A Folha de Outono

Cerca de 374 frases e pensamentos: A Folha de Outono

O outono chegou e trouxe amor...
Suavemente nos tocou...
Folhas leve...
Vento leve...
Leve tudo que não preciso.

Cibely Dinnyz

meus pensamentos são folhas de outono
que cai como morte de tantos sonhos,
olhando a chuva cair penso nesses dias
que são passados por um tempo,
a água que cai do céu são lagrimas
que secaram diante o diluvio profundo,
tento me esquecer dessa vida, mas,
a vida esta cheia de magoas...
dos quais vento deixo, com fel do destino
retrato cada momento, cada segundo,
para nunca mais seja semelhante,
bem assim diria nas trevas angustiante,
então amanhece como céu cheio de esperança,
desatino no relato pois nada é bom de ser
bom ao mesmo dentro de uma tempestade,
as horas passam diante extremo tempo
a seca de minha entranhas somente
um alivio do titubear de um canto
do trovão que grita na escuridão da minha mente,
não á retalhos de sentimento que cubra
o tremor do sentido cheio de sensações,
bem qual acordo todos dias entre
as librinas são clamor do coração
nas brumas vegetam sobre coisas
que se passaram simplesmente em desejos
se consumaram em gostas de orvalho
assim minhas lagrimas se deram outro nome,
para tenha outra estação com frio e angustias.
por Celso Roberto Nadilo
natureza de minha alma

Celso Roberto Nadilo
1 compartilhamento

Outono
O amor chegou como a brisa do outono.... O cheiro doce das folhas que caem sem descanso,teu olhar me trouxe refúgio teu toque o recanto de um lugar distante como aurora radiante.Teu sorriso é meu abrigo.teu olhar me traz sinais ao qual descanso tranquilo pois você esta comigo. Antes que eu me esqueça ou o poema se acabe,quero dizer que não vivo sem você pois é meu sorriso,te amarei de janeiro a janeiro,de inverno a outono saiba que sem ti não sou completo mas contigo me sinto pleno..... Rayanne Shenayder Poema pronto Emoticon grin byAlmeida Jefferson

Jefferson Helton da Silva Almeida

Neste final de outono
avisto ainda nas árvores
algumas folhas
craquelentas
amarelentas
virulentas
Que resistem ao tempo
não se deixam ir...
Assim são algumas pessoas
insistem na mesmice
na criancice
na chatice
Fincam pé no que são
rejeitam a renovação
desdenham a estação...
É preciso aceitar o rodízio da vida
trilhar outro caminho
receber o desalinho
sair do pergaminho...

mel - ((*_*))

melanialudwig

Eis que um novo tempo se aproxima, e no passado o vento ainda varre as folhas de outono num chão onde deixei marcas das pisadas de meus pés e que ainda estão cicatrizando dos ferimentos de espinhos em tempos de outrora onde observava no recôndito de minha existência Aquele que em silêncio de seu sofrimento percorria aos sons estridentes de risadas e chibatadas o caminho da Luz e da Salvação.

Lu Lena

PASSANDO A LIMPO...

Ela escreveu o seu passado na folha do outono.
Deixou-o secar...
E quebrou-o em pedacinhos de raios de sol.

Karla Mello

OUTONO ELEITORAL

O VENTO SOPRA FRIO
E AS FOLHAS CAEM
NA RUA E NO MEIO-FIO,
O CHÃO CINZA SE ESVAI.

