evangelista da silva

Encontrados 24 pensamentos de evangelista da silva

Aqui na terra há muita agonia por um título de propriedade do planeta. Ora quão ingênuo são os passageiros da primeira classe do trem da vida. Passam a todo o vapor sem direito a regresso para ver o sol.

(evangelista da silva)

evangelista da silva
Inserida por evangelistadasilva

Minha Rosa de Sant'Ana!

(evangelista da silva)

A vida tem-me sido sacana.

E a ti menina Ana, haja sacanagem na vida!
Mergulhar em tua mente é fácil e por demais.
O difícil é arrancar o soluçar dos teus versos...

E ouvir como ré confesso os desencantos teus.

Mas quem sabe um dia ou momento,
Quando tu não mais conseguir amargar
A dor e sofrimento, entre contorções de dores...

Confessarás em pedido de perdão os teus pecados...
E eu, ao ouvir o teu amargo soluçar se me disporei
Com as mãos aparar as tuas lágrimas...

Perdoar Ana/Menina...

Jamais!..


Santo Antônio de Jesus, 16/12/2019.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Como Doi...

evangelista da silva


Não há fogueiras, nem balões...
Não se dança quadrilhas, - há Quadrilhas...
O inferno em fogo se abre e a matança é festa...

Em meu tempo não era assim... nem tanto e raro.
Em 1966, 23 para 24 de junho daquele triste momento, uma dor se me ficou.
Mataram como um animal comestível, o meu irmão.

Até agora, após 53 anos, vejo no jardim, do meu irmão o sangue.
E naquela fatídica madrugada o Dadinho chamando meu pai:
Bernardo, MATARAM BEBEU!

Bernardo Alves da Silva, meu querido irmão!


Santo Antônio de Jesus, 24/06/2019, às 15h32min.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Da janela de onde eu moro vejo o Brazil



evangelista da silva


Da janela de onde eu moro vejo o Brazil
Um garoto maltrapilho entregue a desordem
Adotado pelo narcotraficante de alhures...

Da janela de onde eu moro vejo o Brazil
Bêbado, vomitando e cheio de crack, - alucinado
Entregue às mãos podres dos desgraçados.

Da janela de onde eu moro vejo o Brazil
Acorrentado para nunca mais libertar-se dos algozes
Entrincheirados conduzem o nosso povo à desgraça.

Da janela de onde eu moro vejo o Brazil
Estuprado e condenado à prostituição faminto e só.
E assim, conduzido à tortura, certamente, morrerá.

Da janela de onde moro eu vejo o Brazil

Desmaiado sugam-lhe o sangue e vida

Na estúpida violência de roubar a nossa beleza e viver!

Bahia, 13 de maio de 2019.
às 19h 30min.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Santo Antônio de Jesus - Triste Bahia...



evangelista da silva



Que em mim mais doi...

É retornar aquelas plagas onde nasci

E ter que olhar para todos os lados

E não reconhecer ninguém...


Hoje sinto em mim um vazio...

Perdi pai, mãe, avós...

E poucos e raros amigos...

Só me falta deixar esta porra desta vida.


Para que, em definitivo esqueçam que existi...

Assim só me resta à morte e ser esquecido

Cônscio de que nada fiz para "Deus"...

Nada construí para à vida...



Bahia, 17 de junho de 2014.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Gildásio de Almeida Souza





