DiCello

1 - 25 do total de 138 pensamentos de DiCello

De verso
... e alma
Eu escrevo poesia
para ti meu amor
És minha alegria
minha vida
aquela intensa
e delirante paixão
Tudo é belo em ti
As linhas e curvas
o teu olhar
aquele sorriso do coração
Tudo se torna poesia
ganha o tom certo
quando o poeta
se utiliza da sua amante
da sua musa
como principal inspiração
Suspiro bem fundo
sentindo desejos
a me deleitar
com tua mansidão
Escreverei-te poemas
poesias em paz
pela eternidade
de nossos seres
Vidas e vidas
com amor e paixão
(30/07/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

Barra Velha

Caminhando pela praia....
nesta orla deste meus Estado
Sim, em Santa Catarina
onde o mar a seduz
serpenteando com suas linhas
linda beleza sublime
Barcos ao largo da baia
gaivotas e outras aves marinhas
na calmaria, rara beleza
As ondas se chocam
arremessam-se no costão
e nas branca areias
Um cheiro único de maresia
completam essa paisagem
Esse belo mosaico
da mãe-natureza
É um lugar belíssimo
fica bem situado
encrustrado ao norte
desta Bela e Santa
eterna Catarina
(30/07/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

Onde eu moro... tem DNA

Tem praia... serra... campos
muita cultura européia... infinitas belezas
natureza exuberante... sublimes contornos
paisagens bem desenhadas
esculpidas pela mãe-natureza
Nasci, moro aqui neste rincão
chamado de Santa Catarina
onde suas belezas
elas simplesmente me inspiram
Me trazem a mente suas sutilezas
e até hoje mantém a essência
Arraigada ao povo
tem no seu DNA trabalho
e muitas certezas
(30/07/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

Mais um dia de espera

A vida é feita pelo tempo
basta-nos saber usar ele corretamente
Os pessimistas vão dizer
que é menos um dia no calendário da vida
Aos otimistas vão reverenciar
todos os aprendizados de um novo dia
Dia após dia.... o relógio não volta
nem mesmo para, quando o coração pulsa
Ele é uma maquina vibrante
dando vida... energia aos nossos passos
neste atual caminhar
Quantos passos já demos
é inimaginável pensar
Sublime presente divino
neste mundo, cada universo é impar
(31/07/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

Retidão

Existe tempo para tudo
Tempos de solidão são para ajeitar
reorganizar as idéias
planejar os novos caminhos
O tempo passa devagar
basta-nos ter fé na alma e no coração
Entender que devemos faze-lo
é o primeiro passo para aceitação
O que fazer, devemos assimilar
que o silêncio nada mais é que trégua
para as atribulações da vida
Pessoas vão ao Tibet... vão a Índia
na busca desta introspecção
Sejamos monges... amemos a vida
saiamos desta vida de atribulações
Assim devemos estar
mas que tenhamos Deus no coração
Fé, amor e sublimação
Tenhamos a certeza que nada é acaso
é presente divino, mesmo que pareça punição
(09/08/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

O todo

é nele e com ele que desejo travar as batalhas
as lutas mais intensas... em vorazes sensações infames
delirantes desejos de cumplicidade salutar
O meu corpo deseja o teu, para unicamente amar
um ato puro e simples... em dias e noite de paz
apaixonado por ti, é assim que eu quero estar
(07/08/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

Aventuras

Viajar de mochila nas costas
com um pouco de tudo... mas nada absurdo
Gosto de conhecer cidades, novos lugares
ouvindo outros idiomas, interagindo
vivendo o dia daquela localidade
Viajar para mim é observar, é vivenciar
é mergulhar na história daquele lugar
muitos dos lugares que estive
fui para ver aquilo que aprendi
nos bancos escolares
Viajar é aprender... é absorver cultura
é promover mudanças no meu jeito de viver
assim caminho pelos lugares
onde aconteceu a história
Viajar é me entorpecer com as belezas
com a arte, a natureza... as construções
Sim, sentir a atmosfera daquele lugar ímpar
Viajar é para mim, poder viver
Fui a Portugal, a Espanha, ao Marrocos
estive em Igrejas seculares... em Castelos
em lugares impregnados de história
Caminhei por ruelas carregadas de mistérios
estive na Terra do Fogo, ao sul da Argentina
um belo lugar, colossal
em na cidade perdida dos Incas
Cusco ficou conhecida como o centro
o umbigo do mundo , símbolo da força
do poderio organizado sendo pré-colombiana
Recentemente fui á Montevidéo
capital oriental do Uruguai...
E assim, eu conto as minhas aventuras
Beleza rara e pura
(10/08/2018)

