Cika Parolin 20 de setembro de 2019

Encontrado 1 pensamentos de Cika Parolin 20 de setembro de 2019

As palavras estão todas aí para que as usemos em nossos diálogos, escritos(poéticos ou não), nos documentos, nos discursos, nas escolas, nas igrejas, no dia a dia.
A forma como as usamos, a originalidade como nos expressamos, a mensagem que queremos transmitir, a personalidade que mostramos através delas é que denotam as diferenças entre as pessoas que as utilizam.
Eu não lembro de Cecília Meirelles, Quintana, Drummond de Andrade, Veríssimo, Ruben Alves, Guimarães Rosa ou qualquer outro grande escritor/poeta enciumados por haverem escrito sobre o mesmo tema. Apenas faziam uso das palavras a seu modo, através a própria criatividade e imprimindo a elas seu estilo inconfundível.
Por exemplo, a palavra "felicidade" como qualquer outra, pode ter enfoques infinitamente diferentes de escritor para escritor e quem lê sabe distinguir "alhos de bugalhos".
Tudo isso para dizer que a escrita é caminho amplo
e todos podem trilhá-lo à vontade; com a própria inspiração,
sem receios, apenas abordando os assuntos e palavras com autenticidade e sua marca pessoal. Sem esquecer que lápis, papel ou outro meio de escrita são artefatos ao alcance de todos que queiram expressarem-se através das palavras.
Eu, mera iniciante, procuro seguir esses exemplos dos grandes que não se detinham em tecer críticas veladas aos seus parceiros de escrita. Se não eram admiradores um do outro, por outro lado não eram opositores, nem ferozes defensores de vírgulas, adjetivos e termos de uso geral.
No mais que cada um de nós se expresse da melhor maneira que o coração lhe inspire a fazer. Cika Parolin

Cika Parolin 20 de setembro de 2019
Inserida por CikaParolin