Violência contra a Mulher

Cerca de 66 frases e pensamentos: Violência contra a Mulher

A mulher é violentada toda vez que algo lhe é imposto. É violada em sua individualidade e sua dignidade uma vez que perde o poder de decisão sobre seu corpo.

Que todas as Mulheres, não só hoje mas todos os dias, sejam livres de qualquer violência e que não lhe sejam negados direitos á vida. Que sejam associadas a respeito e dignidade.

FEMINICÍDIO

Amor com violência é doença.
“Em briga de marido e mulher se mete a colher...”.
Denuncie! Ligue – 180, e evite mais um feminicídio.
Esse ódio de morte é sentença.

Cuidado com esse tipo de amor mentiroso, impudico.
Relação muito propagada, melosa; desconfie!
Por detrás de um beijo escandaloso, em público,
O assassino se disfarça em sua efígie.

Ele bate, esmurra, humilha; tem ódio mortal.
Depois, fala que a ama; finge... ela o perdoa...
O homicida não vê a hora de dar o bote fatal.

Ele é desumano e a torna escrava diuturnamente.
Ele obriga ela a cozinhar, lavar, passar e depois a magoa...
Ela não pede ajuda, está só... ele vai matá-la estupidamente.

Quem diz que uma mulher em situação de violência doméstica tem que ser "sábia", "edificar o lar", tem sangue nas mãos.

Neste mundo existem....
mulheres amadas....
violadas na mente,
violentadas na alma,
castradas no corpo,
sem voz..sem liberdade,
acorrentadas em dor,
cansadas, tristes,
desesperadas, mal amadas,
laços atados, em nós de ferro...
mãos geladas e frias, feitas num mundo cruel..!!!

“A culpa da violência contra a mulher é da sociedade machista em que vivemos e da falta de leis mais severas para esses tipos de crime. Mas não podemos deixar de citar os comportamentos inadequados de ambos os sexos que incitam essa prática de crime. Essas condutas inadequadas são frutos da ausência de uma boa formação familiar, educacional e social.”

A Força da Mulher

Mulheres fortes não aceitam serem humilhadas e não se submetem à violência de que tipo for, não aceitam serem atacadas em sua dignidade, na sua moral, não aceitam serem desvalorizadas, maltratadas, subestimadas e desrespeitadas.
Mulheres fortes mostram para que vieram, enfrentando as situações com altivez, com dignidade, com trabalho, com competência, com perspicácia, com inteligência, com ousadia e com persistência.
Mulheres fortes não aceitam um relacionamento pela metade. Não se sucumbem à carência afetiva ou a situações que não demonstrem a existência de amor, cumplicidade, respeito, valorização e união.
Sejamos fortes, demonstrando a todos o poder que emana em cada uma de nós.
Exigimos respeito, dignificação, igualdade de direitos e valorização da nossa sublime condição de mulher.
Como idealista e com a conscientização de todos, creio firmemente que chegará o dia em que homens e mulheres caminharão lado a lado na busca de um mesmo ideal, com respeito, união e admiração, vivendo em harmonia e na plenitude da paz.

"Não à violência contra as mulheres

Todas as mulheres devem saber os tipos de violência contra a mulher existentes e se estiverem nessas condições não devem ter medo. Devem denunciar.
A carência afetiva é um fator relevante que prepondera em um relacionamento abusivo.
As mulheres devem ter autoestima elevada e não devem aceitar serem desrespeitadas, humilhadas ou menosprezadas.
As violências psicológica e a patrimonial são sutis e se concretizam de modo silencioso, perverso e degradante.
Mulher forte emocionalmente não aceita violência.
Diga NÃO à Violência contra as Mulheres.".

Mulher foi criada por Deus para ser companheira do homem,não para ser pisada,maltratada,violentada,surrada!
Mulher é obra-prima é delicada,abençoada e por Deus foi contemplada para gerar uma criança abençoada! A mulher é forte guerreira,valente e não precisa do homem ser dependente!
Mulher você não precisa ficar com um homem para ser humilhada!Levanta a cabeça e segue sua estrada!Porque com Deus ao seu lado não vai te faltar nada!

A Lei Maria da Penha não consegue prevenir, punir e erradicar totalmente a violência contra a mulher, porque a Lei do Pecado continua dando cobertura aos seus agressores.

A violência é uma constante na vida das mulheres no capitalismo.

Nenhuma mulher mais
independente da cor
ficará calada
enquanto houver outras
violentadas

violeta é a cor
que marca a luta
de resistência ao roxo
que ocê deixou

A violência contra a mulher sempre ocorreu em todos os níveis sociais.
Maria Madeiro
Livro -As Mulheres Invisíveis

Ao mesmo valor que o homem tem a violência... A mulher tem ao amor... Tem a rosa e a feminilidade incumbindo à serenidade buscada pela paz...
Ó homens que pensam em ferir! Dar-ser o momento hereditário para que não tenha o tempo inválido sem sorrisos ou arrependimento...
Ah mulher és a esperança com o teu cheiro, teu perfume... Carregando em teu ventre a esperança da paz... Do amor para tanto acabar com a dor...

Em tempos de violência urbana, homens e mulheres que saem de casa para ganhar o pão querem voltar para casa com o pão e com vida.

De todos os atos de covardia a violência contra a mulher reduz o indivíduo ao mais baixo dos seres!

As mulheres são muito mais violentas do que os homens. - quando elas querem.

O orgulho não foi feito para o homem, nem a ira violenta para os nascidos de mulher.



(Eclesiástico 10,18)

"Mulheres, fiquem atentas à violência psicológica!!!

Isolamento do convívio social, manipulações, silêncio e ofensas aparentemente sutis são formas de violência psicológica contra a mulher.
A violência, na maioria das vezes, tem início pela violência psicológica, aliada à violência patrimonial e moral, tomando força para a violência física.
Pode se iniciar como se a mulher tivesse algum problema que a faça se afastar das pessoas, pois, para o agressor, as pessoas poderão alertar a vítima da violência que está sofrendo.
A vítima passa a "viver por ele e para ele", deixando de lado a sua vida profissional e pessoal.
A mulher começa a se anular achando que está preservando o relacionamento.
Solitária, a mulher fica com a sua autoestima baixa, há um declínio na parte emocional podendo levar a vários problemas físicos e, inclusive, à depressão e fica sem forças para reagir.
Começa a se sentir culpada e o agressor a manipula e também às situações, podendo dar início à prática de agressões físicas.
Percebendo essa prática, rompa o relacionamento abusivo, denuncie, recorra a um profissional para resgatar a autoestima, para se fortalecer e reconstrua a vida com força, coragem, determinação e fé.'.

⁠Numa sociedade machista, independentemente do tipo de violência que a mulher sofra, sempre irão cupabiliza-la, seja de forma indireta ou não, pelo crime ocorrido. É preciso rever conceitos. Se abrirmos o dicionário, o mais básico dos livros, veremos que violência é um ato cruel e constrangedor no qual existem dois lados de uma moeda : a vítima e o agressor. E vítima é quem sofre a violência e não quem a provoca, a pratica e a impõe ao outro. Um país que não tem ciência nem do próprio significado da palavra Violência e toda questão social trazida por ela nunca saberá, também, o que é justiça.
Nunca aceitará a importância do feminismo.