Guilherme boldrin: A grande viajem Feliz foi o dia em que...

A grande viajem
Feliz foi o dia em que embarquei naquele trem,era num anoitecer de uma Quarta-feira.Levava comigo apenas meu desejo de aventura,e à partir daí foi a minha mais viva e doce aventura.Me lembro do cheiro do pequeno medo que me rodeava naquele dia,eu estava um pouco assustado e radiante pra que o trem partisse.Comigo eu não levava blusa de frio e nem um guarda-chuva...Pra quê me prevenir do desconhecido pensava eu.No dia 13 de março,naquela doce Quarta-feira,assim então algo iria mudar pra mim,de uma forma divina e sublime de se viver.Desde aí grandes paisagens enfeitariam a minha janela,além do mais,uma linda moça de olhinhos fechados se sentou na poltrona,ao meu lado.Fui me acostumando tanto com a presença dela conforme o trem seguia viajem.E assim quando amanhecia,a cada curva eu podia sentir o poder das coisas mais lindas e belas que a vida tinha pra oferecer do lado de fora daquela janela.Pois o motivo da minha apreciação já era a linda imagem que ela me trazia ali sentada.Era tão lindo olhar apaixonado para aquelas doces mãos que estavam sobre o colo da tal moça.Eu já podia sentir aquelas mãos passando pelo meu pescoço na madrugada à fora,dentro daquele trem.Quando menos eu esperava,aquela doce voz me acordava,me convidando pra descer em uma desconhecida ferroviária,as vezes estava sol e outras vezes havia garoas...Mas eu nem me importava mais,eu já não tinha medo de me molhar,pois eu estava tomando os melhores pingos que eu jamais tinha tomado.E se quer saber eu estava amando me molhar por causa daquela doce moça...Quando voltávamos pra dentro do vagão,grandes risos e olhares já não poderiam deixar de existir entre a gente...Era tipo a piada e o riso,assim era eu e ela...E no decorrer da viajem,aquelas dedos que ficavam no colo dela,no início,já preenchia o espaço pequeno entre os dedos da minha mão.E o trem ia seguindo por longas madrugadas e amanheceres.Muitas vezes eu acordava antes pra ficar olhando ela dormir,poxa dormia como um anjo,era tão linda que muitas vezes eu sentava na poltrona de frente só pra apreciar ela adormecida,junto com a claridade da lua que passava pela janela do vagão.Ah!Acordava tão bem,não me lembro dos momentos em que ela acordou de mal humor,ela sempre acordava com um sorriso lindo de se ver,era tão contagiante e bendita a presença dela em mim já que eu não me imaginava sem ela de forma alguma.As vezes quando o trem passava devagar perto das árvores,eu colhia com o meu braço estendido algumas flores pra ela...E como de lei enquanto eu dormia,mais uma vez ela me chamava pra mim descer em mais uma parada,e ali seria mais um palco de grandes e quentes travessuras que amávamos fazer...Tinha vez que estava frio e outra vez um calor que fazia a gente soar muito...E depois de loucuras a gente sempre voltava novamente pro nosso cantinho,aquele vagão.Já sabíamos chegar de olhos fechados em nossas poltronas e sempre era ruim de passar abraçado com ela pela porta estreita que ele possuía...Sem a gente perceber,aquelas paisagens já era ela pra mim,tudo que eu olhava de belo tinha ela estampada no reflexo do vidro da janela,tipo mesmo eu olhando pra paisagem,eu via ela bem fraca refletindo no vidro,ela muitas vezes assim estava sobre o mar ou sobre o por do sol que eu olhava pelo lado de dentro...Grande história essa,o mais incrível é que ela foi real,foi tão real que todos meus pensamentos me levavam pra ela,só pra ela e mais ninguém nesse mundo.Nossa dentro do trem servia uma coisa que ela amava comer quando estava comigo.Havia um pastel de banana que ela lambia até seus delicados dedos,claro,junto com um suco de laranja sem açúcar que ela amava também...Ah quanta coisa que estudei sobre ela nessa viajem,ela nem imagina quanto que aprendi a aprender sobre ela...Eu me lembro quando descemos por três dias,numa cidade chamada Americana.Poxa como que foi bom passar três dias longe de tudo,só eu e ela pra se amar e amar...São tantos detalhes escondidos nessa doce aventura que será impossível de não me lembrar e chorar de verdade.Quantas noites eu e ela nos amamos loucamente com lindas músicas de fundo...Quantas promessas eu fiz enquanto ela dormia em meus braços,quantas lágrimas eu estava disposto a enxugar do rosto dela quando ela acordasse triste...Como ela me fez bem enquanto estive com ela.Como aprendi a amar a presença e os beijos dela viu...São coisas tão especiais pra mim que tenho dela que tudo isso me faz repensar em tudo e em todas as horas...Minha viajem ao lado dela durou um pouco mais de seis meses,com ela ao meu lado eu pude conhecer o mundo inteiro mesmo não percorrendo ele por completo.Foram os seis meses mais lindos e prazerosos que eu ainda não tinha conhecido.Ela me fez amadurecer muito e me fez ser tão paciente e bom.Num dia assim ela infelizmente teve que descer do trem que eu estava pra pegar um outro trem.Eu já nem sei como será a próxima curva,a próxima chuva que eu ter que passar,me molhar,sem ela...Tudo está tão estranho,as cores que descobrimos já não são tão especiais sem ela ver,ao meu lado.A poltrona que ela esteve sempre agora parece estar faltando um lindo corpo pra se completar nela.E agora estou olhando pela janela,já não posso evitar que a minha dor derrame lágrimas pela falta que ela me faz,a tarde já está caindo e não há mais reflexos permanentes dela sobre o vidro,só resta ela bela e linda aqui dentro de mim,estampada no meu coração e no meu amor que é dela,só dela...Agora só resta o silêncio e o barulho das rodas sobre o trilho em que vou seguindo...Quando amanhecer nem sei como e onde vou estar,só sei que ela segue a frente,minha alegria ainda é poder sentir o perfume que ela deixou há pouco nesse lugar que estarei em breve...Assim vou seguindo meu rumo,foi linda essa viajem...Mesmo se eu for sozinho vou seguindo junto ao meu o teu coração.Sei que chegamos na hora,seguimos nossos destinos e assim ela(você) estará sempre por perto de mim e eu de você...Viajar contigo nesse lindo trem foi minha grande satisfação,foi lindo poder colorir essa viajem com as lindas cores que criamos juntos...

1 compartilhamento
Inserida por guilhermeboldrin