Coleção pessoal de PensamentosRS

1 - 20 do total de 615 pensamentos na coleção de PensamentosRS

⁠Uma parcela significativa dos eleitores desconfia de nossas instituições e apoiaria um golpe.

⁠A harmonia, universal ou não, não existiu nem existirá jamais.

⁠Que orgulho descobrir que nada nos pertence, que revelação!

⁠Em si mesma, uma ideologia não é nem boa nem má. Tudo depende do momento em que é adotada.

⁠Quando conhecemos o equilíbrio, não nos apaixonamos por nada, não nos apegamos nem à vida, porque somos a vida; se o equilíbrio se rompe, em vez de identificar-nos com as coisas, só pensamos em subvertê-las ou em modificá-las.

⁠Implacáveis, os filósofos são “duros”, como os poetas, como todos aqueles que têm algo a dizer.

⁠O próprio discípulo só respira e se emancipa com a morte do mestre.

O conhecimento arruína o amor: à medida que desvendamos nossos próprios segredos, detestamos nossos semelhantes precisamente porque se assemelham a nós.

⁠A multiplicação de nossos semelhantes beira a imundície; o dever de amá-los beira o absurdo.

⁠Nada nos torna mais infelizes do que a obrigação de resistir a nosso fundo primitivo, ao apelo de nossas origens.

⁠Os EUA são o maior produtor de lixo cultural do mundo.

⁠Enquanto um conquistador triunfa, enquanto avança, pode permitir-se qualquer delito; a opinião pública o absolve; mas quando a fortuna o abandona, o menor erro se volta contra ele.

⁠Se a inveja te abandona, és apenas um inseto, um nada, uma sombra. E um doente. Enquanto ela te sustenta, remedia as fraquezas do orgulho, vigia teus interesses, vence a apatia, opera vários milagres.

⁠Nascemos para existir, não para conhecer; para ser, não para afirmar-nos. O saber, tendo irritado e estimulado nosso apetite de poder, nos conduzirá inexoravelmente a nossa perda.

⁠A ambição é uma droga que transforma quem se entrega a ela em um demente em potencial.

⁠Quem não conheceu a tentação de ser o primeiro na cidade não compreenderá nada do jogo político, da vontade de submeter os outros para convertê-los em objetos, nem adivinhará os elementos de que se compõe a arte do desprezo.

⁠A democracia, maravilha que não tem nada a oferecer, é, ao mesmo tempo, o paraíso e o túmulo de um povo. A vida só tem sentido graças à democracia, mas a democracia carece de vida.

⁠Pode-se sufocar tudo no homem, salvo a necessidade de absoluto, que sobreviverá à destruição dos templos, e mesmo ao desaparecimento da religião sobre a Terra.

⁠Nada supera a satisfação da própria vaidade e nenhum machucado dói mais do que o ataque a ela.

⁠Os governos fazem leis, mas se elas são cumpridas, e como a polícia se comporta, depende do temperamento geral do país.