Fernando Luís de jesus

1 - 25 do total de 36 pensamentos de Fernando Luís de jesus

VIVER É APENAS UM COMENTÁRIO

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Me deleito em saber que não sou DEUS.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Acorde neste caos de rosas
Agite bem suas primeiras palavras
Olhe bem alto, mais alto!
Pássaros em volta do fim...

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Sempre posso me olhar no espelho
Nada contra sua forma de ver o mundo
No entanto é apenas isso
Imagem, imagem, realidade!

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

APEGO


Amar-te é um tempo de ódio
Odiar-te é meu profundo amor
Estar nos teus braços é uma vitória rara
Afastar de você é ir de encontro ao fim,

Enterrei-me nos teus pequenos olhos
Infiltrei-me no teu sorriso
Corri para quem me abraçar
Menti para vontade do sofrer,

Cansaço, vazio e exploração!
Porcaria de vida, rica destruição;
Índios inventando nome de gente
Gente que jamais chegou a ser índio.

Fernando Luís de jesus
5 compartilhamentos

Um tributo ao amor

Corrida para o inicio soberano
Vontade de sempre iluminar o sol
Medo, tempo, laço, caminhar;
Gigante presença ao som do vento,

A primeira grande vaidade,
O maior projeto do silêncio
E o respirar de uma nova era,

A última capacidade de sonhar
O maior segredo de Deus,
Jeito simples mesmo no ganhar
A maior batida no mais doce suspirar,

Últimas palavras do soldado na guerra
O menor sorriso de uma criança,
Ensaio de um carnaval verdadeiro,

Tristeza pela partida do tempo
Mãos entrelaçadas para agüentar o fim,
Maior maneira de entender a vida
E a maior dádiva de ser um sonhador...

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Venha doce morte

Vontade apenas de apagar
Cheiro de fogo me entorpece,
Apenas uma vagarosa saudade
E mais um insulto do criador,

Queria poder sentir menos
A cada vontade minha me vem você,
A cada realidade minha
Sinto-me em você,

Queria apenas me apagar
Chorar é perda de tempo
Cansei de ser falso
Mataram meus desejos,

Chega vou atentar a tentação
Jamais seria de novo eu
Enquanto o caminho se esconde
A escuridão pronuncia um novo começo.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

após


Nunca é tempo demais para chorar
Nada mais será como o hoje
Se inspire neste silêncio luar
O vento jamais chegará deste jeito,

Não mataram todas as andorinhas
Nem ao menos se foi o amanhecer
Repare na garoa fina e abençoada
Todos os sonhos desta vez voltarão,

Acorde neste caos de rosas
Agite bem suas primeiras palavras
Olhe bem alto, mais alto!
Pássaros em volta do fim...

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Luciana

Hoje eu não sei o por que, mas eu vou te dizer;
Hoje eu não sei a onde, mas eu vou te dizer;
Bem perto da ilha dos anjos e em frente às flores encantadas
Hoje eu não sei o motivo, mas sem sentido vou te dizer,

Já passou aquele bondinho das flores murchas
Já passou ate aqueles pensamentos frios
Em qualquer dia e em qualquer noite calafrios
Deu-me vontade de abrir o vazio e a solidão,

Hoje eu não sei a onde, mas eu vou te dizer;
Hoje o desespero faz acontecer
Hoje o perdido se mata
Hoje eu não sei a espera, mas o sol vai nascer.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

ENQUANTO

Queria ouvir o simples rugido do leão
Falando em voz alta já não sou mais eu
Embora ser o mais forte precisa se levantar
Por mais que os sentados morrem,

Escutei uma musica que há tempos não escutava
Girei por um segundo no andar da ilusão
Quando me sinto só me perco sem querer me encontrar,

Já nasceu uma nova estrela bem escondida
Alguém explicou que o poder do dia existe
Alguém explicou que a noite é apenas fantasia
Todos explicaram que o suor é perda de segundo,

A minha flor rompeu com o meu silencio
Escutei todas as maneiras de fazer um jardim
Enquanto explico em querer não ter assunto,

Já ouvi boatos de que o poder é decadente
Por mais que você acredite em si mesmo
Por mais que encontre uma língua verdadeira
Sempre ha descuido de a língua te engolir.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Perfeição

Mãos suando, pele rosada, tudo do seu jeitinho,
Noite de lua , chuva se vai, e agora o que mais?
Escovas de cabelo, lindos lençóis, e agora o que mais?

