Carvalho, J.

Encontrados 23 pensamentos de Carvalho, J.

"Depois de elaboradas formas de negar o meu amor por ti, notei que o teu amor vivia em mim. Assim: de um jeito fácil e simples."

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

"Você era pra ser um poema escrito numa noite quente
Lembrando do quanto aquele dia fui inconsequente.
Você era pra ser só uma lembrança boa
De um sábado divertido no aniversário de um amigo.
Você era pra ser aquele alguém que a gente cita
Numa conversa descontraída
Lembrando aquele dia em que estava louca e desinibida.
E eu não consigo perceber
Em qual momento você passou a ser:
A xícara de café na cama,
Admirando meu pijama.
A terça-feira chuvosa,
Voz de preguiça e palavras amorosas,
Depois daquela segunda-feira maravilhosa
Que antes da tua chegada era tediosa.
Você era pra ser só um motivo
Para escrever sobre um dia atípico
Um poema qualquer e sem sentido.
Mas sem perceber, mesmo parecendo clichê
Hoje você faz meu coração arder.
Você era pra ser só um desconhecido
Com a possibilidade de se tornar um amigo
Mas não sei o momento preciso
Que você passou a receber todas as noites o meu beijo e meu sorriso.”

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Dedicado a Tatiana Brits,
minha amiga inspiradora.

“Tatiana,
É só conhece-la e você já se apaixona.
Se apaixona pelo olhar, pelo jeito singular, e até mesmo pela forma de caminhar.

Mesmo com tantas palavras,
A sensação é que o meu vocabulário é escasso,
Pois ao tentar defini-la, eis aí um fracasso.

Batalhadora, inteligente,
Conquista qualquer um sua personalidade contente.

Tatiana,
É fonte de inspiração
Mas tome cuidado,
Ela pode ser sua perdição.

Riso frouxo, brilho no olhar
Coração tão lindo que chega a invejar.

Tatiana,
Chegou de mansinho e conquistou minha atenção
Dizem que é uma “amiga de copo”,
Mas por tanta admiração, cativou meu coração.

De todos os sentimentos, o maior é gratidão
Por ter feito da nossa amizade sem noção
Um amor de irmã que se eternizou em meu coração.”

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

De repente
No meio desse mundo doente
Eis que surge naquele abraço,
Um laço nunca antes encontrado.

E no meio da escuridão
Um desconhecido rouba teu coração
E faz da solidão
Um caminho de emoção

E quero senti-lo, e sinto, e tenho
Em cada vão momento
E tanto, e muito
Quero ver teu riso
Ouvir o teu canto
Sentir o teu cheiro, teu encanto

E mesmo com todos receios, porém, inteiro
Fica. Só fica
Faz morada na casa, na cama, na alma.

Seja cumplice, amigo, amante
E seja, só seja. E fica.
Eu juro que serei contigo, tudo o que quiseres ser comigo,
Permitindo que faças da minha alma teu abrigo.

E assim, na nossa perfeita sintonia
Enxergamos que a nossa sincronia
Fez de um mundo doente
Um lugar um tanto quanto mais decente.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

“Sempre desejei um amor tranquilo
Mas ainda não havia conseguido alcançar aquilo.
Aquele amor que chega de mansinho,
Sem causar transtornos, quietinho.
Até o dia em que você chegou,
E com esse seu sorriso me encantou.

Ao te olhar eu não podia imaginar
O quanto esse teu jeito ia me encantar.
Não me causou a sensação de borboletas no estomago, nem fez meu coração acelerar
Igual nas comédias românticas em que eu costumava acreditar
Mas eu preciso confessar:
Me fez sentir estranhamente a vontade ao te ver acordar.

O amor chegou no momento que vi
Os seus olhos sorrindo pra mim.
E minha vontade era conseguir te desenhar
Na tentativa de algum jeito conseguir te guardar
E na minha vida te fazer ficar.

