Coleção pessoal de MarilinaBaccarat

121 - 140 do total de 310 pensamentos na coleção de MarilinaBaccarat

O amor é uma canção interna, que é cantada pela paixão...É esse anseio, que nos faz buscar o amor, dentro das trilhas da vida, aceitando o desafio de amar, sempre, por toda a vida...
Cada vez, que dizemos sim ao amor, fazemos a vida girar...

Marilina Baccarat de Almeida Leão - no livro Sempre Amor

A magia do amor é eterna, se assim não fosse, para onde iria tudo que se viveu, quando amamos? Certos instantes, que são mágicos, a comunhão que vivemos, a conivência em que dividimos o tempo, experiências, que adquirimos juntos, ao longo da vida e o companheirismo constante...

Marilina Baccarat de Almeida Leão - no livro Sempre Amor

Diz uma música que é preciso amor para poder viver e é preciso paz para poder sorrir.
Por mais que a pessoa acredite não ter boca bonita, o charme dela está no sorriso.
Os lábios foram desenhados com esmero para poder sorrir!
Quando se sorri de verdade, sem esforço e sem fingimento, é porque o sorriso veio da alma,aí é onde mora o amor que nos faz sorrir, eles refletem a luz da alma.
É através de um sorriso que você conhece a pessoa, porque sorrisos verdadeiros, não só mexem os lábios, eles refletem o interior, a luz que a pessoa trás dentro de si. Muitas não sorriem porque acham que sua boca é feia, os lábios são finos ou grossos, mas um sorriso aberto, sorrisos largos, são palpitar da alma. Pelo sorriso enxergamos a alegria ou a tristeza de uma pessoa.
Lábios que machucam os outros com palavras duras, infelizmente nada mais são do que portas abertas de um coração sem emoção. É triste pensar que ofensas saem por eles e não sorrisos. Lábios tão lindos e bem feitos ao invés de sorrir ferem outros com injurias, acusações e desprezo.
Desde cedo sorrir é o que o ser humano faz de mais encantador,a coisa mais linda é um sorriso banguelo do bebê, pode não falar nada, dar apenas uma puxadinha nos lábios, que imediatamente o mundo se ilumina para todos!
Seus sorrisos, mesmo que tímidos para os outros é um dever nosso, um sorriso aberto é um comprometimento com nosso bem estar,são eles, no rosto, que expressam maior confiança aos que te conhecem.
Quando eu nasci eu era a única menina que havia nascido naquele dia na Maternidade São Paulo, mamãe dizia que tanto os médicos como as enfermeiras vinham mexer comigo para que eu sorrisse e as covinhas aparecessem...srsrsr!!Eu acho que esses médicos nem vivem mais, eles me deram o nome de miss 'Maternidade São Paulo"!...Dizem que as covinhas dão ao sorriso a moldura e convencem qualquer pessoa a entregar o coração...rsrsrsr!!!
Mesmo os lábios já murchos na velhice, ainda assim carregam o espelho da alma. Cansados sim, mas sempre prontos a sorrir.
Você tendo covinhas ou não, tendo lábios finos ou grossos, sorria, mostre o seu interior,porque é preciso ter amor para saber viver e ter "Paz" para saber sorrir... Marilina Baccarat De Almeida Leão

Marilina Baccarat - escritora brasileira
1 compartilhamento

Que o amor, seja ele pequenos riachos
calmos, ou, turbulentas quedas d’água, que, ao passarmos embaixo, seja nosso elmo dourado, a nos proteger do desamor...

Marilina no livro "Sempre Amor"

Marilina Baccarat - escritora brasileira

A mente inventa o amor, para que, depois, ele possa habitar, para sempre, em nossa essência, mostrando-nos o verdadeiro caminho, a seguir...
Esse caminho, que, talvez, esteja bem perto de nossos olhos, mas não havíamos enxergado...

Marilina Baccarat no livrio "Sempre Amor "

Marilina Baccarat - escritora brasileira

E, assim, aprenderemos construir um mundo com amor, a partir de nós mesmos, saindo em busca do amar e aprendendo a amar verdadeiramente...
O amor tem urgência das coisas, que são desperdiçadas em nossos corações e nenhuma complacência da nossa essência... Ele se refugia no inferno dos desejos astuciosos e nas profundezas dos anseios quase esmagadores...
Enquanto os olhos desabotoam as fardagens, as mãos já levaram o coração para muito mais longe do que o amor poderia alcançar...

Marilina Baccarat no livro "Sempre Amor"

Marilina Baccarat - escritora brasileira
1 compartilhamento

Tudo é mais ou menos assim...Para onde vai tudo que se viveu, a mágica de certos instantes, a comunhão que se conviveu, a cumplicidade de dividir o tempo, experimentos implantais do dia a dia...

