João Anibal

Encontrados 16 pensamentos de João Anibal

Só que não

Sonhei
Acordei assustado
O cheiro da sua presença
Presente ao lado

Interrompi o sono
Rasguei a razão
O sonho colocou
Teu corpo à mão

Percorri cada curva
Como que anda em
Estrada desconhecida
Com Cuidado

Na cama
Eu me perdia
O que era real?
O que era fantasia?

E naquele lugar
Da inconsciência humana
Onde se misturam todos
Os sentidos
Você bagunçou o ambiente

Um delírio consciente
Platônico
Um encontro na fuga
Uma sensação de déjà vu
Imaginar seu corpo nu

O despertar é engraçado
Um choque
Do êxtase
Do sonho

Uma constatação
Que só o meu sorriso
E meu olhar ainda distante
Sabem definir

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

Tudo começou com um sonho
E num instante
O que não se deve
Se revela

Com uma rara clareza
Um sopro como uma brisa
Toca meu rosto
Você está aqui

No íntimo
Sei que não vou resistir
Você descobriu
Quanto te quero

Não preciso mais dizer nada
Meu coração fala por si
E o que você vai fazer com isso?
Já não domino as emoções

Se não me quer
Seus olhos dizem o oposto
Te fiz sonhar também
Embora seja conveniente
Deixar pra lá

Sentir a paixão
É inevitável
Há um certo prazer
Em ser desejada

A libido aumenta
Todos os sentidos se aguçam
Vontade sua
Perder o controle

Já não quer acordar
O sonho já é nosso
Antes de despertar
A resposta vem

Sim
Bem a tempo
Acordamos
O amor nos descobriu

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

Doces são teus olhos
Jabuticaba
Meigo o seu sorriso
Mel
Belo o seu corpo
Céu

Forte a tua presença
Minha força
Verdadeiro o meu amor
Teu

Poderosa combinação
Harmonioso conjunto
Transparente desejo
Latente coração

Assim como a natureza
Assim como eu
És matéria em
Constante transformação

Paisagem em movimento
És um enigma
O qual saborosamente
Passaria a vida tentando desvendar

Você é mais do que se pode supor
Mais do que versos
Mais do que gestos
Você é a própria
Poesia em construção

João Anibal

Bem a calhar
Você vem me escutar
Se aproxima mansa
Do meu coração
Sabe bem o que quer

Sabe bem conquistar
Não faz por mal
Seduzir é um dom natural
Ou só comigo isso é normal?

Resisto
Pra que?
Se o que quero
É me entregar a você

Silenciosa
Ocupa os espaços
Já não insisto em resistir
Aos seus abraços

Bem a calhar
Eu cedo a esse capricho
Sem você notar
Quem ocupa o espaço sou eu

Agora o jogo se inverte
A brincadeira não tem hora
Pra acabar
Um jogo de xadrez
Dom de seduzir

Começo a perceber
Um quê de disputa no ar
Quem resiste ao que?
Jogo de poder

É nesse jogo
Onde não há vencidos
Que se entregar não é derrota
É delírio

Bem a calhar
Voltamos ao normal
Na boca um gosto
Da cor do açaí

Como provar do seu corpo
E invadir seus pensamentos
Ainda que por um breve momento
Um pequeno tempo

Um dentro do outro
Nesse jogo se o prazer der as cartas
Bem a calhar
A estratégia vai pro espaço

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

Luz na escuridão
Esperança tênue
Em um fio de brilho
Madrugada longa

Seria bom
Segurar tua mão
Navegar sobre os problemas
Mar revolto

Sou como um barco
De velas arriadas
Seja meu leme
Viaje comigo

Vejo sua imagem
Me apego nela
A insegurança se desfaz
Traço minha rota

A tempestade chega ao fim
Nunca desisto
Iço as velas do destino
O vento está a meu favor

Nessa aventura
Ávida pela vida
Compreendo ser o teu amor
Muito mais que uma viagem

Teu amor é minha bússola
O farol que me guia
Para longe do caos
Para perto do cais

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

Ânimo
Não recua das batalhas
Enfrenta
Se a derrota vier
Aprenda não a perder

Aprenda com os erros
Se o futuro ainda é nebuloso
Acalma o coração
Lembra que coisas boas acontecem

Aconteceu com meu caminhar
Esse tempo contigo
Foi algo surpreendentemente bom
Me fez crescer
Me faz querer sempre ser melhor

Se o sorriso agora
Da despedida que se anuncia
Disfarça a tristeza
Força
Nada absolutamente nada
Vai te derrubar

Lembra que você
Já faz parte da minha vida
E que levarei comigo
O bem querer dos momentos
Compartilhados contigo

