Coleção pessoal de CikaParolin

181 - 200 do total de 1616 pensamentos na coleção de CikaParolin

No fundo somos uns românticos incuráveis
e nos emocionamos com olhares afetuosos,
mãos que se procuram e contos de fadas da vida real.
Não posso negar que o casamento de Harry e Meghan
trouxe uma lufada de brisa fresca ao fim de semana,
o que me faz pensar que vivemos tempos de absoluta
carência de boas notícias, a ponto de vertermos lágrimas
emocionadas diante de acontecimentos distantes da nossa realidade,
mas que sentimos como se ocorressem no nosso quintal.
Cika Parolin

Cika Parolin 20 de maio de 2018

E mais um inverno mostra os seus sinais!
Num domingo de sol, aqui, bem ao sul do equador,
pessoas afortunadas e devidamente protegidas,
desfilam seus casacos, botas e boinas rumo à missa da manhã.
Certamente o percebem como a estação romântica;
própria para o aconchego, para o amor e para a boa mesa.
Tudo muito lindo! Mas há os que sofrem nas calçadas, tendo como único agasalho o cobertor "corta febre" que em nada aplaca o vento cortante da noite e que não minimiza o risco de não acordarem pela manhã. Há os que anseiam pelo calor do fogo, por um chocolate quente ou por qualquer coisa que venha amenizar o frio que lhes enrijece o corpo e a alma.
É preciso um olhar mais sensível ao que sofre;
é preciso que nos solidarizemos,
que abramos nossos armários
e tiremos de lá os tantos agasalhos
que tomam espaço e que não nos farão a menor falta,
para deixarmos, sem alardes, ao lado de quem precisa.
Bastará um gesto discreto, ninguém precisará perceber,
pois já basta ao que sofre, o fato de depender do auxílio de outrem.
Cika Parolin

Cika Parolin 19 de maio de2018.
2 compartilhamentos

Sim! Somos livres para seguir
esse ou aquele caminho.
Mas não nos enganemos!
O Universo sempre acaba nos levando à estrada larga,
aquela onde estão as venturas e as desventuras
a nós destinadas.
Cika Parolin

Cika Parolin 10 de dezembro de 2017

Vivo o tempo dos significados!
Não mais tantas descobertas e dúvidas,
mas a ratificação das lições ministradas pela toda poderosa VIDA.
Talvez por isso eu me sinta tão integrada à serenidade
e receba o bom e o nem tanto, sem grandes alardes,
apenas grata.
Cika Parolin

Cika Parolin 17 de maio de 2018

Algumas vezes sua dedicação
e suas realizações não serão compreendidas
e muito menos valorizadas,
mas que isso não seja motivo para desacreditar da importância
que elas têm e nem para desistir de ser a pessoa incrível que você é.
Cika Parolin

Cika Parolin 14 de maio de 2018

A família sempre foi, e continuará sendo, a grande formadora de caráteres! É nela que se fundamenta o que somos, o que nossos filhos e netos serão. Que pais e mães, conscientes disso, saibam além de dar amor e realizar desejos,
a importância dos exemplos que certamente seus filhos seguirão.
FELIZ DIA DA FAMÍLIA!
Cika Parolin

Cika Parolin 14 de maio de 2018

Jamais me pergunto como posso ser feliz,
mas como NÃO posso ser feliz?
Para começar ganhei de presente o maravilhoso dom da vida;
consegui sair de todas as vicissitudes mais forte,
mais preparada e mais corajosa.
A cada manhã me percebo, apesar dos anos, encantada
com a luz do dia, estimulada a realizar coisas
e grata por viver nesse tempo, nesse lugar.
Pergunto-me então: Como não ser feliz?
Cika Parolin

Cika Parolin 20 de dezembro de 2017

Não sonegue abraços apertados
não sonegue sorrisos sinceros,
não sonegue a palavra solidária!
Você nunca sabe quando poderá precisar
de alguém que não os sonegue.
Cika Parolin

Cika Parolin 11 de maio de 2018

Tantas coisas já se misturaram no tempo
e, de quando em quando, o coração se aperta.
O passado se entrelaça, se ordena
e visita a menina que ainda habita a mulher.
Cika Parolin

