Eriec Soulz

1 - 25 do total de 130 pensamentos de Eriec Soulz

O dia se transforma em noite e a noite em dia novamente.
Amanhece, mas o Sol não aparece.
Anoitece e não vemos as estrelas.
Não mais.
Tudo que se vê é uma cinza floresta de pedras.
Fim de tantos projetos concretizados.
De contas no relógio.
Dos “x” no calendário.
A beleza natural da Terra se perdeu.
O que não é pedra, é pixel.
É sinal.
Ou ainda um emaranhado de fios expostos.
Que não se sabe o que, pra onde, ou pra quem vai.
Imensuráveis essências foram assentadas sob a terra.
Enterrou-se a pureza, a inocência, o respeito, a verdade.
Isso é alicerce. Ou era. Ou ainda é, mas lá embaixo.
Perdendo-se a cada bloco sobreposto.
A cada parede levantada.
Para criar, por padrão, uma estrutura verticalizada.
Para que seja alta. Bem alta.
E quanto mais alta, mais cara.
Mais se paga.
Mais se tem.
Mais se é.
Descobrimos tudo.
Aprendemos tudo.
Registramos e contabilizamos tudo em números.
Certidão de nascimento, RG, CPF, CNH, CTPS, CNPJ,
Passaporte, cartão de crédito, título de eleitor...
E uma lista infinita de uma identidade codificada.
Distraídos, meio a tanta correria, não percebemos...
Fomos escoados.
Sabotados.
Soterrados.
Sufocados pelo ar que tiramos de nós mesmos.
Menos um.
Mais um código registrado que vai para o fundo da gaveta.
Sem nada deixar.
Sem nada levar.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz
1 compartilhamento

Ok, vá lá! Dê a cara a tapa!
Vamos ver do que é capaz.
Surpreenda!
Seja sua própria melodia.
Aumente o som.
Dance no escuro,
Olhe o céu.
Com certeza ele está cheio de luz.
Sorria.
Não há nada mais forte
Que um sorriso,
Para aqueles que te querem no chão.
Eis a graça do contraste.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Vem e me inspira, passa e arrepia.
Me somem os pensamentos.
Chegam as palavras e tomam minha mente.
Fico de lado, escuto sua voz.
Faço reverência!
Me arranca um suspiro, uma lágrima, um sorriso.
Torce a caneta e carimba o papel,
Um desabafo, uma história, um delírio.
Eternizar a emoção que me reflete,
A traços descompassados que ninguém precisa entender.
Mas acha graça.
Vá-se embora.
Reluz.
Amassa e joga fora.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Minha primeira carta de recusa não foi uma carta qualquer, com apenas um texto padrão e um NÃO gigantesco gritando na cabeça. Ao final dela, havia uma consideração escrita a caneta azul: “Ainda que tenha de colecionar cartas de recusa, faça uma extensa coleção, por favor, faça. Continue este movimento. Por favor, insista.”

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

A propagação desta geometria, vaga e abstrata, encrostada pelas ruas da cidade, entre portas e janelas, musgos e reboques, revelam outros pontos de uma mesma história, vista por um milhão de olhos inocentes que plantam flores ou espinhos, sobem escadas atropelando seus próprios vizinhos sem carregar alguém ao colo, murmuram versículos mas sempre cruzam os braços. O que é uma boa música para quem nunca pôde escutar? Um dia. Sol, euforia, correria, poesia.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Este é meu quadro preferido. O único que me lembra você. Seu cabelo branco acinzentado, seu olhar sereno, seu colar de pérolas. Todo pintado com café preto amargo, naquele magnífico sorriso de um canto só. Minha musa inspiradora. Nem mil fotos Polaroid contariam toda nossa essência, nossa vivência, todo esse nosso romance. Mãos entrelaçadas, apertadas, ruas cruzadas, toda tinta derramada. Ainda venho vê-lo as vezes, sempre ao nascer do Sol, para dar encanto, ganhar vida, ganhar um pouco de você, bem pouco, bem mais que o suficiente.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Andando por aí, ouvi uma antiga história que dizia:
Um homem ao chegar ao Reino dos Céus procurou o templo de Deus e esperou sua vez para ser atendido. Depois de uma longa conversa, entre perguntas e respostas, Deus entregou-lhe uma lista com todas as dádivas previstas a ele, desde o momento de seu nascimento até seu último dia na Terra, ao passar os olhos pela lista, logo identificou alguns itens dos quais não conseguia se lembrar, bênçãos não recebidas, situações não vividas, tão logo questiona:
- Perdoe-me Senhor, esta não deve ser a minha lista, há alguns itens nela que não tive a proeza de vivenciar...
Deus olhou-o sereno e disse:
- Sim, esta é exatamente sua lista. As dádivas aí não recebidas, seriam suas, mas você não possuía Fé suficiente para acreditar que as alcançaria, deixou levar-se, muitas vezes, pelo sentimento do fracasso, descontente pelas perdas da vida. Deixou de pedir-me e eu estava aqui, pronto para auxiliá-lo. Não digo que deveria implorar por tudo isso, mas meu propósito pra você era maior, bastava você ACREDITAR e conquistaria tudo. TUDO!

