RICARDO VIANNA BARRADAS

176 - 200 do total de 917 pensamentos de RICARDO VIANNA BARRADAS

A maior pobreza não é só um status social e sim uma distorção da personalidade do espirito humano de viver diante da extrema dificuldade.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Em obras de arte equivoca se muito quem avalia a importância e o expresso valor de um trabalho mediante o tamanho e o peso, desprezando o verdadeiro julgo primo pela criatividade e a qualidade.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

A criação de uma obra de arte por um consciente artista plastico e visual nacional deve seguir as regras de ser criteriosa, com boa qualidade e um verdadeiro sentido no convite visual a interlocução criativa em sua cultura e seu tempo. Pois não existe mercado de arte consumidor gigantesco no Brasil para tanta produção.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Tenho muito medo na arte e na cultura desta contemporaneidade selvagem, imbecil e destrutiva. Não basta não conhecer e não dar valor, para eles amotinados bipolarizados, tem o indolente sujo desejo de sucumbir sem ter nada para substituir.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Pensando como René Descartes digo, Deus fez a terra mas os verdadeiros brasileiros fazem o Brasil.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Dia 20 de Novembro no Brasil. Dia nacional da Consciência Negra, não. A diversidade cultural brasileira tem todas as cores e sempre terá. Não existe a menor possibilidade de separar qualquer uma delas. Data para homenagear o Zumbi dos Palmares, nosso herói brasileiro, da resistência e da liberdade, sim. Salve ZUMBI.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

A inovação e o ajustamento das artes na verdadeira cultura brasileira devem sempre estar ligadas as politicas publicas de educação, de cultura e o fomento a maiores oportunidades profissionais, embasando se na coerente e ativa cidadania cultural, responsabilidade social e fortalecimento da identidade nacional.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

A maioria dos museus brasileiros não encontram se fechados por hermetismos. Os museus, estão fechados por falta de verbas, por situações precárias de manutenção e conservação tanto dos acervos como das instalações. O que existe de fato são gestões abnegadas de bons profissionais geralmente mau remunerados, que vivem no improviso temendo diuturnamente o risco da perda de todo patrimônio artístico, cientifico, histórico e cultural brasileiro. Isto acontece pela falta de politicas publicas especificas via maquina publica, para o setor. Ocorre também pela falta criminosa de um justo, detalhado, correto, especifico e abrangente inventario documental e virtual dos acervos nacionais que inibiria a frequente subtração, extravio e perda do rico patrimônio material e imaterial que pertence a toda nação brasileira. A exemplo disto, como medida preventiva de curto prazo o governo federal deveria fazer a contratação e a colocação obrigatória de museólogos em todos portos, aeroportos, fronteiras espalhadas pelo território nacional pois ao que se refere desta matéria qualquer achismo e equivoco de um item erroneamente exportado pode causar um prejuízo cabal a cultura nacional, imensurável e irreparável. Tem patrimônio para as próximas gerações, só quem cuida.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas
1 compartilhamento

Jovens, nossos jovens. São sempre nossas esperanças para o futuro. São os olhos que hão de ver brilhar atras do muro e com sorte, caminharão mais fortes em uma boa direção.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Nas escolas que aprendemos fazer as escolhas. Por que todos somos sempre diferentes.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Cabe sempre ao estado democrático antever as possibilidades de um crime mas uma hora feito, cabe a justiça promover as responsabilidades dos infratores na lei e ao direito amenizar todas as consequências do ilícito civil e penal, ético e moral, das vitimas.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Acredito em politicas publicas não só assistencialistas para remendar de forma precária as parcelas jurisdicionais não alcançadas a população por parte da maquina publica e muitas vezes mau dinamizadas a fundo financeiro perdido. Creio em politicas publicas sustentáveis pelo pensamento neo-liberalista, como ferramentas de contemplação, ajustes, promotora de trabalho e renda para os setores esquecidos e mais sofridos da sociedade. Divergente disto a politica econômica implementada no Brasil nos últimos anos visou equivocadamente o foco em tributos, arrecadação e índices financeiros, que não retornam de nenhuma forma em beneficio as camadas mais pobres da população. A população de uma forma geral precisa de credito pois é naturalmente empreendedora. Cada vez mais inova se em busca de ocupações e trabalhos pois já percebeu que o emprego é um modelo extinto e ultrapassado. Mas para isto acontecer precisa de um minimo de capital a custo barato para desenvolvimento das novas ideias. Um lugar onde o empréstimo financeiro via agiotagem criminosa tem juros mensais bem menores que os praticados de forma livre pelas seis únicas e principais instituições financeiras do mercado nacional, reafirma a polarização de grandes oportunidades, ganhos e crescimento, só para os grandes empresários e para os banqueiros.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas
1 compartilhamento

