Irvin D. Yalom

Encontrados 13 pensamentos de Irvin D. Yalom

Odeio quem me rouba a solidão sem em troca me oferecer verdadeira companhia.

Irvin D. Yalom
5.1 mil compartilhamentos

Minha solidão não tem nada a ver com a presença ou ausência de pessoas… Detesto quem me rouba a solidão, sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia.

Irvin D. Yalom
9.4 mil compartilhamentos

Não tomar posse do seu plano de vida é deixar que sua existência seja um acidente.

Irvin D. Yalom

Nós queremos, queremos e queremos. Para cada desejo consciente há dez aguardando no inconsciente. A vontade não cessa de nos dirigir, pois assim que um desejo é alcançado, há outro e mais outro pela vida afora.

Irvin D. Yalom

Quando jovem, Buda morou no palácio do pai, onde foi poupado de conhecer os pobres do mundo. Só quando saiu do palácio pela primeira vez, viu os três grandes males da vida: os doentes, os velhos e os mortos. Descobrir a natureza trágica e terrível da existência fez com que renunciasse a tudo e buscasse alívio do sofrimento

Irvin D. Yalom
Inserida por pandavonteese

Uma pequena quantidade de inquietação vai acabar ocupando todo o nosso espaço de inquietação. A sua é tão ruim quanto a dos outros, que têm causas obviamente mais graves.

Irvin D. Yalom
Inserida por pandavonteese

Nietzsche e Sartre, que perderam o pai quando jovens. Será que Nietzsche teria se tornado o Anticristo se o pai, um pastor luterano, não tivesse morrido quando ele era criança? Na autobiografia de Sartre, ele demonstra alívio por não precisar ter a aprovação do pai.

Irvin D. Yalom

“Não ensino, Josef, que se deva ‘suportar’ a morte ou ‘aceitá-la’. Isso seria trair a vida. Eis minha lição para você: Morra no momento certo!”
Irvin D. Yalom, in Quando Nietzche chorou

Irvin D. Yalom
Inserida por DavidFrancisco

“Somente o curador ferido pode verdadeiramente curar.”

Irvin D. Yalom
Inserida por Luzmarcia

Não pense que estou questionando a existência de necessidades interpessoais básicas. Schopenhauer disse que os bípedes – termo dele – precisam se juntar em volta do fogo para se aquecer. Mas avisou do perigo de se machucarem por ficarem muito perto do fogo. Ele gostava dos porcos-espinhos, que se encostam para se aquecerem, mas usam os espinhos para manter uma distância.
(A cura de Schopenhauer)

Irvin D. Yalom
Inserida por EmOutrasPalavras

Somos no sentido mais profundo, responsáveis por nós mesmos. Somos, como colocou Sartre, os autores de nós mesmos. Através do conjunto de nossas escolhas, nossas ações e nossa omissão em agir, acabamos por projetar a nós mesmos. Não podemos evitar essa responsabilidade, essa liberdade. Nas palavras de Sartre "Estamos condenados à liberdade"

Irvin D. Yalom

Nós, seres humanos, parecemos ser criaturas em busca de significados que tiveram o infortúnio de serem lançadas num mundo destituído de significado intrínseco. Uma das nossas maiores tarefas é inventar um significado consistente o bastante para sustenta a vida e executar a difícil manobra de negar nossa autoria pessoal desse significado. Assim sendo, concluímos, pelo contrário, que essa coisa esta "ai fora" esperando por nos. Nossa procura incessante por sistemas substanciais de significados frequentemente nos lança em crises de significado.

Irvin D. Yalom

... "fale-me sobre morrer no momento certo.
- Viva enquanto viver! A morte perde seu terror quando se morre depois de consumida a própria vida! Caso nao se viva no tempo certo, entao nunca se conseguirá morrer no momento certo."
(Quando Nietzsche chorou - Irvin D. Yalom, pg 329)

Irvin D. Yalom
Inserida por tomaznmdeaquino