evangelista da silva





Era meu primo, Dazinho, o extremo do racional...
Uma Comédia Divina, não fosse trágico o seu fim
Lá nas bandas do Sul da Bahia, às margens do Rio Almada...
O cenário fora Coaraci... um lugarejo acanhado e frio...
Entretanto, um tanto quente para se matar gente.
Gente estirada nas ruas às madrugadas e vista ao amanhecer...
Deixara Santo Antônio de Jesus, - a terra mãe estuprada...
Para trabalhar naquelas plagas cinzentas e montanhosas.
Em lá chegando casado... descasara... O tempo é o Senhor!...
Nasce a criança de quem sou padrinho, - o fruto de uma dúvida
E brutal incerteza de sê-lo pai. Um inferno abala a sua vida...
Lembro-me de um dia Tê-lo dito que a vida é uma cachaça!...
Cônscio, embora constantemente encachaçado, negara-me
A infeliz filosófica em mal traduzir o existir de infinda mágoa,
Em meio a um silêncio ensurdecedor que lhe destruía su'alma.
Assim, como uma criança espancada sob a maldição do coturno,
Partira o meu amado primo para o desconhecido mundo,
Deixando para mim ao certo, a incerteza da verdade...

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

O Domingo é uma Mulher Cheirosa e Bela



evangelista da silva



O domingo é uma mulher cheirosa e bela que
Ao amanhecer desponta com alegria imensa.

E ao entardecer se vai com o sol que descansa...

E desta forma se nos deixa tristes e desencantados...
E tudo são saudades a partir deste momento.

E ao entardecer se vai com o sol que descansa...

Sumiram-se todos...
O último trôpego embriagado dorme no infinito.

E ao entardecer se vai com o sol que descansa...

E eu, aqui, encostado na parede com os braços para cima
Se me vou despedindo da mulher amada...

E ao entardecer se vai com o sol que descansa...

Santo Antônio de Jesus, 20 de janeiro de 2019
às19h 17min

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Encanto de Menina/Mulher!...




evangelista da silva



Encantada Menina Flor
A semear os campos verdejantes de amor
Do Universo a beleza infinita dos dias meus!...

Tu és para nos outros imortais a eternidade dos dias meus...
E vivendo o silêncio da madrugada embriago-me de felicidades!...
E, cambaleando vou-me nu e transparente pelas vias públicas...
Correndo atrás do vento...
A sugar o perfume estonteante desta Menina/Flor!
Cheirosa e encantada Mulher!...

És tu doce e mel... Suave e meiga... Morena dos encantos meus!...
Enquanto contemplo beleza pura e atração de estar bem,
Vou-me esquecido pelo tempo o dia em que os amores se perderam.

Só, tão somente só, resta-me ainda eu!...


Santo Antônio de Jesus, 17 de dezembro de 2018, às 24h 12min

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Lembrança de Infância



evangelista da silva



Aqui do alto à janela vejo o Uni(verso)
Encoberto de nimbus sobre a minha cabeça
A desfazer-se em chuvas, e choros e gemidos.

Ainda ontem, e faz muito tempo...
Eu sentia este ventinho frio e a cara do tempo nublada,
Cheia de solidão. Mas eu, somente eu, era amado e...

Ao lado da minha avó sentia-me amparado
E forte, e consolado, e cheio de calor...
O amor tudo pode. Assim foi o meu tempo de menino.

Recordar é a maior das razões de viver...
Faz dezenas de anos que não revivo cena tão igual.
Estou no passado ao lado da minha avó esperando a hora de dormir...

Como hoje uma lâmpada acende, não é preciso apagar o candeeiro...
Já não tenho mais a coragem de encarar a luz,
Visto que a minha avó já não dorme ao meu lado.

Santo Antônio de Jesus, 03/12/2018.
Às 18h 12min

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Mulher




evangelista da silva



Doce Menina!...
Olhar puro e sereno de criança...
Espírito que aos fariseus encanta,
Amo-te criança, - filha de Deus!...

Uma alma Santa!...
Espírito e carne unem-se.
E unidos se revelam um Templo Sagrado,
O Templo do Espírito Santo de Deus!...

Este rosto sereno em plena harmonia...
Transborda carinho e amor...
E na felicidade da contemplação,
Fazes-me ver e sentir teu doce encanto...

De um lindo canto
Que embevece os dias meus,
Oh Amada filha de Deus!...
Abraces-me!... Sorrias!...

