Chuva Caminhar

Cerca de 153 frases e pensamentos: Chuva Caminhar

Se você encontrar alguém disposto a caminhar na chuva do seu lado, não fuja, molhe-se.

Contardo Calligaris
548 compartilhamentos

Veja, os meus cabelos estão molhados, caminhei horas pela chuva querendo e não querendo procurar você.

Caio Fernando Abreu

Se amanhã chover no meu caminho, vou aproveitar para plantar flores e comer bolinho de chuva,
Se começar a ventar, vou empinar pipa e, se ventar muito, vou aproveitar e colocar minhas lágrimas para secarem,
Mas se abrir sol e uma brisa leve vier para embalar meus sonhos, com certeza vou convidar alguém para passear e contar passarinhos, redesenhar nuvens e jogar pedrinhas na água só para fazer onda, só para fazer onda.

Andre Saut

CHUVA

Não sei porque insisto em caminhar na chuva!
Sempre fico num estado desolador.
Os cabelos desgrenhados, os olhos semicerrados, vermelhos...
O corpo pedindo paz e eu insistindo em caminhar na chuva!
É claro que eu vou me molhar, encharcar,
Fora o risco de cair, de escorregar, de me arrebentar.
E ainda assim eu caminho na chuva.
O coração negando, a respiração parando e eu andando,
Enxergando um Sol que nem sei se é real,
Acreditando que o tempo vai se abrir,
Que logo a chuva vai parar.
Parece loucura, mas eu chamo de fé.
A esperança que o Sol apareça é recompensa para os meus olhos miúdos.
Mas e se o Sol não aparecer?
E se a chuva for tão cortante que nem dê mais para me enxugar?
Este é o risco de se caminhar na chuva!
Apesar de que eu sei que com o tempo,
Eu vou acabar aprendendo a desviar os perigos,
A pular os buracos, a evitar as poças de lama...
O segredo é não se manter molhada depois da caminhada,
Mas será que é possível enxugar os olhos depois de toda água derramada?
Eu não devia caminhar na chuva,
Seria melhor esperar o Sol aparecer.

Germana Facundo
33 compartilhamentos

Ao Teu Lado

Apesar dos desencontros
E da chuva no caminho
Ao seu lado sei que esta o destino
Apesar do vento forte
E de todos dos naufrágios
Ao seu lado sei que estou a salvo

Com você sou invencível
Não conheço o impossível
e quando volto te encontro aqui
(deixa-me viver assim assim sempre a seu lado)

No cantinho de algum beijo
No limete dos seus planos
Deixa-me viver sempre ao teu lado

No cantinho de um suspiro
No calor de abraço
Deixa-me viver sempre ao teu lado
Sempre ao teu lado
Sempre ao teu lado

Apesar do tempo forte
Que balança o nosso barco
Ao teu lado sei que estou em calma
Apesar do mais difícil
Por que nada e tão fácil
Ao seu lado nada me dá medo

Com voce sou invencível
Não conheço o impossível
E quando volto te encontro aqui
(deixe-me viver assim assim sempre ao teu lado)

No cantinho de algum beijo
No limete dos seus planos
Deixa-me viver sempre ao teu lado

No cantinho de de um suspiro
No calor de um abraço
Deixa-me viver sempre ao teu lado
Sempre ao teu lado

Anika
16 compartilhamentos

A chuva estava diminuindo e a garota estava caminhando pelo centro da calçada com a cabeça erguida para que os esparsos pingos de chuva lhe caíssem no rosto. Ela sorriu quando viu Montag.
– Oi!
Ele respondeu o cumprimento e disse:
– Ainda estou maluca. A chuva é tão boa. Adoro andar na chuva.
– Acho que eu não gostaria – disse ele.
– Você gostaria se experimentasse.
– Nunca experimentei.
Ela lambeu os lábios.
– Até o gosto dela é bom.
– O que você faz, fica por aí experimentando de tudo? Perguntou ele.
– Tudo e mais um pouco.

Ray Bradbury
19 compartilhamentos

Ao lado do vento caminha a chuva
Dois amigos passeando pela rua
Naquela tarde de inverno
Nesse dia cinzento
Passeia a chuva e o vento

Marcus Patrick Pens

meu caminho
tem folhas de outono
tem noite escura
tem cores quentes
tem dias frios
tem chuva intensa
tem coracao destemido
tem sussurro e gemido
tem dor desmedida
tem chão de estrelas
tem mel de abelhas
tem abrigo e aconchego
tem amor aos pedaços
tem pensamentos ocultos
tem segredos e juras
tem memória intensa
tem pés calejados
tem corpo cansado
tem mente esgotada
tem alma iluminada
tem asas de anjo
tem a luz de Jesus
tem as mãos de Deus!!!