Cabelos feitos, boca ardendo, primavera se escondendo,
Jeito de olhar, sorriso entre os dentes, verdades, apenas verdades,
A noite se aconchegando, o medo se afastando,

Sem jeito, com toque, com força , ou sem força,
O que é natural nunca acaba, só da mais vontade de existir,
Primavera voltando, algo respira, tudo se alcança,

Mãos suando, o bom do amor, e a noite se vai
E a pureza do amanhã, céu formado, sol encantado,
E não mais o triste abandono
Pois há a incansável voz do eu te amo.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Nos seus olhos

Nos seus olhos dormem uma luz intensa
Que me remete ao frio de minha ilusão obscura,
Nos seus olhos a gota de sangue sempre se espalha
Em cada despedida e a cada pranto teu,

Nos seus olhos o meu vazio é o teu vazio
E a tua dor é a minha dor,
E o silêncio é escutado na mais perfeita harmonia
Pois quem escuta o silêncio, escuta o coração,

Nos seus olhos me abro e me fecho
Me solto e me amarro
Nos seus olhos eu não sou mais eu,
Pois nos seus olhos sou apenas um atheu.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Ser criança

Sinto falta de correr descalço em busca de magia
Sinto faltar de olhar todas as pessoas como iguais
Sinto falta de abraçar minha família
Sinto falta de chorar mesmo sentindo a pequena dor possível,

Sinto falta de olhar para o horizonte
E me imaginar como alguém especial diante do mundo,
Sinto falta de sonhar acordado comendo qualquer besteira,
Sinto falta de esquecer do futuro e viver o presente,

Sinto falta de subir na mais alta árvore
E sentir a liberdade diante da mais pura ilusão,
Sinto falta de dizer tudo que eu pensava sem medo
Sinto falta de mim, sinto falta de ser criança.

Fernando Luís de jesus
41 compartilhamentos

JÁ REPAROU COMO O SOL PARECE CHORAR?

Se hoje pudesse pular no abismo
Falaria para ti que sinais de vida tive,
Se hoje pelo menos desistisse de ser
Lembraria pelo menos de como você me faz rir,

A minha cama desarruma fácil
Hoje mesmo acordei deitado no chão
Vi pelo menos em volta buracos na parede
Como o concreto sofre no decorrer de dias,

Bati no chão meus pés
Que nem são tão fofos mais,
A poeira subiu tão lenta e suja
Meu nariz aspirou todo momento,

Vi passar aquela menina de tranças antigas
Acho que já trocamos borracha no ginásio,
Ela passou e seu perfume sacudiu o vento
É tão triste saber que tudo acaba,

Nossa já me acostumei com o senhor do jornal
Ele podia ate ser meu vôvô,
Mas o pai do meu pai morreu bem antes
De eu apertar suas calejadas mão com verdade,

Acho que hoje o relógio vai parar
Esse tic e tac nunca me deixou dormir,
Certo que com a luz acesa perde o medo
Já reparou como o sol parece chorar?

Fernando Luís de jesus
2 compartilhamentos

Para uma garota

Quem fala, perde a língua.
Quem perde a língua, perde sua verdade.
Coitado do guri , enterrado com seus pés vivo

Fazeres um arem em demasia
Acabe logo com seu suco de veneno
A noite gira tanto e tudo parecem não ter fim

E quando te dei o céu das minhas palavras
O chicote do homem branco sorriu como a um escravo
Ta doendo tanto e já nem sei em qual estação estou,

Vou matar este soldado de minha alma militar
Aproveitando que estou sangrando de ilusão
Sangrando a carne talvez cure o coração.

Fernando Luís de jesus
3 compartilhamentos

ESTOPIM

Consegui tudo que queria
Ta faltando aparar aquela grama maldita
Essa calça não esta passada direita
Meus olhos hoje não estão tão negros,

Consegui tudo que eu queria,
Já rodei mil vezes esse quarteirão
Engraçado como ele é a mesma coisa,

Meu telefone toca e é a mesma pessoa
Ou pelo menos tem duas pernas,
Alguém esta tão inusitado hoje
Podia me matar, mas isso é burrice,

Consegui tudo que queria.
Sempre escuto essa minha voz
Ela nunca muda,

Já vem de novo o mesmo episodio
Parece ate que só existe este filme
Quem me trouxe para o abismo
Realmente consegui tudo que eu queria,

Vou sentar nesta antiga poltrona
Feita com couro maciço,
Tem gente que se importa demais,

Vamos fazer um filho?
Ele tem que ser tão perfeito
Como sempre são os homens?

