Coleção pessoal de mrgattax

1 - 20 do total de 340 pensamentos na coleção de mrgattax

Me curei de males que nunca imaginei que curaria
Me descobri doente nos mínimos detalhes da vida
Sofri a dor de coisas intocáveis e me toquei
Abri muitas feridas e me costurei sem ajuda, pouco pedi
Na solidão me encontrei, minha parceira de longa data
Senti a dor do outro, até mesmo mais do que as minhas
Aprendi que não poderia dar exemplo se eu não fosse um
E fui, serei
Aprendi a domar meus sentimentos mais profundos, mais podres e doentios
E fiz deles meus aliados
A guerra contra mim mesmo fracassou, ainda bem
Vivi sempre ao redor de meus inimigos, mesmo sem saber
E uma hora sempre veio a tona
Me estudei mais do que qualquer coisa, qualquer livro
E dentro de mim descobri muito mais do que somente palavras
Dentro do meu coração descobri o melhor caminho
Desisti de procurar fora o que já estava dentro
Desisti de sonhar a realidade, fui realizar o sonho
Me armei, me protegi, e agi
Recebi todos os tipos de criticas, e isso foi bom
Fui humilhado por aqueles que se sentiam humilhados
E fui homenageado principalmente pelos iludidos, pelos fracos
Nunca me curvei a ninguém, e nunca confiei em quem fez a mim
Estudei a doença e não me tornei mais doente, transcendi
Poucos foram aqueles que me deram exemplo
Muitos foram aqueles que me ensinaram o que não devo ser
Nunca tive tantos inimigos como tenho agora, eu mesmo
E cada vez mais menos tenho eles dentro de mim
Vejo a tragédia ao meu redor e não me abalo mais
Sou mais forte do que as dores do mundo
Aprendi a sorrir sem ter motivos
Mas principalmente aprendi a ser sério
Levar a vida a sério, ter responsabilidade, melhorar a postura
Abrir os olhos, aguçar o nariz e limpar os ouvidos
Para estar desperto é necessário estar presente
Aqueles que não estiveram agora são passado
E o futuro será daqueles que aprenderam a se curar, a se amar
E não daqueles que insistem em se curvar
Aprendi a me valorizar sem me perder na vaidade, na arrogância
Me encontrei pelas curvas, e não pelas retas
Me perdi na quantidade certa, nas hipóteses certas
Segui um caminho que poucos vão encontrar
Que poucos serão chamados
Poucos viverão
Me ajudei mais do que qualquer coisa
E não posso ajudar quem não faz o mesmo
Não posso perder tempo
Quem caminha para a paz não precisa da guerra
Não venho dar conselhos, venho me expressar
Não venho dar exemplos, venho me libertar
E como não tem fim, a meta é sempre mais brilhar
A melhor parte da queda é que não tem fundo
Aproveite

Lucius Scarabotolus Gattalis
1 compartilhamento

Cansei... Álcool definitivamente é uma desgraça, uma tragédia, ele destruiu minha familia, destruiu muitas famílias que eu conheço, e agora chega... De hoje em diante minha meta é não beber álcool nunca mais, no máximo do máximo uma taça de vinho e olhe lá, raramente. Não consigo mais lidar com toda essa hipocrisia e seguir com a consciência tranquila sem fazer nada. De sintéticos também eu to fora! Já conheci meu lado obscuro, negativo e inferior o suficiente, agora é um momento de profunda reflexão, profunda limpeza e profundo desenvolvimento, e essas toxinas tão indo na direção contrária: sujeira, ignorância, ilusão, dor, doença, disso tudo eu já estou farto! De desgraças o mundo já está cheio, faço questão que minha vida não se torne mais uma, como muitas que eu vejo ao meu redor. Cada um faz o que quer da vida, mas se tentar me atrasar... É poucas idéias...

