Coleção pessoal de guilhermeboldrin

Encontrados 19 pensamentos na coleção de guilhermeboldrin

Manhã
E naquele dia não havia parado de chover,as mesmas pessoas se encontravam novamente nos mesmos lugares.Aquela garoa fina estava em alguns olhares espalhados em todas as partes naquela manhã.Não tinha como deter aquelas pequenas gotas de sentimentos,lá do auto o céu chorava por motivos desconhecidos...Na Terra,aqui embaixo havia um certo conforto por estar chovendo,algumas pessoas poderiam chorar sem medo de demonstrar o rosto molhado,que alívio...Um capricho da natureza foi feito naquela manhã,enquanto o céu chorava,lágrimas em segredos eram libertas dos corações inundados.E assim o elemento que rege a vida se encontrou com um outro elemento que rege a alma...O amor puro em forma líquida,chamado de lágrima...Mas só naquela manhã esse milagre foi concebido,naquela nublada manhã.

Guilherme boldrin

A arte da escrita de um pensador só atinge o seu ápice quando consegue provocar o mesmo sentimento do autor em quem está lendo...

Guilherme boldrin

A procura sem o achar,a ferida sem a cura,o ficar de quem nunca se vai mesmo indo,a lembrança do que já se foi esquecido ou o expressar sem conseguir se expressar...Assim é o amor,assim ele se torna,talvez como um flor sem o seu jardim e o teu beija-flor...

Guilherme boldrin

Era uma moça linda talvez sem colmeia e sem mel,na arte de adoçar uma mera aprendiz...

Guilherme boldrin

No jardim do amor uma nova flor trará bonança,esperança e perfume para o meu viver.

Guilherme boldrin

Eu não quero quantidades insignificantes.Eu quero poder atingir poucos alvos,mas quero atingir de um modo em que eu fique marcado por uma vida inteira na vida de certas pessoas.

Guilherme boldrin

Tantos futuros pra dar certo que as pessoas ficam contraídas e acabam deixando tudo ao vento...

Guilherme boldrin

MULHER:O ser mais impressionante,doce e intrigante que existe...

Guilherme boldrin

NOTORIEDADE
A inteligência é o tópico da naturalidade,alguns sem saberem escrever uma palavra conseguem melhorar muitas coisas apenas com o dom natural de tratar as coisas...Ser inteligente não é tirar nota máxima naquele vestibular ''dureza'',ser inteligente é saber ter calma e naturalidade diante dos aconteceres da vida...Um caipira não pode ser jugado pelas tuas falas e um leigo não pode ser subestimado diante das grandes lições da vida...Ser inteligente é saber reconhecer o erro da pessoa e mesmo assim fazer que ela acredite estar certa provando assim a humildade,ser inteligente é seguir a quietude da vida calmamente e vivendo apenas o que realmente importa pra ser vivido...Não baseia a inteligência na quantidade de certificados e sim na notoriedade de um viver preciso"...

Guilherme boldrin

SAUDADE
Sinto saudade da minha velha infância.Das manhãs de sábado que eu pulava a cerca daquele final de rua,que por fim dava acesso à aquele pasto verde onde eu corria descalço pra chegar até aquele pequeno riacho.Era o máximo,e assim eu passava a amanhã inteira debaixo daquelas sombras,escutando os pássaros cantarem e muitas vezes eu dormia numa areia branca há poucos metros da água...Já era tarde quando eu voltava,todo sujo eu voltava pra casa e muitas vezes nem me importava com as minhas pequenas gigantes preocupações,tipo a tarefa que ainda não tinha sido feita.Sinto saudade,saudade da minha época de escola onde eu me sentia tão bem quando sentia o cheiro da comida por volta das 9 da manhã...Saudade daquele medo que eu sentia toda semana quando minha mãe ia até a escola pra ouvir reclamações minhas,poxa quem não teve uma infância assim?...A minha alegria quando chegava o anoitecer era pegar minha bicicleta e andar pelo bairro junto com minha turma...Que saudade...Saudade das vezes que eu aprontei artes,artes que hoje me fazem rir,mas que na época eu tinha medo de ser preso...Bons tempos que não voltam mais.E assim tudo vai se tornando como minha infância,só os pensamentos bons vão restando,e assim a vida vai seguindo deixando pra trás apenas as minhas doces experiências que vivenciei, que no futuro vou vivenciar e que por fim ficará apenas assim,só em pensamentos...

