Coleção pessoal de CikaParolin

61 - 80 do total de 1622 pensamentos na coleção de CikaParolin

Como o botão,
que aos cuidados de amoroso jardineiro,
se abre em orvalhada manhã,
ela se entrega, plena,
e se deixa ser, simplesmente, flor.
Cika Parolin

Cika Parolin 23 de fevereiro de 2019

E novamente é hora de seguir!
Novos rumos, novas escolhas...
Sem medo! Com a cara e a coragem.
Segura o choro menina!
Recomeçar é tua sina.
Cika Parolin

Cika Parolin 22 de fevereiro de 2018

Mal tenho tempo para cuidar dos meus inúmeros afazeres, imagine se o gastarei para tecer críticas acerca de atitudes alheias! Quero viver a minha vida e que os outros vivam a sua como bem lhes aprouver.
Cika Parolin

Cika Parolin 16 de fevereiro de 2019

Não preciso de muito para me sentir feliz!
Abrir os olhos pela manhã e me perceber bem e saudável
é uma felicidade tão grande que já supre todas as outras expectativas.
Cika Parolin

Cika Parolin 16 de fevereiro de 2019

Quando não resta outra saída que não seja encarar os fatos, visto- me com a armadura da coragem e sigo em frente! Acreditar na própria valentia é vital para enfrentar o campo de batalha. A vitória não se mostra aos covardes. Cika Parolin

Cika Parolin 10 de fevereiro de 2019

O tempo gasto com pessoas negativas além de irrevogavelmente perdido,
é uma maneira de se valorizar aquilo
que nada produz de bom à nossa existência.
Cabe a nós darmos o exemplo
e buscarmos o que de melhor essas pessoas guardam dentro de si
e elas mesmas desconhecem.
Cika Parolin

Cika Parolin 06 de fevereiro de 2019

Definitivamente o envelhecimento traz mais sabedoria, mais segurança e crescimento interior, mas não vou ser hipócrita:
Envelhecer externamente é difícil! Apesar da alimentação saudável e dos exercícios físicos, vejo todos os dias os seus sinais. Uma dorzinha aqui, outra ali e mais outra... e assim vou caminhando, como todo mundo, rumo ao fim da viagem.
Não se trata de lamentar o andamento natural da vida, mas de constatar, a cada dia, a efemeridade da existência física.
Daí a importância de crer na vida além da vida. Cika Parolin

Cika Parolin 04 de fevereiro de 2019

Há amores intensos, aqueles que se arrastam pela vida adentro,
mas que o Universo não conspira a favor deles.
Como lenha no fundo do "rio da alma" ,
basta que se agitem suas águas
para trazê-los novamente à tona.
Seria o Senhor Universo brincando de esconde-esconde,
fingindo reacender o que jaz encharcado
entre saudades e lembranças.
Cika Parolin

Cika Parolin 01 de fevereiro de 2019

À beira de uma estrada qualquer de interior,
pequenas flores do campo, de um singelo tom arroxeado,
chamou-lhes a atenção.
Sem perda de tempo ele parou o carro
e colheu uma delas.
Olhos nos olhos, mãos nas mãos, ela recebeu a florzinha como o mais valioso presente! Prendeu-a nas mãos até o o final da viagem e depois, por dias, um copo de água serviu-lhe de vaso. Antes que morresse fora guardada em um livro, cujo nome agora não importa.
Lá ficou por anos e anos... De vez em quando, era "visitada" e as mutações, provocadas pelo tempo se percebiam.
Numa dessas ocasiões, ao abrir o livro, a florzinha seca havia se desintegrado e seus fragmentos caíram ao chão.
Nada mais poderia ser feito além de lançá-los ao vento
como quem, com muita relutância, devolve ao universo algo que se queria somente seu.
Cika Parolin

Cika Parolin 25 de janeiro de 2019.

Uns choram, outros riem!
Hoje, para muitos, foi dia de lágrimas.
Lágrimas amargas, enlameadas,
com gosto de ferro.
Cika Parolin

Cika Parolin 25 de janeiro de 2019 - 21 horas

Felizmente os dias não são todos iguais!
Alguns difíceis de se viver, daqueles que achamos intransponíveis;
outros de pura pirotecnia, foguetório na alma,
riso despreocupado, desejo de viver.
Talvez a graça esteja justamente aí: chorar e sorrir,
sorrir e chorar.
Cika Parolin

Cika Parolin 23 de janeiro de 2019.