Daniel Brito

Transmutação

Outono, amarelo, vermelho e marron
Alameda, passarela enfeitada tapete folhal...
Presagia a alma em tons...maturidade
A natureza diz:- Dá um tempo!
Caem as folhas, dormes as árvores.
Logo...Logo...vem a transformação...
Escute a natureza com atenção

Dê a vida uma oportunidade, seja feliz de verdade,
Escute o seu coração e viva com qualidade...
Deixe ir embora a ansiedade, sinta a emoção fluir
Sossegue a mente, deixe a mágua sair...
Chega o inverso
Ao nascer do dia, gotas de orvalho molham a janela
Céu cinzento, brisa fria, momento de solidão...
A casa silente a alma ausente...A dor presente!
No limite do corpo, sofrimento, tristeza, desolação...
Dormem as flores, pássaros e borboletas.
Incolor é o trilhar. Pense!... Vale apena teimar?
Pare para refletir!... Momento de atenção!
A vida exausta requer transformação...Aceitação...

Despertam verdes as folhas brilhantes, saltitantes...
Sob a terra frutos em preparação - renovação
Saudáveis vestem-se árvores, aprontam-se os jardins
E ao eclodir as flores colorindo a vida, volta sorrir a alegria
Cantam os pássaros em uníssono num louvor de gratidão
Venha todos! Chegou a primavera com todo o seu esplendor!
Viva! Viva o amor!

Nasceu o sol com todo fulgor...
Claras manhãns, ternura, delicadeza e amizade.
O vento caminha perspassando as nuvens apagando as culpas
curando as dores. Para ser feliz só precisa ter disposição!
Não tenha medo!
Animo! Seja luz!...
O sol, queima os miasmas!
Deixe fluir as emoções...
Vitória anunciada! Renascimento...
A luz do sol inunda de aconchego e calor na beleza da ternura,
vencendo a grandiosidade da alma espandindo amor.
Na leveza se comunica o sorriso da felicidade,
a cada amanhecer, para com a alegria viver!
Na firme vontade de fazer a vida acontecer.
Caminhado com segurança para eternidade...
De estação em estação, tudo se transforma!.
Venceu a alma...Transmutação!
Este é o fantástico espírito do verão!!!!

@Vera Lúcia de Oliveira
(Stellamaris)
10/05/2008
14:00

Vera Lucia de Oliveira
1 compartilhamento

Outono

Assim como as folhas secas caem.
Eu tambem já cai e me ralei.
Elas caem tristes e o vento leva sua poesia longe.
Eu poço levantar para onde o vento sopra, buscar.

Na minha vida me dedico a elas.
São lindas em vida, continuam lindas mortas.
Já vi em outro lugar e concordei, vivas são poeticas.
Assim como Cazuza depois de morto lembrado foi.

Um trabalho leva uma vida.
E assim como as folhas já cairam.
Terão outras, as mesmas que iram nascer no mesmo lugar.
E é por isso que depois de cair vou levantar.

Não sou folha, depois de morto estarei acabado.
Tenho medo de não renascer ou reencarnar.
Por isso de nada dessa vida eu desisto.
Sei que tudo consigo se meu tudo tem fé.

Errado não é cair.
Certo é levantar.
Triste não é sonhar.
Felicidade é realizar.

André Leonardo Arruda

Verbo


Para Monsenhor Juvenal Arduini.
Uberaba, MG, primavera de 1998.
Folhas de Outono, 2001.


O verbo é a essência.
O homem é o pote.
A oração é a mensagem.
O verbo, a prece.
Todas as coisas giram ao seu redor.
Sozinho, ele não é nada.
Como eu, tu e ele,
Todos dependemos do nós.
E dos nós que desatamos...

Jodhi Segall

Caminhar com folhas de outono no chão...
Fins te tarde no portão...
Anoitecer em tuas mãos...
Flutuar de amor e paixão...
Adormecer com emoção...
Te amar sem limitação...
Ser amada sem dimensão...