Consegui tudo que queria,
Eu juro que não me amo mais
Mas isso é tão normal
Viver é apenas um comentário.

Fernando Luís de jesus
2 compartilhamentos

Minha dor

O dor que jamais quiz
O dor que de escravo me fiz
Dor que dos lamentos causaram
Da onde o destino pressentiu.

Me rouba a saudade
Me faz aprendiz
Essa dor me conjuga
O tão docê que é viver.

Entre tantas perversas distâncias
Na maldade é que se enxerga o amor
Quando nada não basta o perder
Nem gotas de sangue recupera o ganhar.

O dor que caminha sem pedras
Dor que decide por mim
Tantos são o dias sem gloria
Triste são os dias sem fim.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Nova Era
Sinta, sinta, sinta
Como suas juntas se mexem,
Repare no poder da suas pernas
Elas podem te levar a algum caminho.

A docê melodia da vida
Não foi feita para os surdos,
Milhões de pessoas ocupadas demais
E um único sol para iluminar.

Será que existe mesmo um inimigo
Ou será que somos nós mesmos?
A única força capaz de lhe derrotar
É a força capaz de te deixar parado.

Esta noite não será uma simples noite
Vamos juntos nos libertar,
A lua já deu seu sinal de positivo
Viver para ser inesquecível.

Pobre daqueles que julgam o amor
É hora de se entregar sem medo,
De mãos dadas o mundo gira
De mãos dadas jamais haverá fim...

Fernando Luís de jesus
2 compartilhamentos

Descoberta

Você quer saber se sou feliz
Você sabe o que é ser feliz
Você acha que é breve nas palavras
Consegue ver algum ponto positivo em crescer,

Você pensa que podemos seguir adiante
Você representa alguma insatisfação
Já reparou que tem tanta gente girando
Já se viu no espelho e sorriu para os defeitos,

Você quer saber se sou feliz
Tenho uma mãe que me trata como príncipe
Um pai que realmente se importa comigo
Tenho sonhos que represento em sonhar,

Você precisa de provas para construir
Já tentou ser deixado de lado
Já olhou aquele excluído dentro dos olhos
Já tentou ser despercebido,

Você ainda precisa saber se sou feliz
Você já pensou na distancia antes de chegar
Você já teve vontade de fazer o que não devia
Já quis tentar ser seu próprio deus,

Você precisa ser sempre o futuro
Você já quis ter uma grande doença
Já se amarrou ou se fez sangrar
Você já pediu para nascer outra vez,

Ainda precisa saber se sou feliz
Olha agora em volta as montanhas
Existem tantas pedras que nem existem
Assim como as grandes verdades.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd
1 compartilhamento

Mariana


Quando quero tanto você
Espero algo que me afogue,
Quando espero algo de você
Espero estar caindo sobre o céu.

Quando te digo sobre mim
É como se não tivesse fim.
E o ar contamina todo meu pulmão
Solidão realmente se foi,

Quando chego bem perto da montanha
Reconheço muito bem o sol,
Seus olhos sempre dizem palavras estranhas
O maior segredo da vida é nunca haver segredos,

Quando sinto sua vaidade
Percebo toda possibilidade em amar.
Esta na hora da grande criação humana
Hora de criar o novo mundo.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Espírito

Perto de alguem que existe
Onde há algo que existe
Em um lugar onde se exista
Quem um dia existiu,

Quando não se pode tocar a dor
O último termo do encontrar
A mais bela face da arte
Sentimentos de um homem só.

Esse é meu presente
Nosso mais belo presente
Ganhamos algo divino
Podemos vomitar e depois sorrir.

