R.M. Cardoso

1 - 25 do total de 444 pensamentos de R.M. Cardoso

VIVER É SABER QUE A LUTA É PERMANENTE

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

Não se contente com uma vitória só, queira sempre mais e seja um grande vencedor!

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

A LOUCURA E A LUCIDEZ QUE ME HABITAM SEMPRE SE DERAM BEM E NUNCA ME CAUSARAM DANOS.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

DEIXA AO MENOS QUE EU TE AME EM CADA RECESSO DE MINHA LOUCURA

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

ENTRE UMA LOUCURA E OUTRA QUE COMETO,
HÁ FRAGMENTOS DE LUCIDEZ.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

INDAGAÇÕES

Onde
se encontram
as quimeras
que, aos poucos,
se perderam?

Aonde
foram
a paz
e a esperança?
Em
que gruta
se esconderam?

Pelos
incógnitos
caminhos
as certezas
esmaeceram.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

AS TREVAS DA MINHA IGNORÂNCIA AGREGAM CLAROS CONHECIMENTOS.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

BUSCA

À
beira
do silêncio
que de avulsas
sensações
engravida
a antemanhã,
erguem-se
pensamentos,
pulam
ideias,
pulsa
uma
palavra...
E eu,
em
busca
do poema
que só
a alma
lavra!...

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso



Dentre todas as sementes
Que eu tenho semeado
Nos terrenos da esperança,
Só uma brotou saudável
Como a brisa da bonança.
Feito flor de primavera
Bebe o lume da manhã
E alimenta a poesia,
Que, na alma do poeta,
Faz-se prece e harmonia.
Eu rego-a toda manhã -
E ela, prenhe de fragrância,
Torna-se mais doce e bela,
Purificando os meus dias! -
E Fé é o nome dela!

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

QUERENÇA

Vestígios
de loucura

neste
querer-te,
pungindo,
ferindo
a alma
(que desmaia)!

Mares
revoltos
de anseio
navego
e, entre
ondas
pululantes
e espumas,
não
vislumbro
tua
praia!...

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

ENCANTO

Quando vinham me dizer
Que a faísca da paixão
Incendeia o coração,
Eu me recusava a crer.
Como, afinal, entender
Que todos tinham razão
Este ser que até então
Se achava imune ao sofrer?
Teu encanto, todavia,
Acendeu-me - que magia! -
A chama da ansiedade!
Doido desejo me rende
E em teus olhos não se acende
A chama da piedade!

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

DELIRANDO

Sílaba por sílaba
E letra por letra
Teu nome murmuro.
São gotas de mel
Adocicando a alma...
Murmuro e suspiro!...
Isento do mundo,
Regando a espera,
Refém dos desejos,
Tecendo poemas,
Imerso em anseios,
Sonhando, deliro!...

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

CARNAVAL

...E eu
pulava
embrenhado
na multidão,
até
que, num
segundo,
me deu
uma
vontade
louca
de me esconder
no oco
do mundo!...

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

Pensamento
desvirginando
ideias...
ideias
parindo
palavras...

um
poema
sem
título,
sem
rima
e sem
métrica
transitando
na noite.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

AÇOITE

Aglomeração
de vultos
vagam
no porão
da noite!

uma
angústia
estagnada
nas metáforas
do medo!
O silêncio
é
um
açoite!

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

CARROSSEL

Indescritível máquina,
Alheio, o tempo passa
No ritmo do seu passo.
Acaso, deixa rastros?
Tal qual um carrossel,
A vida vai girando e
Nos deixa meio tontos
No parque do existir.
E neste show da vida
(Mesmo sem ser fantástico)
Emoções se acumulam!
E, apesar de alguns males,
Melhor que sofrer é,
enfim, se divertir!...

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

AS APARÊNCIAS ENGANAM,
MAS ELABORAM LIÇÕES DE VIDA...

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

HÁ SONHOS QUE, ÀS VEZES, NÃO FLORESCEM,
MAS OS CANTEIROS DA ALMA SÃO SEMPRE FÉRTEIS!

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

TROVAS

Por estradas que nem sei
Caminhei sem ter noção.
Se errei mais do que acertei
Só me serviu de lição.

Vivo em dilema completo
E preciso sair disso:
Ou eu ganho o teu afeto
Ou vou parar um hospício.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

SALMO

Cantar a mudez
Das horas inválidas,
Colorindo a tez
Das noites tão pálidas.
Cantar o vazio
Das coisas perdidas,
Do ser doentio
Curando as feridas.
E cantar o agora,
O amanhã também -
Cantar revigora
E à alma faz bem.
Quem canta afugenta
Agruras e dor
E faz da tormenta
Um salmo de amor.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

DESEJO

O meu
desejo
alado
voa
da imaginação
e vai
pousar
no teu
beijo

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

JOIAS RARAS

Sidérea resplandecência
Flutua na poesia
Instalada nos teus olhos!
Ora aura se abrindo
Em lampejos palpitantes;
Ora ouro lapidado,
Joias raras rutilantes!
Ora
aura,
ora
ouro! -
imensurável tesouro!

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

FAZER O BEM É UMA ARTE
E CADA UM DE NÓS DEVE FAZER A SUA PARTE.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

CAMINHADA

Na contínua
caminhada
sob
a paisagem
azul,
a bendizer
a luz
que tece
o fulgor
de cada
dia,

eu
tinjo
a pele
do tempo
de esperança
e poesia.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso

NAVEGANTE

Veleiro
de sonhos,
ainda
que à
deriva,

navego
mares
de perspectiva.

R.M. Cardoso
Inserida por RMCardoso