Coleção pessoal de RaymeSoares

1 - 20 do total de 129 pensamentos na coleção de RaymeSoares

QUARTO BRANCO
(Rayme Soares)

O frio, o fel, a falsa verdade
Justo aqui neste branco quarto
É quando a mim vem a realidade
E eu que me julgava tão especial

Era meu olhar, minha filha
Creia, nunca me vi de perto
Eu queria ser o gigante que pensava
Mas não me sinto nem isso, nem nada

Os anos que cria ser imenso se foram...
(Queria o seu abraço carente de mim)
(Cadente não, cadente não, só estrela)
Traças no papel do meu livro.

Vivi tanta ilusão, tanta, tanta!
Não posso me abater, eu sei
Meu Deus, quantas vezes mais
Eu vou chorar neste quarto branco?

Rayme Soares
Tags: mariana quarto

META

Tenha em mente uma meta
Pra onde lance a sua seta
Na sinuosa estrada turva
Tenha em mente a linha reta

Pois a vida logo ensina
O futuro é aqui e agora
O seu sonho e sua sina
Realizar, fazendo história

Muito longe de utopia
Creia no que você desperta
Com postura assertiva
Perseverando a gente acerta

Do seu sonho, tome posse
Com seu empenho, vá em frente
Se algo quer calar seu norte
Pro seu intento, acorde, atente.

Rayme Soares
Tags: meta sonho

Flor do meu jardim - Canção

Pelo chão, roupas, versos, dias vãos.
Minhas mãos trêmulas e sós.
No silêncio da sua voz

Era o céu, pitangueiras no quintal
Araçazeiros, nenhum mal
Você flor do meu jardim

As palavras soltas choram mais
Que as verdades mortas de um rapaz
Que cantava flores e jamais
Pensou no risco que é viver

Sobre a mesa nada que desperte um sorriso
Um livro fechado, um nó
Na lembrança, sua tez

Tinha o céu, os arbustos de onde dizia
Que da vida era o que eu sabia
E eu queria você pra mim

A casa vazia grita mais
Que o coração cheio de uma paz
Que por entre as linhas do seu texto
Falou de amor

A verdade me atrai.

Rayme Soares
Tags: amor verdades

CAMINHAR

Nosso caminhar, apesar de imprevisível, não pode estancar. Porque tudo o que nos é necessário está presente, mesmo que invisível aos olhos. Presente como o frescor da manhã e das águas, como a calor do sol, como o perfume do verde da natureza, como o encanto das paixões, como a firmeza do amor, como o milagre da presença de Deus em nossas vidas.

Rayme Soares
1 compartilhamento

Paz

Vem chegando, vem...
Por todos os espaços, fotos, textos
Sem passos em falso, cercando de luz
Uma presença linda, quero fazer jus
Quero um futuro de cercos assim
Sua presença não silencia
Hipnotiza, encanta, vicia
Está tão longe, mas...
Vem

Rayme Soares
1 compartilhamento

POÇO SEM FUNDO

Ela passou por mim, por mil inícios e fins
Antes do meu peito, o que a prendia, dias ruins
E depois do mundo, voltou marcada por cada...
Dizendo ter tudo, tudo, tudo, sem ter nada

Foi o nó, poço sem fundo
Depois tantos outros do mundo
Ela voltou procurando e querendo
Um porto em mim, no meio da estrada

Querendo um abraço, mas perdida não se vê
E eu não vejo nada, nada além de um vão querer
Na face a poeira da estrada e ela cansada
E ela nega tudo, mas a vida estampada

Em sua voz, duras palavras
E a paz, tão mal disfarçada
Ela voltou procurando e querendo
Um porto em mim, no meio do nada...


Há muito tempo ela foi e eu não vou...

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: poço porto

Boas Festas

Enfim, mais um ano termina e nossas mentes e os nossos corações hão de estar preparados para o alcance de novas conquistas. Vem nascendo um Novo Ano. A cada nova caminhada, algo de novo resplandece em nós, assim como o sol surpreende, único, em cada manhã.

Rayme Soares
1 compartilhamento

ANO NOVO

Almejo o novo, como quem caminhou sob sol a pino e está prestes a se defrontar com água fresca e limpa.

Anseio pelo que há de claro e definido, para que eu possa caminhar sem receio de me defrontar com o obscuro.

Desejo o vigor necessário, para que eu possa afastar as pedras sem, delas, lembrar depois.

Quero o amor intenso e infinito...