Tão perto de saber o que é viver
Algo prestes a desabar sem nunca ser
Em um lugar onde se exista
Quem nunca existiu.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

O Álcool nuss libertará ( musica)

Mamãe não quero hoje jantar
papai ja disse não vou trabalhar
quero andar hoje com os pés para traz
você não sabe o bem que isso me faz.

não ligo se faz frio ou calor
que me fechem os ouvidos
nem sinto mais dor.

ganhei um trono que é só meu
virei pra baixo e percebi o que aconteceu
ja não preciso mais ouvir ninguém


correndo ou devagar vou estar lá
melhor ficar sem saber o que virá
só sei que viver pra mim sempre será
o álcool nuss libertará...

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Hoje

Hoje não é dia de se cobrar tanto assim
Hoje nem ao menos é dia de lembrar do fim.
Ja é hora de largar esse jornal sangrento
Hoje é o dia de mostrar que você se ama.

Na tv o choro insistente da novela
Tão fácil desligar desta porcaria.
Se entretenha de cultura ou prazer
Cante sua mais linda canção.

Caminhe nas ruas e esqueça o sujo
Na mente sinta a mais limpa melodia.
Bem no alto estará os pássaros
Tão juntos como um caminho.

Se chover não será um dia triste
Sempre há alguém para se entender.
Lembre que jamais haverá um dia como hoje,
Hoje é o dia de mostrar que você se ama.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Caminho alternativo


Quando acabar de organizar os lençóis
Vamos nos entupir de vinho
Pra sentirmos fé .

Caminhamos e pedimos socorro
Quase todo mundo é uma guerra
Um leve toco em um susurrar.

Quando acabar de se debater no chão
Tente lavar as mãos
Onde o poder corrompe a covardia.

Caminhamos e queremos uma luz
Entupir de vinho
Sentir fé.

Fernando Luís de jesus
Inserida por spjd

Ele

Ele acordou numa sexta feira como de costume as sete e quinze, e como de costume observou da janela a casa daquela garota no qual era seu sentido maior da vida ou seja a espera de talvez um milagre. Ele era tímido, feio e bobo com grandes olhos estranhos, e ela era tão docê, tão meiga e todos se apaixonavam perdidamente pela sua voz que sempre ao amanhecer cantava e ecoava um som tão lindo que fazia ele esquecer do quanto estragado e esquisito Deus o tinha feito. Más nesse dia, não era apenas mais um amanhecer que ele acordara as sete e quinze,olhava para a janela e ouvia o som da bela paixão, esse era outro amanhecer, o dia da coragem, o dia que ele se tornaria o homem.
Como possuído por uma forte energia e liberdade, ele vestiu o velho paletó que só usara em ocasiões especiais, calçou seu mais belo par de botas, usou aquele perfume que estava jogado numa gaveta de cuecas rasgadas e deu aquela olhada no espelho e pensou por um instante que não era tão feio o quanto sempre o fizeram acreditar. Saindo de casa ele seguindo aquela voz linda como se fosse migalhas de pão, ele não se sentia mais um covarde e sim um homem prestes a abrir a porta do paraíso. Tocou a campainha e ela surgiu tão perfeita e pura que os olhos estranhos e feios dele paravam e admiravam aquela beldade. Naquele mesmo instante certo que nem sempre quando as nuvens se juntam e o céu fica cinza é sinal de chuva, ela com o tom áspero que não parecia ser aquela linda voz disse amargamente :
___ O que tu queres? Diga rápido pois o tempo é precioso e quando o perdemos , é como se perdessemos uma parte de nossa alma. Ele então prestou total atenção naquela frase, como pode aquela garota tão linda e pura falar do tempo, da alma , e logo pensou que talvez ela estivesse certa, perdeu tanto tempo escondendo se do espelho que talvez ja nem estivesse mais alma. Ele virou se pra a garota dos seus sonhos e não disse uma só palavra, lhe deu as costas e voltou para seu mundo, e o estranho que a imagem da garota não vinha mais a sua cabeça e foi logo que ele abriu os olhos e não eram sete e quinze , sim sete e dez. Seria aquilo um sonho? Seria um aviso? Mas dessa vez era tudo tão real, ao lado dele estava os mais de cem comprimidos que ele tomara naquela noite, foi quando ainda faltavam cinco minutos para o fim, daria para vomitar,correr ao hospital, mas não adiantara, pois o que não se pode ser é obra lamentável do que não se pode criar.

Fernando Luís de jesus
2 compartilhamentos