A arte e a cultura de um povo livre se revigora em seu tempo, quando diminui os abismos sociais.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Sou amigo de meus amigos e dos inimigos o melhor amigo secreto deles, em mim mesmo.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Todo sonho por mais bonito que seja, se apenas nos alcança é por que ainda não está completo.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Em economia sustentável sabe se que hum trabalhador vale e sempre valerá bem mais que dez moedas de ouro em uma gaveta.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Assim como Ismael Nery que não se via um pintor eu também não me vejo artista marchand, colecionador nos vemos pensadores essencialistas sem algemas do tempo e do espaço. Não blasfemar de ser Deus, por necessidade de criar e inventar mas sim ser divindade por vocação, em busca constante da unidade infinita em ser tudo e não ser nada enquanto existe angustiado,cego, surdo e mudo. Um só choro para prantos, cantos, enganos e encantos tão diversos. Céu e Inferno, o lirismo de passear na lua entre os ápices do êxtase carnal de ter posse de corpos para nossas almas e a serena comunhão do espirito em redenção liberdade. O absoluto revigora.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

O amor na arte é estar aberto para o novo, as diferentes possibilidades de leitura, tangencia e vivencia do que existe ou nunca existirá por uma nova visão, criação e concepção.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Todo crime sem solução adoece gravemente a democracia pois aprisiona os verdadeiros sonhos de igualdade, justiça e liberdade.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Na arte do seculo XX, aprecio mais o mundo metafisico do que surrealista. As composições frente ao desconhecido enigmático e doutrinariamente diante de uma supra realidade secreta da divindade em austeras construções. A exemplo disto, nunca tão distante da metafisica obra do hermético mestre Giorgio de Chirico, nascido na Grécia e notabilizado na Itália, por um alicerce de pensamento renovado da matriz antiga greco-romano. O contraste da organização e pavimentação geométrica das polis e as buscas proféticas do futuro pelas inspirações aromatizantes do templo de Delfos. A Matemática Sagrada o zero como vazio, infinito e absoluto.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

E na sexta hora veio a ressurreição e a escuridão....o dia virou noite...quem tinha duvida permaneceu nas trevas mas quem acreditou permaneceu fiel a promessa de vida eterna até a nona hora...e a tríade divina do três estabeleceu a liberdade do espirito e da carne...os Pobres Cavaleiros por bons costumes e fé seguem a caminhar em fraternidade para unidade da rosa vermelha em todos orientes celestes e terrestres. Melquisedeque garantiu a Abraão que se houvesse apenas dez cavaleiros de honra a luz nenhum fogo ou enxofre seria derramado sobre a cidade do pecado assim como sabemos que se houver pelo menos sete mestres de bom coração, justos e perfeitos uma oficina laboriosa em verdade, munidos de trolha, malhete, espada e cinzel, iniciará a Grande Obra Universal do Supremo Arquiteto. FIAT LUX.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Sou muito pouco enquanto sou eu e bem fraco enquanto é só meu mas somos infinitamente gigantescos, indeterminado e muito, quando somos todos juntos e parte indivisível de nós.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

Não ter sorte é muitas vezes uma forma diferente de viver com muita sorte.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

A grande máxima capitalista do seculo XX era que o tempo é dinheiro. No seculo XXI a grande máxima individualista é que o dinheiro faz a vida.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por RicardoBarradas

A fantasia comedida, a luxuria da novidade, o inesperado e a ilusão consentida são atmosferas imprescindíveis para iniciar a chama incandescente no vulcão do prazer.

RICARDO VIANNA BARRADAS
Inserida por ricardovbarradas