Você se transformou naquela música da minha banda favorita, que eu te fiz gostar,
Aquela que eu ouço toda hora,
Lembrando da nossa trajetória.
Gosto daquela parte que diz que a nossa história
Não tinha intenção de se se cruzar agora
Até que você povoou minha existência e imaginação
E se tornou minha inspiração.

Você chegou sem a intenção de ser amor
E afastou de mim toda aquela dor.
Você chegou e sem se esforçar
Me fez querer ficar.
No meio daquela escuridão que me assombrava, rapaz
Você se tornou a luz que me traz paz.”

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento

Para o homem que é dono do sorriso mais lindo que já conheci:

Hoje o dia poderia amanhecer nublado
E ainda assim sentiria meu coração ensolarado.
Teus olhos verdes brilhantes e o sorriso descolado,
Me despertam o desejo de permanecer ao teu lado.

Tentei esconder em mim (e de mim) tudo o que tu me fez sentir,
Mas quando sinto tua pele na minha, meu coração vem me desmentir.
Tua respiração ofegante, teu colo aconchegante,
Fazem com que eu inteiramente me desmanche.

Outrora tentei fingir,
que você não causava nenhuma sensação em mim.
Hoje eu preciso admitir
Que teu sorriso me faz sorrir.

Meu coração está cheio de sentimentos bons por ti
E estou disposta a assumir
Desde que você prometa sempre me divertir.
Porque independente do que venhamos a sentir
Desejo que nossa amizade nunca deixe de existir.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Quero voltar,
Para aquele dia em que me fez viajar
No teu quarto,
com os lençóis desarrumados.

Quero voltar para aquele momento
Que senti teu toque e teu beijo intenso.
Quero aquele amanhecer de novo,
O aroma do café com cheiro do teu corpo.

Quero com força,
Tuas mãos quentes
Deslizando em mim novamente
Me fazendo gemer intensamente.

Quero teu querer,
Que me faz estremecer.
Quero teu jeito eloquente
Que me arrepia e invade minha mente
E consente com o prazer que meu corpo sente.

Quero você, quero nós,
Quero teu encanto
Pelos cantos,
Ouvindo tua voz surrando em meu ouvido feito um canto.

Quero você por inteiro,
Livre e sem receio.
Quero te reencontrar,
E todo teu corpo beijar.
Quero teu sorriso sedutor,
E sentir tua pele na minha sem nenhum pudor.

Quero voltar
Nem que seja só para te admirar,
Ao adormecer, ao luar
E novamente ao amanhecer, quando acordar.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Eu cultivo em meu coração dois amores,
São duas belíssimas flores
Elas têm sorrisos encantadores.

O meu primeiro amor,
É o que sem nenhuma obrigação me criou com primor
E com toda dedicação de uma mãe me cuidou.
Entre tapas e beijos,
mais tapas do que beijos,
nosso amor se formou.

Ela não é como a maioria,
É fonte de fortaleza e sabedoria.
E quem imaginaria
Que hoje em dia eu diria:
Meu sonho é ter a pureza do seu coração, minha Naninha.

Meu outro amor
é a flor mais bonita que já vi
Ela reluz em qualquer jardim
Personalidade forte e carinho sem fim
Ela é tudo pra mim.

Ela é mistura de música com poesia
Exerce a função de amiga com maestria,
Ela é meu refúgio do caos do dia a dia.

Essas são minhas flores,
O mais puro de todos os amores
O sincero, o mais belo, o eterno.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Eu só queria uma explicação
Quando foi que mundo se transformou nessa confusão?
Onde a doença do século é a depressão.
Aqui o status social é condição,
A vida se tornou uma competição.
Mas na rua irmão, os irmãos não tem opção,
Imagine a aflição de não ter condição pra comprar um pão.

Eu ainda sonho com a transformação,
mas de que vale a minha opinião
Se o que sociedade atual impõe é somente a ambição?
Não importa tua boa ação
Tudo que que tem importância é se tem o cifrão.