Lucius Scarabotolus Gattalis

Auto-Destruição
Se diz a favor da paz, a não ser que seja em seu interior
Diz que se iluminou, mas esqueceu de sair do sol
Afirma claramente o espiritual, mas mal conhece o físico, muito menos o mental
Comunica poderes, mas se nega a lavar a louça
Fala em gratidão, mas faz birra quando o papai não lhe compra o celular mais caro da loja
Fala em limpeza, a não ser que seja sua saúde
Declara o seu amor a qualquer coisa, menos a sí próprio
Se diz diferente, mas no fundo é só mais uma cópia
Afirma a compaixão, mas só se receber algo em troca
Cava a sua própria cova e culpa os outros por não terem lhe impedido
Diz ser todo moderno, mas age como um australopiteco
Afirma a evolução, mas nega a revolução
Critica a hipocrisia alheia, mas não reflete sobre as suas
Pede a mudança dos outros, mas não se habilita a mudar
Fala em proteção, mas não se protege de si mesmo
Quando o cansasso vem, não é culpa de ninguém
Mas estamos todos errados, todos cansados
O acerto vem, a energia vem, mas a responsabilidade também
Mas quem arriscaria em dizer, que o culpado sou eu?
Quem arriscaria fazer da vida uma transformação?
Quem arriscaria em pedir perdão?
Aceitar os erros, valorizar os acertos, conceber a existência como ela é, natural...

Lucius Scarabotolus Gattalis
1 compartilhamento

Vermes, sanguessugas, parasitas!
O que eles querem? Poder ilimitado
Eles querem cumprir o limite da podridão
Subverter a subvertida subversão
Ou seja, fazer o que o ego mandar
E ele só manda as maiores atrocidades
O cúmulo na negligência, da ignorância
Quem se importa? Eles não
O quanto mais escroto melhor
O quanto mais psicopata melhor
Nunca são os culpados
Nem quando já perderam tudo
Ta todo mundo envolvido
O dinheiro está ai, para manter seus privilégios
Mas a hora de vocês está chegando
A nossa hora também
Acham que ninguem viu
Mas a natureza não se engana
A foice já está sendo armada
Para os pequenos detalhes um aviso
Ela já está nos convocando em massa
Quem será? Quem serei?
As brechas estão se abrindo
Como buracos na pele onde feridas ficam expostas
Infeccionando, gangrenando, necrosando
O status quo está esfalecendo
É necessário nos trabalhar, quem acha que deve
Para que acha que não deve-se fazer nada, boa sorte
Eu já estou fazendo o meu, tomo o meu cuidado
Pois houve um dia em que eu beijei a morte
Tinha gosto de pus
Mas dessa vez eu não fui
Agora eu não irei
Mas quem sabe ainda
Mais tarde...

Lucius Scarabotolus Gattalis
1 compartilhamento

Não é necessário correr atrás de algo que já está dentro de nós, é somente necessário recordar, reacordar

Mustaeväkampela

Solidão, prazer, dor
As veias da cidade tão entupindo
União, lazer, amor
A destruição está se reconstruindo
Pedra, molotov, ou lixo queimado
Não importa, já está tudo traçado
Alastrado, tua máscara já está caindo
O sistema já está implodindo
Tudo tranquilo, tudo beleza
A melhor parte é o final
É o bolo da cereja, e não o contrário
Saiu do armário, mas entrou na gaveta
Sem pressa, paciência
Meça a ação, medição
Morte! Quem lhe disse que é a física?
Tranformação, escama, borboleta
Efeito estufa
Champagne sem espuma
Ta tudo cansado, as arvores tão chorando
O grito de clemência bate como um coice, a foice vai sendo afiada
Arrematando o futuro que nos aguarda
E cuidado com o aguardente, ta te deixando mais do que doente
Ausente
Não minto, quem só mente não somente mente, mas se ameaça
E de guerras estamos fartos
As veias tão dilatadas, é tudo bem bonito
Somente o infinito se declara
Mas o vazio não desapareceu
Lembrete de algo que ainda não aconteceu
Mas talvez, quem sabe um dia
História narrada
Conclusão
Cuidado
Antitese
Alegoria
Calor
Luz
7