Guilherme boldrin
3 compartilhamentos

TEMPO PASSAGEIRO
As vezes a gente corre tanto pela vida e deixa passar tantas coisas bonitas,a gente corre tanto que não percebe as cores das flores na beirada do caminho,As vezes a gente quer que os frutos amadureçam antes do tempo...A gente tem muita pressa mas somente o tempo sabe dar as coisas pra gente na hora certa...O tempo sabe exatamente o momento de dar o presente que a gente merece...Poxa,um minuto de silêncio...Como todos nós somos bobos imaturos!Algumas coisas tirarão as nossas alegrias e isso sempre acabará sendo o filtro dos nossos sentimentos.Lá fora agora só existe o escuro da noite mas o tempo,esse tempo dominante trará a luz ao amanhecer.O quê fazer com o tempo a não ser esperar?Há tantas possibilidades nesses tempos de agonias e paixões felizes...E daqui um tempo a chuva vai cair pras flores novamente poder florir...

Guilherme boldrin

Impressionante como a música,o toque de um violão toca a gente tão profundamente...

Guilherme boldrin

Quando algo te enche de coragem pra seguir,a busca interminável passa andar com o sorrir.

Guilherme boldrin

A VERDADEIRA PROVA DE UM SENTIMENTO DURADOURO...
Existem tantas formas de demonstrar um sentimento...Um lápis e um papel,um gesto natural,um olhar sincero e um dizer de coração...Muitas coisas simples se tornam o maior bem de uma pessoa.As coisas se tornam lindas quando doadas e observadas com carinho,a fera se torna mansa,o azul fica mais intenso e a paz parece estar estendida aos pés.Assim,da varanda,sentado á uma cadeira compreendemos que o gostar é a peça chave para todo o resto das coisas.A vida é fascinante!Da mesma varanda da pra ver beija-flores fazendo o merecimento dos teus nomes,beijando as flores que estavam esperando para ser beijadas...Olha só o céu!Todo misterioso e infinito!Dá gosto de ver.Lá de dentro uma voz grita:_Menino! Vá colocar o chinelo! Anda!Ah...Isso é som para os ouvidos...Tudo vai passando como um filme,lindo filme baseado nas simplicidades da vida.Nessas alturas todo o dinheiro que foi batalhado já não importa,esse pequeno conto,agora só se encontra anotado num pedaço de papel,pois tudo ainda parece estar acontecendo,parece até que foi ontem.Tudo ficará na memória...E até os últimos dias de vida tudo de bom será lembrado em todas as tardes,na mesma cadeira e na mesma varanda...Pois as coisas simples ficaram vivas.Só precisam serem anotadas para que a falha memória, já velha, não esqueça de contar para quem quiser ter o coração tocado por uma linda história,assim o lápis cai ao chão,um deslize cometido pelas mãos trêmulas...Já é hora de se preparar para ir dormir!E antes de se deitar a foto da pessoa mais linda que já existiu,mais uma vez é beijada,dorme com Deus meu eterno e grande Amor!

Guilherme boldrin
1 compartilhamento

(O Declarar de um Coração)

Hoje quando a noite chegar,
Talvez algumas lágrimas eu eis de derramar
E algumas palavras irei separar,
só pra dizer que novamente vou te adorar...

Não quero grandes ocasiões,
Vou falar de sol,flores e de verões
De pequenas coisas que movem os corações
Dos detalhes e suas inspirações...

Mas quando a hora se aproximar,
A minha melhor roupa irei colocar
Pois tudo será feito para a mente relembrar,
E assim um pedacinho de mim irá ficar...

Minha alegria,a noite ainda não acabou,
depois de vários recordares,um vinho restou
Será o brindar de um sentir que em mim petrificou,
E só quando te vi que meu jardim aflorou...

Tudo isso dá um gosto de pensar,
Que eu e você e o inexplorado para desvendar
Já é alegria eu me ver do teu olhar,
Mas tenho muito mais a dizer,mas só quando você chegar...

Guilherme boldrin

Ao Tempo
As pessoas nunca mudam,algumas aceitam se acostumar a um novo mode de ser,talvez por uma outra pessoa,pelo fato de ama-la.Não é preciso esconder quem somos,bobagem é tentar mostrar o que não somos.O maravilhoso é conseguir cativar uma pessoa mostrando o verdadeiro ser,sem exageros e superficialidades polidas.Um dia aquela linda fruta no alto do galho,cairá,irá apodrecer e o que sobrará será as sementes que brotarão naquele lugar onde a linda fruta esteve deitada,ao chão.Já não há tempos para esperar o esperado.Várias águas estão passando por debaixo da ponte,assistimos as folhas serem levadas por corredeira abaixo...O tempo!Ele está devorando a gente a cada instante...Vamos então descomplicar a vida,vamos dar as mãos e correr os doces riscos que ela oferece à nós,vamos perdoar mais e amar mais!Não há motivos para orgulhos bobos nos corações,chega de quebrar a cara por coisas inúteis e chega de chorar por tristezas causadas pela mágoa.É tempo de paz!Experimente falar um ''eu te amo'' ou um ''eu adoro você'' para aquela pessoa que está ao teu lado...Mas fale olhando nos olhos...Fale de flores,de sol,de estrelas,de poemas...Mas se possível doe uma flor para aquela pessoa especial...Permita mais sentimentos puros e mais lágrimas inocentes no final da tarde...Enquanto isso o tempo levou mais um pouquinho da gente...Então já é hora do novo,que não perdemos tempo para dizer coisas do coração,só assim mudaremos os nossos mundos e o mundo de alguém ao nosso redor,talvez...