É hora de cantares...
Dançares...
Sorrires e sonhares
Aos braços meus...

Tu és para mim
A sinfonia do amor,
Que denota
Pura Santidade.

Tu és encanto, carícia e sedução...
Não, e tu não te esposes ao fetiche,
A imundície...
Do sexo à maldição.

Tu és do sol o amanhecer...
A brisa que cobre as flores,
Doce olhar de Menina!...
És uma Rosa em botão!...

Logo, estarei caindo em teus braços
Assim como os regatos se lhes entregam
A imensidão dos Oceanos...
Oh doce menina dos olhos meus!...

Jamais entregues o teu lindo corpo
Para servir aos porcos,
Visto seres tu o templo sagrado
Do Espírito Santo de Deus!...

Bahia, 26/12/2013. 1 h 29 min

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

O Sábado e A Morte



evangelista da silva



Imagine leitor,

todos os sábados!...
Você tem a certeza de Vida e Flor!...
De repente, nem a Vida...
nem a Flor!...
Sem a Vida, o azar!...
Acabou!...
Mas a Flor é a Vida
juntas a caminhar...
Agora,
Com as mortes, resta-me o azul!...
A Flor que se me repousa,
encontra-se além,
no infinito...
Resta-me tão somente lamentar
lembranças sem Vida!...
E ela... a minha Flor!...
matou o meu sábado...
a minha Vida,
e morreu...
Deixou-me sem o seu Amor!...
Sem amar!...
Na cama,
na grama,
no mar...
Ora!...
em qualquer lugar...


Bahia, 08/11/2014, sábado, 14 h 41 min

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Domingo é uma Mulher Nua e Feliz


evangelista da silva



Imagine caro leitor
É madrugada de domingo.

Por essas horas é mais fácil pensar em nada
E bem mais fácil sentir de tudo medo!

Ainda melhor é sentir amor e calor nos braços dela.
Sim, é melhor enrolar-se ao cobertor e apagar para a vida.

Se ela ao menos debaixo do cobertor nua estivesse
Eu diria que é melhor aguardar o amanhecer e beijar o sol.

Mas se é madrugada de um sábado sem cor, sem amor, e sem poesia
Eu vou mansamente aguardando o amanhecer na esperança de vê-la domingo.

(evangelista da silva)

Santo Antônio de Jesus, 29 de julho de 2018, às 01h38min.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

É Meia Noite!...



evangelista da silva



Um amontoado de gente dorme, roncando brutalmente, enquanto tantos outros bichos tramam
Acordados, loucuras de como devorar animais inocentes na construção do ódio.
Assim, na noite turva e silente ouço o galo a cantar a saudade da galinha que trepa.
E eu, como que louco, acordado observo a marcha desequilibrada do homem.

Vivo nestes instantes de contemplação e medo diante a vida que se vive
Assombradamente neste Brasil esquizofrênico e obsessor.
Aproxima-se a meia noite em meio a um silêncio tumular.
É hora de os mortos passearem pelas vias promiscuidas das cidades.



E tantos outros obsessores na carne acompanham a tropa.
Uma tropa uníssona em desconsertar o mundo na desordem e violência.
Saem confusos e desoladamente à busca e procura de sangramento.
Nesta hora órfã e piedosamente só eu vou-me confuso viajando a pensar...

É madrugada e durante as madrugadas a morte é mais cruel.
Nas madrugadas tudo parece desigual e sem cor. Incolor!...
Todos estão mortos por certo e talvez. Só eu vivo a observar
A solidão mergulhada nas trevas aguardando o amanhecer...

(evangelista da silva)

Santo Antônio de Jesus, 24 de julho de 2018.
Às 24h...

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Manoel dos Santos Cruz



evangelista da silva



A vida por sempre e para sempre é uma sacanagem de ma fé.
Manoel dos Santos Cruz foi um amigo que pegou o trem...
Dentre poucos se foi pra a senda do infinito observar esta merda de outro ângulo.
Quando aqui esteve um bom tempo da sua vida estivemos lado a lado - , juntos.