Mustaeväkampela
1 compartilhamento

Para todo mundo que fala que anarquia nunca foi implementada no mundo, que é só mais uma teoria sem fundamento, devaneio blá blá blá... Antes de constituirem as formas "atuais" de governo, inspiradas especialmente pela Grécia (democracia, oligarquia, monarquia etc) todas as sociedades tribais viviam de acordo com normas estabelecidas socialmente, não existia Estado, e a concepção de leis era bem diferente, existe um padrão cultural sendo absorvido e reproduzido. O que todas tem em comum é a relação recíproca com a natureza, é o respeito mútuo que não é identificado nas sociedades atuais e no fundo essa falsa noção do primitivismo entra em conflito com o devir da nossa própria sociedade (onde é considerado progresso um sistema que poluí rios e destroí a natureza num nível insustentável para se manter) portanto toda cultura, toda sociedade que até hoje teve um papel de subversão ao Estado, que seguiram o que os pajés/curandeiros/xamãs afirmavam ser o correto, o justo, viveram o sentido da anarquia profundamente, a exclusão por dentro da mata negando o crescimento de sociedades mais urbanas é o exemplo claro de que desde muito tempo já houve a existência do urbano, mas foi desde sempre a anarquia que regeu o cósmos humano. Por essa lógica todos os indígenas no Brasil foram e são anarquistas e quem nega a existência e a liberdade destes sem dúvida pode ser considerado um fascinora, e essa "nova cultura" de ecovilas é um reflexo dessa retomada a vivência anarquica, então para os marxistas de plantão sem dúvida alguma posso afirmar que diferente do ideal socialista pregado fervorosamente, até mesmo fanáticamente a anarquia deu sempre muito mais certo e se existe ainda alguma possibilidade de revolução, salientando a conjuntura estrutural política atual, não será por partidos de "esquerda" que implantarão seus golpes, mas sim será pela retomada desse "primitivismo" xamãnico, pois anarco é xamã, a retomada do místico de uma forma brutal, pois o que falta na nossa sociedade hoje não são novas conjunturas políticas, novas leis, novos mecanismos de exploração, mas sim a retomada da consciência dos padrões místicos que realmente regem o universo ao nosso redor. Concluindo a ideia, se alguém aqui realmente quer fazer revolução não pode se embasar em partidos, não pode se submeter a uma nova hierarquia de poderes (o problema não é o político x ou y, mas o trono onde ele se estabelece) é necessário revolucionar seu interior de uma forma tão grande que isso se espalhe para seu redor, pois o que eu mais vejo são patologias de esquerda, pessoas que estão doentes e exigem que os outros fiquem doentes como elas, esquerdomachos entre outras coisas afirma isso claramente, portanto se voce realmente quer revolucionar dê o exemplo e não fique punhetando para cima de mim citações marxistas, e a ala da direita eu nem faço questão de criticar/mandartomanocu, então é isso, valeu falou...

Lucius Scarabotolus Gattalis
1 compartilhamento

Noticiário 2015: É implementado em São Paulo o bolsa palafita, após a cidade virar mar e o rio virar sertão a gestão Tucana aciona o plano de resgate de milhares de famílias com bóias infláveis infantis, pois os barcos salva vidas já estão sendo utilizados para lazer e turismo da família real Brasileira... TAMO TUDO FUDIDOOOOO