Seu sorriso vale mais que um diamante, dizia o chorão
Mas isso é só um bordão
Quem, nos dias de hoje, leva os sorrisos em consideração?
Bonito seria se essa frase não fosse em vão
E se o ego não nos fizesse viver numa ilusão.

Talvez a desigualdade deixe de existir
Quando o mundo perceber e insistir
Que a simplicidade é a máxima sofisticação,
E que toda essa pressão é em vão,
Só nos traz solidão
Paz de espírito e equilíbrio é o que nos traz felicidade, irmão.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Depois de todos os desencontros
Que houveram nos nossos encontros
Enfim, você veio exclusivamente ao meu encontro.

Não foi só mais um primeiro encontro,
Como tantos outros,
Entre tantos desencontros,
Encontrei nos teus braços
Um atípico abraço
que me fez permanecer de um jeito fácil
feito um laço.

E nesse entrelaço
Me desmanchei em teus braços
E enquanto caminhávamos, vi você seguindo meus passos
E senti meu coração acelerado depois daqueles beijos devassos.

Você me fez viajar,
E tive a sensação que ia voar,
Senti tua alma vindo a minha encontrar.

No fim do encontro
Percebi que tivemos vários encontros
Naquele único encontro.

O encontro foi de corpos, de almas e nos fez enlouquecer
Tão intenso que nos fez esquecer
Que bem em breve chegaria o amanhecer.

De tudo o que tenho para te dizer,
O mais importante é que jamais vou esquecer
Daquela quinta-feira ao anoitecer,
Foi o dia em que você fez pela primeira vez
meu corpo inteiro estremecer.

Te quis, e quero,
E eu espero
que você volte para os meus braços sem receio.
Será que o beijo no olho, no nosso encontro interveio?

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento

De todas as pessoas do mundo, eu não escolhi você. E nem você me escolheu.
Chega a ser cômico: tão perto, no mesmo mundo, e vivendo em diferentes submundos.
Aniversário de um amigo em comum, eu tinha 14 anos, estávamos na mesma festa e provavelmente você nem me notou.
Eu te observei rapidamente e depois esqueci que te vi.
Posto de gasolina na esquina da minha casa, nos entreolhamos, você como sempre lindo e vestido de camisa branca, guardei na memória, segui e no dia seguinte nem lembrei que o vi.
Mas sempre te observei, nesses e em vários (des)encontros desses que tivemos ao longo da vida.
Até que...
Janeiro, quinta-feira de verão, eu com 24 anos, a noite estava quente, seu sorriso exibido, chegando todo lindo no meu bar preferido.
Cerveja gelada, risadas e um papo sem fim. Pra terminar a noite: sua cor favorita? Um cantor? Um autor?
Que vibe!
Luz do luar, estávamos feito adolescentes, sentados na pracinha, com beijos intensos e quentes.
Fiquei imersa nos teus braços e me encaixei naquele abraço.
Guardei aquele momento na memória, se daqui a algum tempo seguirmos caminhos opostos, saiba que aquele dia ficou marcado na minha história.
Amigos em comum, lugares em comum. E, nunca, nem nos meus melhores sonhos, imaginei que teríamos essa infinidade de coisas em comum, além dos locais em que vivíamos nos esbarrando. Jamais imaginei que dentre todas as coisas comuns, descobriríamos as incomuns e decidiríamos por torna-las comuns.
Pizza ou Japonês? Juro me esforçar pra comer massa, se você me levar pra comer sushi pelo menos uma vez ao mês (rs).
Iniciamos assim nossa amizade, que veio colorir o preto e branco da nossa rotina. E diante de toda nossa empatia, percebemos o quanto entre nós havia sintonia.
Você chegou na minha vida num tom tão bonito que parecia uma sinfonia, até me fez escrever uma poesia.
Tem uma frase que diz assim:
O universo une versos tortos, feito eu e você, que, na hora certa, fazem a mais bonita rima.
Guardei pra você.
Hoje, gratidão é o maior sentimento do meu coração,
por viver de forma louca e segura todas as aventuras que nos trazem esse turbilhão de emoção.
Termino te fazendo uma pergunta: É sério que só tem uma semana que de fato te conheci?
Parece que esse sorriso é o mais familiar que já vi.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento

