Fernanda De Paula

1 - 25 do total de 2288 pensamentos de Fernanda De Paula

A cada arte, a cada dança, a cada conversa, a cada leitura, e através de toda sabedoria, nasce do jardim uma flor sábia.

Fernanda De Paula
Inserida por nandsss

A melhor versão, se constitui de tudo aquilo que queremos ser.

Fernanda De Paula

A cada verso teu
Tira-me um sorriso meu.
A cada música tua
Me inspira e me faz flutuar.
A cada palavra dita
É o amor, que tenho para lhe dar.

Fernanda De Paula

A melhor felicidade, ela vem de si próprio.

Fernanda De Paula

Em apenas uma semana tudo mudou, tudo que parecia difícil se tornou bem fácil, parecia até um sonho, ou então melhor dizendo:- Parecia tudo mentira, de fato ninguém acredita quando as coisas mudam tão rápido, né?.
Oque era preto, tornou-se branco.
Oque era tristeza, tornou-se alegria.
Oque era frio, tornou-se calor.
Oque era difícil, tornou-se fácil.
Acreditamos que nada é tão difícil como imaginamos, cada um tem a sua maneira de pensar, mas mesmo assim,sabemos que nada é tão difícil como parece.
Sabe oque falta nas pessoas?
- Força de vontade
- Capacidade
- Ânimo e etc..
Falta muitas outras coisas. Isto que eu disse ali encima foi só um exemplo.
As pessoas não tem interesse nas coisas, como prosseguir desse jeito?
As pessoas não costumam mostrar a capacidade naquilo que tanto quer, e aí? é desse jeito que você acha que vamos alcançar alguma coisa?
São poucas as pessoas que ''zelam'' por aquilo que tanto procuram, pelas coisas que tanto querem na vida.
A vida não é moleza.
A vida não é uma bola de basquete.
A vida é ouro, A vida vale mais que qualquer outra coisa nesse mundo.
NADA COMPRA A VIDA.

Fernanda De Paula
Inserida por nandsss
1 compartilhamento

cabelos ao vento
sorriso largo
sacudo a poeira
dou a volta por cima
e entro com o pé direito
olhos bem abertos
coracao desperto
ligo o sinal de alerta
vou pé por pé
fazendo muito barulho
de alegria e felicidade
estouro a champagne
visto-me confortavelmente
de branco e paetê
danço um samba lelê
canto alto
sinto ainda mais alto
emociono-me
choro de felicidade
e vamos q vamos
rumo à finalidade
de sermos e estarmos
imensamente felizes!!!

Fernanda De Paula

Cabelos ao vento
E eu procuro ajeita-los
E tambem os sentimentos
Os pensamentos
E a vida
Colocar tudo em ordem
(Re)organizar
Ajeitar a situação
Priorizar as emoções
Fechar os olhos e sentir
A brisa passar
O corpo refrescar
A mente sossegar
O clima abrandar
E a existência se fazer
Plena de tudo
O que eu tenho direito
E mais ainda dos meus deveres
A se cumprirem
Aceitar a missão
Ter compaixão
Viver com paixão
E morrer de amor
Por mim!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

cabelos ao vento
e ele brinca com meus sentimentos
esconde meus pensamentos
sacode meu coracao
me joga de um lado pro outro
"me faz de gato e sapato"
me tira da (des)ilusão
me coloca de pés no chão
depois de me virar do avesso
de me lançar no espaço
de me dar um abraço
quando toca meus ombros
me tira o peso das costas
me livra da negatividade
me traz uma suavidade
me acalma e tranquiliza
e eu vou serenando
ao amor me entregando
me deixando levar pelo sono
e aproveito e vou sonhando
e tentando realizá-los
na medida do possível
de uma maneira incrível
graças ao meu amor-próprio
à minha própria necessidade
e também à minha vontade
de ser cada vez
e cada dia mais feliz
com o que eu (não) tenho
de tudo o que se passa
bem diante do meu nariz
quando eu consigo olhar e observar
e que os meus cabelos não estejam a atrapalhar
a visão que sai dos olhos do meu coracao
e eu choro de emoção
porque me encontro em paz
com a minh'alma!!!