Lucius Scarabotolus Gattalis

É foda saber que já teve (ainda tem) gente dentro da minha casa fazendo feitiçaria contra mim, demorei um pouco para perceber isso, mas creio que em todo lugar que eu já passei na minha vida alguém de alguma forma mesmo que bem sutil já jogou alguma praga para cima de mim por vários motivos, já tive que conviver bastante com vampirxs para aprender realmente até que ponto as pessoas conseguem te drenar, já tive que conviver bastante com sereias que só me atraíram para me levar até o fundo do oceano, já tive que conviver com altos demônios ao meu redor que me ensinaram o que é loucura, mas vou deixar bem claro que se eu até agora estou aqui é por que talvez meu santo é forte e eu não sou um bom moço para ser usado de cobaia para qualquer bruxaria alheia, então fica a dica para quem tentar fazer qualquer coisa na minha direção, jogar qualquer energia negativa ou tentar me enlouquecer: meu animal de poder é a serpente, isso significa que eu tenho não só conexão direta com elas mas também me comunico com elas, possuo uma relação de proteção com elas, já vi muitas ao meu redor, vários tamanhos, várias cores, já me picaram, já tive sonhos extremamente pesados com elas, sinto a presença delas ao meu redor talvez constantemente e isso se relaciona bastante com minha relação com a magia e o xamanismo em geral (emano violeta, cor dos magos)... Então fica a dica, não brinque com as minhas serpentes kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Lucius Scarabotolus Gattalis
1 compartilhamento

E como tudo, nada é puramente original, tudo deriva de um acúmulo histórico de vivências, referência de referência, um fractal de influências...

Lucius Scarabotolus Gattalis

Surrealismo para mim é sentir vontade e não existir nada que sacie aquela vontade (do inexistente) é querer tocar o intangível, é explicar claramente o inefável, é sentir o prazer da dor e a dor do prazer, é viver o contrário e seu contrário ao mesmo tempo, é ter saudades de coisas não vividas, é nascer e morrer a todo instante...

Lucius Scarabotolus Gattalis

Fui pro pronto socorro
A enfermeira me perguntou:
O que você ta sentindo?
Eu não sei...
Ta sentindo alguma dor em algum lugar?
Sim...
Aonde?
Não sei, todo lugar?
Tem alguma alergia, reação a medicamentos?
Não...
Toma algum remédio?
Sim, leio livros
De farmácia?
Também, ler bula é importante
Você usa algum tipo de droga?
Sim, uso bastante televisão e vou toda semana no culto...
Bom senhor, tenho más notícias
O que será que eu tenho? Hipocondria?
Não, o senhor sofre de um mal diferente
O que é então?
Saudade
Tem cura?
Não...

Lucius Scarabotolus Gattalis

Já era de tarde
A sede era tanta que mal olhei
Quando menos percebi o copo estava caindo
Um sentimento me atacou:
Preciso pegar o copo
Mas o copo não queria me pegar
Ele caiu e lá chão eu fui pegar
Mas ele não queria me pegar
Ele bateu e quebrou
Eu ainda queria pegar
O copo quebrou na minha mão
Começou a sangrar
E não parou de sangrar
O corte feito não foi um corte
Foi um portal
Ele abriu algo muito pesado
Naquele portal abriu-se uma visão
De todas as guerras e seu sangue
De toda violência e seu sangue
De toda dor
Demorou a coagular, antes disso a pressão baixou
Uma visão de morte se aproxima
E eu ainda não bebi a minha água
Aquele sentimento não foi normal
Nunca um corte me abalou tanto
E imaginar o que acontece todos os dias com o corpo das pessoas
E imaginar como nos sujeitamos a ideologias péssimas
Como nos ferimos e ferimos os outros
Só tenho algo a concluir sobre isso tudo
To de boa