Rayme Soares
1 compartilhamento

MEU TEXTO

Escrevo por necessidade, sem medir tempo, sem vaidade
Porque tem gente que chega sorrindo e sorrindo lindo já me invade
Porque tem dessa de olhar perdido, que até bambeia se não se planta
No balanceio zum de zumbido, de quem tonteia quando se encanta
Porque tem lugares de se encontrar perdido e tantos ares de quem estanca

Escrevo por necessidade, sem medir tempo, sem vaidade
Porque tem gente que nem nos liga, e tem abraço que é de verdade
E assim tem dessa que nos abriga, que quando parte deixa saudade
Porque me encanta o mar na noite, e me "espanta" a liberdade
Mas sou mais leve no pensamento, de quem me leve na seriedade

Escrevo por necessidade, sem medir tempo, sem vaidade
Porque ainda tem serenata, com sol de ouro, lua de prata
Porque a vida corre na veia, e o céu acolhe toda a estrada
Tem passarinho cantando tanto, parece até estar perdido
Parece procurar seu canto, tal qual meu
texto querendo abrigo

Escrevo por necessidade

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: escrevo necessidade

O QUE ESCREVI NA LOUSA

Desejar e viver novos horizontes é necessário, contudo, a responsabilidade sobre o que escrevemos (mesmo que não mais na lousa) será sempre nossa. É maravilhoso podermos reescrever nossas histórias, mas nunca deixarmos de assumir e aprender com nossas escritas passadas...

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: escrevi lousa

AS MÁQUINAS CESSAM

Engrenagens frias, falta de alma, as máquinas cessam
Frias....
Mas na frieza há quem as imite. E, sem limite, maquine. Gente que maquina
Até virar uma esquina, e, numa quina de mesa, pancada surpresa
O destino pega logo ali; um pouco depois do desatino
E depois da trama, no atoleiro de lama, a vida ensina
Ou seca do céu à raiz

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: trama máquina

Quem Foi Herói

Estavam a caminho de um ninho
Que nem mesmo em um sonho caberia
Pra tocar naquilo que seria
Resplandescente tez do que é pleno

Miravam um lugar novinho
Onde jamais chegariam
Outros que não fossem eles
Outros lá não entrariam

Mas um olhou pra trás
Evocou o que não cala mais
Cegou os olhos de quem foi herói
Desancorou a âncora da paz
Cessou

Seguiam para além daqui
Pra onde poucos sabem ir
Levavam em cada coração
O que se diz em oração

O que se quer da vida, enfim
A cura pro que é ruim
A glória de doar de si
O que se diz em confissão
De amor.

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: herói amor

O amor é leve e nos torna inteiros.
Fofocas e mágoas destroem os disseminadores.
Se, o que falarem de negativo sobre ti, for tomado como verdade, é porque algo de ruim já havia em ambos os corações.

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: fofocas mágoas

Primavera Dela

Oito dias depois, a primavera
Mas desde ali, um encanto personificado
E, mesmo antes de eu ter pensado, era
E, na casa onde cheguei, faltou o chão

E sem chão persiste a encantadora estação
Insiste em ser mais bela, mais dela
Mais suave que eu pensava
A cada presença, aquela lindeza se revela

Antes mesmo da espera...

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: primavera dela

Plenitude

Posso te dar carícias
Para que mostres a exuberância das flores
Posso te dar meu peito, meu abraço...
Para que tua segurança me faça sentir realizado
Posso te dar minha mão
Para que nossos dedos, espontaneamente, se entrelacem
Posso te dar minha força
Para que a tua delicadeza me permita conhecer a plenitude!

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: carícias plenitude

Jandaias

Canto das jandaias, ouço de dentro do meu quarto.
Janelas abertas, para um final de domingo tranquilo
A TV desligada, o trabalho realizado, o amor presente
Minha filha na sala, o soninho de uma noite perdida
Alegra-me tudo, mais leve a vida ao som do canto das jandaias!

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: canto jandaias

NO ESQUECIMENTO

Agudas luzes no infinito
Estrelas não mais existem
Mas dizem sobre o que foram
Ecoam as lembranças no olhar

Quando no esquecimento se vêem
As estrelas não deixam de ser belas
Petrificam os feixes de fogo
Aos que sabem do bom

No esquecimento, tantos abraços sinceros
Os seus, os meus e os de outrem
Quantos perderam do tom?

Da vida azul, quantos perderam do tom?
No esquecimento, quantos deixaram o bom?
Nesse momento, lembrei de tantos afagos!

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: esquecimento

Desatino

As tuas pancadas, as tuas mancadas, os teus descaminhos
Foram suficientemente importantes, pra revelar outros horizontes
A tez da noite se fez infinita e, ainda que bonita, calou o luar
E, desse modo, perdeu o sentido.
Desatino...

Rayme Soares
1 compartilhamento

Primavera.

A primavera traz tantos tons, tantos olores, tantas cores, muitas paixões, contados amores.

A primavera está logo ali, está aqui, está em mim, em nós. Cromática, a primavera brinca com meus sentidos. São devaneios, anseios por mais dela.

É como um imã: fui até a porta e...
Bom, parece que estava esperando por ela: a primavera.

E a cada primavera, pelo que recordo, uma face bela.

A tez macia da moça que parecia me pedir um beijo. Hoje, tenho quase certeza:

Era a rosada pele à minha espera, primavera!

Rayme Soares
1 compartilhamento
Tags: primavera setembro

A Tristeza

A tristeza não agenda visita, mas ela não é de casa!
O amor e a felicidade são os proprietários.
Triste, agora!

Rayme Soares
1 compartilhamento