Elcio Jose Martins

1 - 25 do total de 35 pensamentos de Elcio Jose Martins

É natal...
Todos os anos o mundo inteiro comemora o Natal e o Ano Novo. Sempre iguais. Festas, reuniões com amigos, orações, cumprimentos e abraços. Talvez esse seja o momento de pararmos para uma breve reflexão do que fomos, do que fizemos e qual nossos propósitos para um novo ano e um novo Natal. Fizemos coisas boas e coisa não tão boas. Este momento é especial para que possamos melhorar o que fizemos de bom e consertarmos o que não foi tão bom... Como humanos somos passíveis de erros e acertos, mas, somos capazes de perdoar, de amar, de confortar, de solidarizar... Nossa vida e passageira, curta, breve, efêmera... Uma viagem que teve seu início e terá um fim... Que esta passagem seja linda e bela. Cada estação desce e sobe novos passageiros... O objetivo muda de acordo com o destino escolhido, mas a viagem depende de cada um dos passageiros... Uns cantam, outros riem, outros choram, outros contam estórias, outros caluniam, outros amam, outros odeiam, outros se calam, outros de se esbaldam de alegria... Por tudo isso ou apesar de tudo, a viagem continua...
Élciojose

Elcio Jose Martins
Inserida por elciojosemartins
1 compartilhamento

A vida é corrida, atribulada, cheia de manhas e manias. O tempo não pára. A busca do dinheiro para se obter coisas materiais e conseguir felicidade passou a ser o objetivo humano. Somos medidos pelo que temos, não importa como vivemos... E, esquecemos que a vida é curta, que tudo se acaba...

Elcio Jose Martins
Inserida por elciojosemartins

A ESCOLHA

Não é fácil escolher quantos lados posso ter;

É a conjugação do ter,
Com a conjugação do ser.
É o ganho pra enriquecer,
Ou o trabalho pra viver.

Não é fácil escolher quantos lados posso ter;

Do carro novo na garagem,
Ou o busto de mármore da imagem.
Do sonho do diploma universitário,
Ou a ignorância do homem solitário.

Não é fácil escolher quantos lados posso ter;

Da alegria do sonho conquistado,
Ou a tristeza do projeto renegado.
Da vontade de vencer na profissão,
Ou ceder aos desígnios da paixão.

Não é fácil escolher quantos lados posso ter;

Da luta do cumprimento do dever,
Ou caminhar no vício do prazer.
Da construção de um novo amanhecer,
Ou a inveja que dilacera e faz doer.

Não é fácil escolher quantos lados posso ter;

Da preguiça ou da falta de iniciativa,
Andar sozinho e dispensar a comitiva.
Ter uma vida laboriosa e ativa,
Destruir a terra daquele que cultiva.

Não é fácil escolher quantos lados posso ter;

A escolha da dor e sofrimento,
Ou a paz do adubo do crescimento.
Ter a escolha carregada de egoísmo,
Ou a escolha da luz do iluminismo.

Não é fácil escolher quantos lados posso ter;

Regozijar-se da grandeza do momento,
Ou a negação carregada de sofrimento.
A escolha do aprimoramento e conhecimento,
Ou desmanchar nas lágrimas amargas do lamento.

Não é fácil escolher quantos lados posso ter;

Cuidar da árvore que dá sombra, flores e frutos,
Ou arrancar as folhas para o feitio do charuto.
Cuidar do jardim, das borboletas e da flor,
Ou embriagar, justificando a dor.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU, NA TERRA E NO MAR
Pai nosso que estais no céu, na terra e no mar, olhai por todos nós.
Derramai suas bênçãos sobre a face sofrida de cada servo;
Unge a mente humana do óleo precioso, milagre do cálice sagrado;
Encaminhe nossos governantes do mundo inteiro, pela sapiência, pela sabedoria e pelo bom senso;
Protegei-nos do mal que aflige a humanidade;
Perdoai-nos dos nossos pecados;
Dirija-nos, no caminho da fé, da esperança e da virtude.
Oh! Senhor do universo, fazei de nós o caminho da bem aventurança e da fraternidade;
Faça-nos crescer na fé e sabedoria espiritual;
Senhor! .... Traga-nos a luz da esperança e da tolerância.
Oh! Maria, mãe e protetora, virgem santa, intercedei por nós, junto ao pai;
Cubra-nos com o seu manto sacrossanto, abrigando-nos dos infortúnios.
Amém!
Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

