Coleção pessoal de edsonricardopaiva

1 - 20 do total de 1025 pensamentos na coleção de edsonricardopaiva

Quando você vir estes versos
Com olhos de quem
Acordou tarde demais
Em plena madrugada
Buscando um atalho nas paredes
Não há de encontrar mais nada
Que te leve pra perto
De um lugar em teu passado
Quando olhou pro outro lado
E pela última vez não viu nada
E pela última vez, nada deixou
Nem saudade, porta aberta ou saída
Estará fatalmente chegando
Naquela parte escura
Deserto da companhia
de alguém que porventura
Queria ao teu lado agora
Na tua insanidade esqueceu
Que a última primavera chega
Mas também ela se acaba
Noite escura
Solidão e tristeza
O tempo passou
Ninguém te espera.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson19jan18

"Problema que tem solução,
Não é problema:
é lição.
Problema que não tem
é que nem botar água oxigenada
Em ferida arruinada
Não desinfeta , não cura, não faz nada."

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson19jan18

Eu penso em conhecer uma mulher
Que possua um sorriso lindo
E que fique feliz
Sempre que souber
que eu venho vindo
Eu quero uma mulher
Que cuide de mim
Enquanto eu estiver dormindo
Uma mulher que seja linda
E que tenha um olhar
Mais lindo ainda
E que esse olhar seja pra mim
Um olhar assim
Sem maldade,
repleto de perversidade
e me complete
e me aquiete
Sem trazer nem exigir
prova de nada
E simplesmente
Jamais me queira ver triste
Eu quero uma mulher
Que eu acho que não existe

Edson Ricardo Paiva.e Fellipe Arcanjo.

edsonricardopaiva
Tags: edson19jan18

Eu tento acreditar
Mas a mentira não se ajuda
Eu guardo silêncio
Mas é tanta quietude guardada
E mais um tanto assim
de meias-verdades
Sorrindo pra mim
Fingindo sinceridade
Na voz cândida de quem mente
Tão esplendidamente
Que eu chego a crer
Pensar-se um anjo a tocar lira
Crendo enganar até mesmo a Deus
Que talvez até mesmo Ele
Duvide
De tanta mentira.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson19jan18

O PÁSSARO QUE MORREU ONTEM
(Poema em homenagem ao herói venezuelano Oscar Perez)
.
Não há como ser livre
Espíritos livres, pensam liberdade
Mas meu pensamento está na alma
Minh'alma, em minha mente
E minha mente está em mim
Assim, não há como ser livre de verdade
Pois hoje eu penso não ser eu
Eu era um pássaro, que morreu ontem
No meu voar, sem precisar de amparo
Eu tinha um Deus como amigo
Que me provia a água, que chovia
No meu beber, sem precisar de cântaros
E meu cantar de pássaro subia aos Céus
Meus Céus e meu Deus
Eram bem maiores que os seus
Assim era o meu viver
Sem abrigo, anteparo e nem casa
Feliz, feito alma livre
Que não pensa, porque não precisa
E sem pensar me feriram
Quebraram-me as asas
Qual se fosse nada
Qual se fosse brisa
Mataram-me, sem precisar sentir vontade
Uma das poucas liberdades que se tem
E aquele, agora sou eu
Sou eu, sem o poder de ser eu mesmo
Mesmo assim, de alguma forma
Eu sou obrigado e vou seguindo às normas
Regras de gente, totalmente imprecisas
E já faz algum tempo que estou aqui
Pacata vida, de pássaro que não voa
Pensamento preso à alma, pois pensar precisa
Vivendo à toa, esse tempo infinito
Sentindo a saudade, que também me mata
Porém, quase nunca, uma morte certa.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson18jan18

Amanhece o dia
A loucura, sorridente e imperativa
Tenta um dedo de prosa
A mostrar-se combalida
Procura fingir-se amiga
Loucura que me engana
no final da noite
Besta-fera que me espera
Me acorda de voz suave
Não concordo
Há grave briga
Me abandona de madrugada
Loucura falsa e verdadeira
Com sua face fingida
E tua urgência imperiosa
Inadiável, quando é tua
Se pudesse, eu te curava
Mas creio ser
Da tua natureza
Esse poder
De apodrecer a tudo que toca
Loucura louca
Que me faz só e com medo
Chorar em segredo
Imerso em solidão
Entardece agora
Daqui a pouco, noite escura
Penso em você como outro louco
Sempre odiando mais um pouco
Loucura verdadeira, voz fingida
Eu só queria compreender
Tamanho mal que fiz pra Deus
Te colocar na minha vida.

Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson18jan18

"Pesadelos não mudam sua vida
Mas te fazem aceitar com alegria
A realidade que te entristecia
Antes da noite mal dormida."


Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson17jan18

"Eu me decepciono com as pessoas todo dia.
Eu perco a minha fé em Deus todo dia.
E toda noite, antes de me deitar, eu desisto da vida.
Mas o dia nasce e eu percebo que a vida não desistiu de mim.
As mesmas pessoas que me decepcionam, continuam contando comigo, pois tem certeza que eu estarei guardado na geladeira onde me colocaram, pra quando precisarem.
Isso me traz a certeza que Deus não perdeu a fé em mim, ainda. Então eu me levanto e vivo."

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson17jan18

"A única coisa que me entristece é a tristeza"

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson17jan18

"O que realmente importa é só aquilo que for importante "

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson15jan17

Eu trago aqui dentro de mim
Uma dor que me invalida a alma
Tristeza indevida
Que afoga num lago seco
Um ser combalido, a ver
Todo seu tempo perdido
Tanta mágoa incontida
Transformada em lágrima
Lembranças doridas
Jorrando no escuro da noite
Formando um rio tão triste
Este é o rio da minha vida
Que morre
Aqui dentro de mim


Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson11jan18

"A tristeza é mãe da poesia
Mas se o Poeta, mesmo triste
Não as faz assim
Seu problema não é de alegria
Tem dias em que o Poeta
Está passando por uma frase ruim"

Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson11jan18

A história da nossa vida
Poderia ter sido contada
A partir de simples olhares
Coisa que sabemos decifrar
Desde cedo
Colares de mau olhado
Olhos que causam medo.
Passagens bonitas
Belas, muito belas
Todas elas tiveram seu tempo
Num passado que ficou
À deriva de olhares
Passagens fraternas
Olhadelas furtivas
Olhos aos pares
Esquivas
O brilho que se apagou
Num olhar do passado
E que nos olha de outro jeito
Entre todos
Somente um olhar
Jamais se apagaria
O brilho do amor eterno
Pois amores eternos
São olhos tristes
Olhando pro par de olhos
De quem insiste em não os ver
E vão brilhar mais além
Das estrelas no firmamento
Eterno pranto
Sem retorno e sem apelo
Porquanto seria preciso
Olhar em nossos olhos
Para vê-lo.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson11jan18

Tem dias
Que a pior companhia
Que se pode ter na vida
É a companhia da solidão
Quem diz por aí
Que a própria companhia
É boa
Mente pro mundo
E quem se convence que é
Mentiu tanto pra si mesmo
Que o tempo lhe fez
Acreditar na própria mentira
Pois o vento batendo na rocha
Transforma a pedra em pó
E a tempestade em ilusão
Depois as carrega
A todas pra um mesmo lugar
E um dia cada pedra esquecida
Nunca mais estará só nesta vida
Muitas vezes o vento bate à porta
Absorto, em minha própria companhia
Tem dias que dá vontade de atender
Outros dias não dá não
O tempo passa, a noite esfria
Os ventos tristes já se vão, distantes
Pra bater noutra porta adiante
Fazer companhia
A qualquer outra solidão
Que certamente existe.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson09jan18

Quando eu cheguei aqui
E contra a minha vontade
Nasci pra esta vida
E depois eles foram embora
Não sem antes me orientar
De que eu devia duvidar
de toda dúvida que tivesse
E eu vivi a vida acreditando
Meu coração se alegrou
Minha mente cresceu
E eu ouço
desde aquele tempo e ainda hoje
A uma voz que me diz
Cuidado com o que vão fazer com sua alma
E por mais que o corpo doa
Pois o tempo passou e ele envelheceu
O coração conserva a calma
Mas eu não posso de maneira alguma
Perdoar
O que este mundo fez com minha alma.

Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson09jan18

Equilíbrio, acima de tudo
O Universo se move
Enquanto seu movimento
Não é visto e nem percebido
Pois o tempo corre diferente
Dependendo do lugar e circunstância
Mas a gente inventou o relógio
Ironicamente
Um dos instrumentos mais precisos
Que o engenho da Humanidade
Foi capaz de fazer
Talvez a gente leve outros milhares de anos
Medindo o tempo com precisão
Antes de perceber
E depois ficar indecisos
Acerca do desequilíbrio ilógico
Que existe aqui dentro
Não sei dizer se da mente
Ou da alma da gente
Seja como for
As coisas seguem seu rumo
Enquanto o nosso conhecimento
Transforma o redondo em quadrado
Por já saber de tudo, a gente ignora o todo
A distância
Entre sabedoria e ignorância
É tão pequena
Que não vale a pena
Melhor deixar isso de lado.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson09jan18

O lugar onde se quer chegar
Chega a ser exemplar
O simples mirar de olhos
Não te leva lá
O lugar onde não se quer
Visto de longe, chega a parecer melhor
A estrada é mais bem calçada
E quase não existe obstáculos
O mirar remoto
Traz à vista vultos indefinidos
Que lhe aguçam a curiosidade
E a cobiça, sobre a qual você se cala
O lugar onde se quer chegar
É ímpar e singular
O lugar onde não se quer
Parece sempre ser o melhor
Tendo inclusive o acesso facilitado
E a fachada florida, a partir da entrada
O lugar onde se quer chegar
Possui caminho escuro
É andar à bera do abismo
Durante uma tempestade
Observando, aqui de longe
De onde a vista abrange a quase tudo
E posso ouvir com clareza
Aos pensamentos de um mudo
Sei que tua vontade
Te mostra o lugar difícil
Mas teus passos, decisões e desacertos
Te convencem que há um certo alento
Em quase tudo nesta vida
Nesse espaço de vida, onde caminhaste
Ganhaste mágoas no peito e nos olhos
Conservaste a alma dorida
E teus passos pelo mundo
Por vontade decidida
As indecisões da vida fazem ter no final
Decisão sem par ou igual
E te levam fatalmente
Para o segundo lugar.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
2 compartilhamentos
Tags: edson08jan17

Eu não sei que outro nome se dá
Pra'quela coisa que tem um nome
Mas que cuja pronúncia
Me causa uma coisa ruim
E que eu não sei dizer que nome tem
Eu queria saber explicar
Que espécie de dor é esta
Um desconforto que cresce
E ao mesmo tempo
Me transporta, me deixa absorto
Dói em tudo quanto é lugar
Mas não sei te dizer onde dói
É algum tipo de chama
Fria e gelada
De olhar o Céu muito azul
E só ver nuvens de tempestade
É ver a idade avançar antes do tempo
Com tudo de ruim que o tempo faz
E depois do tempo, o nada
Uma pressa que termine o dia
Mesmo sabendo que amanhã
Essa dor que me acompanha vai voltar
Uma dor de tristeza que não passa
E que não pensa em me deixar
Creio
Que se realmente existe uma alma
Essa dor tá doendo é lá.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson07jan18

Existe alguma coisa em minha vida
Que eu na verdade
Nunca soube entender muito bem
Parece que em algum momento
Eu devia ter caído em algum abismo
Um lugar que era frio
e não cai
mas deixei por lá uma parte de mim
O difícil em conviver com isso
É que as coisas que ficaram
Eram de lá
Me acompanha o vazio
Não das coisas que perdi
Pois nada nunca me pertenceu
Me acompanha o vazio
Do espaço oco reservado a mim
De um lugar que jamais foi meu
Mas em contrapartida
Aprendi com a vida
Não mais pertencer a um lugar
Nem a nada e nem ninguém.

Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson07jan18

A chama de toda vela se apaga
E todo vento que sopra
Passa por mim sem ser visto
Mas eu posso ver, sentir e ouvir
As coisas que o vento move
A brisa no rosto
O ruído do sopro
Na alegria da chama da vela
Que faz festa e que dança
Sempre que o vento passar por ela
Sem saber se cera e pavio
Vão poder queimar até o fim
de vez em quando ela chora
E lá fora, feliz a folha balança
Sabendo que o verde amarela
Em seu tempo, toda folha cai
Pode ser que um sopro mais forte
Precipite a folha, apague a vela
A existência da dúvida
Incerteza constante
Vem por graça nesta vida
Bruxuleante, a vela desconhece
Em qual instante
Há de extinguir-se a chama
Senão, nenhum vento
Seria bom o suficiente
Por mais tempo a folha tivesse
Se houvesse certeza
Nada nunca seria o bastante.

Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
1 compartilhamento
Tags: edson06jan18