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz
1 compartilhamento

É preciso que exista o erro, para que ele possa ser corrigido.
É preciso conhecer o erro, para dar devido valor ao acerto.
O erro é um favor, que se ajoelha em forma de degrau para o sucesso passar.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Enquanto caminhava para o trabalho, parei por um segundo para olhar ao redor, era bem cedo, o ar estava puro e ainda fresco mesmo sob o sol incandescente. Pessoas de um lado para o outro evitavam trocar olhares, algumas carregavam bolsas de problemas enquanto outras estampavam um sorriso no rosto. Olhei as nuvens, fechei os olhos e inspirei profundamente. Os raios de sol atravessaram-me como flechas aquecendo todo meu corpo. Purifiquei-me. Ressurgi. Acendi o que há muito havia se apagado.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Eu estava só, mesmo rodeado de pessoas. Praticamente nada me entusiasmava. Uma moça descabelada dormia a minha frente, seus fones de ouvido estavam no som mais alto possível. Atrás havia um casal que falava incansavelmente sobre as artimanhas dos netos e palpitavam na vida dos pais deles. Ao lado tinha um menino, digo, um rapaz com seus vinte e tantos anos, um livro na mão e um ponto de luz sobre si. Não que eu tenha reparado, mas as letras grandes no início da página cento e vinte e dois me chamaram atenção: Como ser um herói. Afinal não precisava de muito esforço para lê-las, enfim. Ao fundo ouvia-se algumas risadas e crianças resmungando, enquanto isso lá fora, a paisagem corria a cerca de cento e dez quilômetros por hora. Já era noite, estava escuro e o bendito assento vinte e três do rapaz vestido de preto da cabeça aos pés, não que eu tenha reparado claro, até porque era impossível não vê-lo, continuava com a luz acessa. Aquela viagem certamente seria longa, a começar a contar pela minha ansiedade que transformava os segundos em horas. Eu estava ali, minha mente não, a propósito, estava longe, bem longe. Mal sabia eu o que fazer ao desembarcar no meu destino. Eu pensava, roía as unhas, cruzava as pernas e imediatamente descruzava, refletia, agoniava e não chegava a conclusão alguma. Talvez eu devesse relaxar um pouco e tentar dormir, eu estava completamente incomodado, sabia o porquê, mas na verdade não queria admitir a mim mesmo que talvez estivesse metido numa loucura, que talvez tivesse tomado uma decisão precipitada que havia me deixado completamente inseguro. Enfim, eu iria tentar. Já estava decidido. Fechei os olhos e em meio aquela multidão de pensamentos questionei: Como ser um herói? Abri novamente os olhos e fiquei olhando para o nada por longos minutos, tentando responder aquela simples pergunta. Eu não sei, mas acho que preciso acreditar um pouco mais em mim. Acreditar nas minhas intuições, aplicar meus aprendizados nas novas experiências que estão por vir e ter mais fé. Ter certeza. Certeza de que dará certo. Heróis agem enquanto os outros se paralisam. Eu estava agindo e isso já é um começo... CLICK! O garoto do vinte e três apagou a luz. Finalmente. Já era hora. Encostei a cabeça no vidro e logo adormeci. Algumas horas depois o ônibus parou. Acordei meio assustado e logo o motorista gritou o som do meu futuro. Eu não estava preparado, porém minha determinação era imensurável. Muitas pessoas se levantaram para sair o mesmo tempo. Eu ainda estava sonolento, decidi aguardar o tumulto se diluir. Ajeitei-me no assento, olhei ao lado, assento vinte e três, vazio, notei que havia algo enfiado entre o vidro e a cortina da janela, era o livro. Como ser um herói? Levantei rapidamente olhei ao redor e por uma fresta da janela, vi o garoto lá fora. Pensei naquela pergunta impregnada na minha cabeça. Definitivamente eu não sabia a resposta para ela, mas logo saberia. Peguei o livro e fui em direção a saída já folheando-o. Na folha de rosto havia um nome escrito a caneta, certamente era o nome dele, ou não, sei lá, aquilo não me importava. Desci as escadas, passei pela porta de saída e acelerei o passo. Elevei os olhos e vi o mundo, minha mente se inundou de pensamentos, não pensei duas vezes e gritei:
- Fabrício? O garoto parou e olhou-me desconfiado. - Acho que isso aqui é seu. Estendi a mão entregando-lhe o livro.
Segui meu caminho certo de que grandes feitos se iniciam com pequenos atos.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz
1 compartilhamento