Tomávamos a nossa cachaça como que aborrecidos com a vida.
Questionávamos todo o tipo de sacanagem que por aqui se faz contra o outro.
E não perdíamos tempo para filosofar tudo e nada...
Assim era Nelinho antes de ser O pastor...

O Nelinho era aquele cara justo e corajoso.
Sentia-se distante e fora do alcance de oportunidades que tem o seu filho, -
Wesley Nazianzeno dos Santos Cruz.
Não adentrou uma Universidade - tudo o que certamente queria...

Neste instante, agora vejo que o Moleque está feliz.
Tem um filho que o completa.
Que se lhe ver a imagem refletida.
Assim eu vivi com um cara cem por cento certo/incerto...

Convivi com um amigo que hoje não tenho.
Vejo o trem passar e levar a todos...
E eu, aqui nesta curva sem luz e sem companhia
Espero na estação o último trem me pegar.

(evangelista da silva)

Santo Antônio de Jesus, 14 de julho de 2018, ás 14h de um domingo cheio de recordações.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Moça Bonita!...




evangelista da silva



Tudo em mim treme em ver-te a olhos nus!...
E, ao contemplar o teu corpo sensual e infinito...
Mergulho no abismo da profundeza deste encanto...
Esquecendo de tudo e todos nesta hora...
Neste instante de insanidade Amor e tanto!...
Afogo-me em teu jeito dengoso e meigo de Mulher...
Assim, desta forma, perdido e alucinado no infinito
Azul dos céus e mar... confundes-me sereia!...
És o clarão da lua cheia a flutuar no Uni(verso)!...
E perdido em meus versos vou caminhando a toa...
Divagando nos rastros teus!...
Oh! formosa e alucinante beleza...
Ao encontrar-te aqui no Facebook...
Jamais poderia compreender que a magia e encanto
Perdido ao meu desencanto e platônico amor...
Abraçar-te-ia ao som de uma sinfonia!...
E a linda Ave Maria de Schubert eu ouvia...
Quando mais que de repente tu se me vinhas
Em misticidade e esplendor...
Ave Maria!...

Santo Antônio de Jesus, 13 de maio de 2016.
20 h 46 min

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Encabulado Feliz Ano Novo



(evangelista da silva)


Uma roda gigante roda...
O tempo roda, e roda, e roda...
E gira, e gira, e gira o mundo...

E tudo no mesmo lugar ainda...
Assim é o tempo...
Uma roda gigante parada.

E as pessoas morrendo se vão...
E sorriem com um ano eternamente novo
Mas que nunca se renova...

Vi muitas pessoas passarem...
Sumiram ao longo do infinito!...
Partiram para nunca mais voltar...

Desta forma eu e nós outros
Sumiremos para além desta vida...
Não mais cantaremos Feliz Ano Novo!...

Aliás, eu nunca cantei!...
A vida é um tempo infinito
Onde hemos de cantar o Amor...

Ou cantemos os versos quebrados
E dissonantes da miséria...
Matando o nosso irmão...

Assim devemos pagar pela insensatez
De ter vivido para derramar sangue
E nos amargar nas trevas e na solidão.

Feira de Santana, 30 de dezembro de 2016.
Às 23 h e 32 min.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

O Amor e O Ódio


(evangelista da silva)


Se se nega o Amor
Nasce a infelicidade de ser!

Se o Amor zomba do ser
Eis que brota do mais profundo
Do mais íntimo dos sentimentos
Um Monstro furioso que ataca e mata!

E em uma explosão de dor que sangra!
Faz-se ver àquilo que foi Amor
Ódio em fúria responder.

E nesse descompasso o pensamento cobra
E a voz do espírito clama e implora por Amor
Mas o Amor é impiedoso, irado e frio.

Nasce a vingança!

