DiCello

26 - 50 do total de 141 pensamentos de DiCello

Quando escrevo
reescrevo sobre você
posso sentir o cheiro
o perfume do teu ser
Incríveis ondas
sensações e vontades inflamam
atiçam o meu todo
Tenho vontade de beijar
e acariciar as linhas...
Cada curva mais saliente
aquelas que fazem você
Sua beleza radiante
inflama o meu ser
Eis que a inspiração vem
com volúpia e intensidade
e, assim escrevo sobre você
(02/04/2019)

Inserida por DiCello

Quanta saudade
Tenho saudades do cheiro
Aquele que está nos travesseiros
Teu perfume está em mim
Sinto você aqui
Fazendo comigo amor
Loucos pensamentos
Causam sensações
Delírios desta paixão
Que findou
Rasgando meu ser
Saudades, dor inimaginável
nas profundezas do coração
(02/04/2019)

Inserida por DiCello

Vi você
Meus olhos fitaram
Se prenderam aos seus
Um desejo ardente
Nas entranhas eclodiu
Sensações mil
Loucas paixões
Amor viril
(02/04/2019)

Inserida por DiCello

Vi você
Tua nudez
A mansidão revelando
As linhas,
Cada curva tua
A nudez
Deste teu corpo
minha inspiração pura
Desejos a flor da pele
Sublime aventura
Paixão crua
Tua beleza é incrível
E totalmente sua
(02/04/2019)

Inserida por DiCello

Fico embriagado
Com esse teu jeito
Teu sorriso
Seduziu os lábios
Quis um beijo teu
Um sublime desatino
Sinto a plenitude
Ao olhar para ti
Teu sorriso
Liberta os infinitos
Seduzistes meu ser
Me levas ao paraíso
(02/04/2019)

Inserida por DiCello

Me entendam
Tentem compreende
Eu não sou normal
Nem mesmo vivo
Em um mundo comum
Vivo a minha loucura,
vivo em outra dimensão
e eu não tenho tempo
para coisas que não têm alma
Escrevo para sentir paz
E, libertação no coração
Tenho amor
E, uma pulsante paixão
(01/04/2019)

Inserida por DiCello

Eu abri
O zíper da tua calça
Quero descobrir
Desvendar os mistérios
Te beijar
E te dar prazer
Tuas linhas
Lindas curvas
Quero amar
Simplesmente você
(DiCello, 03/04/2019)

Eu abro
Dia após dia
O livro desta existência
Nele eu escrevo detalhes
Escrevo fatos do meu ser
Traduzo sentimentos
Minhas perspectivas
As percepções
Os desejos
Muitas vontades
As saudades recorrentes
Tudo... meu todo eu escrevo
Minha história
Qualquer pode ler
Resta-me páginas em branco
Para que eu possa escrever
(DiCello, 03/04/2019)

Inserida por DiCello

Quantos amanheceres
Manhã de sol
Outros de chuva
Algumas centenas
Foram nublados
Houveram frios
Muitos outros acalorados
Manhã aqui na minha terra
Outros além-mar
Em terras de Portugal
E, nas terras espalholas
Que eu fotografei
E, guardarei comigo
Até o limiar dos dias
Vi amanheceres únicos
Aqueles na Terra do Fogo
Sul...extremo sul da América do Sul
Encravado num lugar dito
Como fim do mundo
Amanheci aos pés de Machu Picchu
Vi amanheceres
Que só eu registrei
Gravei pela existência
Deste ser que sou eu
(DiCello, 03/04/2019)

Inserida por DiCello

Sempre que precisares de um ombro amigo, lembre-se que tenho dois, e estão livres a tua espera.
Sempre que precisares de um abraço, lembre-se que tenho dois braços, e posso te acolher neles.
Sempre que precisares de falar sobre algo, eu tenho dois ouvidos.
Sempre que precisares de um abrigo, lembra-te dos amigos, são fiéis, e podem te acolher nos momentos depressivos.
Lembre-se, sempre dos amigos!