Fernanda De Paula

Cabelos ao vento
E eu enxugo as lágrimas
Que insistem em rolar
Em despencar dos meus olhos
Ao mesmo tempo
Que meus cabelos
Tentam esconde-los
De nada adianta
Porque eu desmorono
Aqui dentro de mim
Minhas emoções pulam
Do penhasco interior
E tudo balança
Cai de um lado pro outro
E o vento passa e repassa
Na tentativa
De colocar tudo no lugar errado
Porque nada está definido
Não há nada mais bonito
Do que um amor despretensioso
Daqueles bem sentido
Fazendo todo sentido do mundo
Porque o amor é um sentimento profundo
Voce busca bem lá no fundo
Do coração e da alma
Ele anda de mãos dadas com a fé
E ai pode chorar de felicidade
Porque cabelo esvoaçante nenhum
Vai conseguir esconder
Porque amor e fé não se escondem
Transcendem o corpo e o espirito
Transbordam além do infinito olhar!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E ele sopra
Com tamanha intensidade
Feito tempestade
Na alma da gente
Despenteia-me
Dilacera-me
Me cambaleia
Me supero
Me espero
No tempo certo
Só o essencial fica
Intensifica
O amor aqui dentro
E tudo clareia
Floreia
Se ajeita
Dentro do peito
E a vida segue
Prossegue
De qualquer jeito
Vou vivendo
Tentando o crescimento
Evoluindo aos poucos
E morrendo todos os dias
Continuo a olhar
A observar a natureza
Do ser
Do amor
Do sofrer
E então me entrego
De corpo e alma
Para o universo
E faço um verso
De despedida
Vou sentir muito
A falta de viver
Sorrir
Amar
E chorar
De felicidade
De (des)prazer!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E ele me carrega
Para dentro de mim
Me sobrecarrega
De amor-próprio
Ou de amor pela natureza
Me empurra pra certeza
De que esta passando da hora
De ser muito e completamente feliz
Me faz saltar de alegria
Me decompõe a tristeza
Me recompoe a alma
E me lança no amanhã
Me tira do chão de giz
Me joga no tabuleiro de xadrez
Me alucina a mente
Me afoga as mágoas
Me reintegra a vida
Me soluciona os problemas
Me acorda o espírito
Me faz dançar com a brisa
Me faz brilhar no azul do céu
Me acalma a tempestade
Que me tira do lugar
Me leva pra onde haja paz!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E hoje eu trago flores
Pra comemorar a vida
Pra bendizer as palavras
Pra perfumar a alma
Pra enfeitar o coração
Pra alegrar o dia
Pra ser grata
Para lhe oferecer
O meu melhor
E para o vento esparramar
As sementes do amor e da fé
E para a brisa refrescar o espírito
E banhar a nossa existência
Com a luz divina
Soprando felicidade eterna!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E eu me sento
Porque cansei de esperar
Me impaciento
Porque quero tudo pra ontem
É tudo uma correria
Fico pra lá e pra cá
Sem tempo pra analisar
A minha vida como está
A ansiedade toma conta
Do meu desinquieto ser
E eu sem poder nada fazer
Já fiz tudo o que estava ao meu alcance
Não depende mais de mim
E esperar pelos outros
Me tira de mim
Sofro
Mas fazer o que
Fico olhando a paisagem
Para relaxar a mente
Escuto o canto dos pássaros
E canto junto de desespero
Observo as flores ao meu redor
E elas ficam ali bem quietas
Esperando alguém sentir seu perfume
E eu deito no chão
Até alguém vir jogar terra sobre mim
Morri esperando o inatingivel
O inalcançável
E o impossivel!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E eu escancaro
um belo de um sorriso
Assim como o vento
escancara minh'alma
Por mais que eu tente esconde-la
É impossível
Deus me vê lá de cima
Não tem pra onde eu correr
Sou divinamente vigiada
O vento que passa
Refresca meus pensanentos
Coloca as coisas no lugar
Bem se vê minha alegria
Porque eu sei com quem posso contar
Conto meus medos e meus problemas
Basta ajoelhar e orar
E fico feliz com o a vida que tenho
Felicidade existe sim, dentro de mim
Só pela capacidade que eu tenho de amar
Já é suficiente pra viver
E nada mais tenho a acrescentar
Somente ao Pai agradecer
A oportunidade bendita de sorrir!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E eu não perco a majestade
A minha coroa ainda esta de pé
Brilhando feito ideia na minha cabeça dura
Adornando meus pensamentos
Embelezando minh'alma
E por mais que o vento sopre
Ela estará lá firme e forte
Feito estrela na minha testa
Porém antes desta
eu usava uma coroa de espinhos
que me lembrava diariamente
dos meus sentimentos pequenos
e das minhas péssimas inclinações
Não que hoje eu seja perfeita
mas sou melhor do que ontem
A troca é constante
até eu chegar na fase celestial
daí trocarei por uma auréola de anjo
um bom começo pra eu me transformar num ser melhor e cada vez mais iluminado
E ao abrir os olhos para ver a bondade passar diante de mim
ainda que meus cabelos me tampem a visão
eu consigo enxergar com os olhos do coração
o que os outros mesmo abertos não veem
Talvez porque o brilho intenso os ofusquem
Porém os olhos do Espírito enxergam muito além!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E eles estão rebeldes
Não poderiam estar diferentes
São incontroláveis
como certos sentimentos
São indomáveis
Como certos pensamentos
São o que são por puro desprendimento
Por não se adequarem aos padrões
Impostos pela sociedade consumista
Tem que estar presos, retidos e contidos
Desalinhados ou armados até os dentes
Uniformes ou disformes artificialmente
Monocromaticos, coloridos ou multicores
Porque brancos nem pensar
Desgrenhados, despenteados ou soltos
Em liberdade ou escravizados por correntes
Crespos ou lisos, alisados pela força contrária
Longos ou curtos, encurtados a golpes de tesoura ou verbalmente
E assim vamos sendo moldados de acordo com o que vão pensar de nós
Usando um penteado que não nos cai bem
Porque se não for assim somos reprimidos ou repreendidos pela hipocrisia do ser
Quer saber, em sinal de rebeldia vou ficar careca de saber
Porque quem sabe da minha vida sou eu e mais ninguém!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