Agora você faz parte de um jogo de xadrez, desconsidere gêneros e escolha: Que peça você será?
O Rei? Peça mais importante do jogo. Ou a Rainha? Com toda sua liberdade, força e flexibilidade. O Cavalo talvez? Diferente, único, estratégico e cheio de estilo. Dentre os outros, o Peão? Menor peça do jogo, limitado, fraco, reprimido, considerado o sacrifício. É, esta última, não parece uma boa opção, mas, talvez seja a melhor das opções.
O peão é aquele que casa a casa vai chegando onde deseja. Seus movimentos são detalhadamente pensados, seguindo sempre em frente, pois ele nunca poderá voltar atrás. Uma característica para poucos, uma característica para os fortes. Observo também, os peões na linha de frente, como uma muralha, preparados, ou não, eles estão ali para enfrentar seus adversários face a face, seja ele quem for. Estão dispostos a ir até o fim, lutando para proteger sua entidade maior, a qual ele acredita, ama e dedica sua vida. Outro ponto importante, se não o mais, o peão é uma peça “pequena” alocado no tabuleiro em sua grande maioria, sendo a única peça que ao chegar do outro lado é coroado, podendo tornar-se qualquer outra peça. Este é o Peão. Possivelmente a maior e mais importante peça do jogo.
Passo a passo, consciente, batalhando e crescendo. Vencer? De repente... A vitória não é certa, contudo, saberemos apenas depois de tentar.
Afinal, que peça você será?

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz
1 compartilhamento

Olhos pressionados, típico “olhar 43”, semiabertos, fixos no alvo, medindo minuciosamente cada movimento. Sei que tenho excelente pontaria, afinal foram longos anos de dedicação e treinamento, mas, ainda assim, hesito toda vez, tenho medo de errar. Cautelosamente tenciono as fibras do arco até que elas cheguem praticamente ao limite, então, vou pouco mais além, percebi que esses milímetros a mais tem surtido melhor efeito. Inspiro profundamente, solto a flecha e vibro em silêncio até que a lâmina atravesse o pulsante coração. O sangue escorre, vermelho, quente e brilhante. O amor explode, envolve, engrandece, o corpo estremece e deixa um discreto sorriso escapar. Eu sou o Cupido e amo meu trabalho. Executei-o por muito tempo com grande êxito, mas assim como em qualquer outro, enfrentei um período de provação. Distribuir amor, confesso, passou a ser uma tarefa muito difícil. Engana-se quem pensa que distribuo somente amor entre casais. Engana-se. Tenho em estoque todo e qualquer tipo deste lindo sentimento. No início da turbulência, pensei ter perdido a técnica, a força, troquei o arco, afiei um pouco mais as lâminas e até reformulei a poção, mas de nada adiantava. Percebi que o ser humano estava mudando, os corações agora, carregavam escudos que o envolviam permanentemente. Eles passaram a olhar para si e somente para si. Percebi que nada mais importava, eles não se importavam. Desanimei, enfraqueci, entristeci e desAMEI. Eu também passei a não me importar mais, e então, ninguém mais se importava com nada nem ninguém. Desiludido, perdi as esperanças, não sabia o que fazer. Peguei minhas coisas e fui em direção ao baú onde os guardaria para sempre. Coloquei tudo lá, carinhosamente, o arco, as flechas e as poções. Prestes a fechar a tampa, olhei aqueles objetos fixamente e vi a solução bem ali, diante dos meus olhos, andando comigo o tempo todo. O amor! Meu próprio amor. Tão logo, apanhei uma das lâminas carregada, fechei os olhos e cravei-a no peito, senti aquela explosão me envolver, correndo por todo o corpo, cena que vi milhares e milhares de vezes. Como era bom! Agora, mais uma vez eu me importo, ainda que não seja fácil, eu acredito na força do amor.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz
1 compartilhamento