A MENTIRINHA BOA
Qual é o poder da mentirinha?
Ela é da sociedade, não é sua e nem é minha.
Ela está em todo meio,
Ninguém sabe de onde vem.

Umas são covardes e maldosas,
Outras, doces e amorosas.
Uma mata, outra cura,
Depende da cultura e da lisura.

A mentira é o contrário da fofoca,
A fofoca é verdade maldosa que sufoca,
Faz doer, deixa encrenca pra valer,
Traz angústia, tristeza e padecer.

A verdade pode ser boa,
Mas pode não ser!
A verdade pode doer,
Mas às vezes, tem que dizer.

Nem sempre a verdade é boa.
Ela pode doer muito. E à toa.
Esconder de algo insano,
É, com certeza, um ato humano.

Como estou? Você está linda!
Nossa! Fulano falou muito bem de você!!!
Mas aquela fulana tá chique hein!!!
Nem me fala! E aquele ...?

Assim é a vida.
Todos de uma maneira ou de outra,
Escondem e se escondem,
Para que as amizades permaneçam...

Existem as mentiras que trazem prejuízo,
São verdades ocultadas pelo medo do guizo.
Medo de como o outro agirá,
Melhor esconde-la, porque já sabe o que virá.

Fuja das mentirinhas interesseiras,
São de pessoas delicadas, meigas, açucaradas,
Mas o interesse é a rasteira,
São escoladas, treinadas e mascaradas.

Se puder evitá-las, melhor será,
Se não puder evitá-las, seu coração que dirá.
O importante é o coração contentar-se,
Ver o sorriso numa face se alegrar.
Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

SERIA A MAIOR OBRA DE PICASSO

Fixei meus olhos nos seus,
Encantado, indaguei-me aos céus.
Deus! Me ajude!...
Existe neste mundo, beleza tamanha?

Paro por um instante, penso....

Faço de rabo de olho um olhar discreto,
Imaginar ser ela compromissada, seria correto.
Mas essa beleza encantava e atraia meu
Olhar, mesmo que tentasse, não subtraia.

A grande sala no hall de entrada fica pequena,
O seu brilho ofusca as luzes do candelabro.
Todos os olhares se direcionam, fitando-a,
O que ela quer, quem a acompanha? Indago, já com ciúme latente.

Seu sorriso doce de brilho inocente,
Deixa-me louco e com um peito ardente.
Queria gritar alto, abertamente,
Deus não fez o mundo, fez você somente!

Queria dizer-lhe coisas bonitas....

Do sol dar-te-ei a sombra,
Da chuva dar-te-ei o abrigo.
Da guerra dar-te-ei a paz,
Da sua beleza, serei seu protetor,
Deixe, deixe por favor, fazer de ti o meu amor!

Meu coração bate rápido e forte,
Indago se é meu dia de sorte.
Minha timidez desvia-me do norte.

Fica a saudade....

Ó lembrança, conforte-me!
Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

COMPANHEIRISMO

Companheirismo é amor,
É o amor sem fingimento.
É a cal e o cimento,
É a ponte e o ligamento.

É o tempo sem tempo,
O apoio no contratempo.
É o doar-se por inteiro,
É o amigo e o parceiro.

O amor se difere na causa,
Às vezes pede uma pausa.
Companheiro tem leme e tem asa,
É o telhado e o alicerce da casa.

Companheirismo é estar juntos,
É o fazer conjunto.
É todo dedicação,
É todo, realização.