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Eu Amo



evangelista da silva



Eu amo a vida!
Eu amo o ente encantado!...
Espiritualizado de amor!...
Amo insistidamente
O Universo, o mar, as estrelas.
E o sol quando nasce e dorme...

Eu Amo!...

Eu amo a lua ao despontar no infinito!...
Amo o desconhecido
E tudo que eu não posso ver!...

Eu Amo!...

A força do amor está em mim.
Posso ver o belo:
As flores, os amores, as crianças,
A vida!...

Eu Amo!...

A imortalidade, a criação, tudo!
E assim vou amando vivendo.
Eu amo a poesia, todas as Marias,
As manhãs, e noites, e tardes chuvosas...
As noites enluaradas e o sol a pino.

Eu Amo!...

As manhãs, tardes e noites de Amar...
A arte de sonhar está em mim.
Sonho e realizo.
Amo da música a sinfonia!...
A alegria, o sentimento de ver à vida com o coração.

Eu Amo!...

A vida é bela!...
Sou feliz, - existo!...
Existo e sou feliz.
Eu tenho um lindo irmão - Jesus!...
Aquele que é Amor, Paz e Justiça...

Eu Amo!...

O cantar dos pássaros, o marulhar das ondas,
A linda emoção enamorado
Com uma frequência poderosa de existir.

Eu Amo!...

Amo fortemente os desejos imaginados.
Apoio-me no amor e confesso:
Jamais amei tanto quanto agora!
Descobri em mim uma explosão de amor adormecido.

Eu Amo!...

Em mim, um amor que sempre tive
Chegou-me de volta com uma força explosiva
E explodem amor e vida!...

Eu Amo!...

E neste instante eu sou o Universo a sorrir!...
Todo este encantamento irradia o meu ser...
Assim, de agora em diante sinto que a vida
É felicidade infinita...
E o Universo é uma sinfonia!
Uma graça de mulher
A cantar!...



Santo Antônio de Jesus, 21 de junho de 2017.
Às 14h 16min.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

O Assassínio do Amor



evangelista da silva


Um infarto agudo do miocárdio,
Manifestamente provocado
Pelo assassinio do Amor
Mortificado pela mulher...


Poderosa e Santificada
No altar das Deusas
Perpetuada...


Vitimou o poeta!

Assim se vai...
Assim se foi...
A última e derradeira
Ave libertina
Do Adeus!...

Desta forma
Morri...

Morreu!...

20/06/2017,
às 15h 20min.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

O Ciclo

(evangelista da silva)


A vida nunca volta.

Avança!

Passa

A todo vapor!...
E a todo o momento
Se nos esquecemos de que ficamos para trás.

Assim, só se nos resta doces e amargas recordações...
E estamos sempre a lembrar
Sem querer...

É mais um Natal em mim...
Neste ciclo entre 12 meses de uma existência,
Tudo muda:

Amigos, poucos que eram, se foram para sempre...
Sem ao menos se despedir em um abraço talvez!...
O carinho de um Amor se perdera ao longo do infinito...

Assim vários foram os adeuses!...
A poesia não é pessimista!...
Por certo o realismo transcende o subjetivismo de alguns...
Emaranhado nos corações românticos é mais um Natal de plena Desgraça...

Aqui se escarra na face do irmão e arrancam-lhe o pescoço...
Aqui pede-se documento para logo após desferirem alguns tiros;
E nem por isso o assassino disfarça-se de Papai Noel a enganar Crianças...

É festa: dançam, embriagam-se, comem exageradamente e vomitam...
Gargalham e escarneiam dos outros às suas atrocidades...

Eu, que não bebo, que não danço, que não sei rir...
Observo este teatro cínico e criminoso!...

Até quando?... Até enquanto eu puder ver e sentir mais um Natal...
Ainda assim é Natal!...
É Natal para sorrir e chorar...

