Peter Drucker

1 - 25 do total de 69 pensamentos de Peter Drucker

Não sou especialista em Brasil, mas uma coisa estou habilitado a dizer: Não creiam que mão-de-obra barata ainda seja uma vantagem.

Um bom chefe faz com que homens comuns façam coisas incomuns.

Existe o risco que você não pode jamais correr, e existe o risco que você não pode deixar de correr.

A meta do marketing é conhecer e entender o consumidor tão bem, que o produto ou serviço se molde a ele e se venda sozinho.

É mais importante fazer as coisas que devem ser feitas do que fazer as coisas como devem ser feitas.

Pode-se presumir que sempre haverá necessidade de algum esforço de vendas, mas o objetivo do marketing é tornar a venda supérflua. A meta é conhecer e compreender tão bem o cliente que o produto ou serviço se adapte a ele e se venda por si só. O ideal é que o marketing deixe o cliente pronto para comprar. A partir daí, basta tornar o produto ou serviço disponível.

Existem dois tipos de riscos: Aqueles que não podemos nos dar ao luxo de correr e aqueles que não podemos nos dar ao luxo de não correr.

Os elefantes demoram a se adaptar, já as baratas sobrevivem em qualquer ambiente.

Gerenciamento é substituir músculos por pensamentos, folclore e superstição por conhecimento, e força por cooperação.

Nem uma única vez consegui realmente seguir à risca o plano feito em cada mês, mais isso me forçou a tentar atingir a proposição de Verdi de "lutar pela perfeição", embora "ela tenha sempre me escapado".

Peter Drucker No melhor de Peter Drucker O Homem

O problema em nossas vidas não é a ausência de saber o que fazer, mas a ausência de fazê-lo.

As únicas coisas que evoluem por vontade própria em uma organização são a desordem, o atrito e o mau desempenho.

Para ter um negócio de sucesso, alguém, algum dia, teve que tomar uma atitude de coragem.

A simplicidade tende ao desenvolvimento, a complexidade à desintegração.

Os milagres acontecem às vezes, mas é preciso trabalhar tremendamente para que aconteçam.

Pessoas que não se arriscam geralmente cometem dois grandes erros por ano. Pessoas que se arriscam normalmente cometem dois grandes erros por ano.

Como gerente você é pago para estar desconfortável. Se você está confortável, é um sinal seguro de que você está fazendo as coisas erradas.

Não podemos prever o futuro, mas podemos criá-lo.

Peter Drucker

Nota: Adaptação do pensamento originalmente cunhado pelo húngaro engenheiro Nobel da Física e escritor Dennis Gabor.

O conhecimento e a informação são os recursos estratégicos para o desenvolvimento de qualquer país. Os portadores desses recursos são as pessoas.

Maestros não sabem como o oboé faz o seu trabalho, mas eles sabem com o que o oboé deve contribuir.

Nenhuma instituição pode sobreviver se precisar de gênios ou super-homens para a administrar. Ela deve estar organizada de forma a ser capaz de seguir em frente sob uma liderança composta de seres humanos medianos.

Peter Drucker DRUCKER, P. Concept of the Corporation. New Jersey: Transaction Publishers, 2009.

Os líderes que trabalham de forma mais eficaz nunca dizem "eu". E isso não é porque eles treinaram para não dizer "eu". Eles não pensam "eu", eles pensam "nós"; eles pensam "time". Eles entendem que o seu trabalho é fazer o time funcionar. Eles aceitam a responsabilidade e não se esquivam dela, mas é o 'nós' quem fica com os louros.

Peter Drucker DRUCKER, P. Managing the Non-profit Organization. London: Taylor & Francis, 1995.

Não há nada tão inútil quanto fazer eficientemente o que não deveria ser feito.

Peter Drucker Managing for Business Effectiveness. Harvard Business Review, Massachusetts, maio, 1963.

Nota: Trecho de artigo publicado na revista "Harvard Business Review" em maio de 1963.

Mais arriscado que mudar é continuar fazendo a mesma coisa.

Fazer as coisas certas é mais importante do que fazer as coisas de maneira correta.