Companheirismo é o amor incondicional,
É o arranjo instrumental.
É o amor que não fica de mal,
É o tempero com pitadas de sal.

É o amor em dobro,
É o querer e o fazer.
É o amor que não pede retorno,
É o dar a mão e fazer acontecer.

Companheirismo não tem vaidade,
Não tem sexo e não tem idade.
Mesmo que o amor vire raridade,
O companheirismo continuará com respeito e dignidade.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

IDADE

Tenho mais idade que gostaria de ter, mas muito menos idade que desejo ter.
Não importa a idade que tenho, mas sim, o que posso fazer de melhor no caminho da idade que quero ter.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

NASCER, VIVER E MORRER

Nascer, viver e morrer. É o destino, não há outro caminho a escolher.
Na ponte que liga o nascer e o morrer, Deus dá a liberdade de fazer acontecer. Então, por que não fazê-lo?

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

O RIO E A VIDA

O Rio caminha pro mar, como a vida caminha para o desconhecido. O rio tem seus meandros, suas cascatas e peixes a cuidar. O homem tem seus feitos, seus amigos e uma família para amar.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

O INCERTO
Na vida tudo é incerto, mas nada é impossível. O incerto gera o desafio, e o possível, a grandeza da realização.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

DEFEITOS E VIRTUDES

Nossos defeitos devem ser escritos nas areias do mar, enquanto nossas virtudes devem ser gravadas na dureza da rocha. Que o vento leve as asperezas de nossos delírios, e a brisa mansa nos cubra com o manto sagrado do perdão e da generosidade.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

O LAÇO

É no presente que se faz o laço. O laço mais bonito é o laço do abraço.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

O PRESENTE

O céu nos deu as estrelas, o sol nos deu a claridade do dia. A lua nos deu a meia luz, a igreja nos deu Jesus.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins
Inserida por elciojosemartins

A timidez

Oh! Ingrata timidez, fizestes amores não consumarem. Fizestes almas puras esconderem o amor que sentiam. Quantos amores teriam acontecido, se não houvesse sua interferência? Quantos corações seriam menos sofridos? Quantos enganos seriam desfeitos? Vá, vá andar por outros caminhos, deixe que os amantes secretos descubram a arte da conquista e do encantamento. Os amantes ocultos agradecerão.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

Amigo

Muito se fala se existe o verdadeiro amigo. Sempre olhamos o amigo do lado do outro, nunca do nosso lado. A pergunta correta a fazer é direcionada a nós mesmos. Sou amigo de quem? Para ser amigo de alguém, deve significar algo mais que uma simples amizade. Amigo é natural, é bem de raiz. De formação pessoal e individual. Amigo é um ser de bondade, de afetividade, de caráter, de sensibilidade. É ser humano, é ter o dom. É aquele que sabe valorizar, reconhecer, doar, estar pronto para ajudar. É aquele que tem esse algo mais. Amigo é ou não é. Posso ser amigo por um minuto, por uma hora, por um dia, por um mês, por um ano, por um período, por uma década, por toda a vida ou pela eternidade. Ser amigo é ser isto, o resto, é apenas interesse e troca.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

O AMOR

O amor é o encontro de almas. Viver o amor é o encontro de corpos e sentimentos. Manter o amor é cultivar o respeito, o companheirismo e o entendimento.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins
Inserida por elciojosemartins

APENAS UM SONHO

Noite mal dormida é danada,
Sempre acontece coisa errada.
Às vezes não leva à nada,
De vez em quando, vem uma porrada.

Noite passada sonhei profundo,
Parecia o fim do mundo.
Sonhei com um Rei nem um pouco pudibundo,
Queria a treva de um povo jucundo.

Detestava a alegria alheia,
Mandava matar quem era feliz em sua aldeia.
Nesta noite que me chateia,
Conto a história desse Rei que o demônio arreia.