É Natal para refletir a que ponto se pode reconhecer o monstro
Que fere e mata e se diz ser humano.

Mas é Natal!...
Glória Jesus nosso verdadeiro e sublime
Irmão.

É Natal!...
Bahia, 21 de dezembro de 2013.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Tardes de Sábado, Moço

Gente, é inefável explicar-lhe!
Porém, inefavelmente lhe explico:
Samba, cachaça, canção,
Gotículas de lágrimas caem do anil:
É a natureza que chora...
Choros de alegria, tristeza, saudade e dor...
Diante a tudo isto moço,
Lá dentro, bem lá dentro daquele boteco,
Eu e você, moço, gente, podemos ouvir
Rufar de tambores, ou ainda o seresteiro
Matinal que embriagado de álcool e violão,
Confunde-se com a inexplicação das coisas.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Eu e nós outros



evangelista da silva


Recolho-me!......

Da janela vejo o silêncio mórbido das ruas.
Encontro-me frente a frente à tv.
Observo o carnaval.

Um surto psicótico explode!...
E as almas decaídas aprisionam os possessos
Endiabrando os corpos em estereótipos catatônicos
Que são conduzidos aos infernos.

É carnaval!...

A maioria dos mortais se desequilibram
Enquanto atentos outros usurpam o transe infernal.
E tudo acontece nesse instante:
Cenas macabras desfilam em sangue e mortes... Dessa forma a infelicidade aumenta:
Torturas, toxicodependência, e melancolia.

É carnaval!...

Das prisões às avenidas
Favelas e nobres bairros...
É um urro agonizante de desrealizações.
E, nesta fúria satânica e neutralizante,
Onde tudo se confunde,
Vê-se alegorias, fantasias, arte, circo e palhaçadas!...
Religião, zoada e perturbação musical.

Sim, é carnaval!...

Nesses instantes esquizofrênicos
Ninguém para nada serve
A não ser para lambuzar-se em merda.

Vai-se indo mais um carnaval!...

E neste frenesi torporizado
Entre o real e o imaginário,
Os manipuladores da emoção
Deformam a realidade.
Vendem felicidade e beleza.
Pregam em tudo, pureza e simplicidade
Enquanto a turba agitada e enlouquecida
Agita-se em movimentos bruscos
Ouvindo um som que vem dos infernos
Criando a sinfonia perturbadora das notas musicais.

Santo Antônio de Jesus, 27 de fevereiro de 2017.

Às 16h 03min.

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

Os Roedores



evangelista da Silva



Os roedores roeram a minha poesia...

Os ratos sociais ambientais
Sacanas e morimbundos
Roeram a minha poética e
Lascaram as páginas
Dos meus versos
Em reversos...


Santo Antônio de Jesus, 04/01/2017. às 21 h 28 min

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista

É Sábado




evangelista da silva


O mundo explode lá fora, e eu aqui tão só e vazio...
Abandonado pela saudade, tristeza e solidão...
Certamente aguardando à morte aportar...


E todos se foram, e eu aqui...
Aqui, no mesmo lugar de outrora...
Visto ter perdido o trem da morte.

Os raros amigos que tive, o trem levou...
Hoje é sábado e não vou à feira
Sorver a cerveja com xebeu e embriagar-me.
................................................................................
................................................................................
................................................................................
Que saudades de Julieta!...
Uma explosão de amor e entrega
Que eu não soube viajar...
Filho aos 17 criado com avó era uma criança...
Não sabia matar a ânsia de amar Julieta
Saciando a sua fúria de amar e sexo...
Hoje, neste sábado frustrado de lembranças,
Saudades, amor e recordações, não mais vou à feira...
Fixo-me na estação aguardando o trem da morte...
E nesta espera de merda e desespero...
Aguardo que todos desembarquem
Para a vida recomeçar...
Santo Antônio de Jesus, 09/01/2016, (12 h 46 min)

evangelista da silva
Inserida por Rjevangelista