Guilherme boldrin
1 compartilhamento

(DAI NOS A PAZ)
Deve haver um cantinho de paz,
-Aquele lugar de fé e esperança
Rodeado com serenidade capaz,
-Igual sabedoria divina de criança

Onde será esse lugar,
-não sei ainda não!
então vamos procurar,
-Talvez seja no coração

Ah...Como seria bom descobrir,
-Assim já seria a hora do perdão
Um novo caminhar para seguir,
-Aquele passo para a compaixão

Quantas passos para ver a luz,
-Sabedoria adquirida da dor
Um novo ser bom que conduz,
-Que aos poucos será só amor

De um modo maior,
-Um novo dia assim
Cheio de esplendor,
-Pai,que o teu amor Vela por mim...

Guilherme boldrin

A grande viajem
Feliz foi o dia em que embarquei naquele trem,era num anoitecer de uma Quarta-feira.Levava comigo apenas meu desejo de aventura,e à partir daí foi a minha mais viva e doce aventura.Me lembro do cheiro do pequeno medo que me rodeava naquele dia,eu estava um pouco assustado e radiante pra que o trem partisse.Comigo eu não levava blusa de frio e nem um guarda-chuva...Pra quê me prevenir do desconhecido pensava eu.No dia 13 de março,naquela doce Quarta-feira,assim então algo iria mudar pra mim,de uma forma divina e sublime de se viver.Desde aí grandes paisagens enfeitariam a minha janela,além do mais,uma linda moça de olhinhos fechados se sentou na poltrona,ao meu lado.Fui me acostumando tanto com a presença dela conforme o trem seguia viajem.E assim quando amanhecia,a cada curva eu podia sentir o poder das coisas mais lindas e belas que a vida tinha pra oferecer do lado de fora daquela janela.Pois o motivo da minha apreciação já era a linda imagem que ela me trazia ali sentada.Era tão lindo olhar apaixonado para aquelas doces mãos que estavam sobre o colo da tal moça.Eu já podia sentir aquelas mãos passando pelo meu pescoço na madrugada à fora,dentro daquele trem.Quando menos eu esperava,aquela doce voz me acordava,me convidando pra descer em uma desconhecida ferroviária,as vezes estava sol e outras vezes havia garoas...Mas eu nem me importava mais,eu já não tinha medo de me molhar,pois eu estava tomando os melhores pingos que eu jamais tinha tomado.E se quer saber eu estava amando me molhar por causa daquela doce moça...Quando voltávamos pra dentro do vagão,grandes risos e olhares já não poderiam deixar de existir entre a gente...Era tipo a piada e o riso,assim era eu e ela...E no decorrer da viajem,aquelas dedos que ficavam no colo dela,no início,já preenchia o espaço pequeno entre os dedos da minha mão.E o trem ia seguindo por longas madrugadas e amanheceres.Muitas vezes eu acordava antes pra ficar olhando ela dormir,poxa dormia como um anjo,era tão linda que muitas vezes eu sentava na poltrona de frente só pra apreciar ela adormecida,junto com a claridade da lua que passava pela janela do vagão.Ah!Acordava tão bem,não me lembro dos momentos em que ela acordou de mal humor,ela sempre acordava com um sorriso lindo de se ver,era tão contagiante e bendita a presença dela em mim já que eu não me imaginava sem ela de forma alguma.As vezes quando o trem passava devagar perto das árvores,eu colhia com o meu braço estendido algumas flores pra ela...E como de lei enquanto eu dormia,mais uma vez ela me chamava pra mim descer em mais uma parada,e ali seria mais um palco de grandes e quentes travessuras que amávamos fazer...Tinha vez que estava frio e outra vez um calor que fazia a gente soar muito...E depois de loucuras a gente sempre voltava novamente pro nosso cantinho,aquele vagão.Já sabíamos chegar de olhos fechados em nossas poltronas e sempre era ruim de passar abraçado com ela pela porta estreita que ele possuía...Sem a gente perceber,aquelas paisagens já era ela pra mim,tudo que eu olhava de belo tinha ela estampada no reflexo do vidro da janela,tipo mesmo eu olhando pra paisagem,eu via ela bem fraca refletindo no vidro,ela muitas vezes assim estava sobre o mar ou sobre o por do sol que eu olhava pelo lado de dentro...Grande história essa,o mais incrível é que ela foi real,foi tão real que todos meus pensamentos me levavam pra ela,só pra ela e mais ninguém nesse mundo.Nossa dentro do trem servia uma coisa que ela amava comer quando estava comigo.Havia um pastel de banana que ela lambia até seus delicados dedos,claro,junto com um suco de laranja sem açúcar que ela amava também...Ah quanta coisa que estudei sobre ela nessa viajem,ela nem imagina quanto que aprendi a aprender sobre ela...Eu me lembro quando descemos por três dias,numa cidade chamada Americana.Poxa como que foi bom passar três dias longe de tudo,só eu e ela pra se amar e amar...São tantos detalhes escondidos nessa doce aventura que será impossível de não me lembrar e chorar de verdade.Quantas noites eu e ela nos amamos loucamente com lindas músicas de fundo...Quantas promessas eu fiz enquanto ela dormia em meus braços,quantas lágrimas eu estava disposto a enxugar do rosto dela quando ela acordasse triste...Como ela me fez bem enquanto estive com ela.Como aprendi a amar a presença e os beijos dela viu...São coisas tão especiais pra mim que tenho dela que tudo isso me faz repensar em tudo e em todas as horas...Minha viajem ao lado dela durou um pouco mais de seis meses,com ela ao meu lado eu pude conhecer o mundo inteiro mesmo não percorrendo ele por completo.Foram os seis meses mais lindos e prazerosos que eu ainda não tinha conhecido.Ela me fez amadurecer muito e me fez ser tão paciente e bom.Num dia assim ela infelizmente teve que descer do trem que eu estava pra pegar um outro trem.Eu já nem sei como será a próxima curva,a próxima chuva que eu ter que passar,me molhar,sem ela...Tudo está tão estranho,as cores que descobrimos já não são tão especiais sem ela ver,ao meu lado.A poltrona que ela esteve sempre agora parece estar faltando um lindo corpo pra se completar nela.E agora estou olhando pela janela,já não posso evitar que a minha dor derrame lágrimas pela falta que ela me faz,a tarde já está caindo e não há mais reflexos permanentes dela sobre o vidro,só resta ela bela e linda aqui dentro de mim,estampada no meu coração e no meu amor que é dela,só dela...Agora só resta o silêncio e o barulho das rodas sobre o trilho em que vou seguindo...Quando amanhecer nem sei como e onde vou estar,só sei que ela segue a frente,minha alegria ainda é poder sentir o perfume que ela deixou há pouco nesse lugar que estarei em breve...Assim vou seguindo meu rumo,foi linda essa viajem...Mesmo se eu for sozinho vou seguindo junto ao meu o teu coração.Sei que chegamos na hora,seguimos nossos destinos e assim ela(você) estará sempre por perto de mim e eu de você...Viajar contigo nesse lindo trem foi minha grande satisfação,foi lindo poder colorir essa viajem com as lindas cores que criamos juntos...