Seus tímpanos doíam ao som musical,
Cobria de algodão o seu ouvido do mau.
Primeiro, proibiu a tocata de músicas em bares e restaurantes,
Logo após, em shows e autofalantes,

Proibiu a apresentação de artistas em rádios e televisão,
Proibiu ao maestro fazer a sua apresentação.
Música estava proibida de ser ouvida,
A alegria foi-se embora, era pra ser esquecida.

Não contente com esta proeza,
Aumentou sua malvadeza.
Em autos fornos mandou incinerar todos os instrumentos musicais,
A arte ficou muda, a música não existia mais.

Queria a treva. Queria a tristeza.
A alegria foi-se embora na correnteza.
O capeta na sua ligeireza,
Travestiu em humano realizando a sua proeza.

A liberdade ficou no passado,
O livre arbítrio foi massacrado.
O direito de ir e vir foi dilacerado,
O sorriso foi degolado na guilhotina do pecado.

Sorte que foi só sonho,
Por alguns minutos fiquei tristonho.
Mas nada é impossível, eu suponho,
A vigilância deve ser constante, mesmo em sonho, eu proponho.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

SUA FALTA EM MIM...

Sua falta em mim
É o caminho que não leva,
É a dor que não sara,
É a viagem de pau de arara.

Sua falta em mim
É o céu sem estrelas,
É o olhar de sobrancelhas.
É o Telhado sem telhas,
São óculos nas orelhas.
Sua falta em mim

É o tempero sem aroma,
É o Papa sem Roma.
É a noiva sem amor,
E o altar sem seu Pastor.

Sua falta em mim é
O sorvete que derreteu,
A esperança que morreu,
A tristeza que venceu.

Sua falta em mim é
A chuva que não cai,
O viajante que não vai,
É o justo que trai.

Sua falta em mim é
A neve sem brancura,
É o amor sem ternura,
É a água sem fervura.
É o cálice da desventura.

Sua falta em mim
Não tem rosa, não tem jasmim.
É vermelho no boletim,
É o elefante sem marfim.

Sua falta em mim
É o pássaro na gaiola,
O rico pedindo esmola e
A igreja sem sacola.

Sua falta em mim é
O bêbado sem cachaça,
O soldado sem borracha e
O DETRAN fazendo racha.

Sua falta em mim é
O desencanto do encanto,
É o cantor que perdeu o canto.
É a igreja sem Deus e sem Santo.

Sua falta em mim é
O verde que desbotou,
É o rio que secou,
É a paz que tropeçou,
É a ganância que prosperou.

Sua falta em mim é
A guerra sem razão,
É o crime sem perdão,
É o revoar da multidão,
É o caminhar na escuridão.

Sua falta em mim é
Um cínico riso,
O rancor no sorriso e
A desgraça de sobreaviso.

Sua falta em mim é
É o sonho sem utopia,
É o amor sem melodia,
É o beijo com alergia,
Um lar sem afeto e
Um teto sem garantia.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

A Amizade de um amor a dois
Um amor a dois nasce de uma amizade, se constrói pela amizade e só termina quando acaba a amizade.

Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

⁠ESTAR AO SEU LADO
Quero estar ao seu lado,
No frio gelado de inverno,
No calor escaldante de verão.
Quero saborear contigo as frutas do outono,
Fazer-te bela como as flores da primavera.
Quero ir ao seu encontro,
No seu coração fazer ponto.
Quero dar o lenço ao seu pranto,
Afagá-la com carinho e acalanto.
Quero motivar o seu riso,
Quero bordar dobrinhas no seu sorriso.
Quero dar luz ao seu olhar,
Criar asas e ensiná-la a voar...
Quero entregar-lhe, por inteiro, os meus braços,
Ir pra dança sem sair do compasso.
Quero dar-lhe a segurança das estrelas, no espaço,
Ampará-la com o laço do abraço.
Quero sussurrar-lhe palavrinhas aconchegantes,
Deixar em seu coração, uma Lembrança boa, marcante.
Quero vê-la feliz e radiante,
Quero ser seu par, seu amor e seu amante.
Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