“Eu gosto de gente.
Gente alegre, gente que sorri sem motivo, que é vibrante mesmo durante a tempestade.
Gosto de gente que sabe ser gente de verdade.
Gente que sente e que faz sentir, seja lá qual for o tipo de emoção.
Gosto de gente que tem riso frouxo, gargalhada alta. Gente que não tem vergonha de ser feliz.
Gosto de gente que faz bem pra alma, pra mente, gente que faz bem pra gente.
Aquele tipo de gente que faz tão bem pra gente quanto cheiro de terra molhada.
Gente que exala um perfume tão bom quanto o aroma de café quente numa manhã chuvosa.
Gente que se importa. Que demonstra o que sente. Gente que abraça, que xinga, que chora.
Gente que bate quando tem que bater, mas que faz questão de assoprar porque tem dó de ver arder.
Gosto de gente que tem garra, e que de tanta determinação, te faz ter vontade de ser determinado também.
Eu gosto de gente assim, que me faz querer ser o melhor de mim.
Você é esse tipo de gente, que faz bem pra qualquer gente.
Até quem não é tão gente boa quanto você,
fica contente quando te vê.”

Carvalho, J.
2 compartilhamentos

Numa segunda-feira despretensiosa
Eis que surge uma surpresa daquelas preciosas.
Veio acompanhada de um pôr do Sol tímido
Que estava escondido
Entre aqueles edifícios cumpridos.

Surpresa de pele morena,
Colo aconchegante que encaixou sua pequena.
Senti a brisa do teu cheiro
Que me invadia por inteiro.


Quase toquei tua alma
Por uns instantes me senti calma.
No minuto seguinte meu coração acelera
O toque dos nossos corpos me altera


A surpresa foi tão boa que me fez viajar
Relaxei até ter a sensação que ia voar
Um diálogo interessante e descontraído
Só não era mais atraente que seu sorriso.

A sintonia existiu como as estrelas ao Luar
Quando juntas decidem brilhar
No corpo, no toque e no olhar
Pude sentir tua mente vindo a minha encontrar.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Mulheres são seres assustadores, elas tem vários dons especiais, todos encantadores. De forma
Única executam todos esses dons com maestria, ouso dizer que em forma de gente, elas são pura poesia. Cuidam do
Lar mas não deixam de trabalhar. São tão capazes, que Deus deu a elas o dom de outra vida gerar, e mais ainda, conseguem a essa outra vida alimentar.
Habilidade e agilidade são adjetivos que estão presentes no dia-a-dia de qualquer mulher. É impossível não admirar, elas
Encorajam a humanidade com tanta força de vontade. Elas se falam no olhar, mudam de assunto e o homem nem consegue notar.
Responsáveis pelo lar, por fazer o filho parar de chorar, para o marido cozinhar e no horário do trabalho chegar.
Eis aí mais um dom, elas nasceram para cuidar. E por todos esses dons, foi escolhido um dia para lembrar que os outros 364 também se deve comemorar.
São elas, delicadas e amáveis, românticas e impacientes, fortes e valentes, as mulheres são a inspiração que tornam o rotina mais contente. Feliz nosso dia!