Lucius Scarabotolus Gattalis

alucinalizações olfativovisusensorais

Lucius Scarabotolus Gattalis

Você ai que toma maracugina composta e acha que ta tomando só 3 substâncias te conta um segredinho: Leucoantocianidinas (1 a 3%), flavonóides (1 a 2%) derivados do quercetol (hiperosídeo, rutina, quercetina, kaempferol) e do apigenol (vitexina e derivados, vincenina), ácidos carboxílicos (0,3 a 1,4%), com o oleânico, ursólico, cratególico, acantol, e outros, como os fitosteróis, taninos, purinas, óleos essenciais, vitamina C, amigdalina, sais minerais, açúcares, pectina, ácidos graxos e açúcares; Alanina, arginina, ácido aspártico, cristacarpina, cristadina, cristamidina, dmietilmedicarpina, eribidina, ericristagalina, ericristanol, ericristina, eridotrina, erisodienona, erisodina, erisonina, erisopina, erisotrina, erisovina, eristagalina A-C, eritrabissina ii, eritralinas, eritraminas, eritratina, eriariestireno, ácido gama-amino butírico, ácido glutâmico, lectinas hipaporinas, n-nor-orientalina, ácido oléico, ácido oleanóico, faseolidinas, proteinases, ácido ursólico e vitexina, passiflorina, calmofilase; vitamina A ( 2.400 mg/100g), C (30 mg/100g), B1 (0,003 mg/100g), B2 (0,13 mg/100g), B5 (2,42 mg/100g), cálcio (13,0 mg/100g), fósforo (1,7 mg/100g), ferro (1,6 mg/100g).
O bagulho é loko! Expandiu minha brisa em 15x, agora to me sentindo como se vivesse num corpo super maior, tipo uma cidade, ou mesmo um planeta, ou mais ainda, tipo o infinito... Até começei a ver cores diferentes de veias das mãos, altas cores, psicodélicas uahauahauahauahauahauahauhauhauahauahauahauaahauhauahauah

Lucius Scarabotolus Gattalis
1 compartilhamento

Eu vejo mascarás caindo
As lágrimas de sangue escorrem e coagulam
O grito é abafadamente ensurdecedor
As mãos tremem
O olhar é estarrecedor
O céu escurece
E então a cidade para
Todos centralizam o olhar para o inesperado
A semente brotou
Aos poucos o silêncio eclode
E tudo vai se acalmando
Os pensamentos vão se diluindo entre o espaço e os corpos
Não existe mais fronteira entre o eu e o todo
Uma musica no fundo começa a tocar
É o coração da cidade
Entre inspirações e respirações a natureza colide com o concreto
Todos estão paralisados
As raízes começam a se espiralizar sobre as carnes
A Matrix se inverte, a máquina não é mais o ser
O material se torna inconcreto
Não existe mais nenhum cajado, não se é mais necessário
O plasma percorre por todas as almas, não há escapatória
A teia nunca foi tão conectada
Não existem mais humanos
Não existe mais cidade
O que há é somente uma consciência
Sendo vivenciada de formas diferentes, sobre perspectivas diferentes
A falsa ilusão do poder metamorfoseia-se em pó
E desaparece
O ódio não é mais necessário
A dissonância musical não é mais apreciada
As dores se tornam somente forças a serem confrontadas e não mais desviadas
A luz começa a se espalhar por todo lugar
O despertar começa
O medo some
E o amor é a unica coisa que resta
Mas e se isso tudo for mentira?
E se na verdade somente existir o horror?
Enquanto houver um, há esperança
Enquanto houver somente uma semente ainda haverá esperança
Nada está perdido, até mesmo na morte

Lucius Scarabotolus Gattalis
1 compartilhamento

חלומות הראו לי
שיש משהו שאני לא יכול לחיות
אולי עמוק הציל אותי מהמוות אלפים פעמים
הכחשה היא איכשהו ההגנה שלי
אבל גם היא אזהרה
אנחנו לא צריכים לקחת את זה אישית
אבל אסור לנו לשכוח

Lucius Scarabotolus Gattalis

Dreams showed me
that there is something I can not live
Maybe deep rescued me from death thousands of times
Denial is somehow my protection
But also is a warning
We should not take it personally
But we must never forget

Lucius Scarabotolus Gattalis

અસ્વીકાર ટાઇમ્સ
તેઓ મને ખોરાક નકારી
તેઓ મને લાગણી નકારી
તેઓ મને અભિવ્યક્તિ નકારી
પણ હું, પડી નથી કે હું મારી જાતને નામંજૂર

Lucius Scarabotolus Gattalis