Sobe a noite aos céus
E goteja milhares e milhares de estrelas
A Lua mansa em seu profundo silêncio
Apenas observa a magia começar
Para alguns
Corpos a desacelerar
Mentes se fechando em escuridão
E abrindo-se em sonhos
Para outros
Hora de se alegrar
Mais um dia se encerrando em mistérios
Sobe a noite aos céus
Iluminada o suficiente para todos
Cheia de paz
De bênçãos
De proteção
Para o fim
Enfim
Novamente
Tudo recomeçar

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

É hora de secar as lágrimas
Erguer a cabeça
Respirar fundo
Arrumar o cabelo
Vestir o melhor sorriso
É hora de perguntar a si mesmo:
“Onde quero chegar?”
“ONDE – QUERO – CHEGAR?"
Se já sabe a resposta, ótimo
Vá em frente e chegue!
Se ainda não sabe
Trate de descobrir
Uma vida sem foco
É quase uma vida perdida
Ações geram reações
Tudo o que precisamos
Está na consequência de um ato
Já é hora de agir
Então aja.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Roubaram-me de mim
Roubaram-me
Levaram meu sorriso, minha alegria, meu brilho
Levaram meus sonhos, meus desejos, minhas opiniões
Levaram minhas memórias
Levaram tudo
Na verdade, na verdade, na verdade
Levaram quase tudo
Restou-me a fé
Tudo que eu preciso para aprender e reconstruir tudo novamente
Quanto ao restante
Infelizes
Certamente precisam mais que eu
Vou seguir reescrevendo minhas palavras
Com a lembrança de tudo que já se foi
Com a certeza que muito ainda virá
Vou viver
Reencontrar-me!

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Não se permita desculpas. Não ter um teto, um carro, uma condição financeira boa, um corpo sarado, nunca foi motivo de não obtenção de sucesso. Não seja cruel consigo por ser imperfeito. Todos somos. Todo tempo é tempo. Dê o primeiro passo. Busque, aprenda, inove, recomece. Seja rápido, ou, quando perceber, o tempo já passou, as oportunidades se foram, as feridas se fecharam, mas a dor vazia, ainda permanecerá. Você olhará no espelho e não verá nada além de um punhado de fios brancos e uma enorme tristeza na alma. “Aí já era!”. Lembre-se do quanto batalhou para ser o que é hoje, ter o que tem hoje. Quão árdua foi sua caminhada. Quantos tombos levou e precisou levantar para que pudesse agarrar a vitória e carregá-la no peito. As histórias mais bonitas são feitas de superação. Supere-se!

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Miopia

Traça-se, até mesmo em 2D, uma certa euforia resplandecente na proporção de seus olhos, manifestada evidentemente antes mesmo do seu destino final. Primeiro paralisa, depois estremece com o sussurro de uma gargalhada estrondosa que não dobra nem a esquina de tão silenciosa. 360 graus, pura escuridão. Sequer pode-se ver três palmos a frente do nariz. Desce o Sol e converge a luz, ainda assim, negativo, nada se consegue ver. Ela permaneceu estática. Teve medo de dançar. Preferiu não arriscar. Tirou os sapatos, respirou a atmosfera. Riscou algumas flores no chão e deitou-se no meio delas. Quantas flores perfumadas. Agora sim, confortável. Alucinada, conectada e reconfortada pelo seu grande amor permaneceria ali por mais uma eternidade.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Profundeza dos olhos