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento

Eu gosto de você.
Gosto do jeito como olha para o meu cabelo bagunçado com nenhuma admiração. Quase ouço você dizer “ajeita esse cabelo” só pela forma que você olha.
Gosto do formato da sua boca, gosto especialmente quando você está dormindo, a combinação dos seus lábios com os olhos fechados te deixa com cara de criança, e eu sorrio sempre que vejo essa cena.
Gosto do seu jeito carinhoso, mas eu gosto ainda mais quando você tenta ser debochado e faz piada sobre meu jeito “tô nem aí” de ser.
Gosto do quão é atencioso você é. Gosto mais ainda de quando você atentamente me escuta falar sem parar por horas. E sabe o que eu gosto mais que isso? Quando você fala por horas. Adoro quando você se abre comigo. Gosto quando fala do seu dia, do seu chefe, da sua cachorra ou dos teus planos futuros.
Eu gosto até de te ouvir falar sobre seu amor não correspondido. Gosto de saber do quanto você se dispôs a lutar por ela, é bonito. Gosto da sua sinceridade. Gosto do carinho que você tem pela sua ex. Gosto da saudade que você sente das suas duas lindas estrelas. Gosto de te consolar por isso. Gosto do seu abraço, e preciso admitir, me sinto estranhamente bem quando acordo em seus braços. Gosto do teu beijo, é intenso como meu. Dizem os astros que é uma boa combinação. Gosto do teu jeito moleque, e gosto mais ainda de quando sua maturidade supera sua idade. Gosto do teu cheiro, gosto tanto que usei a blusa que você estava na balada naquele sábado divertido por quatro dias seguidos só pra sentir seu cheiro na hora de dormir. Gosto da nossa amizade, e sou completamente fascinada pela nossa sintonia. Gosto da saudade que sinto de ti, tenho a sensação que é recíproca. Gosto do fato de você gostar do céu, isso me faz lembrar de ti sempre que vejo uma estrela. Eu gosto de sorrir para as estrelas, elas sempre sorriem de volta, e eu juro, consigo ver teu sorriso naquela luz brilhante no céu escuro. Isso faz com que eu sinta você pertinho de mim. Gosto de você, gosto tanto que nem sei dizer quanto, mas gosto especialmente de nós. Nossa amizade, nossa cumplicidade, nossa lealdade, nossos corpos tão grudados que quase sinto tua alma encontrando a minha. Gosto do singular, mas o nosso plural me encanta, me desmancha, são três letras e meu corpo já estremece: nós. Gosto de nós!

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento

Hoje eu só queria a leveza de um gostar simples. Um gostar daqueles que acalma a alma.
Eu queria você. E nossa sinceridade. Sem esses joguinhos chatos que as pessoas costumam usar nos dias de hoje. Inclusive – como diz Ana Jácomo – “essa tua intensidade toda em tempo de ternura minguada”, é algo que me fascina. As mensagens respondidas instantaneamente, sem se preocupar se eu vou achar que você respondeu rápido demais ou não, isso é tão bom. É porque você sabe, eu gosto de atenção, de sintonia, de conversas que não terminam. E quanto mais eu tenho, mas eu dou. Reciprocidade é uma das minhas palavras favoritas.
E é isso que eu queria hoje, a reciprocidade que você me proporciona. Queria esse teu sorriso correspondendo o meu. Aliás, você tem um sorriso que abraça, já te falei isso? Senão, fique sabendo, seu sorriso abraça e seu abraço é casa. Teu olhar brilhante e intenso, tua gargalhada contagiante.
Era disso que eu precisava hoje.
Ontem eu senti sua falta, tive uma tarde divertida num lugar que traz mansidão e paz de espírito, e sabe, isso até amenizou a saudade que estava sentido. Estar lá foi quase a mesma coisa que estar dentro do teu abraço, que traz exatamente a mesma sensação: Leveza. Acabei de descobrir, essa é mais uma das minhas palavras favoritas.
Quase perdi minha linha de raciocínio imaginando o quanto seria bom ter tido você lá comigo ontem.
Mas vamos voltar, a noite foi difícil, aconteceram coisas ruins. Eu chorei até soluçar e fiquei sem chão por alguns minutos. E senti falta de você, precisava do seu consolo. Mas tudo bem, eu tentei pensar no quanto você estava se divertindo, e imaginar esse sorriso largo e espontâneo já acalmou meu coração. Afinal, tua felicidade é a minha.
Mas hoje, hoje eu realmente precisava de você. Sentar e olhar a paisagem, quem sabe iríamos ver o mar, e junto com o barulho das ondas, escutar teu silêncio. Esse silêncio que não nos constrange, porque mesmo sem palavras, a gente se entende.
Eu queria “escrever até decompor e chorar até recompor”, mas queria você ali, pertinho. Só para eu te olhar. Não que eu precise te ver pra me sentir inspirada. Você vive dizendo que sou uma grande esquecida, mas a memória fotográfica quando se trata de nós, essa funciona bem. Parece que meu cérebro sabe que eu gosto de fazer um filme com uma coleção de sorrisos seus, e que eu revejo esse filme mentalmente todas as vezes que preciso de inspiração para escrever.
Eu gosto da nossa adrenalina, do jeito que a gente quase pega fogo quando estamos a sós. Gosto da intensidade do beijo, do pulso firme segurando meu cabelo. Da forma meio selvagem que você olha, antes de me devorar por inteiro. Mas hoje eu precisava da tua calmaria. Hoje eu queria que você me fizesse aquele carinho que alcança meu interior.
Precisava de uma dose de você.
Hoje eu queria nós.
Enrolados, enlaçados, tão perto que, quando eu fechasse os olhos, você quem adormeceria.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

