Mia Couto

101 - 125 do total de 139 pensamentos de Mia Couto

“O amanhecer costumava ser um beijo no vidro de sua casa. Naquela manhã, porém, a luz era mais tensa do que intensa”.

(em "O outro pé da sereia". Lisboa: Editorial Caminho, 2006.)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“Dentro de mim, vão nascendo palavras líquidas, num idioma que desconheço e me vai inundando todo inteiro”.

( em "O fio das missangas". Lisboa: Editorial Caminho, 2003.)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

"Encheram a terra de fronteiras, carregaram o céu de bandeiras, mas só há duas nações – a dos vivos e dos mortos”.

(Juca Sabão, em "Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra")

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

Um abraço para Manoel
“Dizem que entre nós
há oceanos e terras com peso de distância.
Talvez. Quem sabe de certezas não é o poeta”.

19/dez/2013

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

"Agora sou velha ,magra e escura como a noite...Escuro que não vem da raça, mas da tristeza. Mas tudo isso que importa, cada qual tem tristezas que são maiores que a humanidade”.

(in "A Varanda do Frangipani “

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

" A mulher é uma nuvem: não há como lhe deitar a âncora”.

(in " Na berma de nenhuma estrada " (p.169))

Mia Couto
2 compartilhamentos

" Em África tudo é outra coisa: a mansa crueldade do leopardo, a lenta fulminância da mamba, o eternamente súbito poente.
[...]
Se o silêncio é sempre um engano: o falso repetir do nada em nenhum lugar. Em África tudo é sempre outra coisa”.
( in "O fio das missangas")

Mia Couto
2 compartilhamentos

Beijo
Não quero o primeiro beijo:
basta-me
o instante antes do beijo.

( em “Tradutor de chuvas”. Lisboa: Editorial Caminho, 2011.)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“Só se escreve com intensidade se vivermos intensamente. Não se trata apenas de viver sentimentos mas de ser vivido por sentimentos”.

(trechos do texto elaborado para crianças lusófonas integradas no programa interescolar "Ciência Viva", Julho de 2004)

Mia Couto
2 compartilhamentos

" O amor é deitar o fogo para apagar a água?"
(in " Na berma de nenhuma estrada " - página176)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

" As pálpebras limpam os olhos das poeiras. Que pálpebras limpam as poeiras do coração?
(In " Na berma de nenhuma estrada " - página 175)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

"Eis o que descobri: as aranhas que observei sobre a mesa estiveram sempre dentro de mim. E dentro de mim fabricaram uma teia que me tolda não apenas os movimentos, mas toda a minha vida".
(in "Mulheres de Cinzas" página 236)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

" Porque o amor é esquivadiço. A gente lhe monta casa, ele nasce no quintal". (in " Terra Sonâmbula ")

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“O que mais dói na miséria é a ignorância
que ela tem de si mesma. Confrontados com a ausência
de tudo, os homens abstêm-se do sonho, desarmando-se
do desejo de serem outros. Existe no nada essa ilusão
de plenitude que faz parar a vida e anoitecer as
vozes”.

( na apresentação do livro "Vozes anoitecidas". São Paulo: Companhia das Letras, 2013.)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

Acendemos paixões no rastilho do próprio coração. O que amamos é sempre chuva, entre o voo da nuvem e a prisão do charco. Afinal, somos caçadores que a si mesmo se azagaiam. No arremesso certeiro vai sempre um pouco de quem dispara.

(do livro em PDF: A menina sem palavra)

Mia Couto
2 compartilhamentos

A maior desgraça de uma nação pobre é que, em vez de produzir riqueza, produz ricos. Mas ricos sem riqueza. Na realidade, melhor seria chamá-los não de ricos mas de endinheirados. Rico é quem possui meios de produção. Rico é quem gera dinheiro e dá emprego. Endinheirado é quem simplesmente tem dinheiro. Ou que pensa que tem. Porque, na realidade, o dinheiro é que o tem a ele.

Mia Couto
2 compartilhamentos

Rico é quem possui meios de produção. Rico é quem gera dinheiro e dá emprego. Endinheirado é quem simplesmente tem dinheiro. Ou que pensa que tem. Porque, na realidade, o dinheiro é que o tem a ele.

Mia Couto
Inserida por EmOutrasPalavras
1 compartilhamento

"Aquele vento, pensou ele, iria varrer a terra por inteiro, atingir por igual os fracos e os poderosos. E os grandes aprenderiam que há um poder bem maior que o deles. O vento os ensinaria a saberem ser pequenos”.

( em "O outro pé da sereia". Lisboa: Editorial Caminho, 2006.)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“O que pode suscitar uma pequena história é quanto por trás do cientista reside um homem, com suas ignorâncias, suas incertezas e suas crenças tantas vezes muito pouco científicas”.
(trechos do texto elaborado para crianças lusófonas integradas no programa interescolar "Ciência Viva", Julho de 2004, publicado em "Pensatempos)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“A adiada enchente
Velho, não.
Entardecido, talvez.
Antigo, sim”.

(em "Idades cidades divindades". Lisboa: Editorial Caminho, 2007.)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“A uns satisfaz uma sombra,
a outros nem o mundo basta.
Uns batem com a porta,
outros hesitam como se não houvesse saída”
.
(em “Tradutor de chuvas”. Lisboa: Editorial Caminho, 2011).

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“Todas as manhãs a gazela acorda sabendo que tem que correr mais veloz que o leão ou será morta. Todas as manhãs o leão acorda sabendo que deve correr mais rápido que a gazela ou morrerá de fome. Não importa se és um leão ou uma gazela: quando o Sol desponta o melhor é começares a correr”. Provérbio africano

(do livro em PDF: A confissão da leoa)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“Fazer da palavra um embalo
é o mais puro e apurado
senso da poesia”.

(trecho em "Idades cidades divindades". Lisboa: Editorial Caminho, 2007.)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

“Amor se parece com a Vida:
ambos nascem na sede da palavra,
ambos morrem na palavra bebida”.

(trecho em "Idades cidades divindades". Lisboa: Editora Caminho, 2007.)

Mia Couto
Inserida por portalraizes
1 compartilhamento

"Quando as teias da aranha se juntam, elas podem amarrar um leão”.

(Provérbio africano), em "A confissão da leoa", Lisboa: Editorial Caminho, 2012.)

Mia Couto
2 compartilhamentos