montecristo, 2012

Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura...

Fernando Pessoa

Nota: Trecho de um poema de "O Guardador de Rebanhos", do livro "Poemas de Alberto Caeiro", de Fernando Pessoa (heterônimo Alberto Caeiro). Este trecho é muitas vezes confundido com outro pensamento atribuído a Carlos Drummond de Andrade e Bob Marley.

Tudo quanto penso
Tudo quanto sou
É um deserto imenso
Onde nem eu estou

Fernando Pessoa

Nota: Autoria não confirmada.

Eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz.

As nações são todas mistérios. / Cada uma é todo o mundo a sós.

Não é por nada que olho: é que eu gosto de ver as pessoas sendo.

O verdadeiro cadáver não é o corpo (...), mas aquilo que deixou de viver.