cabelos ao vento
e a ordem é
dançar
me soltar
liberar
envolver
me alegrar
desprender
me amar
rebolar
ao som da brisa
que alisa meu corpo
que afaga os meus cabelos
que acaricia a minh'alma
que acalenta o meu coracao
que banha meus pés
descalços
desnudos
calejados
cansados
e faz-se um escalda-pés
e eu sigo mais leve
livre e solta
nada mais importa
só a paisagem
a minha volta
porque colore meu dia
me enche de alegria
preenche a minha vida
com extrema felicidade!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E ele passa arrasador
Arrasando com toda a dor
Que há em mim
As dores da alma
Quando não tenho calma
Quando me dói o coracao
Por falta de perdão
Quando eu troco a emoção
Pela desvairada razão
Quando me doem os sentimentos
Que correm nas veias
E pior, quando o sangue jorra
Perna abaixo sem nenhuma transfusão
Fico esgotada
Sem energia pra nada
Vão-me as forças
Levadas pelo vento
E ainda sim eu contento
Com o que sobrou de mim
As minhas vestes
Meu corpo celeste
E todo amor pra sempre
fim!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

cabelos ao vento
e a minha força
vem deles
vem do meu sorriso
vem da minha fé
vem da minha luta diária
vem dos meus calcanhares
vem das minhas mãos
vem do meu pulso firme
vem da minha mente
vem do meu coracao
vem do meu espírito
vem do meu amor
vem da minh'alma
e principalmente de Deus
sou uma fortaleza ambulante
perambulando por aí
vagando por diferentes mundos
até conseguir ser um anjo
dai não precisarei mais de força
só de jeito
só de asas
só de flores!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Cabelos ao vento
E mesmo estando presos
Eles esvoaçam
Fazem a maior festa
Ao me verem maquiada
Com um belo sorriso no rosto
Me vejo como única poesia
Do universo divino
Do universo feminino
Do meu universo interior
Porque sou inteiramente o verso
Da minha melhor versão
Sou o que tenho no coracao
Sou mais eu
Mais de mim
Sou um poema clássico
Com rimas
Faça uma leitura oral
Verbal
Ou somente com olhar
Calmo e sereno
E o vento no meu ser
A soprar o amor
Que paira no ar
Ao meu redor
A me refrescar!!!