No livro "É mais ou menos Assim"

Marilina Baccarat de Almeida Leão-escritora brasileira

Em algum lugar do passado deve estar o amor... Procurá-lo é impossível, mas, na memória, ele, sempre, estará, para que, jamais apague sua chama...
Em qualquer lugar do passado, ele, ali, se memorizou... Em cada canto, em cada encanto, sempre, lá, no passado estará presente...
Em cada janela, uma sombra, um vulto do amor... Nas noites escuras, às vezes, ele aparece...
Serenatas, que encantam a vida, trazendo junto, a ela, o amor, quando há luar e, atrás da cortina da janela, alguém surgir para ouvir a serenata, que a faz pulsar o coração...
Marilina Baccarat no livro "Sempre Amor"

Marilina Baccarat - escritora brasileira

A alegria é a nossa companheira, pois tem que ser, sem ela, jamais teríamos vivido a felicidade, desde a hora em que nascemos.
Marilina Baccarat no livro "Musicalidade Colorida ".

Marilina Baccarat de Almeida Leão-escritora brasileiraOl

O amor é assim, quando ele escreve dentro de uma melodia, que encanta e seduz milhares de pessoas, envolvendo-as com a doce e suave melodia, que traz a sedução, as encantando...
O amor é vaidoso sim, mas na sua essência, pois nos toca, para que outros fiquem com sua melodia em suas mentes e aprendam a amar...
O amor é assim, dá muito de si procurando receber de volta uma atenção, um carinho...

Marilina Baccarat no livro "Sempre Amor "

Marilina Baccarat de Almeida Leão-escritora brasileira

Vivenciando instantes passados, não podemos deixar de recordar aquele abraço, que ficou no passado, mas permaneceu em nosso eu...
Um abraço, que gostaríamos de relembrar,
mas ficou para trás e se perdeu no tempo, na memória...
Abraço, que chegou em forma de amor, mas,se arrastou no tempo, deixando um rastro de felicidade e emoção, que, mesmo o tempo passando,seu perfume ficou impregnado em nós...
Marilina Baccarat no livro "Sempre Amor"

Marilina Baccarat - escritora brasileira

O PODER DO AMOR


O amor, tem um poder incalculável, sobre os nossos sentimento. O amor é poderoso como só ele o é, pois o poder que o amor tem, nos leva até as alturas alcandoradas, onde ali, sentiremos o verdadeiro poder do saber amar.
Marilina Baccarat

Marilina Baccarat de Almeida Leão - no livro Sempre Amor

TOCAR NA ALMA

Tocar na alma é ter a sensação, que nem o pensamento poderá descrever. É estar presente, mesmo que, por breves momentos, na essência do outro em que tocamos, ou por que fomos tocados...
É ter a experiência da sensibilidade aguçada, de perceber o coração disparar...
Ter a habilidade de tocar na alma das pessoas é um dom que poucos têm. Pois a nossa alma anda descalça e não tropeça nos obstáculos...
E, assim seguimos procurando ter o dom de tocar na alma das pessoas, que não seria fácil...
Certo dia, ao acordarmos, vamos perceber, que, nossa imagem no espelho, há não é mais a mesma, gradualmente, nossa imagem vai se alterando...
Querendo ou não, começamos a envelhecer...Percebemos que nossa estatura está diminuindo. Os cabelos começam a embranquecer, as rugas aparecerem, e não ficamos satisfeitos com a imagem no espelho...
Chegamos até a perguntar a ele, como se ele pudesse nos responder: - Quem é esse, que me olha, como se os olhos fossem os meus?
Mas, acontece que a nossa alma não envelhece, continua com o mesmo abril, que tínhamos na juventude, a mesma alegria de outrora...
Tocar na alma, é o segredo que poucos conhecem, pois não são todos que conseguem tocá-la...Mas, nós conseguiremos, pois, a nossa alma continua com o mesmo viço dos vinte anos...
Tocar na alma, o segredo não é se olhar no espelho e procurar em nosso rosto, as rugas que surgiram, pois não adianta nada querermos melhorar por fora. O arremate externo, não vai resolver nada. Porque com o passar dos anos, a idade, se encarregará de marcar nossas faces com as rugas que, constantemente nos mostrará...
O importante, é termos convicção de que a nossa alma não envelhece, jamais terá rugas...
Ao olharmos no espelho, o nosso exterior, temos que procurar enxergar a nossa alma, que não envelhece e nos dá forças, para que saibamos tocá-la...Porque tocar na alma, é um dom, que muitos poucos já experimentaram...
O compositor brasileiro Antônio Carlos Jobim, o Tom, como era conhecido, possuía o dom de tocar na alma das pessoas, através de suas composições musicais, ele tocava na alma das pessoas, através de suas composições musicais, ele sabia tocar na alma do ser humano... Pois foi um mestre da harmonia...
Tom tocava em nossas almas, dando uma verdadeira aula de harmonia, quando tocava e compunha uma música, em seu piano...
Ele fazia com que a nossa alma, se tornasse mais harmônica e, dessa maneira, ele usando a sua habilidade, sabia tocar em nossa alma...
É admirável, acho que não vai mais, nascer outro mestre como Tom, que sabia tocar na alma...
Todas as vezes em que Tom abriu o piano, o mundo melhorou, ainda, que por poucos minutos, tornou-se um mundo mais harmônico...
Um mundo melódico e poético, pois sabia tocar na alma das pessoas...Todas as desgraças individuais ou coletivas pareciam menores, porque naquele momento, havia um homem se dedicando a produzir a beleza da música...
Tocar na alma de alguém é sublime, transmite muita paz, é tocar sem esperar retorno...
Com a sutileza do amor, com o seu gesto de tocar em nossas almas, ao abrir o piano, Tom, com uma nota, um acorde, uma canção, vinha tão carregado de sua essência, sensibilidade e sabedoria que, expostos à sua criação, todos nós, seus ouvintes, seus admiradores, também melhorávamos como seres humanos...Pois, ele sabia como ninguém, tocar na alma humana, com suas canções, quando abria o piano, para que o sofrimento se abrandasse...
Há várias maneiras de demonstrarmos amor e tocarmos a alma. Não exige nada em troca. É apenas um transformar de emoções...
Tom sabia fazer isso, quando abria o piano...Ele conhecia as limitações e necessidades de todos. Basta prestar atenção em suas músicas...Pois, sabia fazer, da tristeza, alegria, e sabia, como ninguém, tocar em nossa alma...