Camila Senna

Haikai 1

Folhas coloridas,
voam ao sabor do vento:
outono chegou

Raquel Crusoé Loures de Macedo Meira

Queima de Arquivo

Sonhamos ser como folhas
Se desprendendo das árvores no outono
Ser autônomos. Voar como aves
Traga-me um par de óculos enquanto leio em voz alta
Sinta o cheiro suave te envolvendo
Enquanto o texto ganha corpo
Palavra voa como um sopro
Vira a corrente te prendendo
Mire o olhar na estante
Retire um livro e descubra uma passagem secreta
No mesmo instante
Num ambiente repleto de víboras
Venenos e plantas carnívoras
Nada é tão fácil quanto parece
Só lhe resta o curto espaço pra última prece
Um garoto te apresenta sua nova morada e desaparece
Acena em sinal de adeus e tudo escurece
Tudo escurece

Aqui fora a história continua
Vai lua vem sol, vai sol vem lua
Isso mais parece dança
Divertido enquanto se é criança
Mesmo lugar e seu frequentador assíduo

Inverdades mais sólidas que absolutas verdades
Deixando se levar e acumulando vaidades
Astúcia, casta nobre e sobrenome
Recrutado pelo mal infame
Confundindo os inimigos
Com o mesmo efeito para os amigos
Sentimentos reprimidos ajudam o opressor a oprimir
Corações que se envolvem comprimir
E o impulso de fazer o que é certo reprimir
Nada é o que aparenta ser
Intenção escondida na sombra do ser
O amor é cego, mas não é mudo
E sussurra ao pé do ouvido
Na entrega... Entrega o segredo e o livro
Pronto!
Uma pasta a menos no arquivo
A dança o levou onde não queria estar
Mesmo destino do seu genitor...
Agora não dá mais pra voltar.

Aqui fora a história continua
Vai lua vem sol, vai sol vem lua
Isso mais parece dança
Divertido enquanto se é criança
Mesmo lugar e seu frequentador assíduo

Conteúdo Paralelo
1 compartilhamento

OUTONO
Entre o amanhecer e entardecer
de Outono
Nos ventos que sopram,
Nas folhas que caem...
O pensamento vagueia
Enquanto um leve sorriso
Tenta ofuscar a saudade.
A noite calmamente se aproxima
A luz da lua, a luz das estrelas
Com a negritude da noite
Entra numa profusão de cores.
A brisa fria toca suavemente a pele
A esperança chega de mansinho
Para bailar com meus sonhos.
Noite adentro... O tempo todo muda
e há um tipo de esperança em cada hora.
Como plumas os pensamentos flutuam
E me levam de encontro comigo mesmo.
Meu silêncio repousa pausadamente
Nas lembranças de um doce momento.

Rose Bona

Somos as gotas de orvalho
Somos as flores do tempo
Somos as folhas do outono
Somos o vale de lágrimas
Somos a doçura do mel
Somos os seres benditos
Somos um rio sem destino
Somos um grito hediondo
Somos a morte das sombras
Somos as lágrimas de alegria
Somos feitos de dor e amor.!

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Lacrimejam-se os olhos, chegou o outono
trazendo a fragilidade do encanto das flores
as folhas caem, desprendendo-se em prantos
é hora de transformação e novos amores!

Robson Ruas

FOLHAS DO OUTONO

Últimas folhas do outono
com suas matizes variadas...
fazem no chão um tapete mágico
que me conduz por lugares inusitados
e feito borboleta...vôo...vôo...vôo...
para voltar na primavera...

mel - ((*_*))

melanialudwig

Outono, uma nova estação.
As arvores perdem as folhas
A chuva cai devagar
De noites silenciosas
Nos leva a sonhos sem par
Não é nem cravo nem rosa
Mas nos convida a amar.
Terê Cordeiro.

tereCordeiro

"É outono, não se prenda as folhas mortas, deixe elas caírem."

Saulo Tavares

E Neste outono pretendo me esbanjar nas folhas caídas do chão, brincar com os galhos secos de árvores que parecem sem vida alguma, soprar junto com o vento frio palavras de conforto e com sorrisos tentarei da melhor maneira, me comunicar em uma língua universal que podemos enfrentar um inverno sem nós frustrarmos com a geleira do tempo, pois de qualquer maneira existe uma primavera á caminho.

Sumaia Sousa