⁠TODO SEU
Sou cobertor no frio da noite calada,
Sapatos no pedregulho da estrada trilhada.
Sou remédio para sua dor,
Sou seu escudo, manto e protetor.
A beleza das estrelas me intriga,
Engraçadinhos que te olham, quero briga.
O dia me presenteou lindo e ensolarado,
Exibindo seu belo corpo, malhado e molhado.
Curvas perigosas,
Subidas prazerosas.
Posto que é rosa,
Desavisados querem prosa.
Sou todo seu no outono,
E nas outras estações do ano.
Sou todo seu, sem engano! ...
Élcio José Martins

Elcio Jose Martins
Inserida por elciojosemartins

⁠O AMOR QUER CHAMA
O amor quer o brilho do sol,
O calor do lençol,
Um riso colorido,
A cor do Ipê florido,
O amor quer chama,
Nada que engana.
O amor quer luz irradiante,
Um fogo vivo e constante.
O amor quer a cascata de espuma,
A neve em pluma,
A lua como testemunha
O amor se atreve ao forte,
Num coração como suporte.
Para quem ama, não há distância entre sul e norte.
Élcio José Martins

Elcio Jose Martins

⁠A casa da vovó e do vovô.
Quando aqui chegar, encontrarás um harmonioso lar, terás conforto, carinho e muito amor. As portas do coração se abrirão para recebê-lo.
Nosso lar é construído com a cal do afeto, com os tijolos da harmonia e com o cimento da paz.
As portas estarão sempre abertas...
Aqui encontrará carinho, fraternidade e respeito;
Sentirá pureza D'alma;
Receberá o abraço com um laço de ternura;
Aqui terá brincadeiras livres e sem culpa;
Aqui poderá pedir a comida ao seu gosto;
Aqui poderá saborear as frutas, apanhando-as;
Poderá subir na árvore e colher a fruta mais gostosa;
Comerá bolo de chocolate, roscas, biscoitos e pão de queijo;
Comerá pamonha, mingau e milho assado;
À tardinha, comerá pipoca, pé de moleque e doce de leite;
Beberá o leite da vaquinha Mimosa;
Comerá o ovo da galinha pintadinha;
Ouvirá o cantar de seriemas e saracuras;
Poderá pescar no riacho;
Cavalgará no cavalinho Chuvisco;
Dará comida aos pombos, perus, angolas e galinhas;
Sentirá livre ao correr no gramado do grande quintal;
Acordará com a alegria do cantar do galo e dos passarinhos;
Aqui terá o conforto da liberdade;
Aqui terá a presença de Deus;
Seja bem-vindo meu querido neto! ...
Élcio José Martins

Elcio Jose Martins
Inserida por elciojosemartins

⁠CHOVI CHUVA AQUI NA ROÇA
Chovi chuva aqui na roça,
Chovi sem cessá,
Vai dizê pra minha flô,
Que é tudo dela o meu amô.
Chovi chuva aqui na roça,
Chovi sem pará,
Aqui na roça tá sequim pra daná,
Si ocê num vié logu, a cumida vai fartá.
Chovi chuva,
Choví pras pranta moíá.
Aqui na roça nois qué ficá,
Si ocê num vié logu, as veis nois tem qui mudá.
Chovi chuva no arrozá,
Chovi divagá pras pranta num istragá,
Nois tem que alimentá a humanidadi,
Num chuvi só aqui, moía tamém o arrozá do cumpadi..
Chovi chuva,
Chovi aqui e tamém da banda di lá,
Num dechi a secura duminá,
Pra ajudá inté já coloquei umas vela pra quemá.
Já pidi pra Santa Barba,
Qui nois qué qui se vem logu.
Nois crê muito na santinha,
Achu qui loguim se vai moía nossa prantinha.
Brigadu Santinha!
Vem logu, chuvinha.
Nois agradeci bastanti si ocê vié.
Si num tivé coeita nois num vai arrumá muié.
Élcio José Martins

Elcio Jose Martins
Inserida por elciojosemartins