É que ele exercia tal fascínio
que ela não conseguia vê-lo como de fato era.
A moça amava sem questionamentos,
sem expectativas.
Apenas o amava.
Cika Parolin

Cika Parolin 21 de janeiro de 2018

Que minha alma seja branda,
que ela perceba o bem que existe em cada ser.
Que eu não aponte falhas em meus semelhantes,
mas antes observe as minhas que podem ser ainda maiores
do que as que eu busco apontar nos outros.
Que eu não tire a paz de ninguém
e que o coração dos que querem tirar a minha,
também seja abrandado.

Cika Parolin 19 de janeiro de 2019.

Tomates cereja embebidos no azeite de oliva, mussarela de búfala, uma fina fatia de pão rústico de centeio, folhas de manjericão fresco e uma taça de vinho tinto, talvez um Chianti!
Nada poderia ter sido mais saboroso naquele almoço ao ar livre,
na praça central de Siena(IT)! Cercados de gente e sons de várias etnias, absorvíamos o dia com vagar, para não perder nada.
Muitas vezes faço esse almoço leve para relembrar aquele dia especial que, com frequência, me traz à memória o perfume dos ciprestes e o calor do sol morno em um dia de outono na Toscana.
Cika Parolin

Cika Paroli 14 de janeiro de 2018

A vida sem humor seria humanamente impossível!
Faço o máximo empenho para extrair de acontecimentos desagradáveis
a pitada de "coisa engraçada" que se esconde atrás de quase tudo.
Se eu levasse todos os infortúnios a "ferro e fogo"
eles teriam me transformado em um ser sem jogo de cintura e sem nenhum pingo de senso de positividade.
Quero a leveza da risada solta! Quero não levar
e nem me levar a sério demais.
Cika Parolin

Cika Parolin 13 de janeiro de 2019.

Li, em algum lugar, algo muito significativo sobre escritos:
"Se tudo o que se escrevesse passasse por uma peneira, para separar o joio do trigo, o monte do trigo seria mínimo diante da imensa montanha do joio".
Como ser que pensa, cheguei a conclusão que mesmo amando escrever, faço parte da montanha do joio e estou bastante longe dos melhores grãos.
Cika Parolin

Cika Parolin 13 de janeiro de 2019.

A despeito de tudo, somos humanos!
Todas as teorias não impedem que eu saiba
que um dia iremos embora
e aqui deixaremos, por curto espaço de tempo,
apenas rastros de nossa passagem.
Tal constatação deveria nos fazer ver que não há ninguém melhor
e tampouco, pior que cada um de nós.
Estamos aqui para a aprendizagem da humildade,
do respeito e das atitudes do bem.
O diferencial todo está em aprender ou não, as lições:
Quanto mais tempo perdermos com vaidades e mesquinharias,
mais íngreme será o caminho rumo ao melhoramento
e menos chance teremos de deixar marcas minimamente exemplares da nossa curta estada.
Cika Parolin

Cika Parolin 12 de Janeiro de 2019.

O impiedoso passar do tempo não faz de mim uma mulher sábia pelo fato de amadurecer, mas de certa forma me faz ver as coisas de forma mais tranquila, sem a precipitação e o calor da hora.
Antes, me faz olhar os contratempos com uma boa pitada de humor e na certeza de que nada dura para sempre. Se os momentos bons passam rápido, os maus passam tanto quanto.
Conforta-me saber que a serenidade vem substituir as perdas inerentes ao envelhecimento. É o "toma lá dá cá da vida".
Cika Parolin

Cika Parolin 12 de janeiro de 2019

Todos temos nossos compromissos e deveres
e muitas vezes eles demandam renúncias
daquilo que gostaríamos de estar fazendo.
No entanto, entrei naquela idade em que posso me dar ao luxo de me "rebelar"! Não me sinto culpada por, de vez em quando, tirar o dia só para mim, dormir quando e quanto quiser, passar o dia de pijama escrevendo poemas, ouvir música no último volume, ver filmes o dia todo sem responder o telefone, esquecer das horas, curtir a minha companhia sem nada pra fazer.
Isso não tem a ver com egoísmo, mas com "terapia"!
É saudável dar-se um tempo das correrias e das necessidades alheias. É como se buscássemos energia para seguirmos em frente! Bom e necessário!
Então para você também: "Dolce far niente"
e feliz fazer aquilo que o faz leve.
Cika Parolin

Cika Parolin 12 de Janeiro de 2018

Não sei até que ponto revolver os "sedimentos do passado" pode ser uma coisa boa!
As lembranças bonitas podem até trazer um sorriso aos lábios,
mas as lágrimas que elas trazem aos olhos
são totalmente dispensáveis.
Cika Parolin

Cika Parolin 11 de Janeiro de 2019