Tom fazia com que a alma do piano, além de sustentar a pressão das cordas, servisse, também, para tocar em nossas almas...

Marilina Baccarat- no livro "É mais ou menos assim"

Marilina Baccarat - escritora brasileira
1 compartilhamento

Sim, o amor é modesto, para dar vida àquilo que está guardado dentro do coração...
O amor faz-nos refletir sobre ele mesmo e, a cada vez, chegar mais perto do cerne, da essência do nosso eu e do que há no âmago de todos à nossa volta e, assim, revelando-nos a nós mesmos, o segredo do saber amar...
O amor é assim, encanta milhares de pessoas, que desejam ser amadas, muito mais do que todas as melodias do mundo...

Marilina Baccarat de Almeida Leão - no livro Sempre Amor

Quem vive a vida, permitindo-se deixar enfraquecer, cedo ou tarde, vai se machucar, se frustrar, se magoar, com suas finalidades...
Mas, certamente, conhecerá a felicidade, a alegria e o amor, se, ao cair, aprender a se erguer sozinho, levantar e seguir em frente...
Quando tudo nos direciona para a busca da ventura, parece mesmo ridículo afirmar que as pessoas têm medo de amar e, com isso, não buscam o amor, se esqueceram delas mesmas...
E, assim, acabam estragando seus momentos felizes, com os temores. Transformando tudo em angústia, em um medo, enorme, de amar...
Por que essa estranha sensação, que temos, de sentirmos medo do próprio amor?

Marilina Baccarat de Almeida Leão-escritora brasileira

Se conhece o amor, pelo seu perfume, ele é assim, puro, gostoso, castiço e cheiroso....
O amor é detentor de vários prêmios, que são os sentimentos, que nos levam até o válido caminho, por onde ele costuma percorrer...
(Marilina, no próximo livro "Sempre Amor") que será lançado na Bienal do livro em São Paulo.
Um lindo anoitecer para todos.

Marilina Baccarat de Almeida Leão-escritora brasileiraOl

Hoje, eu quero amor como um prêmio, alegrando e enfeitando o meu coração, o meu caminho...
Que, por onde eu passar, que transpareça, em mim, o fidedigno e puro amor, não o amor apócrifo...Marilina Baccarat -escritora brasileira.
Esse frase está no livro "Sempre Amor"

Marilina Baccarat de Almeida Leão

Marilina Baccarat de Almeida Leão, é escritora brasileira, nascida em São Paulo -capital, onde passou sua infância e juventude. Casada com José de Almeida Leão. Moravem Londrina Pr

Marilina Baccarat - escritora brasileira
1 compartilhamento

As vezes você se sente assim, esquecido e só.
Mas se você olhar, com os olhos da alma, para frente ou para os lados , você verá que há flores no seu caminho. Há muita vida para viver e ela chama por você. Enxergue a vida com as lentes da sabedoria e com a certeza que ela não é linear.
Marilina Baccarat de Almeida Leão

Marilina Baccarat de Almeida Leão-escritora brasileiraOl
1 compartilhamento

Muitas vezes, somos uma janela fechada, atrás da qual se esconde a tristeza, e, atrás de sorrisos, carregamos muitas, todas tantas lágrimas, incertezas... Somos muitas vezes o que parecemos não ser, tampouco diferentes do que aparentamos ser.
Marilina Baccarat, no livro musicalidade colorida

Marilina Baccarat de Almeida Leão-escritora brasileira