DiCello
Inserida por DiCello
1 compartilhamento

Lembrei agora
quando te despi pela primeira vez
comecei pelos sapatos
depois abri o botão e o ziper
da tua calça jeans
Me deleitei ao ver as linhas
as curvas do teu corpo
Abri teu belo sutiã negro
com um bordado de rosas vermelha
E a calcinha, ela eu também tirei
Mergulhei de boca
e senti teu corpo reagir
num insano frenesi de prazer
Dedilhei tua mansidão
Teus detalhes e entalhes sedutores
sublimes foram as sensações
as mil eu uma vontades
Com cumplicidade te abracei
cravei meu ser em ti
E nos completamos loucamente
fizemos amor com volúpia
com loucura e prazer!
(DiCello, 12/11/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

Vou te escrever
A minha percepção
Aquele jeito de ver
Traduzo teu ser
Em simples palavras
Nas quais entorpeço
Ao ver a imagem
Linhas... detalhes
Tua silhueta
Me inspira a escrever
Vou ser franco
Teus encantos seduzem
Os meus olhares
Observo-te ao longe
Sempre, todas as vezes
Quando te encontro
Vejo a tu’alma
Um oceano de mistérios
Vejo nas profundezas
Deste teu radiante
Teu belo olhar
Poucos, até hoje
Conseguiram enxergar
Tatuada nas costas
Tens os sons dos ventos
Poucos conseguiram-te ouvir
Perceber teu chamado
A beleza que reside
Que esta instalada no coração
(06/12/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

Chegarei em breve
as terras de Espanha
firmei meus pés lá
Caminhei em direção a alfândega
Pude sentir o clima frio
Me senti voltando para casa
Sim, como da primeira estada
ha pouco menos de 18 anos
Voltei alguns outros anos
vou sentir minha cidade
minha terra-mãe
(DiCello, 07/12/2018)

DiCello
Inserida por DiCello

Bendito seja o fruto
Usufruto que adoro provar
Tão delicioso e carnudo
Ouro-bruto, riqueza
Sedutora tentação deste ser
Não sou douto das letras
Escrevo apenas pela natureza
Meus sentimentos
Encantos e redutos do teu ser
Sou homem, um poeta
Um produto deste meio que vivo
E não refuto, mas luto
A dor é meu tributo
Escrevo sobre o belo
Escutando meu coração
Pedindo salvo-conduto
Para te desejar
Imputo minhas vontades
A forma de ver a vida
Meu legado... é usufruto
Que deixarei para o universo
Aceitar ou refutar
(11/02/2019)

DiCello
Inserida por DiCello

Aí você olha...
Olha bem mais de perto...
Olha os detalhes...
O universo...
Um belo sorriso...
Um olhar perdido...
Sorrisos... Alegria...
Paixão...
Tão belo o momento...
Uma luz invade o meu ser...
Que escreve...
Transcreve a visão...
A beleza da tua mansidão.
Pura inspiração.

DiCello

Um véu...
aquela dança
teus contornos
detalhes
posso poetizar
Te eternizar como musa
dança para mim
a dita dança do ventre
Inflama o meu imaginar
Enfeitiças este ser
a te escrever
Meus versos, as rimas
a poesia que vou equalizar
por toda a vida
Daqui até um lugar
momento ímpar

DiCello

Doutor das minhas faculdades
Eu escrevo, redijo minhas sensações
são delírios, aqueles momentos,
passagens e também observações
Eu entalho meus escritos
minhas poesias com alma e emoções
Meu pulsante e acelerado coração
guarda segredos, anseios e sublimações
Delirante desejo... tesão
um universo de infinitas paixões
(11/02/2019)

DiCello
Inserida por DiCello

São tantos
infinitos infortunios
aqueles que tiram
que nos tiram
nos conduzem a caminhos
que o destino vai traçar
Apesar das dores
quem vê de fora, não sabe
não tem como
no lugar do outro se postar
Sou errante peregrino
caminho sem fim
daqui até o infinito
Esperando as coisas
tudo aliviar
(14/02/2019)

DiCello

Eis a poesia
Que vem e fica
Invade a alma
Possuindo a mansidão
Delirios e desejos
Cumplices sensações
Aquelas que tocam
Que abraçam meu ser
Não sou de lata
Nem mesmo de ferro
Sou homem
Aquele que sente… vibra…
Amo as emoções
Desejos a flor da pele
Infinitas percepções
Amo o amor
E suas contradições
Quero você
Para que ecoem
As inspirações
16/02/2019

DiCello
Inserida por DiCello

Ah, teus olhos
Eles me seduzem
Induzindo a querer-te
Com volúpia louca
A flor da pele
Desejos invadem
Atiçam a imaginação
A fantasiar um beijo
A fusão de nossas bocas
Cheias de anseios
(08/03/2019)