Guilherme boldrin
1 compartilhamento

DESPEDIDA
Vou partindo assim,bem assim
A noite está calma e acordada como sempre
Ela testemunha a minha despedida
Vou levando pouca coisa comigo,agora
Da tua alma peguei um pouco de doçura
E você nem percebeu,pois está adormecida
Quando amanhecer verei o sol de outro lugar
Será estranho,tudo muito estranho
Celebrarei a cada momento aquele lindo anjo
Estou indo mas um fio de mim vai ficando
Não corte ele,se eu me perder vou precisar dele
Vou esperar mais alguns minutos
A dor da despedida está me esperando ali fora
Qual rosa deixarei para você?
Acho que vou deixar todas que eu plantei um dia
Flores ficam mais lindas entre outras flores
Juro que eu queria ficar bem pequenininho
Pra poder ocupar um cantinho pequeno em você
A vela ainda está queimando
A cama está em paz agora depois de tudo divino
Sei que isso não vai se esquecer
Quero que você se lembre daquele paraíso
Quando querer me encontrar estarei lá
Me espere num dia de chuva ou num dia se sol
Vou embora caminhando devagar
Se eu aprender a voar,volto pra te levar até ao céu
Deixe aquelas rosas para mim voltar pra beija-las
Estou saindo de mansinho agora,não quero acorda-la
A nossa canção está acabando
Quando acordar pense em mim
Preparei aquele café que tanto ama
Nem sei o motivo disso tudo,eu não queria ir
Mas agora saio da nossa grande brincadeira
Esse não é o fim do nosso jogo
E se alguma voz vir te dizer,siga o teu coração
Ele te levará até a mim
Sei que chegou a hora, não tem mais solução
Estou te dando nesse momento um beijo na testa
Deixe a porta aberta pra mim...

Guilherme boldrin
1 compartilhamento