Fernanda De Paula

Quando eu saí de casa, bem que o coração me avisou
Leva um guarda-chuva que hoje pode ser
Que chova amor, que chova amor

Mas eu não dei ouvidos, saí desprevenido
Achei que nunca ia acontecer comigo
E aconteceu
O destino deu um empurrãozinho
Colocando o seu caminho no mesmo que o meu

Zé Neto e Cristiano

Sou o sol

Sou o sol
Que fica a brilhar
Iluminando teus caminhos.
Sou a brisa
Que te refresca quando
O calor é intenso.
Sou a sombra
Onde descansas
E repousas teus sentimentos
Sou a chuva
Que lava teu coração
Através das lágrimas
Ao apertar a saudade.

Suehtam

Meus olhos observaram aquela estrada molhada,
em que os lados eram cobertos por árvores,
no qual a água de uma chuva já passada deixou um brilho em toda a paisagem,
onde o vento congelante se fez de música e entre os galhos das árvores aos poucos criaram uma doce canção.

Nesse momento minhas pernas ganharam vida
e assim como em efêmeros pensamentos,
eu caminhei, um passo atrás do outro, sem rumo,
apenas olhando o fim daquele longo trajeto que parecia nunca chegar.

Um passo atrás do outro,
eu me imaginava como nuvens no céu lentamente seguindo seu destino,
sendo guiadas apenas pela força da natureza,
sem procurar ao certo um lugar.

Um passo atrás do outro,
eu ouvia os pássarinhos batendo suas asas
e meus ouvidos me davam imagens,
imagens lentas, calmas, coloridas.

Um passo atrás do outro,
eu estremecia meu corpo por inteiro,
meus dentes batiam como um martelo,
mas o meu frio era bem mais quente que uma fogueira no clímax de seu calor.

Alan Rodrigo

Desfilando na chuva

Certa vez, um aventureiro saiu a caminhar
Estava chovendo e ele permitiu se molhar
Sem apressar o passo, optou pela sensação
Enquanto todos corriam, ele era a exceção

Sabiamente, refletiu acerca da fuga alheia
Era como se cada um quisesse a sua aldeia
Muito calor no verão, muito frio no inverno
Sempre há o que reclamar, um ciclo eterno

Imaginou o que eles imaginaram ao vê-lo
Sozinho, encharcado, em total desmazelo
Sequer possuía um guarda-chuva: coitado!
Já que é tão comum se prevenir um bocado

A sua intenção era lógica: sentir a chuva
Ao mesmo tempo que tinha gente de luva
Que pecado! Que blasfêmia! Que heresia!
Não ser mais um desesperado em demasia

Ele poderia ter ficado gripado e não ficou
Ter optado por chegar antes, mas desfilou
Parecia insana a curtição naquele cenário
Mas a felicidade não tem prévio horário.

Allan Caetano Zanetti

Caminhando, na Chuva...

Chove fraco...
Na capa de chuva, pingos.
Soam alto...

Francismar Prestes Leal
Inserida por FrancismarPLeal

Chovendo.
Do alto do morro vejo a chuva caído.
Com a força da correnteza leva tudo em seu caminho, até o barraco do pobre que dizia não ter nada, chora por ter perdido tudo.

Petrônio Evangelista Siqueira

Do céu plúmbeo
cai copiosa a chuva…

E que bom é ouvir chover
É como se o céu solidário
Chorasse todas as minhas lágrimas
Sofresse todas as minhas mágoas
Lágrimas a inundar caminhos
E a lavar da alma
O pó de caminhos calcorreados
Na esperança vã de encontrar…

E nesses caminhos alagados
Vejo espelhado o céu….
É como se tudo tivesse invertido
E o céu tivesse descido
E eu tivesse subido…
…subido feito Lua!

Filomena Caessa
Inserida por filomenacaessa

Está a chover granizo de pensamentos, as águas que descem são tão fortes e de tanta quantidade que eu nem consigo mais ver o caminho a seguir. Está difícil. Faz frio. Preciso de um lugar para me abrigar e algo para me aquecer, este frio sombrio de emoções escuras está me matando.

Emerson Silva

A chuva caindo no chão,
E eu seguindo um caminho sem direção.
A vida passa por entre as mãos,
E a maior dor do mundo é a dor do coração.!

matheus bortoloci

Já não espero que a tempestade passe..
Aprendi a caminhar na chuva..!

..

Sonia Solange da Silveira ssolsevilha Poetisa do Cerrado

Ao abrir a janela
A chuva e o vento
E o teu caminhar

haicai

Sidney Poeta Dos Sonhos

E caminharei ainda diante da chuva e buscarei os dias em que, distraída, emudecida, me fiz ser do amor e o meu amor eu dei. E quando encontrar pedras, perguntarei a elas, ainda que mudas, e saberei seguir para ter em mim o que não mais tenho e dizer para ti o que tanto me fizeste entender, que não do sofrimento vive o amor e, sim, de uma nota musical leve, flutuante, viva, feliz, e tão suave que os ventos pedem licença para passar e os mares rendem-se a ela.

___ Lene Dantas

Lene Dantas