DiCello
Inserida por DiCello

Lindas esculturas humanas
Linhas e sinuosas curvas
Desejo a flor da pele
Sensações que verso…poetizo
Aquilo que faço bem
Que é observar teus contornos
Mulheres são inspiração
Com ímpar sedução
São obras de arte, inspiração
para quem consegue ver
A beleza é relativa
e, também pode ser ímpar
A qual vou eternizar
ao escrever sobre cada uma
as poesias vou escrever
(DiCello)

DiCello
Inserida por DiCello

Tenho saudades
Das tuas mãos
Me fazendo carinhos
Percorrendo meu ser
Desejo saborear
Provar o mel
Dos teus labirintos
A flor da pele
Infinitas sensações
Loucos delírios
Amar você é sublime
Não cesso de imaginar
Inspirar em você
(23/03/2019)

DiCello
Inserida por DiCello

Daqui a 50 anos
Se eu ainda conseguir ler
vou lembrar o seu nome
e vou lembrar
Relembrar dos momentos
Aqueles que passamos juntos
Alguém me lerá
Os versos, as poesias
Que dediquei a você
Vou sorrir
Pois saberei o que vivi
(23/03/2019)

DiCello

Ah, esse tal de amor
Tão escrito por Neruda
E, também por Quintana…
Drummond e tantos outros
Eu mesmo sou um fiel seguidor
Acredito em sua existência
O amor só o é
Só é verdadeiro
quando os amantes
moram um no outro
Com desejo e paixão
Amor… é flor …
e beleza no coração
(23/03/2019)

DiCello
Inserida por DiCello

O que eu quero ouvir de você
não poderei mais saber, nem ouvir
Afinal, você deu um basta
pôs fim aquele belo sentimento
todos os momentos que vivemos juntos
Sentimos um ao outros, em meses
muitos meses eu tive você
Doeu mesmo, a falta das carícias
os beijos e delírios, o que dizer?!
O que pensar, tenho que caminhar
desde aquele dia, sem você
Meu coração ainda dói, as vezes
claro, que menos... cada dia menos
tenho só medo de te esquecer
Se não sabes, mas eu amei você
(24/03/2019)

DiCello

Quais são
não sei bem ainda
Algumas são visíveis
As dores, marcas
faltas infames
Não é meu ego gritando
é minh’alma
a essência que tem saudades
daqueles momentos
dos beijos, sabores
e tantos sentimentos
As sensações percorrem-me
ainda dilaceram, rasgam
sangram do meu ser
De cara lavada, abro-me ao mundo
me sinto vazio, as vezes
quem consegue preencher
são as palavras que escrevo
me fazem te sentir viva
tocando a minha pele
acariciando a mansidão
Mas eis a realidade
desta planejada vida
Abro meu coração
para quem consegue ouvir
(DiCello, 24/03/2019)

DiCello
Inserida por DiCello

Me debrucei
Sobre uma folha em branco
Dum bloco de papel
Ele eu encontrei sobre a mesa
Onde eu trabalho
Empunhei uma caneta
E, pus-me a escrever
Traduzindo meus sentimentos
Busquei nas lembranças
Algumas coisas sobre você
A qual ainda sei pouco
Vi algumas fotos
Conversamos outro tanto
Em pouco mais de uma semana
Trocamos mensagens
Num aplicativo chamado whatsapp
Escrevi sobre as impressões
Aquilo que eu vi
Outras eu percebi, observei
Chamando a atenção
Alguns detalhes
Teus olhos castanhos
Os cabelos levemente vermelhos
A pele alva do teu ser
Um corpo miúdo com belas curvas
As quais tive o desejo de me perder
Lindas saliências invisíveis
Ainda não vistas e deleitadas por mim
Só me resta imaginar
Fantasiar os entalhes, alguns detalhes
Neste meu escrito
Que é o primeiro dedicado a você
Gosto de escrever
Pois minha inspiração aflora
Na loucura da minh’alma
Sou errante passageiro
Nesta atual jornada em vim para escrever
Poesia se escreve assim
Sim, com alma, intensidade e prazer
(29/03/2019)

DiCello
Inserida por DiCello
1 compartilhamento

O maquinista anunciou
Em breve faremos a próxima parada
Terralba!!!
Quem diria que ali, naquele momento
Eu presenciaria a neve cair
Feito plumas de algodão
A temperatura marcando dois graus negativos
O minha primeira vez
Que vi este espetáculo da natureza
Eu posso afirmar, valeu
Com certeza valeu a pena viajar
Foi um presente dos céus
Mas é hora de seguir, até a próxima
O trem segue o seu destino
Aqui, em terras distantes, na Espanha
Eu gosto desta terra ela me faz feliz
(19/01/2019)

DiCello
Inserida por DiCello