A água quente percorria meu corpo sentado embaixo do chuveiro, a escuridão vista dos meus olhos fechados induzia-me a voar longe com os pensamentos, a tristeza dominava no meio do peito e a decepção me corroía. Abalado fisicamente e psicologicamente. Cansado, pedi a Deus que me trouxesse novamente os sonhos, a força para continuar meu caminho, minha boca estremeceu e as lágrimas se uniram a água corrente. Não me segurei, deixei sair, deixei levar. Fui me deitar e rapidamente adormeci.
Acordei ao amanhecer com o coração mais leve, antes de levantar, fiz uma prece, e com a força das palavras pude ver claramente: Privei-me do mundo, dos amigos, da família, da minha vida. Privei-me de mim mesmo para lutar por algo que nunca valeu a pena. Um território desconhecido, engambelado, superficial. Fui apunhalado ali, tantas vezes, por todos os lados possíveis. Já havia deixado tudo aquilo ir e decidi seguir na direção oposta. Foi o que fiz.
Sinto agora, que uma pequena esperança cresce no fundo do coração, ressuscitando o sorriso da minha alma. Volto a admirar as pequenas maravilhas do mundo: O sol, as nuvens, a lua, as estrelas... Penso que um dia tudo se encaixará, e então, serei capaz de aceitar e entender que tudo aquilo foi imprescindível para uma melhor evolução do meu ser, minha essência, que lá na frente se postergará a outros patamares.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz
1 compartilhamento

Amor?

Vagando por aí, estão infinitas declarações de amor, perdidas aos ventos, cantadas em melodias, escondidas em páginas de livros em gigantescas prateleiras, iluminando telões de cinemas ou até mesmo perdidas nos labirintos da memória. Algumas delas ainda caminham juntas a se perder de vista, outras acabaram em desunião, uma era ar e a outra era mar, eis que num ponto se finda.
Amar requer certos sacrifícios, requer maturidade, paciência, cumplicidade, alegria. Amar requer amor, óbvio, tão óbvio, que já vi muitos amores sem sequer um pingo de amor. Amar requer superar as quatro estações, o florescer da primavera bem como resistir a forte ventania do outono, o frio do inverno e a euforia do verão. Penso que sei algo sobre o amor e relaciono certas características desses períodos ao dia a dia da vida, mas talvez eu não saiba nada, apenas crio suposições e um conceito próprio que ninguém precisa concordar.
Que seja amor próprio, correspondido, não correspondido, amor de mãe, de irmão, amigo, amor, o centro de um mosaico colorido. Dos mais complexos sentimentos, este é meu eleito, o amor. Ou seria amar? Sendo o amor simples demais. Não sei responder tais questões, sei apenas que é preciso saber pelo que/por quem lutar, até onde se pode ir, quais empecilhos lhe serão inaceitáveis e quais serão as qualidades primordiais. Qual guerra está disposto a encarar? Até que ponto vale a pena? Onde está o amor? Onde?

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz
1 compartilhamento

Toda manhã, ao ser iluminado pelos raios de Sol, o despertador desboca a gritar irritantemente, feito um galo que impõe sua autoridade inspirado pelo amanhecer. Eu, passivamente o obedeço, ligo a única estação de rádio que ele toca, um grandioso repertório internacional de canções antigas. Até que gosto. Aprendi a gostar. Tiraria mais um cochilo, mas não há tempo a perder. Meus movimentos são quase que involuntários, automáticos, leves, tão leves. Olho-me no espelho, ainda sou eu mesmo, ainda estou aqui, preciso dar o melhor de mim e então digo ao reflexo: Hoje ao sair por aquela porta, você passará por um milhão de oportunidades, de todos os tipos, você será categorizado, subestimado e talvez até seja elogiado, mas nada disso tem muita importância, apenas você é capaz de se promover, apenas você poderá identificar qual dentre tantas possibilidades é que lhe levará ao êxito total. Esforce-se! Seja você mesmo, ainda que seja esquisito, mas seja você. Permita-se!

