Guilherme boldrin: DESPEDIDA Vou partindo assim,bem assim A...

DESPEDIDA
Vou partindo assim,bem assim
A noite está calma e acordada como sempre
Ela testemunha a minha despedida
Vou levando pouca coisa comigo,agora
Da tua alma peguei um pouco de doçura
E você nem percebeu,pois está adormecida
Quando amanhecer verei o sol de outro lugar
Será estranho,tudo muito estranho
Celebrarei a cada momento aquele lindo anjo
Estou indo mas um fio de mim vai ficando
Não corte ele,se eu me perder vou precisar dele
Vou esperar mais alguns minutos
A dor da despedida está me esperando ali fora
Qual rosa deixarei para você?
Acho que vou deixar todas que eu plantei um dia
Flores ficam mais lindas entre outras flores
Juro que eu queria ficar bem pequenininho
Pra poder ocupar um cantinho pequeno em você
A vela ainda está queimando
A cama está em paz agora depois de tudo divino
Sei que isso não vai se esquecer
Quero que você se lembre daquele paraíso
Quando querer me encontrar estarei lá
Me espere num dia de chuva ou num dia se sol
Vou embora caminhando devagar
Se eu aprender a voar,volto pra te levar até ao céu
Deixe aquelas rosas para mim voltar pra beija-las
Estou saindo de mansinho agora,não quero acorda-la
A nossa canção está acabando
Quando acordar pense em mim
Preparei aquele café que tanto ama
Nem sei o motivo disso tudo,eu não queria ir
Mas agora saio da nossa grande brincadeira
Esse não é o fim do nosso jogo
E se alguma voz vir te dizer,siga o teu coração
Ele te levará até a mim
Sei que chegou a hora, não tem mais solução
Estou te dando nesse momento um beijo na testa
Deixe a porta aberta pra mim...

1 compartilhamento
Inserida por guilhermeboldrin