Inserida por DiCello

Quantas emoções
infinitas sensações percorrem
seduzem o meu ser
Minha imaginação fluí
desejaria simplesmente te ver
Neste momento
olhar-te nos olhos
observar teus movimentos
Eu, não sei a reação
mas meu desejo é beijar
e sentir tua mansidão
tocar, se fundir ao meu ser
Quero ver você aqui
como revela a canção:
[...]”Hoje preciso de você
com qualquer humor
com qualquer sorriso
Hoje só tua presença [...]
só hoje [...]”
Hoje eu que explorar
quero deslizar minhas mãos
a extremidade dos dedos
pelo teu rosto e sorriso
Me permita queria beijar
te abraçar e levar-te ao infinito
o que mais, não sei
só vou contar ao mundo
quando tiver acontecido
(07/04/2019)

Inserida por DiCello

Eu sou uma pessoa intensa
É minha natureza
Entro de cabeça em tudo
e tudo deve ser incrivelmente profundo
Não mergulho em água rasa
Adoro comer pelas beiradas.
Sou desses que se digo que faço, eu faço!
me entrego de corpo e alma
Não gosto de nada que seja mais ou menos,
meio bom, nem aquilo que dá pro gasto,
não sou de meias palavras
meu jeito, é falar o que sinto
o que desejo que aconteça
A minha intensidade
não cabe dentro de uma garrafa
Nem de rum, nem de tequila
sou intenso e gosto daquilo que me leva
me seduz a loucura, ao prazer
Sou assim, amo a volúpia
talvez seja o motivo pelo qual escrevo
Eu amo meus desejos escrever
(09/04/2019)

Segredos entrelaçados!

Tarde fria…ventosa
A chuva fininha
Fez lembrar a tua partida
Foste aquela menina
Que deixaste algo
No nosso dia a dia
Eras adotiva…
Mas eras filha…nesta e quem sabe
Foste um pequeno presente
Passageira nesta vida
Necessitaste mais carinho
Mais cuidados, mas vivestes intensa
E totalmente cada dia
A cada nova aventura, vivestes
Cruzaste os mares do mundo
Subiste montanhas
Aproveitaste o tempo
Pra marcar a caminhada de todos
Vilfredo, Heloisa…
Pierre e Wilhem
Foram e serão eternamente amigos
Pais…irmãos…filhos
Kat…deixaste para nós
Infinitos aprendizados…lições
Dentre tantas ainda a superação
E a esperança que a vida
É feita de momentos
Não importando o tempo
Nem mesmo a permanência na Terra!
(23/09/2014)

Inserida por DiCello

Eu fico
Aqui sozinho
No silêncio
De uma noite
Viro e reviro
Entendo e confirmo
Meus desejos
Aquelas saudades
Que me ferem
Até hoje
Melhor quando estou só
Pois choro
Enxarco os lençóis
Tais são as emoções
Meus delírios
Penso neste caminho
Onde estou hoje
E que escolhi para ser meu
Ser meu abrigo
Errei muito
Por orgulho e arrogância
Mas quis o melhor
Pensei que seria mais leve
O fardo que carrega
Suplico as alturas
Que traga leveza
Ao meu infinito
(12/04/2019)

Inserida por DiCello

Quando eu sinto
Que a dor vai chegar
Me recolho
Fecho meus olhos
Revivo momentos
Me tranco no meu mundo
Empunho uma caneta
Escrevo palavras
Numa folha de papel em branco
Traduzo sensações
Sentimentos e emoções
Que minh'alma revive
Dores que ardem
Nos meus escritos
(DiCello, 11/04/2019)

Inserida por DiCello

As vezes
Muitas e muitas outras vezes
Quando faltavam palavras
Eu me detinha a observar
A prestar atenção
Nos detalhes
Em cada entalhe
Tua mansidão
Essa tua silhueta
Atiça minha inspiração
E, assim passo a escrever
(DiCello, 11/04/2019)

Inserida por DiCello

Tem pessoas assim:
Se camuflam com plasticas
Mas na essência
Tem a pele enrugada
Tem o contrário
Cada um usa a máscara
Que mais lhes convém
Minha beleza não é rara
Mas tenho amor
Nas profundezas do meu ser
Sou poeta
Escrevo para mim
E também para você
(DiCello, 11/04/2019)

Inserida por DiCello

Olhe
veja os meus olhos
traduza o que digo
o que expresso
Se sinto paixão
aquele desejo,
minha face demonstra
traduz esse prazer
Fazendo teus olhos
serem hipnotizados
e mergulharem nos meus,
Funde-te a mim
meus olhares
nossos corpos e almas,
alcançando juntos
unindo o êxtase dos sentidos
e uma profunda sublimação
alegria no coração
que pulsa sem cessar
num frenesi de agitação
(12/04/2019)