Fernanda De Paula

Quanto mais o vento passa
Em meus cabelos
Mais eu me amo
Mais me resguardo
Mais amor eu sinto
Em meu peito dorido
Mais eu deixo as coisas pra lá
Mais eu esqueço das faltas alheias
Mais eu (me) perdoo
Mais eu choro de felicidade
Mais eu morro de saudade
De mim
Mais eu sensibilizo
Mais eu eternizo
As verdadeiras amizades
Mais eu me agito
E entro em conflito
Com a idade
Quanto mais eu vivo
Mais eu quero viver
Mais eu quero adiar
A minha volta pra casa do Pai
Mais eu quero morrer de amor
Mais eu quero sentir
O coração amar
E de tanto amar chegar a explodir
E o vento meus pedaços levar
Para todos os cantos
Assim não perco os encantos
De me juntar aos q amam
E se preciso for me despedaçar
Outra vez
me tornar um amor em pedaços
igualmente fatais!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

cabelos ao vento
e a passarada vem
passando suavemente
e levemente no meu ser
vem me deixando alada
me emprestando suas asas
pra ver até onde eu chego
eu sou de voar alto
pensar alto
falar alto
olhar pro Alto
e por lá querer ficar
não me abandonar
deixar me levar
ou então vou me despencar
do meu sonho mais alto
talvez me machucar
meu coração sangrar
meu olhar lacrimejar
minha vida se tornar
real demais
prefiro que borboletas me carreguem
pra outro lugar
prefiro que as flores em mim brotem
de tanto eu plantar
prefiro que o amor em mim transborde
de tanto eu me amar
e assim vou sendo devorada
pelas pessoas que não sabem me aceitar
me apedrejam
me julgam
me criticam
mas a verdade é que elas queriam
estar no meu lugar
nem que fosse um pouquinho
pra se sentirem libertas
espertas
direitas
e talvez (in)corretas
e eu espero que o vento nos coloquem
em nossos devidos lugares
seja no alto ou no baixo
o importante é ser ou estar
perto das estrelas brihantes
ou nas ondas do mar
nos gramados dos campos
ou no coração adentrar!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1
1 compartilhamento

cabelos ao vento
e cada cabeça é uma sentença
e eu lhes digo que a minha já está
linda, perfumada e muito bem sentenciada
não mais me culpo
só me desculpo
não mais me deprecio
só me aprecio
não mais me ordeno
só me desordeno
não mais me entristeço
só me alegro
não mais me desfaço
só me refaço
não mais me desespero
de mim espero muito mais
não mais me engano
só me desengano
no meu leito de morte
só Deus tem este poder
porque se cheguei até aqui
eu sei que sou capaz
de sobreviver a todos os julgamentos
e a todos os dedos apontados pra mim
só digo que meu fardo é pesado
e meu jugo é leve
não morrerei de arrependimento
e nem tenho a consciência pesada
tudo me foi permitido
eu sei que serei de alguma forma condenada
e isso eu deixo pro meu Pai!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

cabelos ao vento
tampam nossa visão
nossa ilusão
nosso pensamento
nosso sentimento
nossa paisagem
nossa sensibilidade
nossa vida
nossa paixão
nossa dor
nossa alegria
nosso rancor
nossa sabedoria
nosso pavor
nosso olhar
nosso amor
nosso choro
nosso valor
nossa esperança
nossa lembrança
nosso furor
nosso estado de torpor
de transe
tão distante da realidade
e busco nos sonhos
da minha fragilidade
tbém busco ser forte
na necessidade
e busco em toda vida
a praticidade
de amar intensamente
e ter afinidade
sob a dor da saudade
a doce felicidade!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

Lindos que nem eu
E o vento passa
levando meus cabelos
Passa a mão em minha dura cabeça
Passa carregando o meu chapéu
Que esconde um triste olhar
Um sorriso mal dado
Os olhos vermelhos de chorar
A expressão abatida
Que nem os sentimentos doidos
Esconde o meu pior
A minha vergonha
Tudo o que deveria ser exterminado
E ainda não foi
E a cabeça baixa de descontentamento
Ou por conta da consciência pesada
Por ter feito muita coisa errada
Ou por não ter feito nada
do que esperavam de mim
Este chapéu esta escondendo tambem
O que há de melhor em mim
Esconde o meu amor à ser doado
E principalmente me esconde de mim
O que vai no íntimo da minh'alma
A beleza rara
Que só aparece quando o meu amor-próprio me dedura
Me tira do esconderijo secreto
Me lança com ternura
Para o divino universo!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1