Ânimo
Ergue a cabeça
Olha o horizonte
Há sempre um novo amanhecer

Um novo desafio
Um novo olhar
E se um dia nossos olhares
Se cruzarem novamente

Será como um filme
E dessa vez
Se Deus permitir
Escreveremos juntos
O novo final

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

Quando te vejo
Ah! Nem sei
Quando você ergue o olhar
Ao me ver chegar
Indescritível

Não você não me enlouquece
Mas provoca em mim
Algo inusitado
Uma histeria controlada se existe
É isso

Adrenalina a cem
Disfarce a mil
Não dá pra medir forças
Também não dá pra saber

O simples toque
Aliado ao seu olhar
Ah! Um arrepio
De desejo no ar

Quando te cheiro
Ah! Esse cheiro me persegue
Eu me deixo alcançar
Incrível

Como tudo fica diferente
Com a tua presença
Quente
É...me deixei levar
Touché

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

Sem ressentimentos
A emoção está aqui
Mas a caneta na mão
Não quer escrever mais

Como se roubassem você de mim
Sem poesia
Sem sentido
Inspiração roubada

Me inspirei
No que não me pertencia
Não há roubo
Nem eu te pertenço

Como se a carne
Desprendesse dos ossos
A energia dos versos se esvai
Sinto muito

Se me deixei levar
Se ignorei os avisos
Não parei no sinal
Não observei o silêncio

Fui além
Fui paixão
Puro eu egoísta
Paixão só minha

Não espero que entenda
Não quero nada em troca
Sejamos felizes
Só o que importa

Perdoa por sentir
Perdoa sem julgar
Há muito mais pra se ver
Dentro de um olhar

A vida é feita de escolhas
Escolhi escrever
Me despi nos versos
Devo me cobrir na razão

Te deixar em paz
Com suas preferências
Deixar de sentir em vão
Sem ressentimentos

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

À deriva
Estão os pensamentos
Divagando sobre o tempo
Sobre o mundo

Sob o olhar das pessoas
O peso das injustas culpas
Sob o meu olhar
O céu

Crítico
Vejo o que é mal prosperar
Cético
Vejo a vida a passar

Passam por mim os bons e os maus
Seres e momentos
O que é bom deixa marcas
O mal cicatrizes

Mas calmamente observo
Como espectador de minha vida
Percebo que o diferencial sou eu
Quem passa por mim também leva Um pouco do que tenho a compartilhar

E de alguma maneira
O melhor de mim se apresenta
Conexões com experiências
Explosões de sentimentos
Sou agora parte de você

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

O que te faz querer
Provar do gosto
O que te instiga
O que te faz sair da redoma?

Construiu muros a vida toda
Querendo proteção
Evitando a desilusão
Mas sempre tem algo
Um calcanhar de Aquiles

Aí as defesas caem
E com a guarda baixa
O amor entra novamente
Derruba as paredes
O controle foge das mãos

Mas o que te move
Porque mudar a direção?
O que faz o amor vencer a razão?
Talvez eu saiba a resposta

O racional é chato
Previsível demais
Se aquela fagulha de curiosidade
Te visita toda noite
De que adianta saber o próximo ato?

Matar o medo
Seguir ao sabor dos instintos
Romper as amarras
Deliciar-se
Refrescar-se

Basta apenas ceder
Dizer sim pra nós
E aí vamos descobrir juntos
Que o coração não tem paredes

Agora parecemos crianças
A brincar na chuva
A sensação é a mesma
A resposta é uma só
Liberdade

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

E se

E se
No apagar das luzes
O filme terminando
A gente conseguisse
Alterar o final?

Nada é definitivo
Quando se trata de destino
Quando se mexe
Com as emoções

E se
Você percebesse que
Estarmos perto
Mexesse com sua imaginação
Tanto quanto você mexe com a minha?

E se
Não pudéssemos
Não existisse?
Você se entregaria a paixão?
Ou sucumbiríamos nós
Nos nós das relações?

Súbito
A realidade vem à tona
Entendo assim que dois mundos
Duas realidades
Dão voz a razão
Dois mundos atraídos como um ímã

Dois corpos
Melhor evitar
Mas o que é a certeza
Quando se trata de amar?
Você passou por mim

E sem me tocar
Fez estremecer
Na imaginação do prazer
Que tu podes proporcionar

Segue a vida
Vamos nos encontrar
E a cada olhar
A pergunta no ar
E se?