Inserida por DiCello

Gostaria de ser mais
muito mais que uma peça
aquela que completa
e encaixa num quebra-cabeça,
Uma chave a qual abre
e pode também trancar a fechadura,
o número certo do calçado,
Aquele guarda-chuva
que se utiliza para chuva
e para os dias de sol intenso
Gosto de completar, pertencer,
e assim me encontrar, me perder
Se não serve, não adianta insistir.
Para ser perfeito, tem que se ajustar
de uma forma bem precisa
(12/04/2019)

Inserida por DiCello

Quando eu me lembro
relembro dela nas vezes
tantas e infinitas
quando nos beijamos
perdida e loucamente
Tudo ... tudo o que vejo
vem a mim... invade
faz meu coração disparar
Sem dúvida... me deleito
com essa cara linda
essa face angelical
Teu sorriso revelasse
satisfação e volúpia
um desejo matinal
feito um aqueles dias de outono
em que, na estrada, na praia
o vento assovia sem cessar
faz revoar as folhas que caem
as folhas daquele papel
onde eu acabei escrevendo
meus profanos delírios
aquela saudade dolorosa
que me faz todo tempo a ti lembrar
Dói demais, arde... queima
queria simplesmente te beijar
(18/04/2019)

Inserida por DiCello

Neste belo cenário
eu me deparo com um sonho
um delírio do meu imaginar
sim, só lembro de você
Relembro das vezes em que estivemos ali
e que não cessamos de observar
Tantas belezas, os momentos
os instantes de amar
Paixão, desejo teu ser é ímpar
faz meu coração acelerar
Lembranças vem e vão
sinto o meu todo extasiar
(18/04/2019)

Inserida por DiCello

Te imaginei...
Fantasiei as linhas
A silhueta e a alma nuas
Observei cada detalhe
Cada entalhe
Uma a uma as curvas
A pele naturalmente bronzeada
Na cor da carne de caju
Mulher madura
Belíssima simetria
Que me fascina
E, assim me inspira
A escrever linhas e mais linhas
Desta nova poesia
Mulher, suspiração divina
(25/04/2019)

Inserida por DiCello

Desta Terra cheia de graça nada vai sobrar
Nada mesmo, ninguém sobrará para nos contar
Paremos já, neste exato instante de desmatar
Não podemos esquecer nunca
Que algum dia vamos regressar
E aí?! O que sobrará de nós?! Cinzas, dores e dissabores
Apenas desgraças e destruição
Nosso belo Planeta não pode acabar
Nem mesmo o amor, tudo será nada
E absolutamente nada seremos nós
Até o vento que sopra do mar, vai destruir
O sol... vai nos aniquilar
A vida será diferente... muito mais difícil
Será esquisito voltar para cá
Tudo...todos será extinto...
O verde, o azul... o branco ao pó retornará
Nossos rostos serão apagados
Desta nossa caminhada, que aqui jaz!

Inserida por DiCello

Quão bela és tu, mulher
Tuas curvas e linhas
Nelas perco o meu olhar
Passo a observar os detalhes
Os entalhes sedutores
A sutileza da cor
Que tem na essência
O sabor da carne de caju
Delirantes sensações
Ímpares desejos
Poesia que eu escrevo
Com o meu pulsante coração
És tu, unicamente tu
A quem eu escrevo
Tais linhas e versos
(24/04/2019)

Inserida por DiCello

Que seja eterno
Esse nosso amor seja sincero,
Que tenhamos muitas risadas juntos,
muitos beijos, abraços,
todo afeto do mundo,
E, as palavras sejam traduções
espontaneas das nossas almas
Que tenhamos carinho,
e o caminho mais leve
com a cumplicidade dos nossos seres
Beijo na testa, na boca
muitas brincadeiras, loucuras boas
Que nós sejamos eternos,
com a alma e com o coração
e tenhamos paz e paixão
todos os dias da nossa caminhada
Quero escrever sobre nós
enquanto eu puder fazê-lo sem dor
até o limiar do pulsar deste coração
que almeja ser eterno
(26/04/2019)

Inserida por DiCello