A Sensibilidade de uma Criança

Cerca de 12 frases e pensamentos: A Sensibilidade de uma Criança

Um brinde cheio de entusiasmo e sensibilidade com aquele brilho nos olhos de criança, descobrindo o mundo por todos os bons sentimentos que fazem bem à alma. Um brinde exatamente àquelas emoções mágicas que nos tornam melhores. Um brinde à beleza de ser um eterno aprendiz.

Giovanni Dulor Chagas

Crianças, quando ouvidas, entendidas e valorizadas, carregam uma sabedoria ímpar, uma sensibilidade única e uma poesia desconcertante. São capazes de tirar sorrisos de onde aparentemente só existem cansaço e dor. Não desconfiam do tempo, das tristezas, do caos diário. Vivem num mundo à parte e por isso nos iluminam com sua espontaneidade surpreendente e habilidosa.
A poesia escorrerá através do tempo, indo embora na velocidade com que chegará o amadurecimento.
Vamos comemorar a independência, o sucesso e o fim das desobediências, mas nada substituirá a alegria latente de ter um garotinho em casa, um ser movido a sonhos e fantasias, que povoava nossos dias de alegria _ feito vestido laranja com bolinhas vermelhas...

Fabíola Simões
Inserida por fabiolasimoes

Toda minha vida fui somente para mim, uma criança respondona, quase meiga, onde a sensibilidade era um ponto de vista.

Camila Bill
Inserida por camilabill

Eu quero em mim, a sensibilidade de uma criança, a loucura dos poetas e a coragem dos heróis.

Nataly Celina
Inserida por NatalyCelina

Feliz daquele que tem
crianças e cachorros
em sua vida!!!
Nota-se pela sensibilidade
no tratamento com as
pessoas as seu redor!!!
(Sueli E. Santo)

Sueli E. Santo
Inserida por Sueliespiritosanto

O carinho e o cuidado com os animais,e o mesmo que devemos ter com as criancas..com sensibilidade...com atencao...com delicadeza...com amor!

Berenice Pasin
Inserida por berepasin

Todos fomos criança mas poucos trazem no coração a pureza e a sensibilidade que possuíam; outros cresceram apenas no tamanho e vivem praticando criancices, imprudências e até monstruosidades.

Elias Torres
Inserida por EliasTorres

Crianças, quando ouvidas, entendidas e valorizadas, carregam uma sabedoria ímpar, uma sensibilidade única e uma poesia desconcertante. São capazes de tirar sorrisos de onde aparentemente só existem cansaço e dor. Não desconfiam do tempo, das tristezas, do caos diário. Vivem num mundo à parte e por isso nos iluminam com sua espontaneidade surpreendente e habilidosa.A poesia escorrerá através do tempo, indo embora na velocidade com que chegará o amadurecimento.Vamos comemorar a independência, o sucesso e o fim das desobediências, mas nada substituirá a alegria latente de ter um garotinho em casa, um ser movido a sonhos e fantasias, que povoava nossos dias de alegria _ feito vestido laranja com bolinhas vermelhas...

Fabíola Simões
Inserida por katiacristinaamaro

A sensibilidade de uma criança deveria servir de exemplo aos adultos reféns do tempo.

Lahire da Luz
Inserida por Gilrefatti

O Choro do homem e o espírito de uma criança!
A Sensibilidade e o Amor, muitas vezes nos faz chorar,
Chorar pela perda de um ente querido,
Chorar por um amor perdido,
Chorar por ter um sonho realizado,
Chorar pelo sofrimento de um amigo,
Chorar pela emoção de ver seu trabalho reconhecido.
Enfim, quando choramos, estamos demonstrando, que acima de tudo,
temos um coração sensível e o espírito de uma criança!
Um bom dia para todos! Amo vocês! Wallace Barbosa O Poeta do Povo!

Wallace Barbosa
Inserida por WallaceBarbosa

"As crianças dispõem de uma inestimável sensibilidade para tudo que é profundo ou elevado, na imaginação ou no sentimento, desde que seja também simples. Somente o artificial e hermético as confunde."

Nathaniel Hawthorne
Inserida por LEandRO_ALissON

Escrevo e divago, e tudo isto parece-me que foi uma realidade. Tenho a sensibilidade tão à flor da imaginação que quase choro com isto, e sou outra vez a criança feliz que nunca fui, e as alamedas e os brinquedos, e apenas, no fim de tudo, a supérflua realidade da Vida...

(Fonte: PESSOA, Fernando. In “Correspondência (1905-1922)”, Lisboa: Assírio & Alvim, 1999, p.150. / Fonte: Templo Cultural Delfos)

Fernando Pessoa
Inserida por portalraizes