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

E de repente
Tudo se perdeu
Na imensidão do seu eu
O amor já não era tanto

A vida já não era a mesma
E até mesmo o canto
Perdera o encanto
Triste assim
Tão de repente

Se perguntarem por que
Não sei
A vida é assim mesmo
Sentimento é solidão
Se não há mais combinação

Cadê aquele diálogo?
A comunicação que nos uniu
Na comunicação dos iPhones
Tudo ruiu

A humanidade se perdendo
Quando a busca é pelo encontro
Pelo aproximar
É...Aproximar assusta

Por que ficar juntinho?
Seu Eu domina o mundo a seu redor
Limites já não existem
Mas os sonhos por um fio
também estão

O que me frustra é saber
Que em vc tudo me basta
Mas se é pra dar um basta
Que seja

Pelo menos lembra
Da cumplicidade e
Dos momentos lindos
Que a velocidade da comunicação e o poder das frases feitas não
Conseguirão apagar

De minha parte
Seguirei sonhando
Pela réstia de fio que ainda existe
Vivendo e aprendendo a viver
Errando pois o que é a vida
Senão tentativa e erro até o
Realizar de um sonho?

No meu sonho
Não estou só
Mas a pior solidão
É aquela acompanhada

A dor de não bastar
É difícil de explicar
Mas eu me basto em mim mesmo
E se não hei de complementar outrem

Que venha a vida então
Completar meus momentos
Que sejam bons enquanto os bons momentos durem
Que passem rápido quando não forem tão bons

No meu corpo
As marcas do tempo
No meu sonho
A marca
Ainda que a ferro e fogo
De um amor sem limites

João Anibal
Inserida por Joaoanibal
1 compartilhamento

Dois

Dois amantes
Vidas que se cruzam
Desejos que se enroscam
Na pele, no toque e na voz

Dois cúmplices
Dois iguais
Dois momentos
Dois finais

Felizes enquanto somos
Corpo, alma e sensações
Estranhos se nos perdermos
No cotidiano das preocupações

Quem bem quer amar
Deve sempre lembrar
Do início, do conquistar
Ir mais além e ousar

Acreditar que é possível
Renovar e reinventar
Sair do marasmo da acomodação
Manter a paixão
Apaixonar de novo
Com o mesmo encanto

Ainda que com o velho canto
Dos agora bem conhecidos
Personagens da vida
Tão certo
Como dois e dois

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

O silêncio diz tudo
Mas dá margem pra pensar
O silêncio revelador
Não impede de sonhar

Consegue captar o som
Das batidas de um coração
Que está à espera
Deixa sentidos em alerta

À espera de acontecimentos
Com nada pra dizer
Com tudo pra viver
À espera de você

Silêncio...
Esse teu ar de reprovação
Faz calar a voz da emoção
Em uma boca com vontade de gritar

Cautelosa prudência
Inquietude constante
Estudo das reações
Sonho distante

Silêncio...
Olhe para estrelas
Posso ver você
Todo desejo

A noite ganha vida
Em silêncio imagino você
Diga que pensa em mim
Angustiante conflito

Sinto seu toque
Cheiro seu corpo
Um beijo doce
Invade meus pensamentos

Cabeça a mil
Uma certeza
Você vai lembrar de mim
Desnecessário silêncio
Nada foi em vão

João Anibal
Inserida por Joaoanibal

A gente tem dessas coisas
De não falar o que sente
Não se importar com o que vê
Ignorar o que está à nossa volta

Nesse ambiente estagnado
Da ignorância ao nosso redor
Vamos vivendo sem apetite pela vida
É hora de parar e refletir

Como fechar os olhos
Para o mundo
Paras as pessoas
Para o amor?

Amor que quando acontece
Parece com um belo amanhecer
Esperança que se renova
Espírito que se ilumina

Pessoas que nos querem bem
Num mundo tão vasto
Ignoradas se forem então
Oportunidades que se perdem
Encontros que se vão

A gente tem dessas coisas...
Recusamos ceder ao aceno
Preferimos ignorar o irmão
Mas a beleza da vida pode estar
Num simples estender de mão

Amiga e presente
Transformadora reação
Mudança para além
Da sombria solidão

Vida
Quero dividir contigo
Aquilo que sou sem barreiras
Meu eu para o mundo
O mundo para nós

A começar com um grito
A gente quer outras conquistas
Descobrimentos e revelações
Vida

Reflexões e pensamentos
Estamos em sintonia agora
Por incrível que pareça
Viver também tem dessas coisas...

João Anibal
Inserida por Joaoanibal
1 compartilhamento

Neste dia especialmente bonito
Como que feito pra você
Dia de festa, de idade nova
Esperanças renovadas

Que você perceba o quanto significa
Ter a sua amizade leal e verdadeira
Sentimento pra vida toda
Um querer bem de torcida por seu sucesso

Que você reconheça suas conquistas
Que aceite os novos desafios
Que se encante pela vida mais e mais
Sem mais a provar

Que esteja sempre amparada
Nos teus valores
Na tua consciência
Nos teus amigos

Desejo a você
Um dia fantástico, uma vida plena
Felizes aniversários sempre
E que os intervalos entre eles
Estejam recheados de bons momentos e pessoas maravilhosas ao teu redor

João Anibal