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Eu precisava conversar com meus pensamentos, olhar meus olhos no espelho, refletir, ficar sozinha, mas você estava lá, me repreendendo a todo tempo. Tomei um banho quente e demorado. Fui me deitar. Tentei pegar no sono mesmo com o coração agoniado. Pensei em ler algo e você apareceu, fingi estar dormindo evitando te encarar. Senti que me observava. Cobriu-me com o lençol e saiu caminhando na ponta dos pés. Ouvi o som das chaves e a porta ranger. Saltei da cama rumo à janela. Camuflei meu rosto na cortina e vi você correndo na areia em direção ao mar. Tínhamos noites claras, uns e outros coqueiros na praia. Uma bela visão do horizonte. Desatou o velho barco manchado de azul, entrou na água e começou a remar. Flutuou até a ilha e contornou-a pela água. Pensei que fosse voltar, mas remou mais metade da margem e desceu. Lembrei-me de quando nos conhecemos, ainda tão jovens, tão parecidos, nadando até a ilha para ver os grandes navios mais de perto. Ficávamos brincando, conversando, compartilhando sonhos, horas e horas. Inocentes. Até a vida nos obrigar a crescer. As coisas mudam tão rapidamente. Por quê? Peguei meu caderno velho de poucas folhas e entrelacei meus sentimentos por entre suas linhas desbotadas. Assinei meu nome. Arranquei a folha, dobrei-a e coloquei no bolso do avental. No dia seguinte colocaria numa garrafa e discretamente jogaria ao mar, pelo menos ali, feita de rabiscos, eu podia ser eu mesma...

"Por quê?
Este é o livro que nunca li
Estas são as palavras que nunca falei
Esta é a trilha que nunca seguirei
Estes são os sonhos que passarei a sonhar
Esta é a alegria que é raramente compartilhada
Estas são as lágrimas
as lágrimas que derramamos
Este é o medo
Este é o pavor
Isto é o que há na minha cabeça
Estes são os anos que passamos juntos
E isto é o que eles representam
E isso é o que eu sinto
Você sabe como me sinto?
Porque eu acho que você não sabe
Annie Lennox"

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz
1 compartilhamento

Eu, eixo do presente, completamente instável. O futuro ao meu círculo máximo, tão próximo e aparentemente tão distante, porém tão determinado. O passado ao meu círculo mínimo, dissipando-se pelo tempo, responsável pela base atual e sua sustentabilidade indeterminada. Girando, girando, girando. Forças contrárias, mas que juntas voam na mesma direção. Gira assim, gira giroscópio.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Meus olhos se abrem
Nada posso ver
Penso em você
Estendo minhas mãos
A buscar suas mãos
Mas elas recuam
Sua imagem se dilui
Escorre em meu rosto
Goteja o chão
Que se abre
Desmorona
As nuvens gritam
O céu chora
O mundo te engole
Te absorve
Te devora
O solo se fecha
Uma pequena fresta
Traz um fio de luz
Que vem do núcleo
Me ajoelho
Me aproximo
Então eu vejo
Não era você
Era eu
Imediatamente
Puxo-o de volta
E com força
E consigo
Volto
Sobrevivo
Eu
Ali
Renascido

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

Não basta apenas fechar os olhos, prender-se na escuridão e dar vazão aos pensamentos, acreditando que estes chegarão ao topo do mundo. A vida pede mais, quer o corpo arrepiado, o sangue fervendo na face, o brilho nos olhos, ela quer o sorriso da alma, da minha alma. Por certo, já sei onde quero chegar. E onde estou? Dançando na melodia da música? Apreciando o formato das nuvens ou olhando meu próprio reflexo ir embora no riacho com o tempo? Eu quero viver. Ser a música favorita. Quero voar tão alto, até tocar as estrelas, e nadar, sem perder o fôlego. Vou elevar meu coração, vou absorver a luz do Sol, vou abrir os olhos, levantar e caminhar. Dê-me sua mão, vamos juntos.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz

PAZ? A paz está na serenidade da alma, na consciência tranquila, na dedicação, no acerto da promessa, na gratidão, na proporção de luz que existe em cada um de nós. A paz está no inesperado pedido de perdão, de quem pede e também de quem o concede de maneira sincera, entendido de que no momento ocasional, o que pôde ser feito, foi feito. A paz está no fato de aceitar que errar é permitido para que se possa efetivamente acertar. Muitas vezes induzidos pela realização pessoal, algo que se acredita erroneamente trazer paz, mal aproveitamos o pouco tempo que temos, enfocando problemas desnecessários, cobiçando coisas que na verdade não precisamos, falando palavras que nada constroem e a verdadeira paz fica esquecida pelo viés. Tenho em meu coração que a paz está muito além. No princípio. No respeito. No caráter. Em ser justo. A paz está na melhor maneira, na melhor atitude, na melhor intenção.

Eriec Soulz
Inserida por eriecsoulz