“Renata,
Do latim Renatus,

Que significa renascer
E só quem não a conhece é capaz de dizer,
Que esse dom ela não há de ter.

Não há como contradizer
A cada amanhecer,
Renata tem o dom de reviver.
É feito a fênix que vem das cinzas ressurgir
Renata até quando não quer consegue para a vida emergir.

Renata é de uma beleza singular
Tem um sorriso espontâneo que é capaz de encantar.
E quer saber de uma verdade?
Ela é toda autenticidade.
Doa a quem doer
Ela é só sinceridade.

Mas eis aqui um alerta:
Se ela se aborrecer
Sai de baixo, meu amigo, o chão vai estremecer.
Mas uma certeza eu tenho,
O coração bom ela nunca vai deixar de ter.

Dia desses conheci Renata
E venho dizer que sou muito grata
Pois foi um prazer conhecer
E ouso dizer
Que em sua vida quero permanecer

Ao universo eu faço uma prece
Que Renata continue a viver
E que ela possa sempre florescer
Nos trazendo a alegria
Com toda essa energia
Que apenas num olhar, por inteiro me contagia.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento

Desigualdade
Essa é nossa realidade
Graças ao capitalismo
Que está nos levando ao abismo
Pessoas marginalizadas
Aquelas que ficaram “à margem”, desprezadas
Eu fico aterrorizada
Como a sociedade está materializada
E pelo governo a desigualdade social é minimizada.

Me assusto quando ligo a televisão
Tenho a sensação que a minha luta é em vão
Fome, miséria, falta de educação
Sempre a mesma informação
Como um país tão rico,
É subdesenvolvido?
Isso é falta equilíbrio.

O cenário proletário é precário
Pelo senado tu é feito de otário
Precisamos de um governo igualitário
Mas por enquanto isso tá só no nosso imaginário.