Cika Parolin 10 de maio de 2018

Na tenra idade eu soube o que é a crueldade,
mas isso não me tornou amarga, muito menos rancorosa.
Ela me ensinou como não proceder e a jamais ser cruel também.
Cika Parolin

Cika Parolin 08 de fevereiro de 2018

Anseio pela singeleza dos dias,
busco a naturalidade de ser!
Como as camomilas em flor
que encantam e transbordam simplicidade.
Cika Parolin

Cika Parolin 20 de dezembro de 2017

Dias de calmaria, dias nem tanto!
Cada um deles diferentes uns dos outros
e todos sem exceção, presentes de Deus,
encerrando em si temores e encantos.
Cika Parolin

Cika Parolin 08 de fevereiro de 2018

Por todos os dias que me são concedidos, dou graças ao Pai.
Mesmo quando alguns deles não sejam os mais luminosos;
mesmo que algumas nuvens escuras teimem se mostrar
sou toda gratidão por cada um deles e não me permito deixar de acreditar, nem deixar de sorrir.
Cika Parolin

Cika Parolin 08 de fevereiro de 2018

E há afetos que nos pareciam tão profundos e definitivos
e no entanto, enganamo-nos!
Parecem bolhas de sabão que estouram
e somem no ar como se nunca tivessem existido.
Pensávamos que nem ventos, nem trovões seriam capazes
de destruí-los, mas pegos de surpresa, são carregados para terreno dos vazios e lá somem nas reentrâncias do esquecimento.
Cika Parolin

Cika Parolin 06 de maio de 2018

Sigo entre erros e acertos!
Nada diferente da esmagadora maioria,
seguirei cometendo enganos e tentando, em vão, repará-los.
De quando em quando acertarei! Serei olhos e ouvidos atentos,
estenderei os braços e serei puro acolhimento.
Cika Parolin

Cika Parolin 20 de abril de 2018

Impossível negar!
A vida seguirá apesar de mim,
apesar de você.
Ela existiu antes e existirá depois de nós.
O nosso momento é o agora!
Cabe-nos, pois, aproveitarmos
cada precioso instante de existência
em harmonia e com a consciência de que
cabe-nos a escolha de como viveremos
a nossa curta estada por aqui.
Cika Parolin

Cika Parolin 01 de fevereiro de 2018

Não é que eu não perceba
os burburinhos de seres famintos por discórdias,
apenas procuro fazer "olhos e ouvidos de mercador"
quando a intuição me avisa que aquilo não será edificante
para a minha alma.
Cika Parolin

Cika Parolin em 03 de abril de 2018

Pergunto à alma qual é o guia mais sábio?
O coração ou a razão?
Seja qual for a resposta, aí residem os motivos dos conflitos
geradores da frustração das expectativas de quem amamos.
Espera-se que ajamos racionalmente, mas tomamos decisões movidas pelo coração e vice-versa.
Diante de tal constatação cabe-nos apenas respeitar as individualidades pessoais, permitindo que cada um aja da forma que lhe pareça mais acertada, não permitindo que o bem mais precioso, o Amor, seja afetado.
Cika Parolin

Cika Parolin 20 de abril de 2018

Ah como careço de sabedoria!
Quanto mais amadureço mais constato minha inabilidade para lidar com o que deveria ser fácil à medida que o tempo passa.
Os erros anteriores deveriam, em tese, preparar-me para não cometê-los novamente e no entanto, apenas giro em torno deles. Pergunto-me, chegará o dia em que finalmente terei aprendido as lições?
Cika Parolin

Cika Parolin 12 de junho de 2017.

Consigo imaginar-me lá na frente:
Costas arqueadas,
cabelos branquinhos presos em coque,
mãos marcadas pelo tempo,
olhos enrugados,
ainda guardando algum brilho.
Não tenho medo da velhice!
As anciãs, que cercaram a minha vida,
ensinaram-me a não temê-la,
mas a apreciá-la
como uma oportunidade única
de continuar criando laços
e usufruir de toda a beleza do existir,
por um pouco mais de tempo.
Cika Parolin

Cika Parolin 23 de abril de 2018