Oscar Wilde

101 - 125 do total de 501 pensamentos de Oscar Wilde

Influência boa não existe.

Posso partilhar tudo, menos o sofrimento.

Toda a mulher acaba por ficar igual à sua própria mãe. Essa é a sua tragédia. Nenhum homem fica igual à sua própria mãe. Essa é a sua tragédia.

O mundo pode ser um palco. Mas o elenco é um horror.

As mulheres permanecem sempre crianças que vivem à espera de algo.

A única diferença entre um capricho e uma paixão eterna é que o capricho dura um pouco mais....

Uma verdade deixa de ser verdadeira quando mais de uma pessoa acredita nela.

É sempre uma tolice dar conselho, mas dar bom conselho é totalmente funesto.

Os outros são realmente terríveis. A única sociedade possível é a de nós mesmos.

O jornalismo moderno tem uma coisa a seu favor. Ao nos oferecer a opinião dos deseducados, ele mantém-nos em dia com a ignorância da comunidade.

Não peca quem peca por amor.

A moderação é uma coisa fatal (...). Nada tem mais sucesso do que o excesso.

este papel de parede
ou ele se vai
ou eu me vou

A única maneira de nos livrarmos da tentação é ceder a ela.

A melhor maneira de tornar as crianças boas é torná-las felizes.

A bigamia consiste em ter uma mulher a mais. A monogamia é a mesma coisa.

No culto da beleza não há nada de são. Esse culto é esplêndido de mais para ser são.

A educação é uma coisa admirável, mas é bom recordar que nada do que vale a pena saber pode ser ensinado.

Quando os deuses nos querem punir, respondem às nossas preces.

Há uma espécie de conforto na auto-condenação. Quando nos condenamos, pensamos que ninguém mais tem o direito de o fazer.

A música é o tipo de arte mais perfeita: nunca revela o seu último segredo.

Egoísmo não é viver à nossa maneira, mas desejar que os outros vivam como nós queremos.

Não tenho nada a declarar a não ser a minha genialidade.

O homem que vê os dois lados de uma questão é um homem que não vê absolutamente nada.

Se você não se atrasar demais, posso te esperar por toda a minha vida.

Oscar Wilde
A importância de ser prudente e outras peças. São Paulo: Penguin, 2011.

Nota: Trecho adaptado de uma fala de Gwendolen na peça "A importância de ser prudente".

...Mais