E diante de todo caos
Ainda há esperança,
No sorriso da criança.
Com a promessa de um mundo melhor
Eu tento esquecer o pior.
E com a minha arte eu propago o amor
Lutando contra toda dor,
Sentida pelo pai, como o meu, pobre e trabalhador
Que se dedica para que o filho não deixe de ser um sonhador.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Eu gosto de você.
Gosto do quanto você gosta do meu coque bagunçado. Gosto mais ainda quando você imita ele.
Gosto do formato da sua boca, gosto especialmente quando você está dormindo, a combinação dos seus lábios com os olhos fechados te deixa com cara de criança, e eu sorri quando vi essa cena, assumo que fiquei admirando por alguns instantes.
Gosto de te ver cozinhando, você fica sexy na cozinha. Gosto quando se empolga ouvindo uma música que gosta muito e fecha os olhos tocando sua bateria imaginária. Gosto do teu gosto musical. Gosto da sua boca, mas gosto MUITO do seu nariz, acho um tanto quanto charmoso.
Gosto do seu jeito espontâneo, e gosto mais ainda da mistura da espontaneidade com seu jeito carinhoso, meu coração até bate mais forte com teus carinhos repentinos.
Gosto do quão atencioso você é. Gosto mais ainda quando você atentamente me escuta falar sem parar por horas. E sabe o que eu gosto mais que isso? Quando você fala por horas. Adoro quando você se abre comigo. Gosto quando fala do seu dia, do seu passado, dos teus amigos.
Eu gosto até de te ouvir falar sobre o seu amor mais recente. Gosto de saber do quanto você se dispôs a lutar por ela, é bonito. Gosto da sua sinceridade. Gosto até da saudade que você sente dela. Gosto de te consolar por isso. Gosto do seu abraço, e preciso admitir, me senti estranhamente bem acordando em teus braços. Gosto do teu beijo, é quase tão intenso quanto o meu, dizem os astros que é uma boa combinação. Gosto da forma que você me segura pela cintura. Gosto dos teus olhos, gosto mais ainda quando você me olha fixamente. Gosto do teu jeito moleque, e gosto ainda mais quando sua maturidade supera sua idade. Gosto do teu cheiro, gosto mais ainda quando chego em casa e percebo que ele ficou em mim. Gosto dos teus amigos, gosto mais ainda dos nossos amigos em comum. Gosto da nossa amizade, e sou completamente fascinada pela nossa sintonia. Gosto da saudade que sinto de ti, tenho a sensação que é recíproca. Gosto de você, gosto tanto que nem sei dizer quanto, mas gosto carinhosamente de nós. Nossa amizade, nossa intimidade, nossa cumplicidade, essa nossa sintonia surreal, nossos corpos tão grudados que quase sinto tua alma encontrando a minha. Sempre gostei do singular, mas o nosso plural me encanta, me desmancha... são três letras e meu corpo já estremece inteiro: n-ó-s. Gosto de nós!

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento

Dia desses conheci um alguém tão bonito
Que até me causou aflito.
Olhos pequenos,
Sorriso largo,
E olhar apertado.
Tão charmoso que eu não me cansava de admirar.
Cabelos negros, com fios macios, daqueles que a mão não cansa de acarinhar.
Corpo sem aquela definição exemplar,
Mas que me fez sentir aconchegada ao deitar.
Um jeito tímido de conversar,
Mas que desenvolve bem ao falar.
Admirei até seu caminhar,
E como seus olhos brilham ao gargalhar.
Ele é alguém que consegue encantar
E que te faz ter vontade de nunca mais soltar
Mas o que realmente me fez apaixonar
Foi a essência que consegui enxergar
E um coração tão lindo que chega a invejar.
Espero na vida dele continuar
Como borboleta que vem suavemente em teu ombro pousar
Que ele escolha livremente da minha vida participar.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Numa noite despretensiosa
Eis que surge uma surpresa daquelas preciosas.
Ainda não compreendi como aquele rapaz,
Me encantou de forma tão fugaz.
Ele veio acompanhado de um lindo sotaque
Que eu considero um destaque.
Ele me disse que não tem coração,
E ainda sim me faz sentir um turbilhão de emoção.

Tivemos um diálogo interessante e descontraído,
Só não era mais atraente que aquele sorriso.
Me lembro do beijo em meu pescoço
Causou dentro de mim um alvoroço.
E sua voz no cantando ao pé do meu ouvido
De um jeito bem atrevido
Aquilo mexeu comigo.

