João Anibal: E de repente Tudo se perdeu Na...

E de repente
Tudo se perdeu
Na imensidão do seu eu
O amor já não era tanto

A vida já não era a mesma
E até mesmo o canto
Perdera o encanto
Triste assim
Tão de repente

Se perguntarem por que
Não sei
A vida é assim mesmo
Sentimento é solidão
Se não há mais combinação

Cadê aquele diálogo?
A comunicação que nos uniu
Na comunicação dos iPhones
Tudo ruiu

A humanidade se perdendo
Quando a busca é pelo encontro
Pelo aproximar
É...Aproximar assusta

Por que ficar juntinho?
Seu Eu domina o mundo a seu redor
Limites já não existem
Mas os sonhos por um fio
também estão

O que me frustra é saber
Que em vc tudo me basta
Mas se é pra dar um basta
Que seja

Pelo menos lembra
Da cumplicidade e
Dos momentos lindos
Que a velocidade da comunicação e o poder das frases feitas não
Conseguirão apagar

De minha parte
Seguirei sonhando
Pela réstia de fio que ainda existe
Vivendo e aprendendo a viver
Errando pois o que é a vida
Senão tentativa e erro até o
Realizar de um sonho?

No meu sonho
Não estou só
Mas a pior solidão
É aquela acompanhada

A dor de não bastar
É difícil de explicar
Mas eu me basto em mim mesmo
E se não hei de complementar outrem

Que venha a vida então
Completar meus momentos
Que sejam bons enquanto os bons momentos durem
Que passem rápido quando não forem tão bons

No meu corpo
As marcas do tempo
No meu sonho
A marca
Ainda que a ferro e fogo
De um amor sem limites

1 compartilhamento
Inserida por Joaoanibal