Pode parecer exagero,
Mas saiba você me desmancha por inteiro.
A forma que você me olha,
De um jeito que quase me devora
Me faz querer-te na aurora
E até quando o Sol vai embora.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho

Li um texto esses dias que falava sobre essa música do peninha, e refleti bastante a respeito.
Chego à conclusão que de muitas definições que o amor possui, cuidado é, uma das mais evidentes.
Dia desses eu fiquei chateada com um amigo muito próximo, porque eu contei pra ele que meu pai estava no hospital e que eu estava preocupada. Ele, por sua vez, depois de dias ao longo das nossas conversas não me questionou em momento nenhum como estava a situação, se as coisas haviam se resolvido ou não.
Ah! Talvez pareça bobagem pra alguns. Mas é que pelo amor que declaramos um para o outro frequentemente, eu no lugar dele, certamente estaria extremamente preocupada. Porque a dor dele é minha também, assim como as conquistas e alegrias.
Se importar com o bem-estar do outro, e aqui falo sobre sentimento genuíno, seja de relações conjugais ou não, é uma das demonstrações de afeto mais sinceras.
Quando a gente gosta, não tem jeito. Pode até ser que não declaremos o sentimento com palavras (algumas pessoas tem realmente essa dificuldade), mas são nas atitudes, no cuidado com o outro que nos damos conta do quão importante somos.
Quando a gente gosta, a gente se importa. Se importa com a temperatura que diminuiu, o tempo fechou, e será que para o trabalho o agasalho ele levou?
A gente se importa com o resfriado, com o pulmão congestionado. Será que ele tem se alimentado?
Quando a gente gosta a gente que saber como as coisas estão, a gente pergunta como vão os estudos, o trabalho e os planos para o futuro.
Quando a gente gosta desejamos coisas boas. Uma mensagem de bom dia, um abraço carinhoso. A gente ouve sobre os problemas, os medos e as alegrias. A gente escuta o desabafo, seca as lágrimas e permanece ali, fisicamente ou não. As vezes só com um olhar acolhedor, um abraço silencioso, mas permanecemos ali. E vibramos com o outro por cada um desses detalhes.
Quando a gente gosta, não há distância, nem rotina cansativa ou falta de tempo. O Afeto sempre gera cuidado!
Podem haver mil impeditivos, mas é simples assim: quando a gente gosta é claro que a gente cuida.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento

É hora de ir embora

Eu queria ficar, juro. Queria fazer parte da tua rotina, do teu dia-a-dia, dos teus momentos de carinho e daqueles de estresse também. Queria que você somasse sua felicidade com a minha, e assim, transbordaríamos sorrisos por aí.
E eu tentei, você sabe que eu tentei.
Mas é que sou intensa demais, me dedico demais, me preocupo demais.
Me importo com você, com a sua família, com seus problemas e até com a sua cachorra.
E não quero dizer que você está errado em não ser, mas é que reciprocidade é algo importante demais pra mim. E ela precisa acontecer de forma espontânea. Corresponder o afeto, a preocupação, os beijos, os sorrisos. Isso me importa. Logo, se todo esse turbilhão de sentimento que você causou em mim não é recíproco, não faz sentido nenhum eu continuar me esforçando para me manter na sua vida, entende?
E por favor, me entenda, eu não estou dizendo que é necessário que tenhamos um relacionamento sério e nem nada assim. Minha única exigência é reciprocidade. Não quero que seja romântico como eu, carinhoso como eu, quero que seja você, mas que tenha reação as minhas atitudes, me agradando ou não.
Eu preciso conter minhas emoções do teu lado, tenho medo de demonstrar demais e você se assustar, como já te assustei outras vezes. Você é contido demais, já eu, escancaro sentimentos. Isso causa um conflito interior que eu não sei lidar.
Então, ainda que eu seja fascinada pelos teus olhos, apaixonada pelo teu sorriso e derretida pelo sonho de ter nossa casa no interior, com o balanço que você prometeu que teríamos no quintal, penso que ainda não seja nosso momento. Talvez a gente se reencontre, ou não. Mas sigo feliz pelo nosso encontro nesse universo. Você chegou como tempestade na minha vida, mas me trouxe calmaria. Me revirou no avesso, acelerou as batidas do meu coração, você me fez sentir de novo o que eu já não sentia mais. E por isso, sou grata. Grata por me fazer sentir de novo!
Mas agora, é hora de ir embora, da tua rotina, da tua casa, da tua cama. Mas não da tua vida.

Carvalho, J.
Inserida por jskcarvalho
1 compartilhamento